domingo, 2 de agosto de 2015

STOCK CAR


Marcos Gomes e Sérgio Jimenez vencem em Curitiba em etapa que teve um acidente assustador.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na primeira corrida do final de semana no anel externo do Autódromo de Curitiba Marcos Gomes foi o vencedor em prova marcada por um acidente brutal na reta principal que assustou pilotos e equipes. Thiago Camilo quando estava na segunda colocação perdeu potência do seu carro subitamente na entrada da reta principal, infelizmente nenhum fiscal de pista acionou a bandeira amarela, apesar de Thiago tirar um pouco o seu carro do traçado os pilotos que vinham atrás dele e brigando por posições não perceberam o carro de Camilo. Rafa Matos da equipe Schin Racing Team ainda desviou em cima da hora, mas atingiu o carro de Camilo. Felipe Fraga da Voxx Racing Team bateu a toda velocidade em cheio na traseira do carro de Thiago Camilo, felizmente os pilotos não sofreram lesões graves. Foi uma falha grotesca da direção de prova que vendo um carro lento na reta principal da pista não acionou uma bandeira amarela o que obrigaria os pilotos a diminuirem a velocidade na reta. Marcos Gomes que largou na pole position só perdeu a posição durante a parada nos boxes para Allam Khodair, mas retomou quando Khodair entrou para a sua troca. Daniel Serra completou o pódio da primeira corrida chegando em 3°. Na segunda corrida Sérgio Jimenez da equipe C2 Team largou na pole position e venceu de ponta a ponta, Júlio Campos chegou em 2° e Diego Nunes fechou o pódio. O bom piloto holandês Laurens Vanthoor correu como convidado substituto do suspenso Cacá Bueno, ele não foi bem chegando em 21° na primeira corrida e em 24° na segunda.  


















STOCK CAR, 6° ETAPA - CURITIBA - 1° CORRIDA
1.(#80) Marcos Gomes, Voxx Racing Team - 25 voltas (37:03.8)
2.(#18) Allam Khodair, Full Time Sports - +1.581
3.(#29) Daniel Serra, Red Bull Racing - +2.725
4.(#51) Átila Abreu, AMG Motorsport - +3.713
5.(#90) Ricardo Maurício, Eurofarma RC - +5.146
6.(#10) Ricardo Zonta, Shell Racing - +5.564
7.(#28) Galid OSman, Ipiranga-RCM - +5.895
8.(#70) Diego Nunes, Vogel Motorsport - +6.174
9.(#65) Max Wilson, Eurofarma RC - +6.831
10.(#111) Rubens Barrichello, Full Time Sports - +7.355
11.(#73) Sérgio Jimenez, C2 Team - +7.933
12.(#4) Júlio Campos, Prati-Donaduzzi - +8.294
13.(#12) Lucas Foresti, AMG Motorsport - +9.219
14.(#1) Antonio Pizzonia, Prati-Donaduzzi - +9.939
15.(#74) Popó Bueno, Cavaleiro Racing Sports - +12.688
16.(#8) Rafael Suzuki, RZ Motorsport - +13.489
17.(#14) Luciano Burti, RZ Motorsport - +17.067
18.(#26) Raphael Abbate, Hot Car Competições - +17.423
19.(#9) Gustavo Lima, ProGP - +18.690
20.(#25) Tuka Rocha, União Química Racing - +1 volta
21.(#91) Laurens Vanthoor, Red Bull Racing - +2 voltas
22.(#46) Vítor Genz, Boettger Competições - +3 voltas
23.(#5) Denis Navarro, Vogel Motorsport - +5 voltas
24.(#11) César Ramos, Cavaleiro Racing Sports - +5 voltas
25.(#83) Gabriel Casagrande, C2 Team - +11 voltas
26.(#3) Bia Figueiredo, União Química Racing - +17 voltas
27.(#21) Thiago Camilo, Ipiranga-RCM - acidente
28.(#2) Rafa Matos, Schin Racing Team - acidente
29.(#88) Felipe Fraga, Voxx Racing Team - acidente
30.(#110) Felipe Lapenna, Schinn Racing Team - acidente
31.(#72) Fábio Fogaça, Hot Car Competições - acidente
STOCK CAR, 6° ETAPA - CURITIBA - 2° CORRIDA
1.(#73) Sérgio Jimenez, C2 Team - 20 voltas (27:09.3)
2.(#4) Júlio Campos, Prati-Donaduzzi - +1.406
3.(#70) Diego Nunes, Vogel Motorsport - +4.103
4.(#29) Daniel Serra, Red Bull Racing - +4.879
5.(#90) Ricardo Maurício, Eurofarma RC - +10.134
6.(#80) Marcos Gomes, Voxx Racing Team - +10.800
7.(#65) Max Wilson, Eurofarma RC - +11.244
8.(#83) Gabriel Casagrande, C2 Team - +15.134
9.(#111) Rubens Barrichello, Full Time Sports - +21.070
10.(#1) Antonio Pizzonia, Prati-Donaduzzi - +21.399
11.(#25) Tuka Rocha, União Química Racing - +26.540
12.(#8) Rafael Suzuki, RZ Motorsport - +30.943
13.(#46) Vítor Genz, Boettger Competições - +30.973
14.(#14) Luciano Burti, RZ Motorsport - +34.455
15.(#26) Raphael Abbate, Hot Car Competições - +34.640
16.(#12) Lucas Foresti, AMG Motorsport - +1 volta
17.(#28) Galid Osman, Ipiranga-RCM - +1 volta
18.(#74) Popó Bueno, Cavaleiro Racing Sports - +1 volta
19.(#10) Ricardo Zonta, Shell Racing - +5 voltas
20.(#18) Allam Khodair, Full Time Sports - +6 voltas
21.(#51) Átila Abreu, AMG Motorsport - +7 voltas
22.(#5) Denis Navarro, Vogel Motorsport - +7 voltas
23.(#9) Gustavo Lima, ProGP - +9 voltas
24.(#91) Laurens Vanthoor, Red Bull Racing - +12 voltas
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------Stock Car 2015 

domingo, 26 de julho de 2015

FÓRMULA 1



Sebastian Vettel vence em Hungaroring e quebra a sequência da Mercedes.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na largada Sebastian Vettel largando da P3 pulou na frente e na primeira curva superando as duas Mercedes assumiu a liderança da corrida. O seu companheiro de equipe Kimi Räikkonen tambem fez uma excelente largada e assumiu a 2° colocação. Para Lewis Hamilton o estrago foi maior ainda, ele acabou tambem sendo superado na largada pelo seu companheiro de equipe Nico Rosberg. Após dominar amplamente os treinos livres e o de classificação subitamente os carros da Mercedes foram superados pelos carros da Ferrari na largada. Hamilton ainda na primeira volta forçou demais para cima de Rosberg e acabou saindo da pista , ele conseguiu controlar o carro e volar em 10°, tudo isso na primeira volta. Vettel largou muito bem e rapidamente abriu uma vantagem confortável sobre os demais concorrentes. A corrida foi encurtada para 1 volta a menos por causa de Felipe Massa da Williams que alinhou a sua Williams fora de posição no grid de largada. Na metade da corrida Vettel liderava com 8 segundos de vantagem sobre Räikkonen e 11.8 segundos sobre o terceiro colocado Nico Rosberg.  Hamilton começou o seu show particular superando todos que estava a sua frente até chegar na 4° posição. O mmaior desafio para Vettel aconteceu na 42° volta, a asa dianteira da Force India de Nico Hulkenberg simplesmente quebrou e foi para debaixo do seu carro, transformando o piloto em mero passageiro e sem controle do seu carro na reta principal da pista. O carro de Hulkenberg não bateu na Williams de Valtteri Bottas por centimetro e só parou na barreira de proteção de pneus, o piloto saiu ileso do acidente. O carro de segurança virtual foi acionado e um monte de fragmentos do carro de Hulkenberg deixou a reta intransitável, os carros teriam então que serguir o safety car pelo pitlane até a limpeza total da pista.  Nesse estágio Kimi Räikkonen começou a ter problemas no seu sistema ERS que recupera a energia das freadas, com isso ele perdeu muita potência. Depois que o carro de segurança saiu da pista Räikkonen não pode fazer nada e foi ultrapassado por vários carros perdendo a segunda colocação da corrida. Ele acabou abandonando, se não fosse por isso certamente teríamos a Ferrari nas duas primeiras colocações da corrida. Rosberg tinha agora caminho livre para o ataque pra cima de Vettel, ele chegou a diminuir para menos de 1 segundo a diferença o que lhe dava a oportunidade de utilizar o DRS, mas mesmo assim ele não conseguiu superar Vettel e os seus pneus médios logo se degradaram não dando outra oportunidade de ultrapassagem sobre Vettel. Rosberg começou a ser ameaçado seriamente pela Red Bull de Daniel Ricciardo que vinha em terceiro. O australiano estava com pnes macios e numa das tentativas de ultrapassar ele se jogou na primeira curva de maneira precipitada, apesar disso ele ainda conseguiu controlar o seu carro, mas quando retornou para a pista acertou com sua asa dianteira no pneu traseiro do lado esquerdo de Rosberg que teve o pneu furado, um desastre para o piloto alemão que teve que dar uma volta inteira no circuito com o pneu furado. Rosberg e Ricciardo (com danos eu sua asa dianteira) tiveram que entrar nos boxes, com isso o russo Daniil Kvyat da Red Bull assumiu a vice-liderança da corrida. Mesmo com 10 segundos de penalização por ter ultrapassado Lewis Hamilton por fora da pista ele conseguiu sustentar a segunda colocação, a melhor posição de sua carreira na F1. Daniel Ricciardo mesmo vindo dos boxes conseguiu ainda completar o pódio com a 3° colocação. Max Verstappen da Toro Rosso ficou em 4° e pela primeira vez na temporada não tivemos nenhum carro da Mercedes no pódio. Fernando Alonso da McLaren conseguiu o seu melhor resultado da temporada terminando na 5° colocação. Hamilton teve problemas na relargada após a saída do carro de segurança da pista, com muita falta de tração ele foi superado por Ricciardo por fora na curva 1, e acabou batendo na lateral do carro do australiano sendo punido com uma passagem pelo pitlane. Quando ele cumpriu a sua penalidade voltou para a pista em 12°, conseguindo ainda terminar a corrida em 6° logo atrás de Alonso. Hamilton mostrou que apesar de tudo esta com sorte pois o estrago poderia ter sido bem maior se Rosberg não tivesse se envolvido naquela confusão com Ricciardo. Para a Williams novamente um final de semana para ser esquecido. Hamilton mantem a liderança com 202 pontos contra 181 de Nico Rosberg. A próxima etapa acontece no final de Agosto em Spa-Francorchamps na Bélgica. 

FÓRMULA 1, 10° ETAPA - MAGYAR NAGYDÍJ - HUNGRIA
1.(#5) Sebastian Vettel, Ferrari - 69 voltas
2.(#26) Daniil Kvyat, Red Bull-Renault - +15.7
3.(#3) Daniel Ricciardo, Red Bull-Renault - +25.0
4.(#33) Max Verstappen, Toro Rosso-Renault - +44.2
5.(#14) Fernando Alonso, McLaren-Honda - +49.0
6.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - +52.0
7.(#8) Romain Grosjean, Lotus-Mercedes - +58.5
8.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - +58.8
9.(#22) Jenson Button, McLaren-Honda - +67.0
10.(#9) Marcus Ericsson, Sauber-Ferrari - +69.1
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#12) Felipe Nasr, Sauber-Ferrari - +73.4
12.(#19) Felipe Massa, Williams-Mercedes - +74.2
13.(#77) Valtteri Bottas, Williams-Mercedes - +80.2
14.(#13) Pastor Maldonado, Lotus-Mercedes - +85.1
15.(#98) Roberto Merhi, Marussia-Ferrari - +2 voltas
**Não classificados**
16.(#28) Will Stevens, Marussia-Ferrari - abandono
17.(#55) Carlos Sainz, Toro Rosso-Renault - abandono
18.(#7) Kimi Räikkonen, Ferrari - abandono
19.(#11) Sergio Perez, Force India-Mercedes - abandono
20.(#27) Nico Hulkenberg, Force India-Mercedes - abandono


















-----------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2015

TUDOR UNITED SPORTSCAR CHAMPIONSHIP


Michael Marsal e Dane Cameron vencem com uma bela estratégia em Lime Rock pela categoria GT Daytona.
por Luis Fernando Soares de Almeida

A etapa do final de semana em Lime Rock na categoria GT Daytona terminou de maneira inesperada para a equipe Turner Motorsports e para os pilotos Michael Marsal e Dane Cameron. A equipe fez apenas uma única parada nos boxes durante as duas horas e quarenta minutos da corrida. Os pilotos tiveram que economizar muito combustível para que a estratégia fosse bem sucedida. No final, Dane Cameron cruzou a linha de chegada no BMW Z4 No.97 3.5 segundos à frente de Jeroen Bleekemolen no Dodge Viper SRT GT3-R No.33 da equipe Viper Exchange.com para conquistar a primeira vitória da temporada. Foi a primeira vitória da carreira de Michael Marsal. Para Cameron foi a segunda vitória da temporada, que conquistou a vitória em Detroit na categoria de protótipos.  Cameron que vence o titulo pela Turner em 2014, foi o substituto ideal para o piloto Markus Palttala, que tinha outro compromisso para esse final de semana. O final de semana não começou nada bem para a equipe Turner, no treino de sexta Michael Marsal bateu fortemente o BMW No.97 contra a barreira de proteção e seu carro só foi reparado na manhã de sábado, poucas horas antes da corrida. O segundo lugar ficou com a dupla Bleekemolen e Ben Keating, o melhor resultado para os pilotos do Dodge Viper nessa temporada. Completando o pódio veio o carro No.007 da equipe TRG-AMR, o Aston Martin Vantage V12 da dupla Christina Nielsen e Kuno Wittmer. Foi o terceiro pódio de Nielsen na temporada, que esta agora na vice liderança do campeonato na categoria GTD. Christina esta 5 pontos atrás da dupla que lidera o campeonato Christopher Haase e Dion von Moltke. A próxima etapa acontece em Road America no dia 09 de Agosto. Confira abaixo o resultado final da corrida de sábado.  



















TUDOR USCC, 8° ETAPA - 2 HORAS DE LIME ROCK - FINAL
1.(#97) (Marsal)/Cameron, BMW Z4 - 162 voltas (7° no geral)
2.(#33) (Keating)/J.Bleekemolen, Dodge Viper SRT -  162 voltas (8° no geral)
3.(#007) (Nielsen)/Wittmer, Aston Martin Vantage V12 - 162 voltas (9° no geral)
4.(#23) (James)/M.Farnbacher, Posche 911 GT America - 161 voltas (10° no geral)
5.(#44) (Potter)/Lally, Porsche 911 GT America - 161 voltas (11° no geral)
6.(#73) (Lindsey)/Pumpelly, Porsche 911 GT America - 161 voltas (12° no geral)
7.(#22) (MacNeil)/L.Keen, Porsche 911 GT America - 160 voltas (13° no geral)
8.(#76) (Mason)/Kleinubing, Audi R8 LMS - 159 voltas (14° no geral)
9.(#63) (Sweedler)/To.Bell, Ferrari 458 Italia - 149 voltas (15° no geral)
10.(#48) Haase/(von Moltke), Audi R8 LMS - 85 voltas (17° no geral-acidente)
------------------------------------------------------------------------------------------------------TUDOR UNITED SPORTSCARS CHAMPIONSHIP 2015 

TUDOR UNITED SPORTSCAR CHAMPIONSHIP

Guasch e Kimber-Smith vencem a terceira da temporada em Lime Rock.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Vencedores das duas corridasmais longas da temporada, Mike Guasch e Tom Kimber-Smith deram a terceira vitória para a equipe PR1/Mathiasen Motorsports nesse sábado na categoria Protótipo Challenge (PC) no curto circuito de Lime Rock Park,o Northeast Grand Prix. Tom Kimber-Smith ultrapassou o brasileiro Bruno Junqueira com 35 minutos faltando para terminar a corrida para vencer com o seu ORECA FLM09 No.52. Foi a quarta vez que a dupla Guasch e Kimber-Smith terminam um corrida no pódio, eles venceram duas das mais importantes corrida do ano, as 24 horas de Daytona e as 12 Horas Sebring na Flórida. Bruno Junqueira e Chris Cummings terminaram em 2° no carro No.11 RSR RacingAutoMaxUSA ORECA FLM09, seguido da dupla Renger van der Zande e Miroo Sohultis no carro No.8 Starworks Motorsports Martini.
Stephen Simpson que largou na pole position dominou a primeira hora da corrida no carro No.85 JDC/Miller Motorsports UndergroundCellar.com ORECA FLMO9. O carro subitamente parou na curva 3 com um problema elétrico, trazendo a primeira bandeira amarela da prova. O carro foi conduzido para a garagem, onde perdeu várias voltas para os reparos. Simpson e o seu co-piloto Mikhail Goikhberg ainda conseguiram terminar na sexta colocação. Conor Daly com isso assumiu a liderança da corrida, mas ele acabou se envolvendo num acidente com um carro da GT Daytona, o Audi R8 LMS de Christopher Haase, ambos os carros foram eliminados da corrida após colidirem com a barreira de proteção. Kimber-Smith liderou até o final da prova cruzando a linha de chegada 8.3 segundos à frente de Bruno Junqueira o segundo colocado. Confira abaixo o resultado da etapa que não contou com a participação dos carros da P1.

TUDOR USCC, 8° ETAPA - 2 HORAS DE LIME ROCK - FINAL
1.(#52) (Guasch)/Kimber-Smith, ORECA FLM09 - 173 voltas (2:40:00.809)
2.(#11) Junqueira/(Cumming), ORECA FLM09 - +8.304
3.(#8) van der Zande/(Schultis), ORECA FLM09 - +1 volta
4.(#54) (Bennett)/Braun, ORECA FLM09 - +1 volta
5.(#16) (Slusher)/Rayhall, ORECA FLM09 - +4 voltas
6.(#85) Goikhberg/(Simpson), ORECA FLM09 - +8 voltas
7.(#38) (French)/Daly, ORECA FLM09 - abandono (16° no geral).
--------------------------------------------------------------------------------------TUDOR UNITED SPORTSCARS CHAMPIONSHIP 2015 

segunda-feira, 20 de julho de 2015

NASCAR SPRINT CUP















Kyle Busch vence em New Hampshire e entra firme na luta por uma vaga no Chase.
por Luis Fernando Soares de Almeida

O improvável esta acontecendo, Kyle Busch que perdeu 11 corridas por causa de um forte acidente no inicio da temporada, conquistou nesse domingo (19/07) a sua terceira vitória da temporada em 8 corridas. Com a vitória Kyle Busch solidificou suas chances de classificação para o Chase da Sprint Cup. Dois momentos criticos foram essenciais para a vitória de ontem. O primeiro quando o seu Toyota No.18 da equipe Joe Gibbs Racing derrapou numa mancha de óleo, obrigando o piloto a realizar uma parada na volta No.244, muito mais cedo do que planejado. Isso deu ao piloto a ganhar tempo na pista enquanto que os outros pilotos com seus carros com pneus já desgastados não rendiam bem. Com uma ultrapassagem ousada e corajosa sobre Kevin Harvick, Busch assumiu a liderança da corrida e foi muito auxiliado pelo tráfego intenso de retardatários que atrasavam consideravelmente o segundo colocado Brad Keselowski. No volta 251 aconteceu mais uma bandeira amarela por causa de óleo na pista, enquanto praticamente todos os carros entraram para a última troca de pneus e abastecimento na volta No.253, Kyle Busch permaneceu na pista pois já havia realizado uma troca de pneus mais cedo. Depois de receber a bandeira branca Busch recebeu a quadriculada sob bandeira amarela devido ao acidente de Alex Bowman na curva 2 na última volta. Com a vitória Busch esta agora na 33° colocação, lembrando que nas últimas 26 corridas ele necessita terminar entre os 30 primeiros colocados para ter uma chance de disputar o Chase. Ele esta perseguindo David Gilliland que é o 30° colocado, 58 pontos à frente de Busch. Brad Keselowski terminou em 2° seguido de Joey Logano, Dale Earnhardt Jr., Matt Kenseth, o pole position Carl Edwards, Austin Dillon, Jeff Gordon e Kurt Busch completando os dez primeiros colocados da etapa. 

NASCAR SPRINT CUP, 19° ETAPA - NEW HAMPSHIRE - FINAL
1.(#18) Kyle Busch, Toyota - 301 voltas
2.(#2) Brad Keselowski, Ford - 301 voltas
3.(#4) Kevin Harvick, Chevrolet - 301 voltas
4.(#22) Joey Logano, Ford - 301 voltas
5.(#88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 301 voltas
6.(#20) Matt Kenseth, Toyota - 301 voltas
7.(#19) Carl Edwards, Toyota - 301 voltas
8.(#3) Austin Dillon, Chevrolet - 301 voltas
9.(#24) Jeff Gordon, Chevrolet - 301 voltas
10.(#41) Kurt Busch, Chevrolet - 301 voltas
11.(#31) Ryan Newman, Chevrolet - 301 voltas
12.(#78) Martin Truex Jr., Chevrolet - 301 voltas
13.(#47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 301 voltas
14.(#11) Denny Hamlin, Toyota - 301 voltas
15.(#43) Aric Almirola, Ford - 301 voltas
16.(#13) Casey Mears, Chevrolet - 301 voltas
17.(#17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 301 voltas
18.(#55) David Ragan, Toyota - 301 voltas
19.(#5) Kasey Kahne, Chevrolet - 301 voltas
20.(#14) Tony Stewart, Chevrolet - 301 voltas
21.(#38) David Gilliland, Ford - 301 voltas
22.(#48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 300 voltas
23.(#21) Ryan Blaney, Ford - 300 voltas
24.(#10) Danica Patrick, Chevrolet - 300 voltas
25.(#27) Paul Menard, Chevrolet - 300 voltas
26.(#1) Jamie McMurray, Chevrolet - 300 voltas
27.(#16) Greg Biffle, Ford - 299 voltas
28.(#35) Cole Whitt, Ford - 299 voltas
29.(#9) Sam Hornish Jr., Ford - 299 voltas
30.(#40) Landon Cassill, Chevrolet - 299 voltas
31.(#42) Kyle Larson, Chevrolet - 299 voltas
32.(#6) Trevor Bayne, Ford - 299 voltas
33.(#34) Brett Moffitt, Ford - 297 voltas
34.(#15) Clint Bowyer, Toyota - 297 voltas
35.(#83) Matt DiBenedetto, Toyota - 296 voltas
36.(#46) Michael Annett, Chevrolet - 296 voltas
37.(#32) Eddie MacDonald, Ford - 295 voltas
38.(#98) Timmy Hill, Ford - 292 voltas
39.(#33) Derek White, Chevrolet - 290 voltas
40.(#51) Justin Allgaier, Chevrolet - 284 voltas
41.(#26) Jeb Burton, Toyota - 239 voltas
42.(#7) Alex Bowman, Chevrolet - 230 voltas
43.(#23) J.J. Yeley, Toyota - 202 voltas (câmbio)
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Sprint Cup 2015  

domingo, 19 de julho de 2015

INDYCAR SERIES


Ryan Hunter-Reay vence de maneira emocionante em Iowa.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Desde 2006 uma etapa da Indy não terminava com as três primeiras posições ocupadas por pilotos norte americanos, na etapa de ontem (18/07) em Iowa o piloto da equipe Andretti Autosport Ryan Hunter-Reay conseguiu a sua primeira e inesperada vitória da temporada. HUnter-Reay e Newgarden travaram uma duelo fortíssimo pela vitória nas últimas 10 voltas, Ryan Hunter-Reay prevaleceu e cruzou a linha de chegada 0.504 segundos à frente de Newgarden. Foi o nono vencedor diferente em 13 corridas na temporada. O brasileiro Helinho Castroneves da equipe Penske que largou na pole position e liderou a corrida por 50 voltas, não teve sorte na parte final da prova ele acabou apenas na 11° colocação. Tony Kanaan que largou ao lado de Helinho teve problemas mecânicos em seu carro  e apesar de liderar por 70 voltas teve que abandonar na 189° volta, ele terminou em 21°. Josef Newgarden fez uma excelente prova, liderou 111 voltas mas no final prevaleceu a maior experiência de Hunter-Reay. O novato Sage Karam teve a sua melhor corrida do ano terminando em 3°. O lider do campeonato Juan Pablo Montoya que largou na P3 teve um final de semana para esquecer. Na 9° volta aparentemente a sua suspensão dianteira quebrou e ele bateu forte no muro, era fim de prova para o colombiano. Apesar do azar, Montoya teve uma certa dose de sorte quando os seus principais adversários na disputa pelo título tambem não tiveram sorte na etapa. Scott Dixon terminou apenas em 18°, além de Helinho e Will Power que ficou em 10°. O novo vice-líder do campeonato é o surpreendende Graham Rahal da equipe Rahal Letterman Lanigan Racing, ontem ele pela 4° vez na temporada terminou na quarta colocação, tendo largado na P17. A próxima etapa acontece daqui duas semanas em Mid-Ohio onde a categoria volta a correr em circuitos mistos.   

INDYCAR, 12° ETAPA - IOWA 300 CORN - FINAL
1.(#28) Ryan Hunter-Reay, DHL Honda - 300 voltas (PL.9°)
2.(#67) Josef Newgarden, CFH Honda Racing Chevrolet - 300 voltas (PL.7°)
3.(#8) Sage Karam, Big Machine Recs. Chevrolet - 300 voltas (PL.10°)
4.(#15) Graham Rahal, Rahal Letterman Lanigan Racing Honda - 300 voltas (PL.17°)
5.(#26) Carlos Munoz, AndrettiTV Cinsay Honda - 300 voltas (PL.12°)
6.(#20) Ed Carpenter, CFH Honda Racing Chevrolet - 300 voltas (PL.11°)
7.(#27) Marco Andretti, Snapple Honda - 300 voltas (PL.8°)
8.(#5) Ryan Briscoe, Schmidt Peterson Honda - 300 voltas (PL.19°)
9.(#11) Sebastien Bourdais, KVSH Racing Chevrolet - 300 voltas (PL.24°)
10.(#1) Will Power, Verizon Team Penske Chevrolet - 300 voltas (PL.6°)
11.(#3) Helio Castroneves, Hitachi Team Penske Chevrolet - 300 voltas (PL.1°)
12.(#19) Tristan Vautier, Dale Coyne Racing Honda - 299 voltas (PL.20°)
13.(#41) Jack Hawksworth, AJ Foyt Racing Honda - 299 voltas (PL.21°)
14.(#22) Simon Pagenaud, Penske Truck Rental Chevrolet - 299 voltas (PL.5°)
15.(#7) James Jakes, Schmidt Peterson Motorsports Honda - 299 voltas (PL.14°)
16.(#98) Gabby Chaves, Bowers & Wilkins/Curb Honda - 299 voltas (PL.23°)
17.(#25) Justin Wilson, Andretti Autosport Honda - 297 voltas (PL.18°)
18.(#9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing Chevrolet - 263 voltas (PL.4°)
19.(#14) Takuma Sato, AJ Foyt Racing Honda - 260 voltas (PL.15°)
20.(#4) Stefano Coletti, KV Racing Technology Chevrolet - 191 voltas (PL.13°)
21.(#10) Tony Kanaan, Chip Ganassi Racing Chevrolet - 189 voltas (PL.2°)
22.(#83) Charlie Kimball, NovoLog FlexPen Chevrolet - 170 voltas (PL.16°)
23.(#18) Pippa Mann, Dale Coyne Racing Honda - 136 voltas (PL.22°)
24.(#2) Juan Pablo Montoya, Verizon Team Penske Chevrolet - 9 voltas (PL.3°)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2015

NASCAR XFINITY SERIES

Denny Hamlin vence as 200 Milhas de Hampshire pela Xfinity.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Denny Hamlin venceu a prova da Xfinity Series da Nascar nesse sábado e deixou Austin Dillon muito irritado após a corrida. Na volta No.179 Hamlin trouxe o seu Toyota #20 da equipe Joe Gibbs por dentro do então líder Austin Dillon, o carro de Hamlin deu uma ligeira deslizada na pista e empurrou o Chevrolet #33 de Dillon para a parte suja, com isso Hamlin segurou a vitória nas voltas seguintes. Dillon estava muito irritado com Hamlin após a corrida e declarou que a agressividade de Hamlin na ultrapassagem foi desnecessária. Brad Keselowski terminou em 3° e Kyle Busch em 4°. Na primeira metade da corrida quando Kyle Busch liderava Denny Hamlin teve a mesma atitude quando tentou ultrapassar Busch, ele forçou demais perdeu a traseira do carro e chegou a tocar no carro de Busch que perder a liderança e várias posições na corrida. Austin Dillon conquistou a liderança na volta No.175 numa relargada após a sexta e última bandeira amarela provocada pela quebra do motor de Brian Scott. Hamlin e Dillon não entraram nos boxes durante essa amarela, Keselowski com um novo jogo de pneus pressionou bastante mas não foi rápido o suficiente para ameaçar Dillon e Hamliin. O novato Daniel Suarez terminou em 5° seguido de Ty Dillon, Regan Smith, Darrell Wallace Jr., Chase Elliott e Brennan Poole completando o top 10. O líder do campeonato Chris Buescher terminou em 14°, uma volta atrás e viu a sua liderança diminuir para 31 pontos sobre o segundo colocado Chase Elliott. Confira abaixo o resultado da prova de ontem (18/07).

NASCAR XFINITY SERIES, 17° ETAPA - NEW HAMPSHIRE
1.(#20) Denny Hamlin, Toyota - 200 voltas
2.(#33) Austin Dillon, Chevrolet - 200 voltas
3.(#22) Brad Keselowski, Ford - 200 voltas
4.(#54) Kyle Busch, Toyota - 200 voltas
5.(#18) Daniel Suarez, Toyota - 200 voltas
6.(#3) Ty Dillon, Chevrolet - 200 voltas
7.(#7) Regan Smith, Chevrolet - 200 voltas
8.(#6) Darrell Wallace Jr., Ford - 200 voltas
9.(#9) Chase Elliott, Chevrolet - 200 voltas
10.(#42) Brennan Poole, Chevrolet - 200 voltas
11.(#62) Brendan Gaughan, Chevrolet - 200 voltas
12.(#88) Ben Rhodes, Chevrolet - 199 voltas
13.(#16) Ryan Reed, Ford - 199 voltas
14.(#60) Chris Buescher, Ford - 199 voltas
15.(#28) J.J. Yeley, Toyota - 199 voltas
16.(#43) Dakoda Armstrong, Ford - 199 voltas
17.(#1) Elliott Sadler, Ford - 199 voltas
18.(#24) Eric McClure, Toyota - 198 voltas
19.(#51) Jeremy Clements, Chevrolet - 198 voltas
20.(#8) Blake Koch, Toyota - 198 voltas
21.(#14) Cale Conley, Toyota - 198 voltas
22.(#44) David Starr, Toyota - 198 voltas
23.(#01) Landon Cassill, Chevrolet - 198 voltas
24.(#25) Dylan Lupton, Chevrolet - 198 voltas
25.(#90) BJ McLeod, Chevrolet - 197 voltas
26.(#97) Peyton Sellers, Chevrolet - 195 voltas
27.(#13) Derek White, Dodge - 195 voltas
28.(#52) Joey Gase, Chevrolet - 174 voltas (embreagem)
29.(#2) Brian Scott, Chevrolet - 165 voltas (motor)
30.(#15) Todd Peck, Chevrolet - 156 voltas (combústivel)
31.(#74) Mike Harmon, Dodge - 111 voltas (freios)
32.(#70) Derrike Cope, Chevrolet - 98 voltas (freios)
33.(#26) Matt Wallace, Toyota - 84 voltas (vibração)
34.(#39) Ryan Sieg, Chevrolet - 46 voltas (freios)
35.(#79) Matt Frahm, Chevrolet - 42 voltas (freios)
36.(#89) Morgan Shepherd, Chevrolet - 40 voltas (freios)
37.(#4) Ross Chastain, Chevrolet - 36 voltas (acidente)
38.(#40) Josh Reaume, Dodge - 24 voltas (freios)
39.(#0) Harrison Rhodes, Chevrolet - 16 voltas (motor)
40.(#19) Jeff Green, Toyota - 3 voltas (vibração)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Xfinity Series 2015

sábado, 18 de julho de 2015

INDYCAR SERIES















Helio Castroneves conquista a pole em Iowa.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Terminou agora pouco o treino de classificação que definiu o grid de largada para a etapa de Iowa na Indycar. O brasileiro Helinho Castroneves conquistou a pole com uma média de velocidade de 183.480 milhas por hora. A corrida acontece logo mais as 21:30 e o canal Bandsports anuncia a transmissão ao vivo para todo o Brasil. Confira abaixo o grid de largada para as 300 milhas de Iowa.

INDYCAR SERIES: 12° ETAPA - IOWA CORN 300
1.(#3) Helio Castroneves, Chevrolet - 183.480 mph
2.(#10) Tony Kanaan, Chevrolet - 183.125 mph
3.(#2) Juan Pablo Montoya, Chevrolet - 182.707 mph
4.(#9) Scott Dixon, Chevrolet - 182.357 mph
5.(#22) Simon Pagenaud, Chevrolet - 181.627 mph
6.(#1) Will Power, Chevrolet - 181.625 mph
7.(#67) Josef Newgarden, Chevrolet - 181.367 mph
8.(#27) Marco Andretti, Honda - 181.081 mph
9.(#28) Ryan Hunter-Reay, Honda - 180.843 mph
10.(#8) Sage Karam, Chevrolet - 180.659 mph
11.(#20) Ed Carpenter, Chevrolet - 180.401 mph
12.(#26) Carlos Munoz, Honda - 180.080 mph
13.(#4) Stefano Coletti, Chevrolet - 179.898 mph
14.(#7) James Jakes, Honda - 178.997 mph
15.(#14) Takuma Sato, Honda - 178.433 mph
16.(#83) Charlie Kimball, Chevrolet - 177.972 mph
17.(#15) Graham Rahal, Honda - 177.857 mph
18.(#25) Justin Wilson, Honda - 177.824 mph
19.(#5) Ryan Briscoe, Honda - 176.907 mph
20.(#19) Tristan Vautier, Honda - 176.256 mph
21.(#41) Jack Hawksworth, Honda - 176.255 mph
22.(#18) Pippa Mann, Honda - 175.812 mph
23.(#98) Gabby Chaves, Honda - 175.668 mph
24.(#11) Sebastien Bourdais, Chevrolet - 125.840 mph
---------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2015

domingo, 12 de julho de 2015

DTM

António Félix da Costa vence a primeira corrida de sua carreira em Zandvoort.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Depois de apenas três horas da conquista da sua primeira pole position na DTM o piloto português António Félix da Costa conquistou a sua primeira vitória na categoria na manhã desse domingo (12/07) na segunda corrida que fechou a 4° etapa em Zandvoort na Holanda. Costa largou na pole manteve a liderança após a largada e venceu de maneira dominante de ponta a ponta a corrida desse domingo. Costa que já havia conquistado o seu primeiro pódio na história da DTM com a segunda colocação na corrida de ontem (11/07) não poderia ter um domingo melhor. Foi a primeira vitória de um piloto português na DTM. Os seus antecessores Ni Amorim, Pedro Lamy e Filipe Albuquerque não conseguiram conquistar vitórias na DTM. Esse final de semana será lembrado pela BMW por um longo período ainda, os carros da fábrica dominaram absolutamente por completo o final de semana no circuito de Zandvoort, na corrida de sábado os 7 primeiros colocados foram carros da BMW e na prova de hoje os cinco primeiros. O brasileiro Augusto Farfus chegou em 2° e Bruno Spengler fechou o pódio em 3°, Timo Glock e Marco Wittmann completaram os cinco primeiros colocados pela BMW. Pascal Wherlein (Mercedes) e Mattias Ekström (Audi) travaram uma dura batalha pela sexta colocação, no final Wherlein segurou a posição. A próxima etapa da categoria acontece em menos de três semana na Áustria, no circuito de Reb Bull Ring. 

DTM, 4° ETAPA - ZANDVOORT, HOLANDA - 2° CORRIDA
1.António Félix da Costa, BMW M4 - 1:02:07.601, 39 voltas
2.Augusto Farfus, BMW M4 - +0.473
3.Bruno Spengler, BMW M4 - +0.618
4.Timo Glock, BMW M4 - +0.619
5.Marco Wittmann, BMW M4 - +3.265
6.Pascal Wherlein, Mercedes-AMG C 63 - +5.979
7.Mattias Ekström, Audi RS5 - +0.321
8.Christian Vietoris, Mercedes-AMG C 63 - +0.292
9.Adrien Tambay, Audi RS5 - +0.343
10.Gary Paffett, Mercedes-AMG C 63 - +0.337
11.Mike Rockenfeller, Audi RS5 - +0.414
12.Miguel Molina, Audi RS5 - +2.469
13.Jamie Green, Audi RS5 - +0.812
14.Paul Di Resta, Mercedes-AMG C 63 - +0.514
15.Timo Scheider, Audi RS5 - +0.397
16.Maximilian Götz, Mercedes-AMG C 63 - +1.466
17.Maxime Martin, BMW M4 - +11.389
18.Tom Blomqvist, BMW M4 - +2.962
19.Robert Wickens, Mercedes-AMG C 63 - +19.565
20.Lucas Auer, Mercedes-AMG C 63 - +0.583
21.Nico Müller, Audi RS5 - +8 voltas
** Não classficados **
-- Edoardo Mortara, Audi RS5 - +10 voltas
-- Daniel Juncadella, Mercedes-AMG C 63 - +56.380
-- Martin Tomczyk, BMW M4 - +5 voltas
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------DTM 2015

NASCAR SPRINT CUP
















Kyle Busch vence em Kentucky e ainda sonha com o Chase.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Depois de ficar de fora da temporada por 11 corridas Kyle Busch conquistou a sua 2° vitória da temporada na noite de sábado (11/07) nas 400 Milhas de Kentucky. Foi a segunda vitória de Busch em 7 corridas disputadas e coloca o piloto novamente na briga por uma vaga no Chase, ele está atualmente na 35° colocação e para pleitear uma vaga no Chase ele deve estar pelo menos na 30° colocação do campeonato. Foi a 31° vitória de sua carreira e a segunda no oval de uma milha e meia. Joey Logano cruzou a linha de chegada na segunda posição, seguido por Denny Hamlin, Carl Edwards e Matt Kenseth completando o top 5. Depois de várias voltas na briga direta Kyle Busch tomou a liderança de Joey Logano na volta No.248 e dai nãó saiu mais da primeira posição. Busch liderou 163 voltas e conquistou o máximo de pontos possíveis (48), agora ele esta 87 pontos atrás do 30° colocado Cole Whitt. Lembrando novamente que Busch deverá terminar entre os trinta primeiros colocados para ter uma chance de disputar o Chase. Jeff Gordon terminou em sétimo com Kevin Harvick em 8°, Jimmie Johnson em 9° e Kurt Busch completando o top 10. Os novos pacotes aerodinâmicos se mostraram muito eficientes em ganho de velocidade só que os pilotos tiveram mais dificuldades em parar os carros. Dale Earnhardt Jr. não conseguiu parar o seu carro e acertou a traseira do carro de Danica Patrick que foi para o muro com 58 voltas restando para o final da corrida. Danica deixou bem claro que não gostou da manobra de Dale Jr e quando ambos estavam entrando no pitlane ela deu um leve toque no carro de Earnhardt. Confira abaixo o resultado completa da etapa do Kentucky.

NASCAR SPRINT CUP, 18° ETAPA - 400 MILHAS DO KENTUCKY
1.(18) Kyle Busch, Toyota - 267 voltas
2.(22) Joey Logano, Ford - 267 voltas
3.(11) Denny Hamlin, Toyota - 267 voltas
4.(19) Carl Edwards, Toyota - 267 voltas
5.(20) Matt Kenseth, Toyota - 267 voltas
6.(2) Brad Keselowski, Ford - 267 voltas
7.(24) Jeff Gordon, Chevrolet - 267 voltas
8.(4) Kevin Harvick, Chevrolet - 267 voltas
9.(48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 267 voltas
10.(41) Kurt Busch, Chevrolet - 267 voltas
11.(17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 267 voltas
12.(43) Aric Almirola, Ford - 267 voltas
13.(6) Trevor Bayne, Ford - 267 voltas
14.(1) Jamie McMurray, Chevrolet - 267 voltas
15.(27) Paul Menard, Chevrolet - 267 voltas
16.(16) Greg Biffle, Ford - 267 voltas
17.(78) Martin Truex Jr., Chevrolet - 267 voltas
18.(55) David Ragan, Toyota - 267 voltas
19.(15) Clint Bowyer, Toyota - 267 voltas
20.(31) Ryan Newman, Chevrolet - 267 voltas
21.(88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 267 voltas
22.(9) Sam Hornish Jr., Ford - 267 voltas
23.(13) Casey Mears, Chevrolet - 267 voltas
24.(51) Justin Allgaier, Chevrolet - 267 voltas
25.(3) Austin Dillon, Chevrolet - 267 voltas
26.(47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 267 voltas
27.(5) Kasey Kahne, Chevrolet - 266 voltas
28.(40) Landon Cassill, Chevrolet - 266 voltas
29.(38) David Gilliland, Ford - 266 voltas
30.(46) Michael Annett, Chevrolet - 266 voltas
31.(7) Alex Bowman, Chevrolet - 266 voltas
32.(34) Brett Moffitt, Ford - 266 voltas
33.(14) Tony Stewart, Chevrolet - 265 voltas
34.(10) Danica Patrick, Chevrolet - 265 voltas
35.(42) Kyle Larson, Chevrolet - 265 voltas
36.(62) Reed Sorenson, Chevrolet - 264 voltas
37.(35) Cole Whitt, Ford - 264 voltas
38.(32) Will Kimmel III, Ford - 263 voltas
39.(23) J.J. Yeley, Toyota - 260 voltas
40.(33) Alex Kennedy, Chevrolet - 247 voltas
41.(26) Jeb Burton, Toyota - 175 voltas (suspensão)
42.(83) Matt DiBenedetto, Toyota - 145 voltas (acidente)
43.(98) Josh Wise, Ford - 17 voltas (acidente)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Sprint Cup 2015 

sábado, 11 de julho de 2015

DTM

Marco Wittmann vence a primeira corrida em Zandvoort.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Com a sua BMW M4, o atual campeão da categoria Marco Wittmann venceu a primeira corrida do final de semana no circuito de Zandvoort na Holanda. A BMW dominou amplamente a corrida conquistando nada mais nada menos do que as sete primeiras posições. Antonio Félix da Costa veio em 2°, Maxime Martin em 3° seguido de Augusto Farfus, Bruno Spengler, Timo Glock e Tom Blomqvist completando o top 7. Mike Rockenfeller e Nico Müller foram os melhores da Audi respectivamente em 8° e 9°, seguido da melhor Mercedes em 10° com Pascal Wehrlein. A segunda corrida acontece nesse domingo pela manhã.

DTM, 4° ETAPA - ZANDVOORT - CORRIDA 1
1.Marco Wittmann, BMW M4 - 42:30.240 (25 voltas)
2.António Félix da Costa, BMW M4 - +.0.464
3.Maxime Martin, BMW M4 - +2.229
4.Augusto Farfus, BMW M4 - +3.768
5.Bruno Spengler, BMW M4 - +4.514
6.Timo Glock, BMW M4 - +6.054
7.Tom Blomqvist, BMW M4 - +7.273
8.Mike Rockenfeller, Audi RS5 - +7.837
9.Nico Müller, Audi Rs5 - +8.677
10.Pascal Wehrlein, Mercedes-AMG C 63 - +9.041
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.Gary Paffett, Mercedes-AMG C 63 - +12.217
12.Christian Vietoris, Mercedes-AMG C 63 - +12.906
13.Mattias Ekström, Audi RS5 - +15.738
14.Timo Scheider, Audi RS5 - +17.847
15.Maximilian Götz, Mercedes-AMG C 63 - +20.492
16.Daniel Juncadella, Mercedes-AMG C 63 - +24.636
17.Lucas Auer, Mercedes-AMG C 63 - +25.656
18.Adrien Tambay, Audi RS5 - +30.023
** não classificados **
- Jamie Green, Audi RS5 - 17 voltas
- Robert Wickens, Mercedes-AMG C 63 - 15 voltas
- Miguel Molina, Audi RS5 - 13 voltas
- Edoardo Mortara, Audi RS5 - 6 voltas
- Martin Tomczyk, BMW M4 - 5 voltas
- Paul Di Resta, Mercedes-AMG C 63 - 0 voltas
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------DTM 2015

segunda-feira, 6 de julho de 2015

NASCAR SPRINT CUP


Dale Earnhardt Jr. vence em Daytona em prova muito acidentada.
por Luis Fernando Soares de Almeida

As 400 Milhas de Daytona foi atrasada em três horas devido a chuva que caiu sobre Daytona na noite desse domingo. A corrida terminou apenas as 2:41 da manhã de segunda-feira no horário local e foi concluida com um dos acidentes mais graves dos últimos anos na categoria. Na última volta da corrida o carro de Austin Dillon foi atingido pelo carro de Denny Hamlin e voou para a cerca de proteção da pista sendo destruido completamente após o impacto. A batida foi tão violente que a cerca ficou completamente destruída e 8 pessoas que estavam na arquibancada foram atingidas pelos fragmentos do carro e da cerca, o motor do carro de Dillon foi atirado longe apõs o impacto. Por sorte o piloto nada sofreu e saiu do carro pelas suas próprias forças, um alívio para os fãs da Nascar. O pole position Dale arnhardt dominou a noite liderando 96 das 160 voltas no seu Chevrolet No.88. Além da chuva tivemos 4 grandes acidentes na pista que renderam 43 voltas sob bandeira amarela. Foi a quarta vitória de Dale Jr. no oval de 2 milhas e meia em Daytona. Jimmie Johnson cruzou a linha de chegada em 2° seguido de Denny Hamlin em 3°, Kevin Harvick em 4° e Kurt Busch finalizando o top 5. Harvick lidera o campeonato com 63 pontos de vantagem sobre Earnhardt. A próxima etapa acontece no Kentucky SPeedway no próximo final de semana. 

NASCAR SPRINT CUP, 17° ETAPA - 400 MILHAS DE DAYTONA - FINAL
1.(#88) Dale Earnhard Jr., Chevrolet - 161 voltas
2.(#48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 161 voltas
3.(#11) Denny Hamlin, Toyota - 161 voltas
4.(#4) Kevin Harvick, Chevrolet - 161 voltas
5.(#41) Kurt Busch, Chevrolet - 161 voltas
6.(#24) Jeff Gordon, Chevrolet - 161 voltas
7.(#3) Austin Dillon, Chevrolet - 161 voltas
8.(#31) Ryan Newman, Chevrolet - 161 voltas
9.(#6) Trevor Bayne, Ford - 161 voltas
10.(#15) Clint Bowyer, Toyota - 161 voltas
11.(#13) Casey Mears, Chevrolet - 161 voltas
12.(#55) David Ragan, Toyota - 161 voltas
13.(#40) Landon Cassill, Chevrolet - 161 voltas
14.(#14) Tony Stewart, Chevrolet - 161 voltas
15.(#1) Jamie McMurray, Chevrolet - 161 voltas
16.(#27) Paul Menard, Chevrolet - 161 voltas
17.(#18) Kyle Busch, Toyota - 161 voltas
18.(#51) Justin Allgaier, Chevrolet - 161 voltas
19.(#17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 161 voltas
20.(#16) Greg Biffle, Ford - 161 voltas
21.(#47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 161 voltas
22.(#22) Joey Logano, Ford - 161 voltas
23.(#20) Matt Kenseth, Toyota - 161 voltas
24.(#7) Alex Bowman, Chevrolet - 161 voltas
25.(#35) Cole Whitt, Ford - 161 voltas
26.(#83) Matt DiBenedetto, Toyota - 161 voltas
27.(#34) Brett Moffitt, Ford - 161 voltas
28.(#62) Brendan Gaughan, Chevrolet - 161 voltas
29.(#2) Brad Keselowski, Ford - 159 voltas
30.(#9) Sam Hornish Jr., Ford - 154 voltas (acidente)
31.(#98) Josh Wise, Ford - 154 voltas
32.(#5) Kasey Kahne, Chevrolet - 149 voltas
33.(#23) J.J. Yeley, Toyota - 139 voltas
34.(#43) Aric Almirola, Ford - 137 voltas
35.(#10) Danica Patrick, Chevrolet - 126 voltas (acidente)
36.(#26) Jeb Burton, Toyota - 121 voltas
37.(#46) Michael Annett, Chevrolet - 110 voltas
38.(#78) Martin Truex Jr., Chevrolet - 105 voltas (acidente)
39.(#42) Kyle Larson, Chevrolet - 103 voltas (acidente)
40.(#38) David Gilliland, Ford - 96 voltas
41.(#19) Carl Edwards, Toyota - 85 voltas (acidente)
42.(#33) Brian Scott, Chevrolet - 85 voltas (acidente)
43.(#32) Bobby Labonte, Ford - 2 voltas (acidente)





































--------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Sprint Cup 2015

domingo, 5 de julho de 2015

FÓRMULA 1


Lewis Hamilton vence em casa e segue firme na luta pelo terceiro título.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Felipe Massa da Williams fez uma excelente largada pulando da 3° para a liderança, ultrapassando Lewis Hamilton e Nico Rosberg da Mercedes. Valtteri Bottas chegou a ultrapassar Hamilton na primeira curva mas o britânico recuperou a segunda colocação ainda na primeira volta. Valtteri Bottas superou Rosberg e foi muito atacado pelo piloto alemão, tivemos um começo de prova muito quente em Silverstone. Sebastian Vettel da Ferrari não fez uma boa largada e caiu para a 9° colocação. Na primeira curva após a largada tivemos um acidente envolvendo os dois carros da McLaren e os dois da Lotus. Romain Grosjean da Lotus aparentemente foi atingido por uma Red Bull e foi pra cima da Lotus de Pastor Maldonado que saiu da pista e ficou preso na caixa de brita, Alonso que tentou fugir do acidente acabou aceertando o carro do seu companheiro de equipe Jenson Button, o carro de segurança entrou na pista logo na primeira volta. Para o brasileiro Felipe Nasr da Sauber foi um final de semana para esquecer, antes mesmo de alinhar no grid de largada o seu carro apresentou problemas no câmbio e sequer largou. Fernando Alonso teve a sua McLaren danificada e entrou na 2° volta para trocar a sua asa dianteira. Na relargada Hamilton foi de maneira muito agressiva pra cima de Felipe Massa que não deu espaço e obrigou o britânico a sair da pista, com isso Valtteri Bottas ganhou a posição de Hamilton assumindo a vice-liderança da corrida. Na primeira parte da corrida as duas Williams de Massa e Bottas conseguiram abrir uma distância confortável das duas Mercedes. Na 10° volta Bottas estava mais rápido do que Massa e começou a pressionar bastante o brasileiro, ele tentou 3 vezes a ultrapassagem mas Massa defendeu-se muito bem. A Mercedes fez uma ótima estratégia de paradas, primeiro na 20° chamou Lewis Hamilton que estava em terceiro para a sua primeira parada, ele voltou para a pista com pneus duros. Duas voltas mais tarde Massa e Rosberg entraram juntos para as trocas de pneus, a estratégia da equipe Mercedes deu certo. Lewis Hamilton passou em primeiro com Massa em 2° e Rosberg em 4° grudado em Valtteri Bottas que conseguiu voltar na frente do alemão. A partir daí Lewis Hamilton começou a abrir uma boa vantagem sobre o resto dos pilotos. Hamilton quebrou um recorde da Fórmula 1 que durava nada mais nada menos do que 45 anos, ele liderou a sua 18° corrida consecutiva superando a marca de Jackie Stewart. Na metade da prova os chefes de equipes começaram a avisar os pilotos que a chuva estava chegando em Silverstone. Na 32° volta Daniel Ricciardo abandona com problemas elétricos em sua Red Bull. Rosberg parte pra cima de Bottas que ficou longe da zona de DRS em relação a Massa. Uma leve garoa começou na volta No.35, mas muito fraca. A chuva começou a apertar na volta No.38, Nico Rosberg chegou a sair da pista na última curva onde estava mais molhado, mas nenhum piloto entrava para troca de pneus ainda. Kimi Räikkonen da Ferrari é o primeiro a entrar (Volta 39) para troca de pneus intermediários de chuva, mas a pista ainda apresentava vários pontos secos ainda. Nico Rosberg superou Valtteri Bottas e assumiu a 3° posição, Bottas errou na curva Maggotts e foi superado pelo alemão. Não demorou muito para que Rosberg superasse Felipe Massa, os carros da Mercedes na pista molhada apesar dos pneus slicks se mostravam bem mais estáveis. A chuva apertou mesmo a partida da volta No.43, Hamilton entra para a troca de pneus ele volta com intermediários e rapidamente supera Massa que ainda estava com pneus para pista seca. Quando Rosberg entrou para troca de pneus de chuva, Hamilton retomou a liderança da corrida e abriu uma boa vantagem sobre o seu companheiro de equipe. Quem se deu muito bem com a chuva foi Sebastian Vettel da Ferrari que trocou os pneus antes das Williams e assumiu a terceira colocação da corrida. Hamilton cruzou a linha de chegada com tranquilidade conquistando a sua 5° vitória da temporada com Nico Rosberg em 2° e Sebastian Vettel em 3°. Massa terminou em 4° seguido de Bottas em 5°e Kvyat em 6°. A próxima etapa acontece daqui três semanas na Hungria. 

FÓRMULA 1, 9° ETAPA - SILVERSTONE - FINAL
1.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - 52 voltas (2 pits)
2.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - +10.956 (2 pits)
3.(#5) Sebastian Vettel, Ferrari - +25.443 (2 pits)
4.(#19) Felipe Massa, Williams - +36.839 (2 pits)
5.(#77) Valtteri Bottas, Williams - +63.194 (2 pits)
6.(#26) Daniil Kvyat, Red Bull Racing - +63.955 (2 pits)
7.(#27) Nico HUlkenberg, Force India - +78.744 (2 pits)
8.(#7) Kimi Räikkonen, Ferrari - +1 volta (3 pits)
9.(#11) Sergio Perez, Force India - +1 volta (2 pits)
10.(#14) Fernando Alonso, McLaren - +1 volta (3 pits)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#9) Marcus Ericsson, Sauber - +1 volta (4 pits)
12.(#98) Roberto Merhi, Marussia - +3 voltas (2 pits)
13.(#28) Will Stevens, Marussia - +3 voltas (2 pits)
**Não classificados**
- (#55) Carlos Sainz, Toro Rosso - abandono
- (#3) Daniel Ricciardo, Red Bull Racing - abandono
- (#33) Max Verstappen, Toro Rosso - abandono
- (#13) Pastor Maldonado, Lotus - abandono
- (#8) Romain Grosjean, Lotus - abandono
- (#12) Felipe Nasr, Sauber - não largou
- (#22) Jenson Button, McLaren - abandono


















------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2015

sábado, 4 de julho de 2015

GP2 SERIES

Sergey Sirotkin vence a primeira corrida em Silverstone pela GP2.
por Luis Fernando Soares de Almeida

O piloto russo Sergey Sirotkin venceu a primeira corrida de sua carreira nesse sábado (04/07) em Silverstone na primeira corrida do final de semana da 5° etapa da GP2. Sirotkin que largou da pole position não teve um bom começo de prova. Ele perdeu a primeira posição e caiu para 2° depois de uma fraca largada. Richie Stanaway pulou da 3° para a liderança na primeira curva com Sirotkin e Vandoorme atrás dele. Alexander Rossi e Nobuharu Matsushita forçaram demais na largada e acabaram saindo da pista na primeira curva. O carro de segurança entrou na pista por um breve período com o acidente envolvendo os carros de Artem Markelov e Nathanael Berthon, dando a chance para que Sirotkin encostasse em Stanaway. Na relargada Matsushita de maneira brilhante assumiu a liderança após um leve contato entre Sirotkin e Stanaway. Na volta No.6 Matsushita parou nos boxes com problemas elétricos em seu carro, Sirotkin assumiu a liderança da corrida. O russo então abriu uma liderança confortável e cruzou a linha de chegada com 6 segundos de vantagem sobre o piloto norte-americano Alexandre Rossi. A segunda corrida da etapa acontece nesse domingo (05/07). Confira abaixo o resultado completo da corrida. 

GP2, 5° ETAPA - SILVERSTONE - CORRIDA 1
1.(#18) Sergey Sirotkin, Rapax - 29 voltas, 53:13.597
2.(#8) Alexander Rossi, Racing Engineering - +5.989
3.(#5) Stoffel Vandoorme, ART Grand Prix - +13.566
4.(#1) Pierre Gasly, DAMS - +16.729
5.(#2) Alex Lynn, DAMS - +20.546
6.(#11) Raffaele Marciello, Trident - +23.550
7.(#24) Nick Yelloy, Hilmer Motorsport - +23.879
8.(#15) Rio Haryanto, Campos Racing - +25.437
9.(#3) Julian Leal, Carlin - +28.753
10.(#16) Oliver Rowland, MP Motorsport - +25.161
11.(#17) Daniel De Jong, MP Motorsport - +30.373
12.(#19) Robert Visoiu, Rapax - +36.922
13.(#4) Johnny Cecotto, Carlin - +37.436
14.(#14) Arthur Pic, Campos Racing - +42.922
15.(#27) Sergio Canamasas, Daiko Team Lazarus - +44.277    
16.(#25) Jon Lancaster, Hilmer Motorsport - +49.850
17.(#12) Rene Binder, Trident - +53.663
18.(#21) Norman Nato, Arden International - +57.444
19.(#22) Marlon Stöckinger, Status Grand Prix - +60.867
20.(#20) André Negrão, Arden International - +64.399
21.(#10) Artem Markelov, Russian Time - +86.692
22.(#7) Jordan King, Racing Engineering - abandono
23.(#23) Richie Stanaway, Status Grand Prix - abandono
24.(#9) Mitch Evans, Russian Time - abandono
25.(#6) Nobuharu Matsushita, ART GRand Prix - abandono
26.(#26) Nathanael Berthon, Daiko Team Lazarus - abandono
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------GP2 Series 2015

FÓRMULA 1


Sem surpresas, Mercedes na frente e Lewis Hamilton na pole position em Silverstone.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Deu a lógica mais uma vez, nona etapa da temporada e nona pole position da equipe Mercedes. Lewis Hamilton conquistou a pole em Silverstone na manhã desse sábado, a sua 8° pole da temporada. A volta de 1:32.248 não foi batida pelo seu companheiro de equipe Nico Rosberg que larga ao lado de Lewis com 1:32.361. A batalha principal ficou entre Williams e Ferrari que brigaram muito pela 3° colocação. Felipe Massa na sua última tentativa conseguiu um excelente tempo de 1:33.085 e abre a segunda fila na terceira posição, ao lado dele o seu companheiro de equipe Valtteri Bottas em quarto. Todos os carros conseguiram as suas melhores voltas com os pneus médios que tiveram um desempenho superior até agora. A 3° fila é exclusiva da Ferrari com Kimi Räikkone em 5° e Sebastian Vettel em 6°. Daniil Kvyat da Red Bull Racing, Carlos Sain da Toro Rosso, Nico Hulkenberg da Force India e Daniel Ricciardo completam o Top 10 do grid. Felipe Nasr da Sauber não teve um bom desempenho e foi eliminado no Q1, ficando apenas na 16° posição do grid. Os fiscais da FIA tiveram muito trabalho para controlar o traçado dos carros na curva Copse não permitindo que os carros colocassem as 4 rodas fora de pista, Vettel, Hulkenberg, Maldonado, Kvyat, Merhi e Verstappen tiveram várias voltas anuladas por excederem os limites da pista. A corrida tem a largada marcada para as 9 horas dessse domingo. 

FÓRMULA 1, 9° ETAPA - SILVERSTONE - GRID DE LARGADA
1.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - 1:32.248 (14 voltas - Pneus Médios)
2.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - 1:32.361 (14 voltas - Pneus Médios)
3.(#19) Felipe Massa, Williams - 1:33.085 (21 voltas - Pneus Médios)
4.(#77) Valtteri Bottas, Williams - 1:33.149 (19 voltas - Pneus Médios)
5.(#7) Kimi Räikkonen, Ferrari - 1:33.379 (19 voltas - Pneus Médios)
6.(#5) Sebastian Vettel, Ferrari - 1:33.547 (18 voltas - Pneus Médios)
7.(#26) Daniil Kvyat, Red Bull Racing - 1:33.636 (22 voltas - Pneus Médios)
8.(#55) Carlos Sainz, Toro Rosso - 1:33.649 (19 voltas - Pneus Médios)
9.(#27) Nico Hulkenberg, Force India - 1:33.673 (21 voltas - Pneus Médios)
10.(#3) Daniel Ricciardo, Red Bull Racing - 1:33.943 (20 voltas - Pneus Médios)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#11) Sergio Perez, Force India - 1:34.268 (14 voltas - Pneus Médios)
12.(#8) Romain Grosjean, Lotus - 1:34.430 (9 voltas - Pneus Médios)
13.(#33) Max Verstappen, Toro Rosso - 1:34.502 (14 voltas - Pneus Médios)
14.(#13) Pastor Maldonado, Lotus - 1:34.511 (16 voltas - Pneus Médios)
15.(#9) Marcus Ericsson, Sauber - 1:34.868 (13 voltas - Pneus Médios)
16.(#12) Felipe Nasr, Sauber - 1:34.888 (7 voltas - Pneus Médios)
17.(#14) Fernando Alonso, McLaren - 1:34.959 (8 voltas - Pneus Médios)
18.(#22) Jenson Button, McLaren - 1:35.207 (9 voltas - Pneus Médios)
19.(#28) Will Stevens, Marussia - 1:37.364 (9 voltas - Pneus Médios)
20.(#98) Roberto Merhi, Marussia - 1:39.377 (8 voltas - Pneus Médios)


















---------------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2015

domingo, 28 de junho de 2015

DTM


Pascal Wehrlein e Robert Wickens vencem em Norisring.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Finalmente a Mercedes apareceu na temporada da DTM. O carros da Mercedes dominaram a 3° etapa da DTM disputada nesse final de semana em Norisring na Alemanha. Na corrida de sábado Pascal Wherlein com uma estratégia diferente venceu a corrida, que começou com a pista seca mas uma chuva mudou todo o cenário. o líder do campeonato Jamie Green (Audi) saiu da pista na primeira curva após a largada e perdeu várias posições, ele ainda terminou na sétima colocação. Na 2° corrida Green foi pior ainda terminando apenas na 19° colocação. Wherlein assumiu a liderança da corrida durante as paradas nos boxes e foi muito pressionado por outro piloto da Mercedes, Robert Wickens que cruzou em segundo a 0.3 segundos do líder. Fechando o pódio da corrida de sábado veio Gary Paffett tambem da Mercedes.  O canadense Bruno Spengler foi o melhor piloto da BMW chegando na 5° colocação, o melhor piloto da Audi foi Jamie Green na P7. Na corrida de domingo (28/06) o sol apareceu mas o domínio da Mercedes seguiu forte. Robert Wickens venceu com tranquilidade, sete segundos a frente de Christian Vietoris tambem da Mercedes, o pódio foi completado com a BMW M4 de Bruno Spengler. Jamie Green (Audi) ainda lidera o campeonato com 81 pontos, agora apenas 11 pontos à frente de Mattias Ekström (Audi) com 70, Pascal Wherlein (Mercedes) aparece em 3° com 67 pontos. A próxima etapa da DTM acontece na Holanda no circuito de Zandvoort daqui duas semanas.  





















DTM, 3° ETAPA - NORISRING - CORRIDA 1
1.Pascal Wehrlein, Mercedes-AMG C 63 - 41:02.170 - 46 voltas
2.Robert Wickens, Mercedes-AMG C 63 - +0.356
3.Gary Paffett, Mercedes-AMG C 63 - +0.386
4.Christian Vietoris, Mercedes-AMG C 63 - +0.620
5.Bruno Spengler, BMW M4 - +1.422
6.Martin Tomczyk, BMW M4 - +2.118
7.Jamie Green, Audi RS5 - +3.377
8.Augusto Farfus, BMW M4 - +3.393
9.Marco Wittman, BMW M4 - +3.431
10.Daniel Juncadella, Mercedes-AMG C 63 - +4.319
11.Edoardo Mortara, Audi RS5 - +5.220
12.António Félix da Costa, BMW M4 - +6.836
13.Timo Glock, BMW M4 - +2.672
14.Mike Rockenfeller, Audi RS5 - +1.705
15.Lucas Auer, Mercedes-AMG C 63 - +0.240
16.Timo Scheider, Audi RS5 - +2.782
17.Mattias Ekström, Audi RS5 - +0.752
18.Nico Müller, Audi RS5 - +4.169
19.Adrien Tambay, Audi RS5 - +14.785
20.Miguel Molina, Audi RS5 - +7.371
**Não classificados**
- Paul Di Resta, Mercedes-AMG C 63 - 29 voltas
- Maximilian Götz, Mercedes-AMG C 63 - +17.888
- Tom Blomqvist, BMW M4 - 7 voltas
- Maxime Martin, BMW M4 - 5 voltas
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
DTM, 3° ETAPA - NORISRING - CORRIDA 2
1.Robert Wickens, Mercedes-AMG C 63 - 1:01.35.767 - 74 voltas
2.Christian Vietoris, Mercedes-AMG C 63 - +7.239
3.Bruno Spengler, BMW M4 - +3.736
4.Mattias Ekstrom, Audi RS5 - +0.620
5.Pascal Wehrlein, Mercedes-AMG C 63 - +3.361
6.Paul Di Resta, Mercedes-AMG C 63 - +0.422
7.Gary Paffett, Mercedes-AMG C 63 - +0.720
8.Daniel Juncadella, Mercedes-AMG C 63 - +1.391
9.Lucas Auer, Mercedes-AMG C 63 - +15.382
10.Maxime Martin, BMW M4 - +1.734
11.Martin Tomczyk, BMW M4 - +3.850
12.António Félix da COsta, BMW M4 - +0.482
13.Marco Wittman, BMW M4 - +8.890
14.Adrien Tambay, Audi RS5 - +1 volta
15.Edoardo Mortara, Audi RS5 - +3.514
16.Tom Blomqvist, BMW M4 - +4.680
17.Timo Scheider, Audi RS5 - +0.545
18.Miguel Molina, Audi RS5 - +10.952
19.Jamie Green, Audi RS5 - +1.214
20.Nico Müller, Audi RS5 - 8 voltas
**Não classificados**
- Timo Glock, BMW M4 - 62 voltas
- Maximilian Gotz, Mercedes-AMG C 63 - 1 volta
- Augusto Farfus, BMW M4 - 1 volta
- Mike Rockenfeller, Audi RS5 - +4.422
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------DTM 2015

INDYCAR SERIES


Graham Rahal vence uma das corridas mais disputadas do ano em Fontana.
por Luis Fernando Soares de Almeida

As 500 milhas de Fontana disputada nesse sábado, se transformou numa das corridas em ovais mais tensas e emocionantes dos últimos anos. Uma corrida onde os carros monopostos da Indy correram no estilo da Nascar, todos os carros muito perto e praticamente lado a lado, o que foi muito criticado por alguns pilotos e donos de equipes, realmente o perigo de acidentes graves permaneceu alto. A corrida entrou para o livro de recordes da Indy pois tivemos 75 mudanças na liderança da corrida, batendo o recorde anterior de Fontana mesmo com 73. Para os pilotos a corrida foi muito tensa e perigosa mas para o público foi um espetáculo emocionante. Tivemos poucos acidentes e nenhum piloto saiu ferido da corrida, Takuma Sato bateu muito forte no muro da pista após tocar no carro de Scott Dixon e depois tocou no carro de Will Power que tambem acabou batendo no muro. O acidente mais forte aconteceu na última volta com Ryan Briscoe que chegou a capotar o seu carro na parte de fora da pista após ser tocado pelo carro de Ryan Hunter-Reay. Graham Rahal recebeu a bandeira quadriculada em bandeira amarela e venceu após 125 corridas. Tony Kanaan chegou em segundo seguido de Marco Andretti em 3°, Juan Pablo Montoya em 4° e Sage Karam fechando o top 5. Depois dos treinos livres e classificatório muito se debateu do perigo nesse estilo de corrida, com os carros muito próximos uns dos outros. Os kits aerodinâmicos foram os grandes responsáveis por esse estilo de corrida e já se discute a possibilidade de mudarem novamente para o ano que vem. Na liderança segue o colombiano Juan Pablo Montoya com 407 pontos contra 361 do australiano Will Power. Scott Dixon mantem a 3° colocação com 358 pontos e GRaham Rahal tem 334 pontos e esta em 4°. A próxima etapa acontece no dia 12 de Julho em Milwaukee. 

INDYCAR SERIES. 10° ETAPA - FONTANA
1.(#15) Graham Rahal, Mi-Jack Honda - 250 voltas (Largou na P19)
2.(#10) Tony Kanaan, NTT Data Chip Ganassi Racing Chevrolet - 250 voltas (Largou na P6)
3.(#27) Marco Andretti, Snapple Honda - 250 voltas (Largou na P3)
4.(#2) Juan Pablo Montoya, PPG Automotive Refinish Team Penske Chevrolet - 250 voltas (Largou na P5)
5.(#8) Sage Karam, Comfort Revolution/Big Machine Records Chevrolet - 250 voltas (Largou na P10)
6.(#9) Scott Dixon, Degree Chevrolet - 250 voltas (Largou na P7)
7.(#7) James Jakes, Schmidt Peterson Motorsports Honda - 250 voltas (Largou na P23)
8.(#83) Charlie Kimball, Levemir Flex Touch Chevrolet - 250 voltas (Largou na P13)
9.(#22) Simon Pagenaud, Penske Truck Rental Chevrolet - 250 voltas (Largou na P1)
10.(#41) Jack Hawksworth, ABC Supply/Aj Foyt Racing Honda - 250 voltas (Largou na P17)
11.(#26) Carlos Munoz, AndrettiTV Cinsay Honda - 250 voltas (Largou na P11)
12.(#4) Stefano Coletti, KV Racing Technology Chevrolet - 250 voltas (Largou na P21)
13.(#18) Pippa Mann, Dale Coyne Racing Honda - 250 voltas (Largou na P22)
14.(#11) Sebastien Bourdais, Team Mistic E-Cigs KVSH Racing Chevrolet - 250 voltas (Largou na P15)
15.(#28) Ryan Hunter-Reay, DHL Honda - 249 voltas (Largou na P14)
16.(#5) Ryan Briscoe, Arrow/Lucas Oil Schmidt Peterson Honda - 249 voltas (Largou na P16)
17.(#19) Tristan Vautier, Dale Coyne Racing Honda - 246 voltas (Largou na P20)
18.(#14) Takuma Sato, ABC Supply/AJ Foyt Racing Honda - 241 voltas (Largou na P9)
19.(#1) Will Power, Verizon Team Penske Chevrolet - 241 voltas (Largou na P8)
20.(#98) Gabby Chaves, Bowers & Wilkins/Curb Honda - 237 voltas (Largou na P18)
21.(#67) Josef Newgarden, Hartman Oil CFH Racing Chevrolet - 161 voltas (Largou na P12)
22.(#20) Ed Carpenter, Fuzzy´s Vodka CFH Racing Chevrolet - 157 voltas (Largou na P4)
23.(#3) Helio Castroneves, Auto Club of Southern California Chevrolet - 136 voltas (Largou na P2)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2015 

sábado, 27 de junho de 2015

FÓRMULA E


Sébastien Buemi vence em Londres e acirra a disputa pelo título da temporada.
por Luis Fernando Soares de Almeida

No estreito circuito de rua dentro do Parque Battersea em Londres foi disputada hoje de manhã a primeira corrida da etapa que decidirá o primeiro campeão da Fórmula E. Sébastien Buemi da equipe e.Dams-Renault largou na pole position e venceu de ponta a ponta não dando chance para ninguem. Os brasileiros Nelsinho Piquet e Lucas di Grassi travaram uma batalha duríssima e chegaram a se tocar quando Piquet tentava uma ultrapassagem sobre di Grassi na primeira metade da corrida. Lucas di Grassi da Audi Sport ABT terminou em 4° e Nelsinho Piquet da NEXTEV TCR na quinta colocação. Jerome D'Ambrosio da equipe Dragon Racing fez uma ótima corrida e chegou em segundo e fechando o pódio veio o francês Jean-Eric Vergne da Andretti. Vergne fez duas ótimas ultrapassagens sobre Nelsinho Piquet e Lucas di Grassi. Lucas di Grassi fez a volta mais rápida e conquistou mais 2 pontos extras. Numa pista que prometia vários acidentes por causa da impossibilidade de se realizar ultrapassagens, nada disso aconteceu, foi uma corrida tranquila. Apenas em uma única ocasião o carro de segurança da BMW entrou em cena, quando Daniel Abt da equipe Audi Sport ABT bateu na barreira de proteção. O piloto japonês Sakon Yamamoto da Amlin Aguri teve problemas em seu primeiro carro e abandonou a corrida. Salvador Duran da equipe Amlin Aguri foi penalizado com 49 segundos após a corrida. Nessa última etapa temos rodada dupla, tudo vai se definir na corrida de amanhã que o canal FOX SPORTS transmite para todo o Brasil a partir das 8 horas da manhã. A disputa pelo título esta emocionante, Nelsinho Piquet entra na corrida de amanhã com apenas cinco pontos de vantagem sobre o vice-líder que agora é Sébastien Buemi, 138 contra 133 pontos. Lucas di Grassi esta em terceiro com 125 pontos. 

FÓRMULA E: 10° ETAPA - VISA LONDON ePRIX - CORRIDA 1
1.(#9) Sèbastien Buemi, e.Dams-Renault - 29 voltas (47:54.784) (Pole)
2.(#7) Jerome D'Ambrosio, Dragon Racing - +0.939
3.(#27) Jean-Eric Vergne, Andretti - +1.667
4.(#11) Lucas di Grassi, Audi Sport ABT - +2.409 (Volta mais rápida)
5.(#99) Nelsinho Piquet, NEXTEV TCR - +7.370
6.(#2) Sam Bird, Virgin Racing - +7.762
7.(#8) Nicolas Prost, e.Dams-Renault - +8.553
8.(#6) Loic Duval, Dragon Racing - +9.507
9.(#88) Oliver Turvey, NEXTEV TCR - +10.032
10.(#30) Stephane Sarrazin, Venturi Racing - +12.077
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#28) Simona de Silvestro, Andretti - +15.946
12.(#5) Karun Chandhok, Mahindra Racing - +35.595
13.(#23) Nick Heidfeld, Venturi Racing - +41.034
14.(#3) Fabio Leimer, Virgin Racing - +42.697
15.(#10) Jarno Trulli, Trulli Racing - +43.273
16.(#21) Bruno Senna, Mahindra Racing - +48.423
17.(#77) Salvador Duran, Amlin Aguri - +1:01.987
18.(#18) Alex Fontana, Trulli Racing - +4 voltas
19.(#66) Daniel Abt, Audi Sport ABT - +14 voltas
20.(#55) Sakon Yamamoto, Amlin Aguri - +14 voltas
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula E 2015 

domingo, 21 de junho de 2015

FIA WTCC


Yvan Müller e Sebastien Loeb vencem na Eslovaquia.
por Luis Fernando Soares de Almeida

O tetra campeão Yvan Müller venceu a primeira corrida do final de semana na etapa da Eslováquia pelo WTCC. Müller largou na pole e venceu de ponta a ponta com o seu Citroën C-Elysée, foi a quarta vitória de Müller na temporada. O líder do campeonato José Maria Lopez chegou em segundo e Sébastien Loeb completou o pódio exclusivo da Citroën na primeira corrida ficando em 3°. Rob Huff foi o quarto colocado com o seu Lada e Hugo Valente terminou em 5° e 1° na categoria Yokohama Driver. Vários carros abandonaram essa primeira corrida incluindo Norbert Michelisz, Jaap van Lagen e Ma Qing Hua. Na segunda corrida o super campeão de Rally Sébastien Loeb saiu vencedor com o seu Ctroën C-Elysée. Foi apenas a 2° vitória da temporada de Loeb. O desempenho de Loeb foi excelente, ele que não vencia desde a abertura da temporada na Argentina. Loeb largou em 8° na segunda corrida na Eslováquia, foi abrindo caminho ainda na volta de abertura e no final da primeira volta já estava em segundo desafiando o então lider Gabriele Tarquini. Tarquini resistiu até a terceira volta quando foi ultrapassado por Loeb. López e Müller tambem superaram Tarquini em mais um pódio exclusive da Citroën que domina o campeonato amplamente. Hugo Valente venceu tambem a segunda corrida pelo Yokohama Trophy. O campeonato de consrutores já esta definido, pois a Citroën tem 163 pontos de vantagem sobre a segunda colocada, a Honda. López tem agora 30 pontos de vantagem sobre o segundo colocado Yvan Müller. A proxima etapa do WTCC acontece na semana que vem na França.






















WTCC: 6° ETAPA - ESLOVÁQUIA - CORRIDA 1
1.(#68) Yvan Müller, Citroën C-Elysée - 23:19.032 (11 voltas)
2.(#37) José Maria López, Citroën C-Elysée - +1.749
3.(#9) Sébastien Loeb, Citroën C-lysée - +2.868
4.(#12) Rob Huff, Lada Vesta - +12.282
5.(#7) Hugo Valente, Chevrolet RML Cruze - +16.882
6.(#2) Gabriele Tarquini, Honda Civic - +17.194
7.(#3) Tom Chilton, Chevrolet RML Cruze - +21.737
8.(#18) Tiago Monteiro, Honda Civic - +25.131
9.(#4) Tom Coronel, Chevrolet RML Cruze - +27.040
10.(#29) Nestor Girolami, Honda Civic - +34.695
11.(#26) Stefano D'Aste, Chevrolet RML Cruze - +41.017
12.(#27) John Filippi, Chevrolet RML Cruze - +45.612
13.(#70) Mato Homola, Chevrolet RML Cruze - +2 voltas
**Não classificados**
14.(#33) Ma Qing Hua, Citroën C-Elysée - 8 voltas
15.(#10) Nicky Catsburg, Lada Vesta - 8 voltas
16.(#25) Mehdi Bennani, Citroën C-Elysée - 8 voltas
17.(#46) Jaap van Lagen, Lada Vesta - 8 voltas
18.(#5) Norbert Michelisz, Honda Civic - 7 voltas
19.(#11) Grégoire Demoustier, Chevrolet RML Cruze - 1 volta
WTCC: 6° ETAPA - ESLOVÁQUIA - CORRIDA 2
1.(#9) Sébastien Loeb, Citroen C-Elysée - 23:26.146 (11 voltas)
2.(#37) José Maria López, Citroën C-Elysée - +3.188
3.(#68) Yvan Müller, Citroën C-Elysée - +7.626
4.(#2) Gabriele Tarquini, Honda Civic - +12.144
5.(#7) Hugo Valente, Chevrolet RML Cruze - +16.266
6.(#46) Jaap van Lagen, Lada Vesta - +16.634
7.(#25) Mehdi Bennani, Citroën C-Elysée - +18.793
8.(#5) Norbert Michelisz, Honda Civic - +30.442
9.(#18) Tiago Monteiro, Honda Civic - +30.691
10.(#4) Tom Coronel, Chevrolet RML Cruze - +31.666
11.(#29) Nestor Girolami, Honda Civic - +32.150
12.(#26) Stefano D'Aste, Chevrolet RML Cruze - +40.429
13.(#11) Grégoire Demoustier, Chevrolet RML Cruze - +42.916
14.(#27) John Filippi, Chevrolet RML Cruze - +45.517
15.(#70) Mato Honda, Chevrolet RML Cruze - +45.690
**Não Classificados**
16.(#3) Tom Chilton, Chevrolet RML Cruze - 8 voltas
17.(#10) Nicky Catsburg, Lada Vesta - 8 voltas
18.(#12) Rob Huff, Lada Vesta - 8 voltas
19.(#33) Ma Qing Hua, Citroën C-Elysée - 7 voltas
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------FIA WTCC 2015

FÓRMULA 1


Nico Rosberg vence na Áustria e diminuiu a diferença para Hamilton no campeonato.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Nico Rosberg fez uma excelente largada e pulou na frente do pole position, o seu companheiro de equipe Lewis Hamilton na primeira curva. Hamilton pressionou bastante Roberg na primeira volta, mas o piloto alemão se defendeu brilhantemente e manteve a liderança após a largada. Felipe Massa (Williams) fez uma boa largada e pressionou Vettel, mas o tetra campeão manteve a terceira posição com a sua Ferrari. Durante a única para a troca de pneus Hamilton cometeu um erro, quando saia dos boxes 'pisou' na linha que limita a pista e a saída do pitlane, isso rendeu 5 segundos de penalidade para Hamilton que seria acrescido no final da corrida. Sebastian Vettel tambem teve problemas em sua parada, a sua roda traseira do lado direito ficou presa e demorou para ser colocada, com isso Vettel perdeu a terceira colocação para o brasileiro Felipe Massa da Williams. Rosberg controlou a liderança da corrida de maneira brilhante, mesmo com problemas em seu carro no final da corrida ele venceu brilhantemente pela primeira vez de maneira consecutiva na temporada. Hamilton pressionou bastante no final, mas com os cinco segundos da penalização a vitória de Rosberg estava garantida. Lewis Hamilton cruzou a linha de chegada 3.8 segundos atrás de Rosber e teve cinco segundos somados ao seu tempo após a corrida, mesmo assim ele garantiu a 2° colocação. Felipe Massa da Williams conseguiu o seu primeiro pódio do ano com a 3° colocação, mesmo pressionado bastante pela Ferrari de Vettel, Massa se manteve calma e nunca foi ameaçado de fato. No inicio da corrida tivemos um acidente forte entre a Ferrari de Kimi Räikkönen e a McLaren de Fernando Alonso. Aparentemente Räikkonen perdeu o controle do seu carro na curva No.2 e acabou com isso acertando a McLaren de Alonso, os dois carros se enroscaram e bateram forte na grade proteção, o carro de Alonso ficou por cima da Ferrari de Räikkonen (foto abaixo), os pilotos nada sofreram no acidente. A McLaren perdeu o seu outro carro quando Jenson Button após a sua segunda parada começou a perder potência em seu motor e foi obrigado a abandonar a corrida. Após uma batalha intensa entre Valtteri Bottas (Williams) e Nico Hulkenberg (Force India), Bottas acabou levando a melhor e terminou em 5° na corrida. OUtra grande batalho aconteceu pela sétima colocação entre Pastor Maldonado da Lotus e Max Verstappen da Toro Rosso. Maldonado com pneus super macios levou a melhor contra Verstappen com os seus desgastados pneus macios. Sergio Perez da Force India terminou em 9° e fechando a zona de pontuação o carro da casa de Daniel Ricciardo em 10°. Felipe Nasr da Sauber não conseguiu manter a 10° colocação no finalzinho da corrida e acabou terminando em 11°. Na tabela de classificação Hamilton ainda lidera com 169 pontos contra 159 de Rosberg e 120 pontos de Vettel. A próxima etapa da temporada acontece daqui duas semanas em Silverstone na Inglaterra. 

FÓRMULA 1, 9° ETAPA - SPIELBERG, ÁUSTRIA
1.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - 71 voltas (1 parada)
2.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - +8.8s (1 parada)
3.(#19) Felipe Massa, Williams - +17.573 (1 parada)
4.(#5) Sebastian Vettel, Ferrari - +18.181 (1 parada)
5.(#77) Valtteri Bottas, Williams - +53.604 (1 parada)
6.(#27) Nico Hulkenberg, Force India - +64.075 (1 parada)
7.(#13) Pastor Maldonado, Lotus - +1 volta (1 parada)
8.(#33) Max Verstappen, Toro Rosso - +1 volta (1 parada)
9.(#11) Sergio Perez, Force India - +1 volta (1 parada)
10.(#3) Daniel Ricciardo, Red Bull Racing - +1 volta (1 parada)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#12) Felipe Nasr, Sauber - +1 volta (1 parada)
12.(#26) Daniil Kvyat, Red Bull Racing - +1 volta (2 paradas)
13.(#9) Marcus Ericsson, Sauber - +2 voltas (3 paradas)
14.(#98) Roberto Merhi, Marussia - +3 voltas (1 parada)
**Não classificados**
(#8) Romain Grosjean, Lotus - abandono (2 paradas)
(#55) Carlos Sainz, Toro Rosso - abandono (2 paradas)
(#22) Jenson Button, McLaren - abandono (3 paradas)
(#28) Will Stevens, Marussia - abandono (0 paradas)
(#7) Kimi Räikkönen, Ferrari - acidente (0 paradas)
(#14) Fernando Alonso, McLaren - acidente (0 paradas)

















------------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2015