terça-feira, 26 de agosto de 2014

BLANCPAIN GT SERIES

Dominik Baumann conquista a primeira vitória para a equipe BMW Sports Trophy Schubert na Eslováquia.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na principal corrida do final de semana na ESlováquia pelo Blancpain GT Series a BMW foi dominante. A equipe brasileira conquistou o seu primeiro pódio do ano, numa disputa acirradíssima entre Sergio Jimenez do Team Brasil contra Dominik Baumann do Team Schubert. Baumann conquistou a liderança na penúltima volta da corrida quando ultrapassou o brasileiro Sergio Jimenez. A disputa pela terceira posição tambem foi emocionante, com René Rast no seu Audi #2 da equipe Belgian Audi Club Team WRT conquistou a 3° colocação apenas na última volta. Na Silver Cup os vencedores foi a dupla da equipe HTP Motorsport Mercedes, Lucas Wolf e Luca Stolz, assim como a dupla Marc Basseng e Alessandro Latif pela equipe Phoenix Racing Audi venceu na Pro-Am Trophy. A próxima etapa acontece nos dias 6-7 de Setembro no Algarve em Portugal.

BLANCPAIN GT SERIES: 4° ETAPA - SLOVAKIA RING MAIN RACE
1.(76) Thomas Jager/Dominik Baumann, BMW Z4 - 29 voltas
2.(0) Cacá Bueno/Sergio Jimenez, BMW Z4 - +1.557
3.(2) Enzo Ide/René Rast, Audi R8 LMS Ultra - +14.215
4.(84) Nico Verdonck/Maximilian Götz, Mercedes SLS AMG - +16.529
5.(86) Lucas Wolf/Luca Stolz, Mercedes SLS AMG - +30.169 (Silver Cup)
6.(85) Sergei Afanasiev/Stef Dusseldorp, Mercedes SLS AMG - +32.770
7.(5) Marc Basseng/Alessandro Latif, Audi R8 LMS Ultra - +34.364 (Pro-AM Trophy)
8.(61) Chris van der Drift/Sten Pentus, McLaren MP4-12C - +35.219
9.(4) Vincent Abril/Mateusz Lisowski, Audi R8 LMS Ultra - +1:05.874 (Silver Cup)
10.(63) Miguel Toril/Armaan Ebrahim, Mercedes SLS AMG - +1:11.132 (Silver Cup)
11.(1) César Ramos/Laurens Vanthoor, Audi R8 LMS Ultra - +1:43.270
12.(27) Sascha HAlek/Stefan Landmann, Lamborghini FLII - + (Pro-AM Trophy)
13.(34) Stefano Colombo/David Fumanelli, BMW Z4 - +1:45.137 (Silver Cup)
14.(60) Fabio Onidi/Giorgio Pantano, McLaren MP4-12C - +1:48.137
15.(97) Rene Munnich, Mercedes SLS AMG - +21:33.012 (Pro-AM Trophy)
16.(33) Alex Zanardi, BMW Z4 - +21:46.946
17.(28) Hari Proczyk/Jeroen Bleekemolen, Lamborghini FLII - +57:42.064
18.(30) Matheus Stumpf/Valdeno Brito, BMW Z4 - abandono
19.(9) Fabian Hamprecht/Stephane Ortelli, Audi R8 LMS Ultra - abandono
20.(6) Niki Mayr-Melnhof/Markus Winkelhock, Audi R8 LMS Ultra - abandono
-------------------------------------------------------------------------------------------------Blancpain GT Series 2014

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

INTERNATIONAL CLASSIC GRAND PRIX


Brasileiro Bob Keller, um dos pilotos participantes, trabalha para trazer uma prova para o Brasil em 2015.
por Luiz Alberto Pandini

As máquinas que fizeram a história do Campeonato Mundial de Motovelocidade nas décadas de 1970 e 1980 estão em plena atividade. O International Classic Grand Prix reúne motos das categorias 250 cm³ e 350 cm³. Os grids, sempre cheios (a prova mais recente, realizada em Spa Francorchamps no último dia 6 de julho, teve 40 motos), têm a presença assídua de um piloto brasileiro: Bob Keller, que trabalha para realizar uma prova da ICGP em Interlagos em fevereiro de 2015.
"Estamos à procura de patrocinadores para viabilizar a realização da prova. Já tenho a data assegurada e a aprovação do projeto pela CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo). Nossa intenção é fazer um evento de motovelocidade como nunca se viu no Brasil. O motociclismo tem uma história muito rica no País, mas infelizmente essa história é pouco conhecida", afirma Keller. Além das provas do ICGP (cada etapa é disputada em sistema de rodada dupla), ele pretende incluir na programação uma prova de categoria nacional da motovelocidade, uma exposição de motos de rua clássicas (complementada com uma volta na pista) e uma homenagem aos pilotos brasileiros que disputaram provas oficiais com Yamaha TZ, a moto mais importante dos Grand Prix das décadas de 1970 e 1980." 
Tal importância, segundo Keller, se deve ao incentivo proporcionado pela Yamaha ao construir uma moto de GP de custo relativamente baixo e com manutenção facilitada pelo acesso fácil às peças: "Muitas delas podiam ser adquiridas em concessionários Yamaha na Europa, nos Estados Unidos e no Japão. Muitas vieram para o Brasil, a ponto de ter existido uma categoria específica para elas". Além de acessíveis, as TZ eram extremamente competitivas - algo que pode ser constatado em uma rápida verificação das listas de campeões mundiais e vencedores de GPs das categorias 250 cm³ e 350 cm³ realizados entre 1970 e meados da década de 1980, em que as TZ eram maioria e venciam corridas e campeonatos, muitas vezes inscritas por equipes particulares contra equipes de fábrica. 
Keller tem em seu currículo como motociclista diversas participações no Rali dos Sertões e em provas de motovelocidade para máquinas clássicas. Sua paixão por esse tipo de moto levou-o a atuar na restauração de uma Yamaha TZ 350 utilizada na década de 1970 por Adu Celso, o primeiro piloto brasileiro a vencer uma prova do Campeonato Mundial de Motovelocidade (GP da Espanha de 1973, na categoria 350 cm³). Como piloto de automóveis, ele venceu em 1996 a Mil Milhas Brasileiras, pilotando um Porsche 911. No ICGP, Keller compete com uma Yamaha TZ 250 e, neste ano, obteve um sexto lugar na França e um quarto lugar na Holanda.




















O que é o International Classic Grand Prix

Aberto a qualquer moto de Grand Prix das categorias 250 e 350 cm³ fabricadas entre janeiro de 1974 e dezembro de 1984, o ICGP teve sua primeira prova realizada em 1999 no circuito de Paul Ricard, na França. O criador do campeonato é o piloto francês Eric Saul, vencedor de dois GPs das categorias 250 e 350 em 1981 e 1982 e também participante do ICGP.
A cada temporada, são realizadas de seis a oito corridas em circuitos diversos, mas com um ponto em comum: a identificação histórica com provas internacionais de motovelocidade. O calendário de 2014 foi iniciado em abril em Paul Ricard (França) e seguiu em Hengelo (Holanda), Jarama (Espanha) e Spa-Francorchamps (Bélgica). As próximas etapas serão realizadas em 31 de agosto em Rijeka (Croácia), circuito que até a década de 1980 sediou o GP da Iugoslávia, e 8 de setembro em Donington (Inglaterra).
Cerca de 40 motos alinham em cada corrida, havendo classificação e pontuação em separado para as duas categorias (350 cm³ e 250 cm³). Todas devem ser máquinas de GP originais da época - réplicas e motos de rua não são permitidas. As Yamaha TZ predominam, mas têm forte concorrência das Kawasaki KR, Chevallier, Rotax, Bimota, Egli, Harris e Spondon.
Além das motos, o International Classic Grand Prix tem vários "pilotos clássicos". O líder do atual campeonato é o francês Guy Bertin, vice-campeão mundial da categoria 125 cm³ em 1980 e vencedor das 24 Horas de Bol d’Or (1983) e Le Mans (1985), duas das mais importantes provas de endurance para motos. Outros nomes familiares para os conhecedores da história do Mundial de Motovelocidade presentes no ICGP são os do suíço Bruno Kneubuhler (três vezes vice-campeão mundial nas categorias 50 e 125, entre 1973 e 1983) e Bernard Fau (participante das categorias 500 e 250 entre 1975 e 1983). Nenhum piloto do ICGP pode ter participado de campeonatos com motos "modernas" nos últimos três anos.

Mais informações: www.icgpracing.com
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------International Classic Grand Prix 

INDYCAR SERIES















Scott Dixon consegue uma grande vitória em corrida movimentada em Sonoma.

por Luis Fernando Soares de Almeida

A prova de Sonoma sempre é uma das mais emocionantes, disputadas e imprevísíveis do calendário da Indy. E nesse domingo (24/08) não foi diferente. Tivemos 8 líderes diferente na corrida e a temida estratégia de combustível sempre teve um papel importante nessa corrida de Sonoma. O australiano Will Power da Penske largou na pole position e liderou as primeiras 16 voltas da corrida com certa tranquilidade. Só perdeu a liderança da corrida durante a primeira série de paradas nos boxes para troca de pneus e abastecimento na volta No.16. O brasileiro Helinho Castroneves vice-líder do campeonato teve um dia terrível. Logo após a largada Helinho bateu na traseira do carro de James Hinchcliffe e acabou perdenda a parte esquerda de sua asa dianteira, ele largou em 6° e perdeu várias posições após esse acidente. Helinho jamais se recuperou na corrida e terminou apenas na 18° colocação. O estrago poderia ter sido maior se o líder do campeonato Will Power vencesse a corrida. Power tambem teve problemas durante a corrida chegou a rodar o seu carro e ficou na última colocação, mas no final o australiano se recuperou e terminou em 10° somando o dobro de pontos de Helinho aumentando ainda mais a sua diferença na liderança. Scott Dixon da Chip Ganassi que largou em terceiro, teve mais uma performance brilhante junto com a sua equipe na estratégia de poupar combustível. No final da corrida Graham Rahal liderava mas teve que entrar nos boxes para um 'splash and go" , Mike Conway que vinha atrás assumiu a liderança mas como tambem tinha problemas de combustível, acabou sendo superado por Scott Dixon que abriu uma grande vantagem e cruzou a linha de chegada em primeiro. O atual campeão da Indy, o americano Ryan Hunter-Reay da Andretti Autosport cruzou em segundo seguido dde Simon Pagenaud (Schmidt Peterson Hamilton Motorsports) em 3°. Takuma Sato que largou em 20° e fez uma ótima prova de recuperação chegou na quarta colocação seguido de Juan Pablo Montoya, Josef Newgarden, Mikhail Aleshin, Marco Andretti, Justin Wilson e Will Power fechando o Top 10 da etapa. 
O campeonato sera decidido no próximo sábado a noite nas 500 Milhas de Fontana. Como essa etapa tera pontuação dupla temos ainda 104 pontos em jogo, isso coloca os 4 primeiros colocados do campeonato com chances de vencer o campeonato matematicamente, mas isso acontecendo uma combinação de resultados entre os pilotos. Claro que a diferença de 51 pontos de Will Power para Helinho Castroneves é uma boa vantagem para o australiano, que pode até não vencer a corrida e mesmo assim conquistar o título, desde que Helinho Castroneves não vença a corrida. A última etapa da Indy na semana que vem em Fontana, Califórnia sera imperdível. 

INDYCAR SERIES: 17° ETAPA - SONOMA - FINAL
1.(9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing - 85 voltas (51 pontos)
2.(28) Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport - 85 voltas (40 pontos)
3.(77) Simon Pagenaud, Schmidt Peterson Hamilton Motorsports - 85 voltas (35 pontos)
4.(14) Takuma Sato, A.J, Foyt Racing - 85 voltas (33 pontos)
5.(2) Juan Pablo Montoya, Verizon Team Penske - 85 voltas (31 pontos)
6.(67) Josef Newgarden, Sarah Fisher Hartman Racing - 85 voltas (29 pontos)
7.(7) Mikhail Aleshin, SMP Racing - 85 voltas (26 pontos)
8.(25) Marco Andretti, Andretti Autosport - 85 voltas (24 pontos)
9.(19) Justin Wilson, Dale Coyne Racing - 85 voltas (22 pontos)
10.(12) Will Power, Verizon Team Penske - 85 voltas (24 pontos)
11.(11) Sebastien Bourdais, KVSH Racing - 85 voltas (19 pontos)
12.(27) James Hinchcliffe, Andretti Autosport - 85 voltas (18 pontos)
13.(10) Tony Kanaan, Target Chip Ganassi Racing - 85 voltas (18 pontos)
14.(20) Mike Conway, Ed Carpenter Racing - 85 voltas (17 pontos)
15.(98) Jack Hawksworth, Barracuda Networks - 85 voltas (15 pontos)
16.(17) Sebastian Saavedra, KV AFS Racing - 85 voltas (14 pontos)
17.(8) Ryan Briscoe, Data Chip Ganassi Racing - 85 voltas (13 pontos)
18.(3) Helinho Castroneves, Hitachi Team Penske - 85 voltas (12 pontos)
19.(34) Carlos Munoz, AndrettiTV.com HVM - 85 voltas (11 pontos)
20.(15) Graham Rahal, National Guard - 85 voltas (11 pontos)
21.(83) Charlie Kimball, NovoLog Flex Pen Chip Ganassi - 84 voltas (9 pontos)
22.(18) Carlos Huertas, Dale Coyne Racing - 28 voltas (8 pontos)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2014

FÓRMULA 1


Daniel Ricciardo da Red Bull consegue uma vitória excelente em Spa-Francorchamps.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Daniel Ricciardo conquistou a sua terceira vitória da temporada nesse domingo em Spa-Francorchamps, numa corrida repleta de disputas e com muitas reviravoltas. Desde 1960 um piloto australiano não vencia em Spa, naquele ano Sir Jack Brabham venceu. Na equipe Mercedes o clima entre os dois pilotos esquentou de vez. Na segunda volta Nico Rosberg quando tentava ultrapassar tocou na roda traseira do lado esquerdo do carro de Lewis Hamilton, a asa dianteira de Rosberg foi ligeiramente danificada mas quem levou a pior foi Hamilton que teve o seu pneu furado e perdeu muito tempo até chegar nos boxes, ele voltou para a pista na última colocação. Nico Rosberg assumiu a liderança da corrida mas não conseguiu se distanciar de Sebastian Vettel da Red Bull e de Fernando Alonso da Ferrari. Ricciardo no entanto voando na pista, pulou rapidamente de 5° no grid para o quarto lugar na 4° volta quando ultrapassou Alonso, uma volta mais tarde ele ultrapassou Vettel assumindo a 2° colocação. Na 8° volta Rosberg foi o pimeiro a entrar nos boxes para troca de pneus e uma nova asa dianteira. Ricciardo herdou a liderança da corrida com Vettel em segundo e Valtteri Bottas da Williams em terceiro. Rosberg teve problemas após a segunda troca de pneus, e voltou para a pista entre a Ferrari de Kimi Räikkonen e a Williams de Valtteri Bottas. Na parte final da corrida Ricciardo liderava com 21 segundos de diferença, mas Rosberg em segundo absolutamente mais rápido diminuiu a diferença para 4.3 segundos na volta No.43. No final Ricciardo cruzou a linha de chegada 3.3 segundos à frente de Rosberg. Bottas teve a competência de ultrapassar Räikkonen e conquistou a última posição do pódio. Vettel chegou em 5° seguido de Jenson Button da McLaren que travou uma batalha épica com Fernando Alonso que chegou em 7°. Sergio Perez da Force India chegou em 8° seguido de Daniil Kyvat da Toro Rosso e Nico Hulkenberg da Force India em 10° fechando a zona de pontuação. O brasileiro Felipe Massa da Williams novamente teve muitos problemas na corrida, ele terminou apenas na 13° colocação. Após a corrida Massa declarou em entrevista que a sua equipe não detectou um pedaço de algum carro que ficou preso no assoalho do seu carro e com isso ele perdia muita velocidade na pista. Kevin Magnussen da McLaren que originalmente terminou na 6° colocação acabou sendo punido após a corrida com 20 segundos acrescidos ao seu tempo por conduta anti desportiva, ele acabou perderndo os pontos conquistados. O clima esquentou entre os pilotos da Mercedes e a própria direção da equipe declarou que o acidente é inaceitável. A diferença de Nico Rosberg para Lewis Hamilton é de agora 29 pontos e restam ainda 7 etapas para o término da temporada. 





















F1: 12° ETAPA - SPA-FRANCORCHAMPS, BÉLGICA - FINAL

1.(3) Daniel Ricciardo, Red Bull Racing-Renault - 44 voltas (1:24:36.556)(25 pontos)
2.(6) Nico Rosberg, Mercedes - +3.3s (18 pontos)
3.(77) Valtteri Bottas, Williams-Mercedes - +28.0s (15 pontos)
4.(7) Kimi Räikkönen, Ferrari - +36.8s (12 pontos)
5.(1) Sebastian Vettel, Red Bull Racing-Renault - +52.1s (10 pontos)
6.(22) Jenson Button, McLaren-Mercedes - +54.5s (8 pontos)
7.(14) Fernando Alonso, Ferrari - +61.1s (6 pontos)
8.(11) Sergio Perez, Force India-Mercedes - +64.2s (4 pontos)
9.(26) Daniil Kyvat, Toro Rosso-Renault - +65.3s (2 pontos)
10.(27) Nico HUlkenberg, Force India-Mercedes - +65.6s (1 ponto)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(25) Jean-Eric Vergne, Toro Rosso-Renault - +71.9s
12.(20) Kevin Magnussen, McLaren-Mercedes - +74.2s
13.(19) Felipe Massa, Williams-Mercedes - +75.9s
14.(99) Adrian Sutil, Sauber-Ferrari - +82.4s
15.(21) Esteban Gutierrez, Sauber-Ferrari - +90.8s
16.(4) Max Chilton, Marussia-Ferrari - +1 volta
17.(9) Marcus Ericsson, Caterham-Renault - +1 volta
18.(17) Jules Bianchi, Marussia-Ferrari - abandono (câmbio)
19.(44) Lewis Hamilton, Mercedes - abandono (acidente)
20.(8) Romain Grosjean, Lotus-Renault - abandono (acidente)
21.(13) Pastor Maldonado, Lotus-Renault - abandono (escapamento)
22.(45) Andre Lotterer, Caterham-Renault - abandono (motor)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2014

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

INDYCAR SERIES
















Will Power foi dominante e venceu com autoridade a Wisconsin 250 nesse domingo.

por Luis Fernando Soares de Almeida

Depois de conquistar a pole position no sábado, o australiano Will Power da equipe Penske teve um domingo dominante nas 250 Milhas no circuito de apenas 1 milha de Milwaukee. Power dirigindo o carro No.12 Verizon Team Penske, resistiu aos ataques do brasileiro Tony Kanaan da Chip Ganassi e de seu companheiro de Penske o colombiano Juan Pablo Montoya para cruzar em primeiro 2.7 segundos à frente de Montoya. O brasileiro Tony Kanaan fez uma ótima corrida e conquistou a 3° colocação do pódio, o seu 4° pódio nas últimas cinco corridas. Scott Dixon tambem da Target Chip Ganassi terminou em 4°. Josef Newgarden que estava em terceiro mas teve que parar para um 'splash and go' terminou em 5°, o seu segundo top 5 consecutivo em pistas ovais. Foi a primeira vitória de Will Power num oval de 1 milha e a 1° tambem em Milwaukee. Com a sua 24° vitória na carreira empatou na tabela de todos os tempos com Bobby Rahal e Ralph DePalma na 16° posição de todos os tempos no livro de recordes da Indy. Power ainda conquistou 2 pontos de bonus pela pole position e por liderar o maior número de voltas na corrida de domingo. Infelizmente o brasileiro Helinho Castroneves não teve um bom dia e terminou apenas na 11° posição. Com isso Power aumentou a sua liderança para 39 pontos de diferença sobre Helinho. A próxima etapa da Indy acontece na semana que vem no dia 24 de Agosto no Grande Prêmio de Sonoma. Como a última etapa da temporada promovera pontuação dobrada temos ainda matematicamente 6 pilotos na disputa pelo título. Além de Will Power e Helinho Castroneves temos ainda na disputa Simon Pagenaud (510 pontos), Ryan Hunter-Reay (494 pontos), Juan Pablo Montoya (488 pontos) e Scott Dixon (472 pontos). 

INDYCAR SERIES: 16° ETAPA - WISCONSIN 250
1.(#12) Will Power, Verizon Team Penske - 250 voltas (54 pontos)
2.(#2) Juan Pablo Montoya, PPG Team Penske - 250 voltas (41 pontos)
3.(#10) Tony Kanaan, Target Chip Ganassi Racing - 250 voltas (36 pontos)
4.(#9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing - 250 voltas (32 pontos)
5.(#67) Josef Newgarden, Sarah Fisher Hartman Racing - 250 voltas (30 pontos)
6.(#8) Ryan Briscoe, NTT Data Chip Ganassi Racing - 250 voltas (28 pontos)
7.(#77) Simon Pagenaud, Schmidt Peterson Hamilton Motorsports - 250 voltas (26 pontos)
8.(#7) Mikhail Aleshin, SMP Racing - 249 voltas (24 pontos)
9.(#20) Ed Carpenter, Ed Carpenter Racing - 249 voltas (23 pontos)
10.(#98) Jack Hawksworth, Charter Communications Honda - 249 voltas (20 pontos)
11.(#3) Helinho Castroneves, Hitachi Team Penske - 249 voltas (19 pontos)
12.(#11) Sebastien Bourdais, Mistic KVSH Racing - 249 voltas (18 pontos)
13.(#25) Marco Andretti, Snapple Andretti Autosport - 249 voltas (17 pontos)
14.(#15) Graham Rahal, National Guard - 249 voltas (16 pontos)
15.(#14) Takuma Sato, ABC Supply A.J. Foyt Racing - 248 voltas (15 pontos)
16.(#83) Charlie Kimball, NovoLog FlexPen Chip Ganassi - 248 voltas (14 pontos)
17.(#19) Justin Wilson, Dale Coyne Racing - 248 voltas (13 pontos)
18.(#17) Sebastian Saavedra, KV AFS Racing - 246 voltas (12 pontos)
19.(#27) James Hinchcliffe, Andretti Autosport - 244 voltas (11 pontos)
20.(#18) Carlos Huertas, Dale Coyne Racing - 243 voltas (10 pontos)
21.(#28) Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport - 168 voltas (9 pontos)(probl. mecânicos)
22.(#34) Carlos Munoz, AndrettiTV.com HVM - 130 voltas (8 pontos)(acidente)
--------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2014  

NASCAR SPRINT CUP
















Jeff Gordon vence em Michigan e volta a liderar a Sprint Cup da Nascar.

por Luis Fernando Soares de Almeida

Na última relargada Jeff Gordon, ultrapassou Joey Logano e venceu a etapa de Michigan da Nascar. Gordon que vinha enfrentando problemas em relargadas, foi muito bem na última bandeira amarela da corrida pulando à frente de Logano e abrindo rapidamente uma boa vantagem que garantiu a sua vitória. Foi a 3° vitória de Gordon na temporada. Gordon que largou na pole position venceu pela 3° vez em Michigan desde 2001, e conquistou a marca impressionante de 91 vitórias em sua carreira. Kevin Harvick chegou em segundo pela 4° vez consecutiva em Michigan, seguido de Paul Menard que fez uma grande corrida, Joey Logano e Dale Earnhardt Jr. fechando o Top 5. O Chevrolet de Jeff Gordon foi o mais rápido o final de semana inteiro, ele marcou um novo recorde no treino de classificação com uma volta de 206.558 milhas por hora, e foi o único carro no sábado durante a última sessão de treinos que passou das 200 milhas por hora. Ele liderou a corrida por 68 voltas e manteve o seu carro sempre no pelotão da frente durante a etapa. O dono da equipe Rick Hendrick declarou que a performance de Gordon nesse domingo vez ele lembrar do jovem Gordon em sua melhor fase. Foi a nona vitória da equipe Hendrick Motorsports. A bandeira amarela mais longa que tivemos na corrida aconteceu quando o novato Kyle Larson acertou o muro na curva No.4 e pegou fogo. Foram 11 voltas com o carro de segurança na pista. A situação mais dramática é de Matt Kenseth que começou a corrida na 3° posição da classificação geral mas ainda precisa urgentemente de uma vitória para garantir a sua vaga no Chase com o formato desse ano. Confira abaixo como ficou o resultado final da corrida.

NASCAR SPRINT CUP: 23° ETAPA - MICHIGAN - FINAL
1.(#24) Jeff Gordon, Chevrolet - 200 voltas (47 pontos)
2.(#4) Kevin Harvick, Chevrolet - 200 voltas (42 pontos)
3.(#22) Joey Logano, Ford - 200 voltas (43 pontos)
4.(#27) Paul Menard, Chevrolet - 200 voltas (40 pontos)
5.(#88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 200 voltas (40 pontos)
6.(#15) Clint Bowyer, Toyota - 200 voltas (38 pontos)
7.(#11) Denny Hamlin, Toyota - 200 voltas (37 pontos)
8.(#2) Brad Keselowski, Ford - 200 voltas (37 pontos)
9.(#48) JImmie Johnson, Chevrolet - 200 voltas (36 pontos)
10.(#16) Greg Biffle, Ford - 200 voltas (34 pontos)
11.(#31) Ryan Newman, Chevrolet - 200 voltas (34 pontos)
12.(#9) Marcos Ambrose, Ford - 200 voltas (32 pontos)
13.(#47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 200 voltas (31 pontos)
14.(#1) Jamie McMurray, Chevrolet - 200 voltas (30 pontos)
15.(#17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 200 voltas (29 pontos)
16.(#5) Kasey Kahne, Chevrolet - 200 voltas (29 pontos)
17.(#13) Casey Mears, Chevrolet - 200 voltas (27 pontos)
18.(#10) Danica Patrick, Chevrolet - 200 voltas (26 pontos)
19.(#55) Brian Vickers, Toyota - 199 voltas (25 pontos)
20.(#43) Aric Almirola, Ford - 199 voltas (24 pontos)
21.(#38) David Gilliland, Ford - 199 voltas (23 pontos)
22.(#3) Austin Dillon, Chevrolet - 199 voltas (22 pontos)
23.(#99) Carl Edwards, Ford - 198 voltas (21 pontos)
24.(#34) David Ragan, Ford - 198 voltas (20 pontos)
25.(#26) Cole Whitt, Toyota - 198 voltas (19 pontos)
26.(#23) Alex Bowman, Toyota - 198 voltas (18 pontos)
27.(#36) Reed Sorenson, Chevrolet - 197 voltas (17 pontos)
28.(#98) Josh Wise, Chevrolet - 197 voltas (16 pontos)
29.(#40) Landon Cassill, Chevrolet - 197 voltas
30.(#83) J.J. Yeley, Toyota - 197 voltas
31.(#41) Kurt Busch, Chevrolet - 196 voltas (14 pontos)
32.(#32) Travis Kvapil, Ford - 196 voltas (12 pontos)
33.(#37) Dave Blaney, Chevrolet - 195 voltas (11 pontos)
34.(#33) Alex Kennedy, Chevrolet - 195 voltas (10 pontos)
35.(#66) Joe Nemechek, Toyota - 195 voltas
36.(#78) Martin Truex Jr., Chevrolet - 177 voltas (8 pontos)(acidente)
37.(#14) Jeff Burton, Chevrolet - 176 voltas (7 pontos)
38.(#20) Matt Kenseth, Toyota - 170 voltas (6 pontos)
39.(#18) Kyle Busch, Toyota - 159 voltas (5 pontos)
40.(#7) Michael Annett, Chevrolet - 155 voltas (4 pontos)(vibração)
41.(#21) Trevor Bayne, Ford - 153 voltas
42.(#51) Justin Allgaier, Chevrolet  - 97 voltas (2 pontos)(acidente)
43.(#42) Kyle Larson, Chevrolet - 94 voltas (1 ponto)(acidente)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Sprint Cup 2014

DTM


Marco Wittmann vence em Nürburgring e esta muito próximo do título da temporada.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Com um desempenho perfeito, Marco Wittmann (BMW) largou na pole position e venceu de ponta a ponta em Nürburgring na Alemanha e ficou mais próximo do título da temporada na DTM. O maior rival de Witmann, Mattias Ekström teve que abandonar a corrida logo no seu inicio depois de ter se envolvido num acidente logo após a largada. O atual campeão Mike Rockenfeller (Audi) cruzou a linha de chegada na segunda colocação à 1.2 segundos atrás de Wittmann. Edoardo Mortara (Audi) companheiro de Rockenfeller fechou o pódio na terceira colocação. Paul di Resta (Mercedes) teve uma grande corrida, largou na oitava posição e cruzou a linha de chegada em 4°. Ekström ainda tem uma chance de lutar pelo título com Marco Wittmann. Com ainda três corridas para serem realizadas a diferença é enorme, 64 pontos, mas matematicamente ainda é possível. A próxima etapa da DTM acontece em Lausitzring no dia 14 de Setembro. 





















DTM: 7° ETAPA - NÜRBURGRING - FINAL

1.(#23) Marco Wittmann, BMW Team RMG - 49 voltas (1:09:42.802)
2.(#1) Mike Rockenfeller, Audi Sport Team Phoenix - +1.286
3.(#15) Edoardo Mortara, Audi Sport Team Abt - +12.019
4.(#6) Paul di Resta, Mercedes AMG - +12.815
5.(#19) Daniel Juncadella, Petronas Mercedes AMG - +13.717
6.(#5) Christian Vietoris, Original-Teile Mercedes - +24.918
7.(#24) Maxime Martin, BMW Team RMG - +28.921
8.(#10) Martin Tomczyk, BMW Team Schnitzer - +38.521
9.(#12) Robert Wickens, Free Man's World Mercedes - +43.197
10.(#25) Pascal Wehrlein, gooix Mercedes AMG - +45.377
11.(#16) Adrien Tambay, Audi Sport Team Abt - +48.071
12.(#9) Bruno Spengler, BMW Team Schnitzer - +49.834
13.(#18) Antonio Felix da Costa, BMW Team MTEK - +50.150
14.(#21) Jamie Green, Audi Sport Team Rosberg - +52.771
15.(#11) Gary Paffett, Euronics Mercedes AMG - +57.056
16.(#17) Timo Glock, BMW Team MTEK - +58.557
17.(#4) Joey Hand, BMW Team RBM - +1:20.955
18.(#20) Vitaly Petrov, Mercedes AMG - +1 volta
**Não classificados**
(#3) Augusto Farfus, BMW Team RBM - +14 voltas
(#22) Nico Müller, Audi Sport Team Rosberg - +39 voltas
(#2) Timo Scheider, Audi Sport Team Phoenix - +41 voltas
(#8) Miguel Molina, Audi Sport Team Abt Sportsline - +45 voltas
(#7) Mattias Ekström, Audi Sport Team Abt Sportsline - +46 voltas
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------DTM 2014

sábado, 16 de agosto de 2014

NASCAR NATIONWIDE SERIES
















O novato James Buescher consegue a sua primeira vitória da temporada na Nationwide em Mid-Ohio.

por Luis Fernando Soares de Almeida

O novato de apenas 21 anos James Buescher venceu a sua primeira corrida na Nationwide de maneira dramática, pois teve que economizar combustível e viu os seus rivais Regan Smith e Brian Scott chegando muito próximos na última volta. Buescher cruzou em primeiro seguido de Smith e Scott. Chase Elliott terminou a corrida na 4° colocação e continua na liderança do campeonato, agora com 10 pontos de vantagem sobre o 2° colocado Regan Smith. Alex Tagliani foi o 5° seguido de Justin Marks, Elliott Sadler, Dylan Kwasniewski, Trevor Bayne e Dakoda Armstrong fechando o Top 10. Durante a 4° bandeira amarela da corrida na volta 51 o pole position Sam Hornish Jr. surpreendeu o público quando entrou no pitlane e recolheu o seu carro para a garagem, o dia para ele estava terminado. James Buescher tomou o controle da corrida à 20 voltas do final, teve um breve duelo com Regan Smith, mas depois conseguiu abrir uma vantagem confortável de pouco mais de 2 segundos não sendo mais ameaçado. O drama é que a equipe não sabia se ele teria combustível até o final da corrida, mesmo assim foi o suficiente para que ele vencesse a sua primeira corrida na Nationwide. A próxima etapa acontece no final de semana que vem na sexta-feira (22/08) em Bristol.

NATIONWIDE: 22° ETAPA - MID-OHIO, FINAL
1.(60) Chris Buescher, Ford - 90 voltas (47 pontos)
2.(7) Regan Smith, Chevrolet - 90 voltas (42 pontos)
3.(2) Brian Scott, Chevrolet - 90 voltas (43 pontos)
4.(9) Chase Elliott, Chevrolet - 90 voltas (40 pontos)
5.(22) Alex Tagliani, Ford - 90 voltas (39 pontos)
6.(31) Justin Marks, Chevrolet - 90 voltas (38 pontos)
7.(11) Elliott Sadler, Toyota - 90 voltas (37 pontos)
8.(42) Dylan Kwasniewski, Chevrolet - 90 voltas (36 pontos)
9.(6) Trevor Bayne, Ford - 90 voltas (36 pontos)
10.(43) Dakoda Armstrong, Ford - 90 voltas (34 pontos)
11.(19) Mike Bliss, Toyota - 90 voltas (33 pontos)
12.(16) Ryan Reed, Ford - 90 voltas (32 pontos)
13.(40) Matt DiBenedetto, Chevrolet - 90 voltas (31 pontos)
14.(01) Landon Cassill, Chevrolet - 90 voltas (30 pontos)
15.(23) Cody Ware, Chevrolet - 90 voltas (29 pontos)
16.(39) Ryan Sieg, Chevrolet - 90 voltas (28 pontos)
17.(17) Tanner Berryhill, Dodge - 90 voltas (27 pontos)
18.(86) Tim Cowen, Ford - 89 voltas (26 pontos)
19.(3) Ty Dillon, Chevrolet - 89 voltas (25 pontos)
20.(62) Brendan Gaughan, Chevrolet - 89 voltas (25 pontos)
21.(44) Carlos Contreras, Toyota - 88 voltas (23 pontos)
22.(51) Jeremy Clements, Chevrolet - 87 voltas (22 pontos)
23.(93) Tomy Drissi, Dodge - 87 voltas
24.(74) Bobby Reuse, Chevrolet - 85 voltas (20 pontos)
25.(99) James Buescher, Toyota - 84 voltas (19 pontos)
26.(28) J.J. Yeley, Dodge - 81 voltas (18 pontos)
27.(52) Joey Gase, Chevrolet - 80 voltas (17 pontos)
28.(4) Jeffrey Earnhardt, Chevrolet - 72 voltas (16 pontos)
29.(14) Jeff Green, Toyota - 70 voltas (15 pontos)
30.(54) Sam Hornish Jr., Toyota - 51 voltas (15 pontos)
31.(20) Kenny Habul, Toyota - 51 voltas (13 pontos)
32.(70) Derrike Cope, Dodge - 43 voltas (12 pontos)
33.(87) Stanton Barrett, Ford - 35 voltas (11 pontos)
34.(79) John Jackson, Chevrolet - 13 voltas
35.(10) Blake Koch, Toyota - 12 voltas (9 pontos)
36.(15) Craig Long, Chevrolet - 11 voltas (8 pontos)
37.(55) Timmy HIll, Chevrolet - 10 voltas
38.(46) Josh Reaume, Chevrolet - 7 voltas (6 pontos)
39.(77) Roger Reuse, Dodge - 3 voltas
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Nationwide Series 2014

NASCAR CAMPING WORLD TRUCK SERIES

Johnny Sauter vence em Michigan e assume a liderança do campeonato da Truck Series da Nascar.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Quando faltavam apenas 3 voltas para terminar a corrida, Matt Crafton então na liderança teve que realizar mais uma parada nos boxes para colocar combustível. Com isso Johnny Sauter assumiu a liderança e cruzou a linha de chegada na primeira posição, com a vitória ele é o novo lider do campeonato. Ryan Blaney que liderava o campeonato não teve um bom dia, ele terminou apenas na 21° colocação e perdeu a liderança do campeonato. A próxima etapa da Truck Series da Nascar acontece na próxima quarta-feira (20/08) em New Hampshire.

NASCAR TRUCK SERIES: 12° ETAPA - MICHIGAN - FINAL
1.(98) Johnny Sauter, Toyota - 100 voltas (47 pontos)
2.(88) Matt Crafton, Toyota - 100 voltas (43 pontos)
3.(30) Ron Hornaday Jr., Chevrolet - 100 voltas (41 pontos)
4.(32) Tayler Maslam, Chevrolet - 100 voltas (40 pontos)
5.(51) Kyle Busch, Toyota - 100 voltas
6.(77) German Quiroga Jr., Toyota - 100 voltas (38 pontos)
7.(17) Timothy Peters, Toyota - 100 voltas (37 pontos)
8.(13) Jeb Burton, Toyota - 100 voltas (36 pontos)
9.(21) Joey Coulter, Chevrolet - 100 voltas (35 pontos)
10.(8) Joe Nemechek, Toyota - 99 voltas (34 pontos)
11.(54) Darrell Wallace Jr., Toyota - 99 voltas (35 pontos)
12.(9) Jason White, Chevrolet - 99 voltas
13.(23) Spencer Gallagher, Chevrolet - 99 voltas (31 pontos)
14.(02) Tyler Young, Chevrolet - 98 voltas (30 pontos)
15.(99) Bryan Silas, Chevrolet - 98 voltas (29 pontos)
16.(35) Mason Mingus, Toyota - 97 voltas (28 pontos)
17.(20) Austin Dillon, Chevrolet - 96 voltas
18.(19) Joey Logano, Ford - 96 voltas
19.(31) Ben Kennedy, Chevrolet - 96 voltas (25 pontos)
20.(10) Jennifer Jo Cobb, Chevrolet - 94 voltas (24 pontos)
21.(29) Ryan Blaney, Ford - 91 voltas (24 pontos)
22.(6) Norm Benning, Chevrolet - 75 voltas (22 pontos)
23.(63) Justin Jennings, Chevrolet - 49 voltas (21 pontos)
24.(08) Jimmy Weller III, Chevrolet - 36 voltas (20 pontos)(motor)
25.(50) T.J. Bell, Chevrolet - 20 voltas (19 pontos)(vaz. de óleo)
26.(05) Travis Kvapil, Toyota - 7 voltas (motor)
27.(07) Todd Peck, Chevrolet - 4 voltas (17 pontos)(handling)
28.(57) Adam Edwards, Chevrolet - 3 voltas (problemas elétricos)
29.(0) Caleb Roark, Chevrolet - 2 voltas (15 pontos)(cambio)
-----------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Camping World Truck Series 2014

domingo, 10 de agosto de 2014

NASCAR NATIONWIDE SERIES

Marcos Ambrose vence em Watkins Glen pela Nationwide.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Marcos Ambrose se envolveu num pequeno acidente com Kyle Busch no inicio da corrida que fez com que ele saisse da pista e rodasse, mesmo assim o australiano se recuperou e venceu a sua 4° corrida consecutiva em Watkins Glen nesse sábado (09/08) pela Nationwide da Nascar. Ele venceu as edições de 2008, 2009 e 2010 e após um hiato de 3 anos voltou a vencer ontem. Ambrose assumiu a liderança da corrida na volta No.32 durante uma parada nos boxes ele ultrapassou Joey Logano na saída do pitlane. Parando sempre uma volta mais cedo do que seus adversários segurou a liderança até o final da corrida. Com cinco voltas para terminar a prova Kyle Busch ultrapassou Joey Logano assumindo a segunda colocação e começou a pressionar bastante Marcos Ambrose. Ambrose segurou a vitória com Bush em 2°, Joey Logano em 3°, o pole position Brad Keselowski em 4° e Matt Kenseth completando o top 5. O novato Chase Elliott terminou em 6° e ampliou a sua liderança no campeonato para 12 pontos de diferença sobre o companheiro de equipe JR Motorsports Regan Smith que terminou em 17°. A próxima etapa da Nationwide acontece no sábado (16/08) em Mid-Ohio.

NASCAR NATIONWIDE SERIES: 21° ETAPA - WATKINS GLEN FINAL
1.(09) Marcos Ambrose, Ford - 82 voltas
2.(54) Kyle Busch, Toyota - 82 voltas
3.(12) Joey Logano, Ford - 82 voltas
4.(22) Brad Keselowski, Ford - 82 voltas
5.(20) Matt Kenseth, Toyota - 82 voltas
6.(9) Chase Elliott, Chevrolet - 82 voltas (38 pontos)
7.(11) Elliott Sadler, Toyota - 82 voltas (37 pontos)
8.(3) Ty Dillon, Chevrolet - 82 voltas (37 pontos)
9.(33) Paul Menard, Chevrolet - 82 voltas
10.(2) Brian Scott, Chevrolet - 82 voltas (34 pontos)
11.(99) James Buescher, Toyota - 82 voltas (34 pontos)
12.(16) Ryan Reed, Ford - 82 voltas (32 pontos)
13.(6) Trevor Bayne, Ford - 82 voltas (31 pontos)
14.(19) Mike Bliss, Toyota - 82 voltas (31 pontos)
15.(42) Kyle Larson, Chevrolet - 82 voltas
16.(51) Jeremy Clements, Chevrolet - 82 voltas (29 pontos)
17.(7) Regan Smith, Chevrolet - 82 voltas (28 pontos)
18.(87) Stanton Barrett, Ford - 82 voltas (26 pontos)
19.(55) Brennan Newberry, Chevrolet - 82 voltas
20.(93) Tomy Drissi, Dodge - 82 voltas
21.(4) Jeffrey Earnhardt, Chevrolet - 81 voltas (23 pontos)
22.(70) Derrike Cope, Chevrolet - 81 voltas (22 pontos)
23.(44) Carlos Contreras, Toyota - 81 voltas (21 pontos)
24.(14) Eric McClure, Toyota - 81 voltas (20 pontos)
25.(43) Dakoda Armstrong, Ford - 81 voltas (19 pontos)
26.(75) Kenny Habul, Toyota - 81 voltas (18 pontos)
27.(31) Dylan Kwasniewski, Chevrolet - 81 voltas (17 pontos)
28.(62) Brendan Gaughan, Chevrolet - 80 voltas (17 pontos)
29.(60) Chris Buescher, Ford - 79 voltas (15 pontos)
30.(74) Roger Reuse, Chevrolet - 79 voltas (14 pontos)
31.(17) Tanner Berryhill, Dodge - 74 voltas (13 pontos)
32.(40) Matt DiBenedetto, Chevrolet - 73 voltas (12 pontos)
33.(01) Landon Cassill, Chevrolet - 43 voltas (11 pontos)(suspensão)
34.(39) Ryan Sieg, Chevrolet - 38 voltas (10 pontos)(super aquecimento)
35.(28) J.J. Yeley, Dodge - 33 voltas (9 pontos)(acidente)
36.(52) Joey Gase, Chevrolet - 30 voltas (8 pontos)(elétrica)
37.(23) Kevin O'Connell, Chevrolet - 25 voltas (7 pontos)(acidente)
38.(10) Blake Koch, Toyota - 6 voltas (6 pontos)(câmbio)
39.(46) Josh Wise, Chevrolet - 3 voltas (freios)
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Nationwide Series 2014

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

INDYCAR SERIES
















Scott Dixon consegue uma vitória excepcional em Mid-Ohio.

por Luis Fernando Soares de Almeida

Tendo no pelotão da frente do grid de largada sendo dominado pelas equipes consideradas menores a corrida de Mid-Ohio guardava fortes emoções para os fãs da categoria. Sebastien Bourdais da KVSH Racing largou na pole position e manteve a liderança da corrida durante o primeiro terço da etapa. Scott Dixon da Target Chip Ganassi Racing largou na última posição (22°), ele acabou sendo punido no treino classificatório por causar uma bandeira vermelha. Mesmo largando da 22° posição Dixon mostrou no domingo porque é considerado o rei de Mid-Ohio. No ínicio da corrida ele foi ajudado pelo acidente que envolveu vários carros na largada e retiraram da prova o seu companheiro de equipe Tony Kanaan e Marco Andretti da Andretti Autosport. Dixon foi auxiliado pelas bandeiras amarelas que fizeram com que ele tivesse bastante combustivel economizado, ainda contou com a ajuda de um erro da equipe Sarah Fisher Hartman quando Josef Newgarden liderava de maneira brilhante a corrida. Newgarden contou com um péssimo trabalho nos boxes que colocaram ele de volta na pista na 11° colocação. A chave para a 34° vitória da carreira de Dixon foi a decisão de seu estrategista Mike HUll que decidiu que ele deveria ficar na pista quando aconteceu uma bandeira amarela no volta No. 39, a maioria dos pilotos entraram para troca de pneus e abastecimento, Dixon se manteve na pista e assumiu a liderança da corrida. O brasileiro Helinho Castroneves teve problemas em seu carro e perdeu 5 voltas antes mesmo da largada, um problema eletrônico em seu carro não permitiu que o então líder do campeonato largasse. Helinho terminou a corrida apenas na 19° colocação. O australiano Will Power da Penske que chegou em 6° assumiu a liderança do campeonato com apenas 4 pontos de vantagem sobre o brasileiro. Scott Dixon é o 6° do campeonato mas com a última etapa valendo pontuação dobrada não se pode descartar o piloto na disputa pelo 4° título de sua carreira. A próxima etapa da Indy ocorre daqui duas semanas em Wisconsin.

INDYCAR SERIES: 15°ETAPA - MID-OHIO 200
1.(#9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing - 90 voltas (53 ptos.)
2.(#11) Sebastien Bourdais, KVSH Racing - 90 voltas (42 ptos.)
3.(#27) James Hinchcliffe, United Fiber & Data - 90 voltas (36 ptos.)
4.(#34) Carlos Munoz, AndrettiTV.com HVM - 90 voltas (32 ptos.)
5.(#15) Graham Rahal, National Guard - 90 voltas (30 ptos.)
6.(#12) Will Power, Verizon Team Penske - 90 voltas (28 ptos.)
7.(#83) Charlie Kimball, NovoLog FlexPen Ganassi - 90 voltas (26 ptos.)
8.(#8) Ryan Briscoe, NTT Data Chip Ganassi - 90 voltas (24 ptos.)
9.(#77) Simon Pagenaud, Schmidt Peterson Hamilton Motorsports - 90 voltas (22 ptos.)
10.(#28) Ryan HUnter-Reay, Andretti Autosport - 90 voltas (21 ptos.)
11.(#2) Juan Pablo Montoya, Hawk Team Penske - 90 voltas (19 ptos.)
12.(#67) Josef Newgarden, Sarah Fisher Hartman Racing - 90 voltas (19 ptos.)
13.(#20) Mike Conway, Ed Carpenter Racing - 90 voltas (17 ptos.)
14.(#7) Mikhail Aleshin, SMP Racing - 90 voltas (16 ptos.)
15.(#19) Justin Wilson, Dale Coyne Racing - 90 voltas (15 ptos.)
16.(#98) Jack Hawksworth, Collection Auto Group - 90 voltas (14 ptos.)
17.(#18) Carlos Huertas, Dale Coyne Racing - 90 voltas (13 ptos.)
18.(#14) Takuma Sato, ABC Supply A.J. Foyt Racing - 89 voltas (12 ptos.)
19.(#3) Helinho CAstroneves, Team Penske - 86 voltas (11 ptos.)
20.(#17) Sebastian Saavedra, KV AFS Racing - 24 voltas (10 ptos.)(abandono)
21.(#10) Tony Kanaan, Glad Chip Ganassi Racing - 0 voltas (9 ptos.)(acidente)
22.(#25) Marco Andretti, Snapple Andretti Autosport - 0 voltas (8 ptos.)(acidente)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2014

domingo, 3 de agosto de 2014

NASCAR SPRINT CUP















Dale Earnhadrt Jr. vence em Pocono, a sua terceira vitória do ano.

por Luis Fernando Soares de Almeida

Dale Jr. liderou apenas as últimas 14 voltas e segurou os ataques de Kevin Harvick para vencer pela segunda vez esse ano em Pocono, a sua terceira vitória da temporada. Apenas Jimmie Johnson e Brad Keselowski tambem tem 3 vitórias na temporada. Kevin Harvick chegou em segundo seguido de Joey Logano, Clint Bowyer e Greg Biffle no top 5. O líder do campeonato Jeff Gordon liderou 63 voltas e terminou e 6°. A corrida tambem teve um grande acidente na parte final,  envolvendo nada mais nada menos do que 13 carros. A próxima etapa da Sprint será no próximo final de semana com a prova de Watkins Glen.

NASCAR SPRINT CUP: 21° ETAPA - POCONO - FINAL
1.(#88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 160 voltas (47 ptos.)
2.(#4) Kevin Harvick, Chevrolet - 160 voltas (43 ptos.)
3.(#22) Joey Logano, Ford - 160 voltas (42 ptos.)
4.(#15) Clint Bowyer, Toyota - 160 voltas (40 ptos.)
5.(#16) Greg Biffle, Ford - 160 voltas (40 ptos.)
6.(#24) Jeff Gordon, Chevrolet - 160 voltas (40 ptos.)
7.(#1) Jamie McMurray, Chevrolet - 160 voltas (37 ptos.)
8.(#31) Ryan Newman, Chevrolet - 160 voltas (36 ptos.)
9.(#11) Denny Hamlin, Toyota - 160 voltas (35 ptos.)
10.(#5) Kasey Kahne, Chevrolet - 160 voltas (34 ptos.)
11.(#42) Kyle LArson, Chevrolet - 160 voltas (33 ptos.)
12.(#13) Casey Mears, Chevrolet - 160 voltas (32 ptos.)
13.(#41) Kurt Busch, Chevrolet - 160 voltas (32 ptos.)
14.(#9) Marcos Ambrose, Ford - 160 voltas (30 ptos.)
15.(#3) Austin Dillon, Chevrolet - 160 voltas (29 ptos.)
16.(#51) Justin Allgaier, Chevrolet - 160 voltas (28 ptos.)
17.(#38) David Gilliland, Ford - 160 voltas (28 ptos.)
18.(#17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 159 voltas (26 ptos.)
19.(#34) David Ragan, Ford - 159 voltas (25 ptos.)
20.(#83) Ryan Truex, Toyota - 159 voltas (24 ptos.)
21.(#26) Cole Whitt, Toyota - 159 voltas (23 ptos.)
22.(#7) Michael Annett, Chevrolet - 159 voltas (22 ptos.)
23.(#2) Brad Keselowski, Ford - 159 voltas (21 ptos.)
24.(#98) Josh Wise, Chevrolet - 159 voltas (20 ptos.)
25.(#32) Travis Kvapil, Ford - 158 voltas (19 ptos.)
26.(#37) Dave Blaney, Chevrolet - 158 voltas (18 ptos.)
27.(#36) Reed Sorenson, Chevrolet - 158 voltas (17 ptos.)
28.(#33) Alex Kennedy, Chevrolet - 158 voltas (16 ptos.)
29.(#99) Carl Edwards, Ford - 157 voltas (15 ptos.)
30.(#10) Danica Patrick, Chevrolet - 156 voltas (14 ptos.)
31.(#23) Alex Bowman, Toyota - 154 voltas (13 ptos.)
32.(#78) Martin Truex Jr., Chevrolet - 144 voltas (12 ptos.)
33.(#27) Paul Menard, Chevrolet - 143 voltas (11 ptos.)
34.(#47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 137 voltas (11 ptos.)
35.(#43) Aric Almirola, Ford - 125 voltas (10 ptos.)
36.(#14) Tony Stewart, Chevrolet - 124 voltas (8 ptos.)
37.(#55) Brian Vickers, Toyota - 116 voltas (7 ptos.)
38.(#20) Matt Kenseth, Toyota - 116 voltas (7 ptos.)
39.(#48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 111 voltas (5 ptos.)
40.(#66) Joe Nemechek, Toyota - 88 voltas
41.(#40) Landon Cassill, Chevrolet - 28 voltas
42.(#18) Kyle Busch, Toyota - 23 voltas (2 ptos.)
43.(#93) Johnny Sauter, Toyota - 11 voltas
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Sprint Cup 2014

STOCK CAR BRASIL
















De maneira emocionante Rubens Barrichello consegue a sua primeira vitória na Stock Car na corrida do Milhão.

por Luis Fernando Soares de Almeida

Depois de um longo período de inatividade devido a disputa da Copa do Mundo a Stock Car brasileira retornou as suas atividades hoje na cidade de Goiânia, com a tradicional corrida do milhão. O retorno da categoria veio em grande estilo, a corrida foi disputadíssima e no final tivemos uma batalha épica pela vitória entre Rubens Barrichello e Thiago Camilo. Na largada o pole Barrichello manteve com tranquilidade a primeira posição, não tivemos nenhum incidente na largada. As disputas por posições no bloco intermediário foram intensas, com quase 20 minutos de prova Barrichello ainda liderava seguido de Átila Abreu, Thiago Camilo e Allam Khodair. Com a janela dos pits aberta os carros começaram a entrar nos boxes, o primeiro foi Átila Abreu. Rubens Barrichello entrou nos boxes na liderança seguido por Thiago Camilo. A equipe do Rubinho trabalhou muito bem e depois que todos pararam o piloto manteve a liderança com Átila Abreu em 2° e Thiago Camilo em 3°. Com um melhor rendimento Thiago Camilo, que já venceu duas vezes a corrida do milhão, utilizou o botão de ultrapassagem (push to pass) e superou Átila Abreu pela 2° colocação. O carro de Thiago Camilo começou a render muito e rapidamente ele encostou no líder Barrichello. Após a segunda parada Antonio Pizzonia que não entrou para a segunda troca liderava com Barrichello em 2° e Camilo logo atrás dele. Com menos de 10 minutos para terminar a prova Pizzonia e Lucas Foresti finalmente entraram para a segunda troca ou abastecimento, a liderança voltou para Barrichello com Thiago Camilo grudado atrás dele. A partir daí tivemos uma belíssima disputa entre os dois pilotos com trocas na liderança durante os 8 minutos finais, no final Rubens Barrichello que economizou e tinha mais botões de ultrapassagens merecidamente venceu a corrida. Foi um final de semana perfeito para a equipe Full Time Competições, Rubinho conquistou a pole no sábado e venceu a badalada corrida do Milhão e conquistou a sua primeira vitória na categoria. A próxima etapa da Stock acontece daqui duas semanas em Cascável no Paraná.

STOCK CAR BRASIL: 5° ETAPA - GOIÂNIA, CORRIDA DO MILHÃO
1.(#111) Rubens Barrichello, Full Time Competições - 36 voltas (52:22.650)
2.(#21) Thiago Camilo, Ipiranga-RCM - +0.186
3.(#28) Galid Osman, Ipiranga-RCM - +10.258
4.(#51) Átila Abreu, Mobil Super Racing - +13.533
5.(#4) Júlio Campos, Prati-Mico's Racing - +15.607
6.(#1) Antonio Pizzonia, Prati-Mico's Racing - +16.818
7.(#18) Allam Khodair, Full Time Competições - +19.388
8.(#0) Cacá Bueno, Red Bull Racing - +20.229
9.(#90) Ricardo Maurício, Eurofarma RC - +23.008
10.(#11) Nonô Figueiredo, Mobil Super Racing - +24.266
11.(#73) Sergio Jimenez, Voxx Racing Team - +28.645
12.(#65) Max Wilson, Eurofarma RC - +29.142
13.(#70) Diego Nunes, C2 Team - +30.529
14.(#12) Lucas Foresti, RC3 Bassani - +33.429
15.(#88) Felipe Fraga, Vogel Motorsport - +33.773
16.(#5) Denis Navarro, Voxx Racing Team - +33.900
17.(#10) Ricardo Zonta, RZ Motorsport - +38.531
18.(#83) Gabriel Casagrande, C2 Team - +44.078
19.(#25) Tuka Rocha, RZ Motorsport - +44.534
20.(#100) Bia Figueiredo, ProGP - +45.402
21.(#110) Felipe Lapenna, Hot Car Competições - +54.890
22.(#74) Popó Bueno, Shell Racing - +1:09.845
23.(#26) Wellington Justino, Boettger Competições - +1:12.084
24.(#82) Alceu Feldmann, Hanier Racing - +1 volta
25.(#29) Daniel Serra, Red BUll Racing - +2 voltas
26.(#80) MArcos Gomes, Schin Racing Team - +3 voltas
27.(#77) Valdeno Brito, Shell Racing - +7 voltas
28.(#72) Fabio Fogaça, Schin Racing Team - +7 voltas
29.(#14) Luciano Burti, Vogel Motorsport - +9 voltas
**NÃO CLASSIFICADOS**
30.(#8) Rafael Suzuki, ProGP - +29 voltas
31.(#46) Vítor Genz, Boettger Competições - +32 voltas
32.(#2) Rafa Matos, Hot Car Competições - +6 voltas
33.(#7) Beto Cavaleiro, Hanier Racing - +17 voltas
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------Stock Car Brasil 2014

DTM

Marco Wittman da BMW vence em Spielberg e aumenta a sua liderança no campeonato.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Foi uma corrida muito disputada, repleta de batalhas no belo circuito de Spielberg na Áustria. Robert Wickens (Mercedes) largando do pole position manteve a primeira posição após a largada e no inicio da prova abriu uma boa distância para os demais pilotos. O brasileiro Augusto Farfus (BMW) fez uma ótima largada pulando da 4° para a 3° posição. Largando de pneus de composto macio o bloco da frente rapidamente se distanciou de que optou pelo composto duro. No primeiro terço da corrida Farfus encostou no líder Wickens e os dois fizeram uma disputa emocionante pela primeira colocação. Já com os pneus desgastados Farfus foi o primeiro a entrar nos boxes para a troca de pneus, ele voltou para a pista com pneus duros. Os 6 primeiros colocados entraram para a troca de pneus juntos, Wickens voltou à frente de Timo Glock mas quase se tocaram na saída dos boxes. Augusto Farfus voltou lado a lado do Wickens e conseguiu superá-los assumindo a primeira colocação. Na volta seguinte Jamie Green (Audi) voltou à frente de todos após um excelente trabalho da sua equipe na troca de pneus. Quando Jamie Green liderava, Augusto Farfus estava em 2° e Robert Wickens em 3° veio a anúncio de duas punições pela direção de prova que mudaria o rumo da corrida. Jamie Green foi punido com uma passagem pelo pitlane por não ter trocado obrigatóriamente pelos pneus "option". A punição para o piloto da Mercedes Robert Wickens foi tambem uma passagem pelo pitlane por ter sido liberado pela sua equipe durante a troca de pneus de maneira insegura. Farfus assumiu a liderança da corrida quando Green entrou para pagar a sua punição, Wickens que vinha em segundo não entrou para cumprir a sua punição e ainda quase acabou com a corrida de Farfus após disputar a posição com o brasileiro lado a lado e jogando o brasileiro para fora da pista. Wickens acabou recebendo a bandeira preta e sendo eliminado da corrida, o que revoltou a sua equipe e o piloto. Por ser o líder do campeonato Marco Wittman (BMW) não teve dificuldades em superar o brasileiro Farfus que claramente facilitou o trabalho de seu companheiro de fábrica. Timo Glock completou um pódio exclusivo da BMW. Wittman lidera o campeonato com tranquilidade com 95 pontos contra 56 do segundo colocado, Mattias Ekström da Audi que na corrida de hoje chegou na 7° colocação. A próxima etapa da DTM acontece daqui duas semanas na Alemanha, no circuito de Nürburgring. 

DTM: 6° ETAPA - SPEILBERG, ÁUSTRIA - FINAL
1.(#23) Marco Wittman, BMW Team RMG - 47 voltas, 1:08:23.185
2.(#3) Augusto Farfus, BMW Team RBM - +03.298
3.(#17) Timo Glock, BMW Team MTEK - +05.391
4.(#10) Martin Tomczyk, BMW Team Schnitzer - +06.237
5.(#2) Timo Scheider, Audi Sport Team Phoenix - +06.666
6.(#16) Adrien Tambay, Audi Sport Team Abt - +12.213
7.(#7) Mattias Ekström, Audi Sport Team Abt Sportsline - +14.046
8.(#21) Jamie Green, Audi Sport Team Rosberg - +14.456
9.(#5) Christian Vietoris, Original-Teile Mercedes AMG - +15.224
10.(#9) Bruno Spengler, BMW Team Schnitzer - +15.782
11.(#8) Miguel Molina, Audi Sport Team Abt Sportsline - +16.192
12.(#4) Joey Hand, BMW Team RBM - +16.214
13.(#1) Mike Rockenfeller, Audi Sport Team Phoenix - +17.717
14.(#24) Maxime Martin, BMW Team RMG - +30.235
15.(#19) Daniel Juncadella, Petronas Mercedes AMG - +34.836
16.(#15) Edoardo Mortara, Audi Sport Team Abt - +35.420
17.(#11) Gary Paffett, EURONICS Mercedes AMG - +40.852
18.(#6) Paul di Resta, Mercedes AMG - +44.107
19.(#22) Nico Müller, Audi Sport Team Rosberg - +45.827
20.(#20) Vitaly Petrov, Mercedes AMG - +45.971
**NÃO CLASSIFICADOS**
(#12) Robert Wickens, Free Man's World Mercedes AMG - 34 voltas
(#25) Pascal Wehrlein, gooix Mercedes AMG - 26 voltas
(#18) Antonio Félix da Costa, BMW Team MTEK - 10 voltas
----------------------------------------------------------------------------------------------------DTM 2014

V8 SUPERCARS AUSTRALIA














James Courtney vence as 400 milhas de Ipswich pela V8 Australiana.

por Luis Fernando Soares de Almeida

Na 25° corrida do ano pela V8 Australiana, James Courtney conquistou uma vitória tranquila na Ipswich 400 nesse domingo (03/08). O líder do campeonato Jamie Whincup terminou em 6°, o vice-lider Mark Winterbottom teve um péssimo final de semana e terminou apenas na 22° colocação mesmo assim a diferença entre os pilotos é pequena, apenas 15 pontos. Chaz Mostert completou o pódio chegando em terceiro. O pole position, o piloto da Norton Hornets Racing James Moffat com uma estratégia de corrida diferente dos demais pilotos ele acabou na 5° colocação, um ótimo resultado para a Nissan. A próxima etapa da V8 Australia acontece nos dias 22-24 de Agosto em Sydney. 

V8 SUPERCARS: 25° CORRIDA - COATES HIRE IPSWICH 400 - FINAL
1.(22) James Courtney, Holden Racing Team - 65 voltas, 1:18:18.0550
2.(888) Craig Lowndes, Red Bull Racing - 65 voltas
3.(6) Chaz Mostert, Ford Pepsi Max Crew - 65 voltas
4.(16) Scott Pye, Wilson Security Racing - 65 voltas
5.(360) James Moffat, Norton Hornets - 65 voltas
6.(1) Jamie Whincup, Red Bull Racing - 65 voltas
7.(222) Nick Percat, HHA Racing - 65 voltas
8.(36) Michael Caruso, Norton Hornets - 65 voltas
9.(2) Garth Tander, Holden Racing Team - 65 voltas
10.(97) Shane van Gisbergen, Team TEKNO V.I.P. Petfoods - 65 voltas
11.(14) Fabian Coulthard, Lockwood Racing - 65 voltas
12.(17) David Wall, Wilson Scurity Racing - 65 voltas
13.(23) Russell Ingall, Repair Management Australia Racing - 65 voltas
14.(47) Tim Slade, Supercheap Auto Racing - 65 voltas
15.(15) Rick Kelly, Jack Daniel's Racing - 65 voltas
16.(34) Robert Dahlgren, Valvoline Racing GRM - 65 voltas
17.(8) Jason Bright, Team BOC - 65 voltas
18.(9) Will Davison, Erebus Motorsport V8 - 65 voltas
19.(33) Scott McLaughlin, Valvoline Racing GRM - 65 voltas
20.(21) Dale Wood, Team Advam/GB - 65 voltas
21.(7) Todd Kelly, Jack Daniel's Racing - 65 voltas
22.(5) Mark Winterbottom, Ford Pepsi max Crew - 65 voltas
23.(4) Lee Holdsworth, Erebus Motorsport V8 - 65 voltas
24.(18) Jack Perkins, Team JELD-WEN - 65 voltas
25.(55) David Reynolds, The Bottle-O Racing Team - 64 voltas
--------------------------------------------------------------------------------------------------------V8 Australia 2014

INDYCAR SERIES

Sebastien Bourdais larga na primeira posição em Mid-Ohio.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Confira abaixo como ficou o grid de largada para a prova de Mid Ohio que acontece hoje (03/08) às 16:30 de Brasília.

INDYCAR SERIES: 15° ETAPA - MID OHIO INDY 200 - GRID
1.(#11) Sebastien Bourdais, KVSH Racing - 1:24.1610 (96.586 mph)
2.(#67) Josef Newgarden, Sarah Fisher Hartman Racing - 1:24.6787 (95.995 mph)
3.(#10) Tony Kanaan, Target Chip Ganassi Racing - 1:25.0290 (95.600 mph)
4.(#34) Carlos Munoz, Andretti-HVM - 1:25.3111 (95.284 mph)
5.(#28) Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport - 1:25.4459 (95.134 mph)
6.(#12) Will POwer, Team Penske - 1:26.1692 (94.335 mph)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
7.(#15) Graham Rahal, Rahal Letterman Lanigan Racing - 1:33.3244 (87.103 mph)
8.(#19) Justin Wilson, Dale Coyne Racing - 1:33.3948 (87.037 mph)
9.(#77) Simon Pagenaud, Schmidt Peterson Hamilton Motorsports - 1:33.5587 (86.884 mph)
10.(#18) Carlos Huertas, Dale Coyne Racing - 1:33.6635 (86.787 mph)
11.(#2) Juan Pablo Montoya, Penske Motorsports - 1:34.7103 (85.828 mph)
12.(#20) Mike Conway, Ed Carpenter Racing - 1:34.8194 (85.729 mph)
13.(#7) Mikhail Aleshin, Schmidt Peterson Motorsports - 1:39.4755 (81.717 mph)
14.(#17) Sebastian Saavedra, KV AFS Racing - 1:39.0743 (82.048 mph)
15.(#3) Helinho Castroneves, Team Penske - 1:39.8694 (81.394 mph)
16.(#25) Marco Andretti, Andretti Autosport - 1:39.8368 (81.421 mph)
17.(#27) James Hinchcliffe, Andretti Autosport - 1:41.5197 (80.071 mph)
18.(#98) Jack Hawksworth, BHA/BBM with Curb Agajanian - 1:40.0797 (81.223 mph)
19.(#8) Ryan Briscoe, NTT Data Chip Ganassi Racing - sem tempo
20.(#83) Charlie Kimball, Novo Nordisk Ganassi Racing - 1:40.8624 (80.593 mph)
21.(#14) Takuma Sato, A.J. Foyt Racing - sem tempo
22.(#9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing - sem tempo
------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2014

NASCAR NATIONWIDE SERIES













Brad Keselowski vence pela Nationwide em Iowa.

por Luis Fernando Soares de Almeida

O campeão de 2012 da Sprint Cup Brad Keselowski conquistou a sua segunda vitória consecutiva na Nationwide em Iowa no sábado a noite, logo após a vitória pegou um jato para Pocono na Pensilvânia onde compete ainda hoje pela categoria principal da Nascara. Michael McDowell cruzou a linha de chegada em segundo. Os pilotos da Joe Gib's Racing Sam Hornish Jr. e Elliott Sadler, terminaram respectivamente em 4° e 10°. Hornish liderou a corrida por 65 voltas e conseguiu o seu 4° top 5 em Iowa seguido. O líder do campeonato Chase Elliott terminou em 8° e manteve a liderança com apenas 2 pontos à frente de Regan Smith que terminou em 6°. A próxima etapa acontece no sábado em Watkins Glen.

NASCAR NATIONWIDE SERIES - IOWA 250 - FINAL
1.(#22) Brad Keselowski, Ford - 250 voltas
2.(#20) Michael McDowell, Toyota - 250 voltas
3.(#6) Trevor Bayne, Ford - 250 voltas (42 pontos)
4.(#54) Sam Hornish Jr., Toyota - 250 voltas (41 pontos)
5.(#3) Ty Dillon, Chevrolet - 250 voltas (39 pontos)
6.(#7) Regan Smith, Chevrolet - 250 voltas (38 pontos)
7.(#2) Brian Scott, Chevrolet - 250 voltas (37 pontos)
8.(#9) Chase Elliott, Chevrolet - 250 voltas (36 pontos)
9.(#42) Dylan Kwasniewski, Chevrolet - 250 voltas (35 pontos)
10.(#11) Elliott Sadler, Toyota - 250 voltas (35 pontos)
11.(#62) Brendan Gaughan, Chevrolet - 250 voltas (33 pontos)
12.(#5) Josh Berry, Chevrolet - 250 voltas (32 pontos)
13.(#01) Landon Cassill, Chevrolet - 250 voltas (31 pontos)
14.(#60) Chris Buescher, Ford - 250 voltas (30 pontos)
15.(#16) Ryan Reed, Ford - 250 voltas (29 pontos)
16.(#19) Mike Bliss, Toyota - 250 voltas (28 pontos)
17.(#28) J.J. Yeley, Dodge - 250 voltas (27 pontos)
18.(#31) Chase Pistone, Chevrolet - 250 voltas
19.(#29) Kenny Wallace, Toyota - 249 voltas (25 pontos)
20.(#39) Ryan Sieg, Chevrolet - 248 voltas (24 pontos)
21.(#43) Dakoda Armstrong, Ford - 248 voltas (23 pontos)
22.(#84) Chad Boat, Chevrolet - 248 voltas (22 pontos)
23.(#14) Eric McClure, Toyota - 247 voltas (21 pontos)
24.(#52) JOey Gase, Chevrolet - 247 voltas (20 pontos)
25.(#51) Jeremy Clements, Chevrolet - 247 voltas (19 pontos)
26.(#99) James Buescher, Toyota - 247 voltas (18 pontos)
27.(#55) Jamie Dick, Chevrolet - 245 voltas (17 pontos)
28.(#44) Hal Martin, Toyota - 242 voltas (16 pontos)
29.(#93) Kevin Swindell, Dodge - 219 voltas (15 pontos)(probl. elétricos)
30.(#40) Matt DiBenedetto, Chevrolet - 215 voltas (14 pontos)(motor)
31.(#4) Jeffrey Earnhardt, Chevrolet - 200 voltas (13 pontos)(suspensão)
32.(#23) Carl Long, Chevrolet - 131 voltas (12 pontos)(freios)
33.(#87) Josh Reaume, Chevrolet - 79 voltas (11 pontos)(acidente)
34.(#70) Derrike Cope, Chevrolet - 72 voltas (10 pontos)(motor)
35.(#17) Tanner Berryhill, Dodge - 45 voltas (9 pontos)(acidente)
36.(#89) Morgan Shepherd, Chevrolet - 30 voltas (8 pontos)
37.(#72) John Jackson, Chevrolet - 23 voltas  (freios)
38.(#10) Blake Koch, Toyota - 13 voltas (6 pontos)(vibração)
39.(#74) Mike Harmon, Dodge - 5 voltas (5 pontos)(câmbio)
40.(#46) Matt Frahm, Chevrolet - 3 voltas (4 pontos)(ignição)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Nationwide Series 2014

segunda-feira, 28 de julho de 2014

FÓRMULA 1

Daniel Ricciardo consegue uma vitória épica em Hungaroring.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Nico Rosberg foi soberano no treino de classificação que definiu o grid de largada para o Grande Prêmio da Hungria no sábado, e tudo indicava que seria mais uma vitória fácil para a equipe Mercedes, que virtualmente já conquistou o título de construtores. A chuva que caiu sobre o autódromo no domingo já era um presságio de que essa corrida não seria convencional, já que na Hungria praticamente não tivemos muitas corridas com pista molhada na história da fórmula 1. A chuva acabou pouco antes do inicio da corrida, mas em vários pontos da pista ainda tinha muita água. Daniil Kvyat da Toro Rosso não consegui sair na volta de apresentação e seu carro foi levado para o pitlane, se juntando a Lewis Hamilton que teve seu carro incendiado no sábado e teve que trocar o chassis, motor e câmbio do carro e tambem Kevin Magnussen da McLaren qe largaria dos boxes tambem. Na largada Nico Rosberg manteve a liderança na curva 1, Valtteri Bottas da Williams largando na 3° posição ultrapassou Sebastian Vettel da Red Bull por fora na curva 1 assumindo a 2° posição. Na 3° volta Nico Rosberg da Mercedes já liderava com 4 segundos de diferença para o 2° colocado Valtteri Bottas. Logo após a largada Lewis Hamilton perdeu o ponto de frenagem na curva No.2 rodou e tocou ligeiramente com a sua asa dianteira danificando um pouco. Hamilton começou o seu show particular, na quarta volta ele já tinha ultrapassado Ericsson (Caterham), Magnussen (McLaren), Maldonado (Lotus) e Max Chilton (Marussia), alcançando a 17° colocação. Na 8° volta Hamilton já ultrapassava Kimi Räikkönen da Ferrari conquistando a 13° posição. Marcus Ericsson rodou e bateu forte com a sua Caterham na curva 3, isso obrigou a entrada do carro de segurança, isso na 9° volta. Logo após a entrada do safety car vários carros entraram nos boxes para a primeira troca de pneus, quase todo os pilotos optaram por pneus slicks, para pistas secas. Jenson Button da McLaren optou por continuar com os intermediários. Os quatro primeiros colocados entraram nos boxes na 10° volta, deixando Daniel Ricciardo na liderança seguido de Jenson Button que não trocou os pneus, Felipe Massa, Kevin Magnussen, Nico Rosberg, Jean-Eric Vergne e Sebastian Vettel. A equipe Williams fez um péssimo trabalho na parada de Bottas, ele entrou no pitlane em 2° e voltou para a pista na 11° colocação, tudo isso sob bandeira amarela. No momento em que o safety car entraria para a relargada Romain Grosjean da Lotus rodou e bateu, fim de prova para o piloto francês. Na 12° volta o alemão Nico Rosberg relata para a sua equipe que tem um pequeno problema em seus freios, a equipe responde para ele jogar os freios para frente no set up do seu volante e e não abusar dos freios.  A relargada aconteceu na 13° volta, na volta seguinte Jenson Button da McLaren ainda com pneus intermediários consegue mais aderência na pista e ultrapassa Ricciardo assumindo a liderança da corrida. Aparentemente Rosberg tinha realmente problemas, já que Magnussen, Vergne e Fernando Alonso ultrapassaram o piloto da Mercedes com certa facilidade.  A pista secou demais e obrigou o então líder Jenson Button a entrar para troca de pneus. Sergio Perez da Force India na saída da curva 14 'pisou' na zebra e seu carro derrapou e bateu violentamente no muro da reta de chegada, o carro de segurança entrou novamente na pista na 23° volta. Pela primeira vez na temporada os dois carros da Force India abandonaram a corrida. Na metade da corrida várias estratégias diferentes foram adotadas pelas equipes, restava saber qual seria a mais eficiente. Na nova relargada da corrida na volta 27 , Alonso da Ferrari era o novo líder da prova. Hamilton continuou o seu show, na curva 4 ele ultrapassou por fora Jean-Eric Vergne da Toro Rosso na volta 34 e assumiu a 2° posição. Na 39° volta finalmente Fernando Alonso entra para mais uma troca de pneus, com isso Hamilton assumiu a liderança da corrida. Hamilton entra para os boxes para a sua troca e volta em 5° atrás de Alonso. Felipe Massa entra na volta 46 e retorna para a pista em 6°. Na 47° volta a maior polêmica da corrida, a equipe da Mercedes diz para Hamilton não segurar a posição à frente de Nico Rosberg que vinha rápido atrás do britânico. Daniel Ricciardo bem que tentou mas teve que fazer mais uma parada, e foi bem rápido ele voltou em 4°. Alonso reassumiu a liderança. Hamilton colou em Alonso assim como Ricciardo em Hamilton. A Mercedes de Rosberg começou a render bem na parte final da corrida, ele ultrapassou Räikkonen e Massa assumindo a 4° colocação. Com apenas cinco voltas para terminar a prova Ricciardo começou um momento histórica na fórmula 1. A primeira tentativa de ultrapassagem aconteceu na curva 2, um movimento ousado por fora do britânico sem sucesso. No mesmo ponto e de maneira brilhante na volta No.67 Ricciardo ultrapassa Hamilton e assume a 2° posição. Na volta seguinte ele ultrapassou Fernando Alonso assumindo a liderança da corrida com apenas duas voltas para o final. Daniel Ricciardo da Red Bull fez história conquistando a sua segunda vitória da promissora carreira, Fernando Alonso em segundo e Lewis Hammilton que mostrou que é um grande piloto e campeão fechando o pódio.





















F1: 11° ETAPA - GP DA HUNGRIA - FINAL

1.(#3) Daniel Ricciardo, Red Bull Racing-Renault - 70 voltas (1:53:05.058)(25 ptos.)
2.(#14) Fernando Alonso, Ferrari - +5.2s (18 ptos.)
3.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - +5.8s (15 ptos.)
4.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - +6.3 (12 ptos.)
5.(#19) Felipe Massa, Williams-Mercedes - +29.8s (10 ptos.)
6.(#7) Kimi Räikkönen, Ferrari - +31.4s (8 ptos.)
7.(#1) Sebastian Vettel, Red BUll Racing-Renault - +40.9s (6 ptos.)
8.(#77) Valtteri Bottas, Williams-Mercedes - +41.3s (4 ptos.)
9.(#25) Jean-Eric Vergne, Toro Rosso-Renault - +58.5s (2 ptos.)
10.(#22) Jenson Button, McLaren-Mercedes - +67.2s (1 pto.)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#99) Adrian Sutil, Sauber-Ferrari - +68.1s
12.(#20) Kevin Magnussen, McLaren-Mercedes - +78.4s
13.(#13) Pastor Maldonado, Lotus-Renault - +84.0s
14.(#26) Daniil Kvyat, Toro Rosso-Renault - +1 volta
15.(#17) Jules Bianchi, Marussia-Ferrari - +1 volta
16.(#4) Max Chilton, Marussia-Ferrari - +1 volta
**Não classificados**
(#21) Esteban Gutierrez, Sauber-Ferrari - ERS
(#10) Kamui Kobayashi, Caterham-Renault - sistema de combustivel
(#11) Sergio Perez, Force India-Mercedes - acidente
(#27) Nico Hulkenberg, Force India-Mercedes - acidente
(#8) Romain Grosjean, Lotus-Renault - acidente
(#9) Marcus Ericsson, Caterham-Renault - acidente
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2014

domingo, 20 de julho de 2014

INDYCAR SERIES

Sebastien Bourdais vence de ponta a ponta em Toronto na primeira corrida.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Finalmente após o cancelamento da corrida no sábado devido as fortes chuvas que cairam sobre o circuito temporário de rua em Toronto, a primeira corrida da rodada dupla da Indy aconteceu hoje (20/19) às 11:30 da manhã. Sebastien Bourdais da equipe KVSH de Jimmy Vasser venceu de ponta a ponta. A última vitória de Bourdais foi em 2007, essa foi a 32° vitória de Bourdais na Indy. Ele terminou essa temporada de 2007 com vitórias em Surfers Paradise na Austrália, e no México em 11 de Novembro para conquistar o seu 4° titulo consecutivo da Série Mundial da Champ Car pela Newman/Haas Racing. Depois disso ele mudou para a Europa para competir pela fórmula 1 por duas temporadas, e depois disputou a temporada de 2010 na extinta Superleague Formula. Em 2011 ele completou 9 corridas pela equipe Dale Coyne Racing, fez 11 corridas pela Dragon Racing em 2012 e a temporada completa de 2013 tambem pela Dragon. A sua dominante vitória foi a primeira da equipe KVSH Racing desde a vitória de Tony Kanaan em 2013 nas 500 Milhas de Indianapolis. Os brasileiros foram muito bem na corrida, Helinho Castroneves chegou em 2° e aumentou a sua liderança na tabela de classificação dos pilotos. Tony Kanaan terminou em 3° pela segunda corrida consecutiva, enquanto que seu companheiro de Chip Ganassi Racing, Scott Dixon chegou em 5°. Simon Pagenaud apesar de sofrer um acidente que interrompeu a corrida logo em seu inicio, fez uma excelente prova de recuperação e chegou na 4° colocação. Helinho tem agora 28 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o australiano Will Power que terminou apenas na 9° colocação. A segunda corrida do final de semana acontece ainda hoje as 17 horas de Brasília. O canal Bandsport anúncia a transmissão ao vivo para todo o Brasil.

INDYCAR SERIES: 13° CORRIDA DO ANO  - TORONTO - RACE 1
1.(#11) Sebastien Bourdais, KVSH Racing - 1:15.44.3232
2.(#3) Helinho Castroneves, Team Penske - +3.3408
3.(#10) Tony Kanaan, Target Chip Ganassi Racing - +4.8655
4.(#77) Simon Pagenaud, Schmidt Peterson Motorsports  - +5.4271
5.(#9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing - +12.5471
6.(#15) Graham Rahal, Rahal Letterman Lanigan Racing - +15.5804
7.(#83) Charlie Kimball, Chip Ganassi Racing - +28.6978
8.(#27) James Hinchcliffe, Andretti Autosport - +31.1677
9.(#12) Will Power, Team Penske - +33.1220
10.(#19) Justin Wilson, Dale Coyne Racing - +33.7258
11.(#7) Mikhail Aleshin, Schmidt Peterson Motorsports - +39.0741
12.(#8) Ryan Briscoe,  - +43.3621
13.(#98) Jack Hawksworth, BHA/BBM with Curb-Agajanian - +58.3644
14.(#18) Carlos Huertas, Dale Coyne Racing - +58.4969
15.(#20) Mike Conway, Ed Carpenter Racing - +58.9383
16.(#25) Marco Andretti, Andretti Autosport - +1:01.4298
17.(#34) Carlos Munoz, Andretti Autosport HVM Racing - +1:01.7675
18.(#2) Juan Pablo Montoya, Team Penske - +1 volta
19.(#17) Sebastian Saavedra, KV AFS Racing - +1 volta
20.(#67) Josef Newgarden, Sarah Fisher Hartman Racing - acidente
21.(#28) Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport - acidente
22.(#16) Luca Filippi, Rahal Letterman Lanigan Racing - acidente
23.(#14) Takuma Sato, A.J. Foyt Enetrprises Racing - acidente
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2014  

FÓRMULA 1

Nico Rosberg vence de ponta a ponta e amplia a sua liderança no campeonato.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Foi uma pilotagem perfeita do alemão Nico Rosberg que em casa largou na pole position e venceu de ponta a ponta a 10° etapa da Fórmula 1 hoje (20/07) cedo em Hockenheim na Alemanha. Mas quem roubou a cena foi o britânico Lewis Hamilton que largando da 20° posição deu um show na pista de Hockenheim e chegou em 3°. Hamilton foi ousado a corrida inteira tocou em outros carros durante as ultrapassagens, perdeu pedaços do seu carro e só não chegou em 2° porques os pneus super macios desgastaram rapidamente quando ele encostou em Valtteri Bottas da Williams. Na primeira curva uma acidente forte que retirou o brasileiro Felipe Massa da prova. Massa não viu Kevin Magnussen da McLaren e o seu carro tocou nas rodas da McLaren de Magnussen e chegou a capotar, o brasileiro foi levado para o setor médico mas foi liberado logo em seguida, não sofreu nada, mais uma final de semana azarado para o brasileiro. Kevin Magnussen seguiu na corrida e acabou chegando em 9°. O mais prejudicado com esse acidente, além do brasileiro é claro, foi Daniel Ricciardo da Red Bull Racing que caiu para a 14° colocação. Rosberg logo abriu uma grande vantagem sobre os demais pilotos, apenas Valtteri Bottas da Williams conseguiu andar no ritmo da Mercedes, mas mesmo assim com uma distância segura para o alemão. No pelotão da frente e no intermediário tivemos várias disputas por posições, foi uma corrida muito disputada. Hamilton foi a estrela do dia, realizando várias ultrapassagens, na 9° volta ele já era o 12° e perseguia Ricciardo pela 11° colocação. Na 13° volta Hamilton fez uma manobra linda no hairpin, ultrapassando Kimi Räikkönen e Daniel Ricciardo de uma só vez. Na volta seguinte ele já era o sexto colocado após ultrapassar Sergio Perez da Force India. Todo mundo começou a entrar para a primeira troca de pneus, apenas Hamilton permaneceu na pista já que ele largou com pneus mais duros, na volta No.16 ele já era o segundo colocado. A partir da 20° volta os pneus da Mercedes de Hamilton começava a dar sinais de desgaste excessivo. Com isso Jenson Button da McLaren ultrapassou Hamilton assumindo a 2° posição. Na 27° Lewis Hamilton fez a sua primeira parada ele coloca os pneus macios e volta na 8° colocação. Com pneus macios Hamilton começõu a 'voar' na pista, ele logo ultrapassou Ricciardo assumindo a 7° colocação. Hamilton parou pela última vez na volta No.43 quando ele estava em segundo, ele colocou pneus super macios e voltou em 5°. Na 46° volta a Toro Rosso de Daniil Kvyat pegou fogo ele parou rapidamente o carro e saiu dele ileso. Hamilton era o mais rápido e ultrapassou Fernando Alonso na 49° volta, momentos mais tarde ainda na mesma volta ele passou por Sebastian Vettel e Jenson Button, ambos no hairpin. Adrian Sutil da Sauber rodou logo após a curva da reta de chegada e ficou parado quase no meio da pista, a FIA devidiu dar bandeira amarela apenas no local esperando que os fiscais retirassem o carro do alemão. Na 51° volta Hamilton fez a sua última parada para a troca por mais um set de pneus super macios, ele retornou para a pista em 4°. Hamilton ultrapassou novamente Alonso e assumiu a terceira colocação, agora o objetivo dele era alcançar a Williams-Mercedes de Bottas o que não seria dificil pois ele virava cerca de 1 segundo e meio mais rápido do que o finlândes. Faltando apenas 5 voltas para terminar a corrida Lewis Hamilton encostou de vez em Valtteri Bottas, mas os seus pneus já não eram os mesmo. A Williams de Bottas era muito rápida nas retas e ele conseguiu com frieza manter a 2° colocação, uma ótima performance do finlândes. No final Nico Rosberg conquistou a sua 4° vitória da temporada com Valtteri Bottas na segunda colocação e completando o pódio veio Lewis Hamilton da Mercedes. Sebastian Vettel da RBR terminou em 4° seguido de Fernando Alonso da Ferrari, Daniel Ricciardo da RBR, Nico HUlkeneberg da Force India, Jenson Button da McLaren, Kevin Magnussen da McLaren e Sergio Perez fechando os dez primeiros colocados. A próxima etapa da fórmula um acontece no próximo domingo em Hungaroring na Hungria. 





















F1: 10° ETAPA - HOCKENHEIM, ALEMANHA - FINAL

1.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - 1:33:42.914 (25 pontos)
2.(#77) Valtteri Bottas, WIlliams-Mercedes - +20.7 (18 pontos)
3.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - +22.5 (15 pontos)
4.(#1) Sebastian Vettel, Red Bull Racing-Renault - +44.0 (12 pontos)
5.(#14) Fernando Alonso, Ferrari - +52.4 (10 pontos)
6.(#3) Daniel Ricciardo, Red Bull Racing-Renault - +52.5 (8 pontos)
7.(#27) Nico Hulkenberg, Force India-Mercedes - +64.1 (6 pontos)
8.(#22) Jenson Button, McLaren-Mercedes - +84.7 (4 pontos)
9.(#20) Kevin Magnussen, McLaren-Mercedes - +1 volta (2 pontos)
10.(#11) Sergio Perez, Force India-Mercedes - +1 volta (1 ponto)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#7) Kimi Räikkönen, Ferrari - +1 volta
12.(#13) Pastor Maldonado, Lotus-Renault - +1 volta
13.(#25) Jean-Eric Vergne, Toro Rosso-Renault - +1 volta
14.(#21) Esteban Gutierrez, Sauber-Ferrari - +1 volta
15.(#17) Jules Bianchi, Marussia-Ferrari - +1 volta
16.(#10) Kamui Kobayashi, Caterham-Renault - +2 voltas
17.(#4) Max Chilton, Marussia-Ferrari - +2 voltas
18.(#9) Marcus Ericsson, Caterham-Renault - +2 voltas
**Não classificados**
(#99) Adrian Sutil, Sauber-Ferrari - 47 voltas (abandono)
(#26) Daniil Dvyat, Toro Rosso-Renault - 44 voltas (incêndio)
(#8) Romain Grosjean, Lotus-Renault - 26 voltas (abandono)
(#19) Felipe Massa, Williams-Mercedes - 0 voltas (acidente)



















--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2014