segunda-feira, 31 de agosto de 2015

INDYCAR SERIES


Scott Dixon vence em Sonoma em corrida espetacular que decidiu o título da temporada.
por Luis Fernando Soares de Almeida

O colombiano Juan Pablo Montoya declarou durante a semana que teria que acontecer muita coisa errada para ele perder o título. Infelizmente para Montoya a profecia se concretizou e Scott Dixon venceu a corrida e conquistou o seu 4° título da Indy. Foi um domingo com certeza muito doloroso para Montoya que liderou a temporada inteirinha na tabela de classificação desde a abertura em ST. Petersburg. Montoya entrou na corrida de ontem com 34 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Graham Rahal e 47 pontos de vantagem sobre Scott Dixon. Quem levou a melhor foi o excepcional piloto Scott Dixon que largou na 9° colocação no seu carro No.9 da equipe Chip Ganassi Racing impulsionado pelos eficientes e confiáveis motores da Chevrolet. Foi a segunda vitória consecutiva de Dixon em Sonoma, ele cruzou a linha de chegada 6.1 segundos à frente de Ryan Hunter-Reay da Andretti AUtosport. Montoya que terminou em 6°, necessitava de mais uma ultrapassagem para conquistar o título, eles terminaram empatados com 556 pontos na tabela de classificação e no critério de desempate Dixon levou a melhor com trÊs vitórias contra apenas 2 de Montoya. Curiosamente em 1999 Montoya conquistou o seu primeiro título na categoria de maneira semelhante. Ele terminou aquela temporada empatada em pontos com Dario Franchitti. Em 2006 foi a vez de Sam Hornish Jr. ganhar no desempate de Dan Wheldon. Isso só mostra o quanto a categoria é equilibrada. Dixon conquistou ontem a centésima vitória na categoria para a equipe Chip Ganassi e o 11° título da temporada para essa vitóriosa equipe.  Dixon se juntou ao seleto time de pilotos que conquistaram o 4° título da Indy, são eles, Sebastien Bourdais, Mario Andretti e Dario Franchitti. Foi a 38° vitória da carreira de Dixon, ele está à apenas 1 vitória de Al Unser na 4° posição em todos os tempos. Depois de mais uma relargada na volta no.74 Dixon liderava com Montoya na 8° posição, ele teria então que conquistar a 5° colocação para conquistar o título da temporada. Bourdais causou um acidente com Graham Rahal e foi penalizado com uma passagem pelo pitlane, com isso Montoya ganhou duas posições ficando atras apenas de Ryan Briscoe. Um acidente durante uma relargada na 39° volta foi uma das principais razões para que Montoya deixasse o título escapar. O colombiano acabou tocando no carro do seu companheiro de equipe WIll Power, a colisão danificou a asa dianteira do seu carro. Os dois tiveram que realizar uma parada não programada para reparos, Montoya voltou para a pista na 14° colocação. A temporada de Scott Dixon começou com um 15° e 11° lugares antes que ele vencesse no meio de Abril em Long Beach. Ele tambem venceu no Texas Motor Speedway no inicio de Junho e fechou o ano com 6 provas entre os Top 10 em 7 corridas consecutivas. Will Power que largou na pole position terminou na 7° colocação. Ele acabou em terceiro na classificação geral. Graham Rahal teve a melhor temporada de sua carreira ele acabou em 4° na classficação geral e na corrida de ontem após o acidente com Bourdais terminou apenas na 18° posição. Embora a última etapa da temporada tenha sido rodeada de tristeza pela morte de Justin Wilson na semana passada, a corrida superou as espectativas e foi emocionante, uma das melhores temporadas dos últimos anos. Confira abaixo o resultado final da corrida. 

INDYCAR SERIES, 16° ETAPA - SONOMA - FINAL
1.(9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing Chevrolet - 85 voltas (PL-9°)
2.(28) Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport Honda - 85 voltas (PL-3°)
3.(83) Charlie Kimball, Chip Ganassi Racing Chevrolet - 85 voltas (PL-7°)
4.(10) Tony Kanaan, Chip Ganassi Racing Chevrolet - 85 voltas (PL-11°)
5.(5) Ryan Briscoe, Schmidt Peterson Honda - 85 voltas (PL-17°)
6.(2) Juan Pablo Montoya, Team Penske Chevrolet - 85 voltas (PL-5°)
7.(1) Will Power, Team Penske Chevrolet - 85 voltas (PL-1°)
8.(14) Takuma Sato, A.J. Foyt Racing Honda - 85 voltas (PL-18°)
9.(18) Rodolfo Gonzalez, Dale Coyne Racing Honda - 85 voltas (PL-24°)
10.(77) Mikhail Aleshin, SPM RAcing Honda - 85 voltas (PL-14°)
11.(27) Marco Andretti, Andretti Autosport Honda - 85 voltas (PL-8°)
12.(25) Oriol Servia, Andretti Autosport Honda - 85 voltas (PL-19°)
13.(8) Sebastian Saavedra, Chip Ganassi Racing Chevrolet - 85 voltas (PL-10)
14.(98) Gabby Chaves, Bowers & Wilkins Honda - 85 voltas (PL-21°)
15.(3) Helio Castroneves, Team Penske Chevrolet - 85 voltas (PL-15°)
16.(22) Simon Pagenaud, Team Penske Chevrolet - 85 voltas (PL-4°)
17.(4) Stefano Coletti, KV Racing Technology Chevrolet - 85 voltas (PL-20)
18.(15) Graham Rahal, Rahal Letterman Lanigan Honda - 85 voltas (PL-6°)
19.(41) Jack Hawksworth, A.J. Foyt Racing Honda - 85 voltas (PL-25°)
20.(11) Sebastien Bourdais, KVSH Racing Chevrolet - 85 voltas (PL-16°)
21.(67) Josef Newgarden, CFH Racing Chevrolet - 84 voltas (PL-2°)
22.(26) Carlos Munoz, Andretti Autosport Honda - 84 voltas (PL-12°)
23.(19) Tristan Vautier, Dale Coyne Racing Chevrolet - 82 voltas (PL-23°)
24.(20) Luca Filippi, CFH Racing Chevrolet - 80 voltas (PL-13°)
25.(7) James Jakes, Schmidt Peterson Motorsports HOnda - 63 voltas (PL-22°)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2015  

domingo, 30 de agosto de 2015

DTM


Pascal Wherlein e Mike Rockenfeller são os vencedores em Moscou.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na primeira corrida a ação que decidiu o vencedor aconteceu no final da 20°. Pascal Wherlein (Mercedes) tentou de todas as maneiras ultrapassar o então líder Marco Wittmann (BMW). Eles ficaram lado a lado várias vezes mas sempre Wittmann defendeu ferozmente a sua liderança. Na volta 20 Wherlein fingiu que tentaria a ultrapassagem por fora mas fez um movimento agressivo e colocou o seu carro por dentro na última curva do circuito e passou a liderança da corrida. Tivemos um acidente forte entre Mattias Ekström e Timo Glock, quando Ekström tentou ultrapassar Glock fechou a porta de maneira agressiva e os dois carros sairam da pista e bateram violentamente na barreira de proteção.  A primeira corrida mostrou muitas batalhas agressivas com vários toques entre os carros e duelos bem interessantes. Pascal Wherlein após 24 voltas cruzou a linha de chegada em primeiro com o pole position Marco Wittmann chegando em 2°. O canadense Bruno Spengler (BMW) conseguiu nos minutos finais da corrida suportar o assédio do Audi de Jamie Green e fechou o pódio da primeira corrida. Na segunda corrida Mike Rockenfeller (Audi) largou na frente e manteve a liderança mesmo sendo atacado por Bruno Spengler e Maxime Martin. Rockenfeller conseguiu abrir uma boa vantagem sobre os demais, que se degladiavam pela segunda posição. Antonio Félix da Costa foi punido com uma passagem pelos boxes por ser responsabilizado pelo acidente com Giovinazzi logo após a largada. Na 12° volta Rockenfeller abriu 2.4 segundos de vantagem sobre o segundo colocado Spengler. Atrás de Spengler estavam Jamie Green, Maxime Martin e Mattias Ekström. Ainda na 12° volta Jamie Green entrou para a primeira parada para troca de pneus. Na mesma volta Wittmann, Wherlein, Mortara, Augusto Farfus, Giovinazzi e Martin Tomczyk seguiram para os boxes. Duas voltas mais tarde (Volta No.14) Bruno Spengler e Tom Blomqvist entraram para fazer suas paradas. O líder da corrida, Mike Rockenfeller entrou nos pits na 18° volta. Após todas as trocas Mike Rockenfeller voltou a liderar com Spengler, Martin, Ekström, Green, Paffett, Wittmann, Mortara, MUller e Wherlein nas primeiras 10 colocações. Mattias Ekström conseguiu superar Maxime Martin na última curva assumindo a 3° colocação na 34° volta. Mike Rockenfeller cruzou em primeiro com Bruno Spengler em 2° seguido de Mattias Ekström, Maxime MArtin, Jamie Green,  Gary Paffett, Marco Wittmann, Edoardo Mortara, Nico Müller e Pascal Wherlein completando o top 10. Confira abaixo o resultado completo das duas corridas da etapa de Moscou.





















DTM, MOSCOW RACEWAY - PRIMEIRA CORRIDA
1.Pascal Wherlein, Mercedes-AMG C 63 - 41:56.506
2.Marco Wittmann, BMW M4 - +1.853
3.Bruno Spengler, BMW M4 - +2.536
4.Jamie Green, Audi RS5 - +2.967
5.Daniel Juncadella, Mercedes-AMG C63 - +3.249
6.Edoardo Mortara, Audi RS5 - +4.332
7.Gary Paffett, Mercedes-AMG C63 - +8.867
8.Tom Blomqvist, BMW M4 - +10.039
9.Nico Müller, Audi RS5 - +10.350
10.Mike Rockenfeller, Audi RS5 - +11.001
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.Antônio Félix da Costa, BMW M4 - +11.409
12.Robert Wickens, Mercedes-AMG C63 - +11.813
13.Lucas Auer, Mercedes-AMG C63 - +12.234
14.Paul Di Resta, Mercedes-AMG C63 - +12.600
15.Augusto Farfus, BMW M4 - +15.248
16.Maximilian Götz, Mercedes-AMG C63 - +15.534
17.Martin Tomczyk, BMW M4 - +15.649
18.Maxime Martin, BMW M4 - +16.350
19.Antonio Giovinazzi, Audi RS5 - +17.132
**Não classificados**
-Adrien Tambay, Audi RS5 - +8 voltas
-Timo Glock, BMW M4 - +14 voltas (acidente)
-Mattias Ekström, Audi RS5 - +14 voltas (acidente)
-Miguel Molina, Audi RS5 - +24 voltas
-Christian Vietoris, Mercedes-AMG C63 - +24 voltas

DTM, MOSCOW RACEWAY - SEGUNDA CORRIDA
1.Mike Rockenfeller, Audi RS5 - 1:02:14.818
2.Bruno Spengler, BMW M4 - +4.132
3.Mattias Ekström, Audi RS5 - +9.204
4.Maxime Martin, BMW M4 - +11.789
5.Jamie Green, Audi RS5 - +12.585
6.Gary Paffett, Mercedes-AMG C63 - +14.393
7.Marco Wittmann, BMW M4 - +16.593
8.Edoardo Mortara, Audi RS5 - +18.050
9.Nico Müller, Audi RS5 - +18.548
10.Pascal Wherlein, Mercedes-AMG C63 - +18.810
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.Augusto Farfus, BMW M4 - +24.207
12.Tom Blomqvist, BMW M4 - +24.939
13.Daniel Juncadella, Mercedes-AMG C63 - +25.237
14.Miguel Molina, Audi RS5 - +25.686
15.Paul Di Resta, Mercedes-AMG C63 - +27.253
16.Adrien Tambay, Audi RS5 - +32.423
17.Timo Glock, BMW M4 - +33.412
18.Maximilian Götz, Mercedes-AMG C63 - +36.718
19.Lucas Auer, Mercedes-AMG C63 - +36.947
20.Christian Vietoris, Mercedes-AMG C63 - +43.030
21.Antonio Giovinazzi, Audi RS5 - +53.048
22.Robert Wickens, Mercedes-AMG C63 - +55.033
23.Antônio Félix da Costa, BMW M4 - +1:15.152
**Não classificados**
-Martin Tomczyk, BMW M4 - +23 voltas (abandono)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------DTM 2015

INDYCAR SERIES
















Will Power larga na pole position na decisão da Indy em Sonoma.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Após a tragédia da semana passada onde o piloto Justin Wilson perdeu a vida em Pocono, a Indy hoje terá uma decisão de campeonato triste. O atual campeão Will Power da equipe Penske fez a melhor volta e larga na pole position. O líder do campeonato, o colombiano Juan Pablo Montoya tambem da equipe Penske larga na 3° fila em 5°. O vice-líder Graham Rahal larga ao lado de Montoya na 6° colocação. Confira a o grid de largada da prova que decidirá o campeão da temporada que acontece logo mais as 17 horas de Brasília.

INDYCAR SERIES, 16° ETAPA - SONOMA RACEWAY
1.(#1) Will Power, Team Penske - 1:16.2597
2.(#67) Josef Newgarden, CFH Racing - 1:16.3964
3.(#28) Ryan Hunter-Reay, Andretti AUtosport - 1:16.5254
4.(#22) Simon Pagenaud, Team Penske - 1:16.6683
5.(#2) Juan Pablo Montoya, Team Penske - 1:16.8437
6.(#15) Graham Rahal, Rahal Letterman Lanigan Racing - 1:17.1769
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
7.(#83) Charlie Kimball, Chip Ganassi Racing - 1:16.6669
8.(#27) Marco Andretti, Andretti AUtosport - 1:16.8710
9.(#9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing - 1:16.9677
10.(#8) Sebastian Saavedra, Chip Ganassi Racing - 1:17.1596
11.(#10) Tony Kanaan, Chip Ganassi Racing - 1:17.2899
12.(#26) Carlos Munoz, Andretti Autosport - 1:17.3302
13.(#20) Luca Filippi, CFH Racing - 1:17.1077
14.(#77) Mikhail Aleshin, Schmidt Peterson Motorsports - 1:17.3885
15.(#3) Helinho Castroneves, Team Penske - 1:17.2550
16.(#11) Sébastien Bourdais, KVSH Racing - 1:17.4310
17.(#5) Ryan Briscoe, Schmidt Peterson Motorsports - 1:17.4886
18.(#14) Takuma Sato, AJ Foyt Enterprises - 1:17.5599
19.(#25) Oriol Servia, Andretti Autosport - 1:17.5724
20.(#4) Stefano Coletti, KV Racing Technology - 1:17.8293
21.(#98) Gabby Chaves, Bryan Herta Autosport - 1:17.7994
22.(#7) James Jakes, Schmidt Peterson Motorsports - 1:17.8968
23.(#19) Tristan Vautier, Dale Coyne Racing - 1:17.9876
24.(#18) Rodolfo Gonzalez, Dale Coyne Racing - 1:18.3867
25.(#41) Jack Hawksworth, A.J. Foyt Enterprises - 1:19.0408
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2015 

NASCAR XFINITY SERIES















Paul Menard vence em Road America em corrida emocionante.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Sem uma corrida pela categoria principal da Nascar, a Sprint Cup as atenções estavam todas voltadas para Road America pela Xfinity Series. Paul Menard (Chevrolet) que esta disputando a Sprint Cup decidiu participar dessa etapa da Xfinity e foi recompensado com a vitória. Foi a terceira vitória de Menard na Xfinity series em casa. Menard que nasceu em Eau Claire, Wisconsin, largou na 8° colocação e decidiu não entrar nos boxes na volt NO.24, isso fez com o piloto assumisse a liderança da corrida. Ryan Blaney (Ford) cruzou em segundo à meio segundo do vencedor. Brian Scott (Chevrolet) chegou em terceiro. COnfira abaixo o resultado completo da corrida.

NASCAR XFINITY SERIES, 23° ETAPA - ROAD AMERICA - FINAL
1.(33) PAUL MENARD, CHEVROLET - 45 voltas
2.(22) Ryan Blaney, Ford - 45 voltas (42 pontos)
3.(2) Brian Scott, Chevrolet - 45 voltas (42 pontos)
4.(9) Chase Elliott, Chevrolet - 45 voltas (42 pontos)
5.(6) Darrell Wallace Jr., Ford - 45 voltas (39 pontos)
6.(54) Boris Said, Toyota - 45 voltas (38 pontos)
7.(42) Justin Marks, Chevrolet - 45 voltas (37 pontos)
8.(7) Regan Smith, Chevrolet - 45 voltas (36 pontos)
9.(60) Chris Buescher, Ford - 45 voltas (35 pontos)
10.(3) Ty Dillon, Chevrolet - 45 voltas (35 pontos)
11.(4) Michael Self, Chevrolet - 45 voltas (33 pontos)
12.(1) Elliott Sadler, Ford - 45 voltas (32 pontos)
13.(25) Dylan Lupton, Chevrolet - 45 voltas (31 pontos)
14.(20) Kenny Habul, Toyota - 45 voltas (30 pontos)
15.(90) Andy Lally, Chevrolet - 45 voltas (29 pontos)
16.(62) Brendan Gaughan, Chevrolet - 45 voltas (29 pontos)
17.(15) Kevin O'Connell, Chevrolet - 45 voltas (27 pontos)
18.(0) Lawson Aschenbach, Chevrolet - 45 voltas (26 pontos)
19.(16) Ryan Reed, Ford - 45 voltas (25 pontos)
20.(44) David Starr, Toyota - 45 voltas (24 pontos)
21.(8) Blake Koch, Toyota - 45 voltas (24 pontos)
22.(39) Ryan Sieg, Chevrolet - 45 voltas (22 pontos)
23.(24) Eric McClure, Toyota - 45 voltas (21 pontos)
24.(18) Daniel Suarez, Toyota - 45 voltas (20 pontos)
25.(13) Tim Cowen, Ford - 45 voltas (19 pontos)
26.(17) Stanton Barrett, Ford - 45 voltas (18 pontos)
27.(01) Ross Chastain, Chevrolet - 44 voltas (17 pontos)
28.(51) Jeremy Clements, Chevrolet - 44 voltas (16 pontos)
29.(52) Joey Gase, Chevrolet - 44 voltas (15 pontos)
30.(70) Derrike Cope, Chevrolet - 43 voltas (14 pontos)
31.(74) Roger Reuse, Chevrolet - 43 voltas (13 pontos)
32.(88) Ben Rhodes, Chevrolet - 41 voltas (12 pontos)
33.(97) Dylan Kwasniewski, Chevrolet - 41 voltas (11 pontos)
34.(43) Dakoda Armstrong, Ford - 41 voltas (10 pontos)
35.(28) J.J. Yeley, Toyota - 35 voltas (9 pontos)
36.(26) Tomy Drissi, Toyota - 35 voltas (8 pontos)
37.(14) Cale Conley, Toyota - 22 voltas (7 pontos)
38.(40) Derek White, Dodge - 22 voltas (6 pontos)
39.(89) Morgan Shepherd, Chevrolet - 7 voltas (5 pontos)
40.(19) Jeff Green, Toyota - 2 voltas (4 pontos)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Xfinity Series 2015 

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

INDYCAR SERIES

INDYCAR SERIES


Ryan Hunter-Reay vence a corrida mais triste do ano.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Se não fosse pela tragédia que aconteceu com o piloto britânico Justin Wilson, essa com certeza teria sido uma corrida histórica. Um etapa que proporcionou disputas intensas e emocionantes, com até 7 carros lado a lado o que nunca tinha se visto numa corrida em nenhuma categoria. Tudo foi ofuscado pelo acidente banal mas gravíssimo que aconteceu no final da corrida. Após a batida de Sage Karam contra o muro externo do oval de Pocono o bico do seu carro atingiu a cabeça do piloto da equipe Andretti Autosport. Wilson esta em coma e com severas lesões em sua cabeça. Falando um pouco da corrida, o vencedor foi Ryan Hunter-Reay que teve uma parte final de corrida impressionante, superou Josef Newgarden e venceu. Newgarden teve um inicio de corrida excelente e dominou boa parte da etapa liderando o maior número de voltas com 47. O novato Gabby Chaves foi outra grata surpresa, ele liderou 31 voltas e chegou a estar entre os três primeiros nas últimas voltas, acabou na 11° colocação após falha mecânica em seu carro. A tarde não poderia ter sido melhor para o lider do campeonato Juan Pablo Montoya. Montoya largou apenas na 19° posição mas com uma pilotagem sólida e uma boa estratégia de pitstops conseguiu chegar em 3°. Melhor ainda foi ter visto o seu maior rival Graham Rahal se envolver num acidente com Tristan Vautier e abandonar a corrida. Na 92° volta Tristan Vautier quando tentava ultrapassar Graham Rahal por dentro deu um leve toque que foi o suficiente para mandar os dois carros para o muro. Rahal chegou a tentar agredir Vautier na pista mas foi contido pelos fiscais da Indy. Graham Rahal somou apenas 10 pontos na corrida contra 35 de Montoya que abriu uma larga vantagem para a última etapa que acontece na semana que vem. Os brasileiros Helio Castroneves e Tony Kanaan sofreram acidentes e abandonaram a corrida. Helinho liderou 24 voltas e Kanaan liderou 21 voltas dando a sensação de que poderiam chegar no Top 5. Lembrando que a última etapa em Sonoma valerá pontuação duplicada. Montoya tem agora 34 pontos de vantagem sobre Rahal. MOntoya esta muito próximo do titulo ele só perde esse campeonato se terminar a corrida da semana que vem numa posição muito ruim ou ainda abandonar. 

INDYCAR, 14° ETAPA - 500 MILHAS DE POCONO - FINAL
1.(#28) Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport - 200 voltas (PL-8)
2.(#67) Josef Newgarden, CFH Racing - 200 voltas (PL-4)
3.(#2) Juan Pablo Montoya, Team Penske - 200 voltas (PL-19)
4.(#1) Will Power, Team Penske - 200 voltas (PL-3)
5.(#26) Carlos Munoz, Andretti Autosport - 200 voltas (PL-6)
6.(#14) Takuma Sato, AJ Foyt Racing - 200 voltas (PL-9)
7.(#22) Simon Pagenaud, Team Penske - 200 voltas (PL-2)
8.(#5) Ryan Briscoe, Schmidt Peterson Racing - 200 voltas (PL-18)
9.(#9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing - 200 voltas (PL-11)
10.(#7) James Jakes, Schmidt Peterson Motorsports - 200 voltas (PL-15)
11.(#98) Gabby Chaves, Bryan Herta Autosport - 197 voltas (PL-16)
12.(#83) Charlie Kimball, Chip Ganassi Racing - 193 voltas (PL-23)
13.(#18) Pippa Mann, Dale Coyne Racing - 185 voltas (PL-17)
14.(#8) Sage Karam, Chip Ganassi Racing - 179 voltas (PL-20)
15.(#25) Justin Wilson, Andretti Autosport - 179 voltas (PL-7)
16.(#3) Helio Castroneves, Team Penske - 166 voltas (PL-1)
17.(#20) Ed Carpenter, CFH Racing - 156 voltas (PL-21)
18.(#27) Marco Andretti, Andretti Autosport - 138 voltas (PL-22)
19.(#10) Tony Kanaan, Chip Ganassi Racing - 131 voltas (PL-12)
20.(#15) Graham Rahal, Rahal Letterman Lanigan Racing - 92 voltas (PL-5)
21.(#19) Tristan Vautier, Dale Coyne Racing - 92 voltas (PL-13)
22.(#41) Jack Hawksworth, AJ Foyt Racing - 82 voltas (PL-14)
23.(#11) Sebastien Bourdais, KVSH Racing - 36 voltas (PL-10)
24.(#4) Stefaano Coletti, KV Racing Technology - 19 voltas (PL-24)


















------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2015  

INDYCAR SERIES
















Justin Wilson está em coma e em condição crítica após acidente na Indy.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Essa é uma noticia que nenhum fã de automobilismo gostaria de dar, o ex-piloto de Fórmula 1 , o britânico Justin Wilson sofreu um acidente bizarro na prova de ontem nas 500 Milhas de Pocono, penúltima etapa da temporada. O novato Sage Karam rodou sozinho e atingiu o muro externo violentamente pedaços do seu carro voaram pela pista e o bico dianteiro de sua carenagem acertou em cheio o capacete de Justin Wilson. Pela TV percebesse que o piloto 'apagou' e o seu carro sai da pista e bate de frente com o muro interno do oval não violentamente. Wilson foi levado ao hospital de Helicóptero onde foi constatdo lesão graves em sua cabeça, o jogado esta em coma e em condições críticas infelizmente. O seu companheiro de equipe Andretti Autosport declarou "Tudo o que eu sei é que ele esta inconsciente, ele não responde a nada e foi levado para o hospital de helicóptero". O direção da INdy ontem a noite soltou essa nota oficial do estado de saúde do piloto. 
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2015

domingo, 23 de agosto de 2015

FÓRMULA 1


Lewis Hamilton vence de maneira dominante em Spa-Francorchamps e se aproxima de mais um título.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Lewis Hamilton esteve soberbo na manhã desse domingo em Spa-Francorchamps na Bélgica e venceu de maneira tranquila e controlada mais uma etapa da Fórmula 1. A grande surpresa foi o terceiro lugar de Romain Grosjean e sua Lotus-Mercedes. Na última volta Sebastian Vettel da Ferrari vinha em 3° e muito pressionado pela Lotus de Grosjean. A estratégia de apenas uma única parada para troca de pneus quase deu certo, mas na última volta o pneu traseiro do lado direito da Ferrari de Vettel não suportou e estourou permitindo que Grosjean terminasse em terceiro. Daniil Kvyat fez duas ótimas ultrapassagens nas voltas finais da corrida e terminou num excelente 4° lugar para a Red Bull, à frente da Force India de Sergio Perez, outro que fez uma grande corrida, da Williams de Felipe Massa e a Ferrari de Kimi Räikkonen. Max Verstappen com o seu típico estilo agressivo de pilotagem terminou em 8° com a Toro Rosso, com Valtteri Bottas da Williams em 9° e fechando a zona de pontuação em 10° ficou Marcus Ericsson da Sauber-Ferrari. Como era esperado as novas regras de banimento da ajuda dos boxes antes da largada causaram problemas para alguns pilotos novamente. Nico Rosberg (Mercedes) e Valtteri Bottas (WIlliams) fizeram péssimas largadas perdendo várias posições. Sergio Perez da Force India fez uma excelente largada e chegou a ficar alguns segundos em primeiro quando tentou ultrapassar Hamilton por fora na curva Les Combes, mas foi superado pelo campeão. Hamilton rapidamente pulou na frente e abriu grande vantagem dos demais pilotos, em parte porque o seu companheiro de equipe Nico Rosberg ficou preso atrás de vários carros após a sua fraca largada. No momento em que teve inicio as primeiras paradas para troca de pneus, Rosberg conseguiu ganhar algumas posições e chegar ao pelotão de frente. Na volta No.21 o carro de segurança virtual foi acionado pela quebra da Red Bull de Daniel Ricciardo. Dali por diante Hamilton não foi ameaçado por ninguem e conquistou a sua 39° vitória da carreira e o seu 80° pódio, colocando ele ao lado de Ayrton Senna na 4° posição na lista de todos os tempos, um feito impressionante para o britânico. As batalhas por posições aconteceu da 3° posição para trás. Grosjean pressionou bastante Vettel como já foi dito acima. Desde 2013 que um carro da Lotus não conquistava uma posição no pódio. Kvyat deu um show particular nas últimas voltas, ele trocou por pneus macios na sua última parada e partiu pra cima dos carros que estava a sua frente. O russo ultrapassou Räikkonen na reta Kemmel conquistando a setima posição, e depois ultrapassou Massa e Perez na freada da Les Combes. Perez, Massa, Raikkonen e Verstappen praticamente cruzaram a linha de chegada juntos. Tivemos dois abandonos no inicio da corrida, Nico Hulkenberg da Force India teve problemas em sua unidade de potência quando alinhou no grid para a largada, causando uma segunda volta de apresentação. Pastor Maldonado da Lotus abandonou cedo com problemas em seu carro tambem. Carlos Sainz da Toro Rosso teve problemas técnicos em seu carro e teve que largar do pitlane. Duas voltas atrás de todo mundo, ele conduziu a sua Toro Rosso para os boxes na volta No.36 abandonando tambem. Com o pódio de Grosjean a Lotus ultrapassou a Force India na tabela de classificação dos construtores ficando na 5° colocação. Lewis Hamilton aumentou a sua liderança para para 28 pontos, 227 pontos contra 199 de Rosberg, Vettel vem em terceiro com 160 pontos. Confira abaixo o resultado completo da etapa da Bélgica.

FÓRMULA 1, 11° ETAPA - SPA-FRANCORCHAMPS - FINAL
1.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - 43 voltas
2.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - +2.0
3.(#8) Romain Grosjean, Lotus-Mercedes - +37.9
4.(#26) Daniil Kvyat, Red Bull Racing-Renault - +45.6
5.(#11) Sergio Perez, Force India-Mercedes - +53.9
6.(#19) Felipe Massa, Williams-Mercedes - +55.2
7.(#7) Kimi Räikkonen, Ferrari - +55.7
8.(#33) Max Verstappen, Toro Rosso-Renault - +56.0
9.(#77) Valtteri Bottas, Williams-Mercedes - +61.0
10.(#9) Marcus Ericsson, Sauber-Ferrari - +91.2
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#12) Felipe Nasr, Sauber-Ferrari - +1 volta
12.(#5) Sebastian Vettel, Ferrari - parou na última volta
13.(#14) Fernando Alonso, McLAren-Honda - +1 volta
14.(#22) Jenson Button, McLaren-Honda - +1 voltas
15.(#98) Roberto Merhi, Marussia-Ferrari - +1 volta
16.(#28) Will Stevens, Marussia-Ferrari - +1 volta
**Não classificados**
(#55) Carlos Sainz, Toro Rosso-Renault - abandono
(#3) Daniel Ricciardo, Red BUll Racing-Renault - abandono
(#13) Pastor Maldonado, Lotus-Mercedes - abandono
(#27) Nico Hulkenberg, Force India-Mercedes - abandono


















------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2015  

NASCAR SPRINT CUP
















Joey Logano vence em Bristol pela Sprint Cup.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Joey Logano aguentou uma pressão enorme de Kevin Harvick durante cerca de 63 voltas e venceu a etapa de Bristol nesse sábado (22/08) a noite. Foi a terceira vitória de Logano na temporada e a sua segunda num oval de menos de 1 milha e a 11° de sua carreira na Nascar. Kevin Harvick se recuperou de duas penalizações no pitlane para conseguir chegar em segundo com o seu Chevrolet No.4 da equipe Stewart-Haas Racing. O pole position Denny Hamlin terminou em 3° seguido de Jimmie Johnson em 4°. Clint Bowyer terminou a corrida na 5° colocação seguido Brad Keselowski em 6°, Carl Edwards em 7° e Kyle Busch que liderou o maior número de voltas (192) em 8°. Na última bandeira amarela Kyle Busch foi punido por excesso de velocidade no pitlane e não conseguiu se recuperar. Dale Earnhardt Jr. cruzou a linha de chegada em 9° seguido de Ryan Newman e Jamie McMurray, que solidificaram suas posições na luta por uma vaga no Chase. McMurray e Newman estão em 10° e 11° na classificação geral, os pilotos que mais pontuaram sem terem vencido uma corrida na temporada. Como nessa temporada tivemos apenas 11 pilotos diferentes que venceram corridas, pelo menos 3 vagas do Chase certamente serão definidas pela pontuação. Kyle Busch que venceu quatro vezes nessa temporada esta na 29° colocação e abriu uma vantagem confortável sobre o 30° colocado Cole Whitt. Confira abaixo o resultado da corrida de ontem e a classificação atualizada na coluna á direita.

NASCAR SPRINT CUP, 24° ETAPA - BRISTOL - FINAL
1.(#22) Joey Logano, Ford - 500 voltas
2.(#4) Kevin Harvick, Chevrolet - 500 voltas
3.(#11) Denny Hamlin, Toyota - 500 voltas
4.(#48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 500 voltas
5.(#15) Clint Bowyer, Toyota - 500 voltas
6.(#2) Brad Keselowski, Ford - 500 voltas
7.(#19) Carl Edwards, Toyota - 500 voltas
8.(#18) Kyle Busch, Toyota - 500 voltas
9.(#88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 500 voltas
10.(#31) Ryan Newman, Chevrolet - 500 voltas
11.(#1) Jamie McMurray, Chevrolet - 500 vooltas
12.(#51) Justin Allgaier, Chevrolet - 500 voltas
13.(#3) Austin Dillon, Chevrolet - 500 voltas
14.(#41) Kurt Busch, Chevrolet - 499 voltas
15.(#6) Trevor Bayne, Ford - 498 voltas
16.(#5) Kasey Kahne, Chevrolet - 498 voltas
17.(#43) Aric Almirola, Ford - 497 voltas
18.(#9) Sam Hornish Jr., Ford - 497 voltas
19.(#14) Tony Stewart, Chevrolet - 497 voltas
20.(#24) Jeff Gordon, Chevrolet - 496 voltas
21.(#17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 496 voltas
22.(#21) Ryan Blaney, Ford - 496 voltas
23.(#13) Casey Mears, Chevrolet - 496 voltas
24.(#27) Paul Menard, Chevrolet - 496 voltas
25.(#16) Greg Biffle, Ford - 496 voltas
26.(#47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 495 voltas
27.(#10) Danica Patrick, Chevrolet - 495 voltas
28.(#78) Martin Truex Jr., Chevrolet - 495 voltas
29.(#35) Cole Whitt, Ford - 495 voltas
30.(#34) Brett Moffitt, Ford - 495 voltas
31.(#95) Michael McDowell, Ford - 495 voltas
32.(#7) Alex Bowman, Chevrolet - 494 voltas
33.(#83) Matt DiBenedetto, Toyota - 493 voltas
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Sprint Cup 2015

sábado, 22 de agosto de 2015

FÓRMULA 1















Nada de novo em Spa-Francorchamps, Lewis Hamilton na pole e Nico Rosberg ao lado dele.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Após quase um mês de paralisação a fórmula 1 volta a ter atividade no lendário circuito de Spa-Francorchamps na Bélgica nesse domingo (23/08). O cenário continua o mesmo, os dois carros da equipe Mercedes sobraram nos treinos livres e no treino que definiu o grid de largada hoje cedo (22/08). Lewis Hamilton conquistou a pole position com uma volta de 1:47.197 e Nico Rosberg foi o 2° com 1:47.655. Na segunda fila o finlândes Valtteri Bottas da Williams-Mercedes ficou com o 3° melhor tempo (1:48.537) e ao lado dele o surpreendente Romain Grosjean da Lotus-Mercedes. Confira abaixo o grid de largada para a corrida que acontece amanhã as 9 horas de Brasília. 

FÓRMULA 1 - 11° ETAPA - SPA-FRANCORCHAMPS - GRID DE LARGADA
1.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - 1:47.197
2.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - 1:47.655
3.(#77) Valtteri Bottas, Williams-Mercedes - 1:48.537
4.(#8) Romain Grosjean, Lotus-Mercedes - 1:48.561
5.(#11) Sergio Perez, Force India-Mercedes - 1:48.599
6.(#3) Daniel Ricciardo, Red Bull Racing-Renault - 1:48.639
7.(#19) Felipe Massa, Williams-Mercedes - 1:48.685
8.(#13) Pastor Maldonado, Lotus-Mercedes - 1:48.754
9.(#5) Sebastian Vettel, Ferrari - 1:48.825
10.(#55) Carlos Sainz, Toro Rosso-Renault - 1:49.771
11.(#27) Nico Hulkenberg, Force India-Mercedes - 1:49.121
12.(#26) Daniil Kvyat, Red Bull Racing-Renault - 1:49.228
13.(#9) Marcus Ericsson, Sauber-Ferrari - 1:49.586
14.(#7) Kimi Räikkonen, Ferrari - sem tempo
15.(#33) Max Verstappen, Toro Rosso-Renault - sem tempo
16.(#12) Felipe Nasr, Sauber-Ferrari - 1:49.952
17.(#22) Jenson Button, McLaren-Honda - 1:50.978
18.(#14) Fernando Alonso, McLaren-Honda - 1:51.420
19.(#28) Will Stevens, Marussia-Ferrari - 1:52.948
20.(#98) Roberto Merhi, Marussia-Ferrari - 1:53.099
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2015

domingo, 9 de agosto de 2015

CONTINENTAL TIRE SPORTSCAR CHALLENGE


Matt Plumb vence em Road America e entra para a história da CTSC.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Nesse sábado (08/8) Matt Plumb se tornou o maior vencedor da história na categoria Grand Sport (GS) da Continental Tire SportsCar Challenge ao vencer a etapa de Road America com o Porsche 911 No.13 da equipe Rum Bum Racing. Foi a 21° vitória da carreira de Matt Plumb, quebrando o recorde de Sylvian Tremblay. Plumb segurou o ataque na parte final da corrida de BJ Zacharias no Nissan 370Z No.14 da equipe Doran Racing, vencendo apenas por 0.314 segundos. O irmão de Matt, Hugh Plumb começou a corrida liderando as primeiras 14 voltas. Quando a primeira bandeira amarela foi acionada com 35 minutos de corrida, a equipe escolheu parar sob bandeira amarela e resolveu manter o mesmo piloto. Hugh Plumb trabalhou então para voltar para a liderança liderando mais 8 voltas da corrida, totalizando 22 voltas. Trent Hindman e Ashley Freiberg conseguiram o segundo pódio da temporada chegando na terceira colocação com o BMW M3 no.46 da equipe IHG Rewards Club/Trim-Tex. A equipe Doran Racing ficou com a 2° e 4° colocações, com ambos os carros liderando parte da corrida. A 8° etapa da temporada acontece no próxima dia 22 de agosto em Virginia. Na categoria Street Tuner (ST) a vitória ficou com o Honda Civic no.93 da equipe HART da dupla Ryan Eversley e Chad Gilsinger. Na última volta Spencer Pumpelly que liderava com o seu Porsche ficou sem combustível e permitiu a vitória de Eversley. Confira abaixo o resultado completo da 7° etapa da CTSC em Road America.






















CTSC, 7° ETAPA - ROAD AMERICA - FINAL
1.(#13) GS, M.Plumb/(H.Plumb), Porsche 911 - 2:31:06.753 - 57 voltas
2.(#14) GS, Zacharias/(Jaeger), Nissan 370Z - +0.314
3.(#46) GS, Hindman/(Freiberg), BMW M3 - +1.607
4.(#41) GS, (Hammann)/Doherty, Nissan 370Z - +2.298
5.(#6) GS, (A.Davis)/Liddell, Chevrolet Camaro Z/28.R - +14.567
6.(#80) GS, (Barkey)/Marcelli, Chevrolet Camaro Z/28.R - +23.959
7.(#158) GS, (Buford)/Cindric, Ford Shelby GT350R-C - +33.416
8.(#48) GS, (Boden)/Kasemets, BMW M3 - +34.042
9.(#09) GS, (Pulman)/Espenlaub, Aston Martin Vantage - +41.276
10.(#78) GS, (Beaufait)/Faessler, Ford Mustang Boss 302R - +1 volta
11.(#93) ST, (Gilsinger)/Eversley, Honda Civic Si - +1 volta
12.(#44) ST, (Caltaneo)/Trinkler, Honda Civic Si - +1 volta
13.(#56) ST, (J.Mosing)/Foss, Porsche Cayman - +1 volta
14.(#81) ST, (Hartanto)/Cooke, BMW M3 - +1 volta
15.(#92) ST, (Eich)/Boehm, Honda Civic Si - +1 volta
16.(#26) ST, Carbonell/(Dwyer), Mazda MX-5 - +1 volta
17.(#19) ST, Bloum/(Strelzoff), Porsche Cayman - +1 volta
18.(#5) ST, McAleer/(McCumbee), Mazda MX-5 - +1 volta
19.(#36) ST, (Dicken)/C.Lewis, Porsche Cayman - +1 volta
20.(#25) ST, Casey Jr./(Bender), Mazda MX-5 - +1 volta
21.(#34) ST, Szymczak/(Piscitel), Mazda MX-5 - +1 volta
22.(#31) ST, Low/(Rabe), Porsche Cayman - +1 volta
23.(#64) ST, (Giovanis)/Murry, BMW M3 - +1 volta
24.(#75) ST, (Holton)/Gimple, Audi S3 - +1 volta
25.(#74) ST, (McGuire)/Rondet, Audi S3 - +1 volta
26.(#17) ST, Pumpelly/(Rodriguez Jr.), Porsche Cayman - +2 voltas
27.(#87) ST, (Norenberg)/Mat.Pombo, Porsche Cayman - +2 voltas
28.(#18) ST, (Viljoen)/Ruscitti, Porsche Cayman - +2 voltas
29.(#23) ST, Borcheller/(LaMarra), BMW 128i - +2 voltas
30.(#21) ST, (Lazzaro)/Bilicki, BMW 128i - +2 voltas
31.(#38) ST, (Rogers)/S.Thomas, Porsche Cayman - +2 voltas
32.(#83) ST, Liefooghe/(Zimmermann), Porsche Cayman - +2 voltas
33.(#37) ST, (Meyer)/Simpson, MINI JCW - +3 voltas
34.(#57) GS, (Galante)/Montour, Ford Mustang Boss 302R - +5 voltas
35.(#15) GS, (Maxwell)/B.Johnson, Ford Shelby GT350R-C - +12 voltas
36.(#9) GS, ASchenbach/(M.Bell), Chevrolet Camaro Z/28.R - +17 voltas
37.(#84) ST, Clay/(Briedis), BMW 328i - +26 voltas
38.(#88) ST, Pardo/(Contreras), Porsche Cayman - +27 voltas
39.(#52) ST, Clarkel/(Abdolvahabi), MINI JCW - +45 voltas
40.(#33) GS, McQuarriel/(M.Miller), Porsche 911 - +47 voltas
41.(#4) ST, (Ju.Leroux)/Jo.Leroux, Honda Civic Si - +54 voltas
42.(#65) ST, B.Mosing/Probert, BMW 328i - não largou.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------CTSC 2015

terça-feira, 4 de agosto de 2015

BRASILEIRO DE MARCAS

Guilherme Salas vence as duas corridas da etapa de Curitiba.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Só deu Chevrolet na 4° etapa da Copa Petrobrás de Marcas nesse final de semana em Curitiba. O piloto Guilherme Salas venceu as duas corridas do final de semana e colocou a Chevrolet no lugar mais alto do pódio. Na primeiro corrida Vítor Meira da equipe JLM Racing com seu Honda Civic ficou em 2° e fechando o pódio ficou Felipe Tozzo da equipe JLM Sport também com um Honda Civic. Vítor Meira repetiu a segunda colocação na segunda corrida e Daniel Kaefer da equipe RZ Motorsport Toyota com seu Toyota Corolla ficou em 3°.  

BRASILEIRO DE MARCAS, 4° ETAPA - CURITIBA - 1° CORRIDA
1.(#12) Guilherme Salas, Onze Motorsports-Chevrolet Cruze - 26:43.688
2.(#3) Vítor Meira, JLM Racing-Honda Civic - +6.262
3.(#57) Felipe Tozzo, JLM Sport-Honda Civic - +7.687
4.(#0) Gustavo Martins, JLM Sport-Honda Civic - +8.131
5.(#17) Daniel Kaefer, RZ Motorsport Toyota-Toyota Corolla - +14.804
6.(#99) Cesinha Bonilha, Jupiter Racing Team-Ford Focus - +17.284
7.(#1) Thiago Marques, RZ Motorsport Toyota-Toyota Corolla - +18.802
8.(#31) William Starostik, Toyota Bassani Racing-Toyota Corolla - +20.012
9.(#9) Rodrigo Baptista, Toyota Bassani Racing-Toyota Corolla - +23.785
10.(#88) Alberto Cattucci, KFF Pro Racing-Chevrolet Cruze - +24.046
11.(#8) William Freire, KFF Pro Racing-Chevrolet Cruze - +28.970
12.(#43) Vicente Orige, JLM Racing-Honda Civic - +33.608
13.(#199) Marcelo Rocha, Jupiter Racing Team-Ford Focus - +1 volta
14.(#7) Beto Cavaleiro/Renan Guerra, C2 Team-Renault Fluence - +1 volta
15.(#18) Allam Khodair, Full Time Sports-Renault Fluence - +3 voltas
16.(#83) Gabriel Casagrande, C2 Team-Renault Fluence - +9 voltas
17.(#11) Nonô Figueiredo, Onze Motorsports-Chevrolet Cruze - +12 voltas
18.(#111) Rubens Barrichello, Full Time Sports-Renault Fluence - +12 voltas
BRASILEIRO DE MARCAS, 4° ETAPA - CURITIBA - 2° CORRIDA
1.(#12) Guilherme Salas, Onze Motorsports-Chevrolet Cruze - 26:35.825
2.(#3) Vítor Meira, JLM Racing-Honda Civic - +7.107
3.(#17) Daniel Kaefer, RZ Motorsport Toyota-Toyota Corolla - +7.311
4.(#111) Rubens Barrichello, Full Time Sports-Renault Fluence - +7.745
5.(#43) Vicente Orige, JLM Racing-Honda Civic - +13.684
6.(#31) William Starostik, Toyota Bassani Racing-Toyota Corolla - +14.245
7.(#83) Gabriel Casagrande, C2 Team-Renault Fluence - +14.615
8.(#11) Nonô Figueiredo, Onze Motorsports-Chevrolet Cruze - +15.022
9.(#99) Cesinha Bonilha, Jupiter Racing Team-Ford Focus - +20.586
10.(#8) William Freire, KFF Pro Racing-Chevrolet Cruze - +29.110
11.(#88) Alberto Cattucci, KFF Pro Racing-Chevrolet Cruze - +35.721
12.(#199) Marcelo Rocha, Jupiter Racing Team-Ford Focus - +42.565
13.(#57) Felipe Tozzo, JLM Sport-Honda Civic - +42.741
14.(#7) Beto Cavaleiro/Renan Guerra, C2 Team-Renault Fluence - +48.262
15.(#18) Allam Khodair, Full Time Sports-Renault Fluence - +6 voltas
16.(#9) Rodrigo Baptista, Toyota Bassani Racing-Toyota Corolla - +15 voltas
17.(#1) Thiago Marques, RZ Motorsport Toyota-Toyota Corolla - abandono
18.(#0) Gustavo Martins, JLM Sport-Honda Civic - abandono
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------Brasileiro de Marcas 2015

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

INDYCAR SERIES


Graham Rahal consegue uma grande vitória em Mid-Ohio e entra na luta pelo título da temporada.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Nem o mais fanático fã da familia Rahal poderia imaginar que faltando apenas mais duas etapas para terminar a temporada o piloto Graham Rahal da equipe Rahal Letterman Lanigan Racing estaria disputando o título da temporada. Nesse domingo Graham Rahal entrou na disputa pelo título com a sua segunda vitória da temporada, dessa vez em Mid-Ohio. Existem 10 pilotos matemáticamente com chances de conquistar o titulo da temporada, sendo mais realista reduzimos para 3 ou 5 no máximo. Rahal foi o oitavo piloto diferente à vencer em nove corridas em circuitos mistos e de rua. Ele assumiu a liderança na volta No.68 quando o então líder Juan Pablo Montoya (Team Penske) junto com outros pilotos pararam nos boxes sob bandeira amarela para a úlitma troca de pneus e reabastecimento. Rahal já havia parada duas voltas mais cedo, na volta No.66, minutos antes da bandeira amarela provocada pelo novato Sage Karam. Rahal relargou na liderança seguido de Justin Wilson em segundo, Simon Pagenaud e Scott Dixon o pole position da prova na volta No.84. Justin Wilson que largou na 14° posição no carro No.25 da equipe Andretti Autosport Honda, terminou na 2° colocação, a melhor da temporada. Simon Pagenaud da equipe Penske tambem foi outro piloto que saiu no pelotão de trás e chegou na frente, ele ganhou 12 posições e chegou em 3°, tambem a sua melhor colocação da temporada. Scott Dixon que já venceu cinco vezes em Mid-Ohio, largou na pole e chegou em 4°. O líder do campeonato, o colombiano Juan Pablo Montoya da Penske largou na décima colocação, liderou 21 voltas na metade da corrida e terminou na 11° colocação. A próxima etapa da Indy acontece no dia 23 de Agosto em Pocono e depois na semana seguinte (dia 30) o Grande Prêmio de Sonoma tera rodada dupla com pontuação duplicada (100 para o vencedor, 80 para o segundo e assim por diante). As duas últimas etapas da Indy serão emocionantes com certeza. Confira abaixo o resultado da prova de domingo (2 de Agosto).

INDYCAR SERIES, ° ETAPA - MID-OHIO - FINAL
1.(#15) Graham Rahal, Steak's Shake Honda - 90 voltas (PL 13°)
2.(#25) Justin Wilson, Andretti Autosport Honda - 90 voltas (PL 14°)
3.(#22) Simon Pagenaud, PPG Automotive Refinish Team Penske Chevrolet - 90 voltas (PL 15°)
4.(#9) Scott Dixon, Target Chip Ganassi Racing Chevrolet - 90 voltas (PL 1°)
5.(#10) Tony Kanaan, NTT Data Chip Ganassi Racing Chevrolet - 90 voltas (PL 8°)
6.(#19) Tristan Vautier, Dale Coyne Racing Honda - 90 voltas (PL 24°)
7.(#28) Ryan Hunter-Reay, DHL Honda - 90 voltas (PL 7°)
8.(#41) Jack Hawksworth, ABC Supply AJ Foyt Racing Honda - 90 voltas (PL 11°)
9.(#26) Carlos Munoz, AndrettiTV Cinsay Honda - 90 voltas (PL 23°)
10.(#27) Marco Andretti, Snapple Honda - 90 voltas (PL 12°)
11.(#2) Juan Pablo Montoya, Hawk Performance Team Penske Chevrolet - 90 voltas (PL 10°)
12.(#98) Gabby Chaves, Bowers & Wilkins/Curb Honda - 90 voltas (PL 21°)
13.(#67) Josef Newgarden, Hartman Oil CFH Racing Chevrolet - 90 voltas (PL 5°)
14.(#1) Will Power, Verizon Team Penske Chevrolet - 90 voltas (PL 2°)
15.(#3) Helio Castroneves, Hitachi Team Penske Chevrolet - 90 voltas (PL 4°)
16.(#7) James Jakes, Schmidt Peterson Motorsports Honda - 90 voltas (PL 17°)
17.(#11) Sebastien Bourdais, Team Hydroxycut-KVSH Racing Chevrolet - 90 voltas (PL 3°)
18.(#5) Ryan Briscoe, Arrow/Lucas Oil Schmidt Peterson Honda - 90 voltas (PL 20°)
19.(#4) Stefano Coletti, KV Racing Technology Chevrolet - 90 voltas (PL 18°)
20.(#18) Rodolfo Gonzalez, Dale Coyne Racing Honda - 90 voltas (PL 22°)
21.(#20) Luca Filippi, Fuzzy's Vodka CFH Racing Chevrolet - 89 voltas (PL 9°)
22.(#8) Sage Karam, Comfort Revolution/Big Machine Recs Chevrolet - 89 voltas (PL 19°)
23.(#83) Charlie Kimball, NovoLog FlexPen Chevrolet - 87 voltas (PL 6°)
24.(#14) Takuma Sato, ABC Supply AJ Foyt Racing Honda - 60 voltas (PL 16°)
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------IndyCar Series 2015  

NASCAR SPRINT CUP














Matt Kenseth vence em Pocono e o combústivel matou Kyle Busch e Joey Logano.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Perseguindo a sua 4° vitória consecutiva na Sprint Cup Kyle Busch quase entrou para a história da Nascar. Busch estava na segunda colocação atrás de Joey Logano que venceria aparentemente com folga, mas Logano praticamente parou na pista por falta de combustivel. Busch então assumiu a liderança e recebeu a bandeira branca que sinalizava a ultima volta, mas na metade da última volta Kyle Busch tambem ficou sem combustível e foi ultrapassado por vários carros. Em primeiro cruzou Matt Kenseth, companheiro de equipe de Kyle Busch. Brad Keselowski chegou em 2° e Jeff Gordon em terceiro. Kyle Busch terminou apenas na 21° colocação mas mesmo assim diminuiu a diferença para o trigésimo colocado para apenas 13 pontos. Dale Earnhardt Jr. ficou em 4° e Greg Biffle completou o top 5. No final da corrida Martin Truex Jr. e Joey Logano que junto com Busch tinham os carros mais rápidos da corrida foram penalizados por excesso de velocidade nos boxes e terminaram respectivamente em 19° e 20°.  

NASCAR SPRINT CUP, 21° ETAPA - POCONO - FINAL
1.(#20) Matt Kenseth, Toyota - 160 voltas 
2.(#2) Brad Keselowski, Ford - 160 voltas
3.(#24) Jeff Gordon, Chevrolet - 160 voltas
4.(#88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 160 voltas
5.(#16) Greg Biffle, Ford - 160 voltas
6.(#48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 160 voltas
7.(#47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 160 voltas
8.(#15) Clint Bowyer, Toyota - 160 voltas
9.(#14) Tony Stewart, Chevrolet - 160 voltas
10.(#19) Carl Edwards, Toyota - 160 voltas
11.(#27) Paul Menard, Chevrolet - 160 voltas
12.(#42) Kyle Larson, Chevrolet - 160 voltas
13.(#3) Austin Dillon, Chevrolet - 160 voltas
14.(#40) Landon Cassill, Chevrolet - 160 voltas
15.(#1) Jamie McMurray, Chevrolet - 160 voltas
16.(#10) Danica Patrick, Chevrolet - 160 voltas
17.(#55) David Ragan, Toyota - 160 voltas
18.(#43) Aric Almirola, Ford - 160 voltas
19.(#78) Martin Truex Jr., Chevrolet - 160 voltas
20.(#22) Joey Logano, Ford - 160 voltas
21.(#18) Kyle Busch, Toyota - 159 voltas
22.(#11) Denny Hamlin, Toyota - 159 voltas
23.(#31) Ryan Newman, Chevrolet - 159 voltas
24.(#51) Justin Allgaier, Chevrolet - 159 voltas
25.(#7) Alex Bowman, Chevrolet - 159 voltas
26.(#46) Michael Annett, Chevrolet - 159 voltas
27.(#35) Cole Whitt, Ford - 159 voltas
28.(#13) Casey Mears, Chevrolet - 159 voltas
29.(#83) Matt DiBenedetto, Toyota - 159 voltas
30.(#23) J.J. Yeley, Toyota - 159 voltas
31.(#34) Brett Moffitt, Ford - 158 voltas
32.(#32) Travis Kvapil, Ford - 158 voltas
33.(#38) David Gilliland, Ford - 158 voltas
34.(#98) Reed Sorenson, Chevrolet - 157 voltas
35.(#26) Jeb Burton, Toyota - 157 voltas
36.(#62) Timmy Hill, Ford - 156 voltas
37.(#41) Kurt Busch, Chevrolet - 150 voltas
38.(#33) Alex Kennedy, Chevrolet - 126 voltas
39.(#9) Sam Hornish Jr., Ford - 123 voltas
40.(#6) Trevor Bayne, Ford - 91 voltas (super aquecimento)
41.(#17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 27 voltas (acidente)
42.(#4) Kevin Harvick, Chevrolet - 20 voltas (motor)
43.(#5) Kasey Kahne, Chevrolet - 3 voltas (acidente)
---------------------------------------------------------------------------------------------------------Nascar Sprint Cup 2015

DTM


Edoardo Mortara e Mattias Ekström vencem em Spielberg pelo final de semana da DTM.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na primeira corrida o pole position Edoardo Mortara (Audi) largou mal e perdeu a primeira posição para Jamie Green (Audi), após a primeira curva no entanto Green perdeu potência e foi ultrapassado por todos os pilotos, ele abandonou a corrida na primeira volta. Mortara assumiu a liderança e venceu praticamente de ponta a ponta conquistando a sua primeira vitória da temporada e a terceira de sua carreira na DTM. O único piloto que proporcionou alguma desafio a Mortara foi Pascal Wherlein (Mercedes) que cruzou em segundo à apenas 1.7 segundos do vencedor. Fechando o pódio mais um carro da Mercedes, Paul di Resta conquistou a última posição do pódio. Para Pascal Wherlein o 2° lugar teve um efeito positivo, ele assumiu a liderança do campeonato, pela primeira vez na temporada um carro da Mercedes assume a ponta da tabela. Na segunda corrida debaixo da uma forte chuva a performance do suéco Mattias Ekström da Audi foi excepcional. Ekström começou a construir a vitória no qualifying onde na última volta ele superou Gary Paffett (Mercedes) e conquistou a pole position para a segunda corrida do final de semana e a 10° da temporada. Na corrida Paffett foi um adversário duro e após uma intensa batalha Ekström levou a melhor e cruzou a linha de chegada em primeiro 4.3 segundos à frente de Paffett. A última volta foi marcada por uma grande controvérsia. Robert Wickens da Mercedes estava em sexto e bloqueou Timo Scheider da Audi, com isso Pascal Wherlein da Mercedes que estava em 8° passou os dois pilotos. A ação de Wickens revoltou o chefe da equipe de Timo Scheider que gritou no rádio "Timo, jogue ele para fora da pista!". A instrução foi claramente ouvida pelo rádio. Scheider reagiu instântaneamente e bateu forte na traseira do carro de Wickens que tambem batem em Pascal Wherlein colocando os dois carros da Mercedes para fora da pista. Deixando essa controvérsia pra trás a briga na frente foi excelente. Durante 34 voltas Mattias Ekström e Gary Paffett travaram uma batalha forte pela liderança da corrida. Após o resultado da segunda corrida Mattias Ekström assumiu a liderança do campeonato com 111 pontos seguido de Edoardo Mortara com 98 pontos, os dois pilotos da Audi. Pascal Wherlein da Mercedes que chegou a liderar o campeonato após a primeira corrida é o terceiro do campeonato com 94 pontos. A próxima etapa da DTM acontece no dia 30 desse mês em Moscou. 






















DTM, 5° ETAPA - SPIELBERG - CORRIDA 1
1.Edoardo Mortara, Audi RS5 - 41:41.536 - 29 voltas
2.Pascal Wehrlein, Mercedes-AMG C 63 - +1.792
3.Paul di Resta, Mercedes-AMG C 63 - +9.408
4.Christian Vietoris, Mercedes-AMG C 63 - +6.758
5.Mattias Ekström, Audi RS5 - +1.342
6.Augusto Farfus, BMW M4 - +0.602
7.Gary Paffett, Mercedes-AMG C 63 - +3.370
8.Mike Rockenfeller, Audi RS5 - +0.262
9.Marco Wittman, BMW M4 - +6.345
10.Adrien Tambay, Audi RS5 - +0.489
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.Daniel Juncadella, Mercedes-AMG C 63 - +1.598
12.Nico Müller, Audi RS5 - +5.831
13.Antonio Félix da Costa, BMW M4 - +0.735
14.Maxime Martin, BMW M4 - +0.818
15.Bruno Spengler, BMW M4 - +0.575
16.Timo Scheider, Audi RS5 - +0.497
17.Tom Blomqvist, BMW M4 - +4.485
18.Miguel Molina, Audi RS5 - +0.417
19.Timo Glock, BMW M4 - +1.116
20.Maximilian Götz, Mercedes-AMG C 63 - +0.575
21.Lucas Auer, Mercedes-AMG C 63 - +2.078
**Não classificados**
- Martin Tomczyk, BMW M4 - +19 voltas
- Robert Wickens, Mercedes-AMG C 63 - +3 voltas
- Jamie Green, Audi RS5 - +4 voltas




















DTM, 5° ETAPA - SPIELBERG - CORRIDA 2
1.Mattias Ekström, Audi RS5 - 1:01:47.136 - 34 voltas
2.Gary Paffett, Mercedes-AMG C 63 - +4.334
3.Edoardo Mortara, Audi RS5 - +19.221
4.Mike Rockenfeller, Audi RS5 - +1.890
5.Nico Müller, Audi RS5 - +4.519
6.Lucas Auer, Mercedes-AMG C 63 - +13.762
7.Maximilian Götz, Mercedes-AMG C 63 - +0.894
8.Christian Vietoris, Mercedes-AMG C 63 - +16.048
9.Paul di Resta, Mercedes-AMG C 63 - +0.838
10.António Félix da Costa, BMW M4 - +4.157
------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.Marco Wittmann, BMW M4 - +1.332
12.Martin Tomczyk, BMW M4 - +0.705
13.Miguel Molina, Audi RS5 - +2.805
14.Timo Glock, BMW M4 - +1.133
15.Bruno Spengler, BMW M4 - +2.031
16.Adrien Tambay, Audi RS5 - +1.581
17.Jamie Green, Audi RS5 - +7.112
18.Augusto Farfus, BMW M4 - +4.508
19.Maxime Martin, BMW M4 - +13.527
20.Robert Wickens, Mercedes-AMG C 63 - +1 volta
21.Pascal Wherlein, Mercedes-AMG C 63 - +1.056
22.Tom Blomqvist, BMW M4 - +5 voltas
23.Daniel Juncadella, Mercedes-AMG C 63 - +1 volta
**Não classificados**
- Timo Scheider, Audi RS5 - abandono
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------DTM 2015

domingo, 2 de agosto de 2015

STOCK CAR


Marcos Gomes e Sérgio Jimenez vencem em Curitiba em etapa que teve um acidente assustador.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na primeira corrida do final de semana no anel externo do Autódromo de Curitiba Marcos Gomes foi o vencedor em prova marcada por um acidente brutal na reta principal que assustou pilotos e equipes. Thiago Camilo quando estava na segunda colocação perdeu potência do seu carro subitamente na entrada da reta principal, infelizmente nenhum fiscal de pista acionou a bandeira amarela, apesar de Thiago tirar um pouco o seu carro do traçado os pilotos que vinham atrás dele e brigando por posições não perceberam o carro de Camilo. Rafa Matos da equipe Schin Racing Team ainda desviou em cima da hora, mas atingiu o carro de Camilo. Felipe Fraga da Voxx Racing Team bateu a toda velocidade em cheio na traseira do carro de Thiago Camilo, felizmente os pilotos não sofreram lesões graves. Foi uma falha grotesca da direção de prova que vendo um carro lento na reta principal da pista não acionou uma bandeira amarela o que obrigaria os pilotos a diminuirem a velocidade na reta. Marcos Gomes que largou na pole position só perdeu a posição durante a parada nos boxes para Allam Khodair, mas retomou quando Khodair entrou para a sua troca. Daniel Serra completou o pódio da primeira corrida chegando em 3°. Na segunda corrida Sérgio Jimenez da equipe C2 Team largou na pole position e venceu de ponta a ponta, Júlio Campos chegou em 2° e Diego Nunes fechou o pódio. O bom piloto holandês Laurens Vanthoor correu como convidado substituto do suspenso Cacá Bueno, ele não foi bem chegando em 21° na primeira corrida e em 24° na segunda.  


















STOCK CAR, 6° ETAPA - CURITIBA - 1° CORRIDA
1.(#80) Marcos Gomes, Voxx Racing Team - 25 voltas (37:03.8)
2.(#18) Allam Khodair, Full Time Sports - +1.581
3.(#29) Daniel Serra, Red Bull Racing - +2.725
4.(#51) Átila Abreu, AMG Motorsport - +3.713
5.(#90) Ricardo Maurício, Eurofarma RC - +5.146
6.(#10) Ricardo Zonta, Shell Racing - +5.564
7.(#28) Galid OSman, Ipiranga-RCM - +5.895
8.(#70) Diego Nunes, Vogel Motorsport - +6.174
9.(#65) Max Wilson, Eurofarma RC - +6.831
10.(#111) Rubens Barrichello, Full Time Sports - +7.355
11.(#73) Sérgio Jimenez, C2 Team - +7.933
12.(#4) Júlio Campos, Prati-Donaduzzi - +8.294
13.(#12) Lucas Foresti, AMG Motorsport - +9.219
14.(#1) Antonio Pizzonia, Prati-Donaduzzi - +9.939
15.(#74) Popó Bueno, Cavaleiro Racing Sports - +12.688
16.(#8) Rafael Suzuki, RZ Motorsport - +13.489
17.(#14) Luciano Burti, RZ Motorsport - +17.067
18.(#26) Raphael Abbate, Hot Car Competições - +17.423
19.(#9) Gustavo Lima, ProGP - +18.690
20.(#25) Tuka Rocha, União Química Racing - +1 volta
21.(#91) Laurens Vanthoor, Red Bull Racing - +2 voltas
22.(#46) Vítor Genz, Boettger Competições - +3 voltas
23.(#5) Denis Navarro, Vogel Motorsport - +5 voltas
24.(#11) César Ramos, Cavaleiro Racing Sports - +5 voltas
25.(#83) Gabriel Casagrande, C2 Team - +11 voltas
26.(#3) Bia Figueiredo, União Química Racing - +17 voltas
27.(#21) Thiago Camilo, Ipiranga-RCM - acidente
28.(#2) Rafa Matos, Schin Racing Team - acidente
29.(#88) Felipe Fraga, Voxx Racing Team - acidente
30.(#110) Felipe Lapenna, Schinn Racing Team - acidente
31.(#72) Fábio Fogaça, Hot Car Competições - acidente
STOCK CAR, 6° ETAPA - CURITIBA - 2° CORRIDA
1.(#73) Sérgio Jimenez, C2 Team - 20 voltas (27:09.3)
2.(#4) Júlio Campos, Prati-Donaduzzi - +1.406
3.(#70) Diego Nunes, Vogel Motorsport - +4.103
4.(#29) Daniel Serra, Red Bull Racing - +4.879
5.(#90) Ricardo Maurício, Eurofarma RC - +10.134
6.(#80) Marcos Gomes, Voxx Racing Team - +10.800
7.(#65) Max Wilson, Eurofarma RC - +11.244
8.(#83) Gabriel Casagrande, C2 Team - +15.134
9.(#111) Rubens Barrichello, Full Time Sports - +21.070
10.(#1) Antonio Pizzonia, Prati-Donaduzzi - +21.399
11.(#25) Tuka Rocha, União Química Racing - +26.540
12.(#8) Rafael Suzuki, RZ Motorsport - +30.943
13.(#46) Vítor Genz, Boettger Competições - +30.973
14.(#14) Luciano Burti, RZ Motorsport - +34.455
15.(#26) Raphael Abbate, Hot Car Competições - +34.640
16.(#12) Lucas Foresti, AMG Motorsport - +1 volta
17.(#28) Galid Osman, Ipiranga-RCM - +1 volta
18.(#74) Popó Bueno, Cavaleiro Racing Sports - +1 volta
19.(#10) Ricardo Zonta, Shell Racing - +5 voltas
20.(#18) Allam Khodair, Full Time Sports - +6 voltas
21.(#51) Átila Abreu, AMG Motorsport - +7 voltas
22.(#5) Denis Navarro, Vogel Motorsport - +7 voltas
23.(#9) Gustavo Lima, ProGP - +9 voltas
24.(#91) Laurens Vanthoor, Red Bull Racing - +12 voltas
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------Stock Car 2015 

domingo, 26 de julho de 2015

FÓRMULA 1



Sebastian Vettel vence em Hungaroring e quebra a sequência da Mercedes.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na largada Sebastian Vettel largando da P3 pulou na frente e na primeira curva superando as duas Mercedes assumiu a liderança da corrida. O seu companheiro de equipe Kimi Räikkonen tambem fez uma excelente largada e assumiu a 2° colocação. Para Lewis Hamilton o estrago foi maior ainda, ele acabou tambem sendo superado na largada pelo seu companheiro de equipe Nico Rosberg. Após dominar amplamente os treinos livres e o de classificação subitamente os carros da Mercedes foram superados pelos carros da Ferrari na largada. Hamilton ainda na primeira volta forçou demais para cima de Rosberg e acabou saindo da pista , ele conseguiu controlar o carro e volar em 10°, tudo isso na primeira volta. Vettel largou muito bem e rapidamente abriu uma vantagem confortável sobre os demais concorrentes. A corrida foi encurtada para 1 volta a menos por causa de Felipe Massa da Williams que alinhou a sua Williams fora de posição no grid de largada. Na metade da corrida Vettel liderava com 8 segundos de vantagem sobre Räikkonen e 11.8 segundos sobre o terceiro colocado Nico Rosberg.  Hamilton começou o seu show particular superando todos que estava a sua frente até chegar na 4° posição. O mmaior desafio para Vettel aconteceu na 42° volta, a asa dianteira da Force India de Nico Hulkenberg simplesmente quebrou e foi para debaixo do seu carro, transformando o piloto em mero passageiro e sem controle do seu carro na reta principal da pista. O carro de Hulkenberg não bateu na Williams de Valtteri Bottas por centimetro e só parou na barreira de proteção de pneus, o piloto saiu ileso do acidente. O carro de segurança virtual foi acionado e um monte de fragmentos do carro de Hulkenberg deixou a reta intransitável, os carros teriam então que serguir o safety car pelo pitlane até a limpeza total da pista.  Nesse estágio Kimi Räikkonen começou a ter problemas no seu sistema ERS que recupera a energia das freadas, com isso ele perdeu muita potência. Depois que o carro de segurança saiu da pista Räikkonen não pode fazer nada e foi ultrapassado por vários carros perdendo a segunda colocação da corrida. Ele acabou abandonando, se não fosse por isso certamente teríamos a Ferrari nas duas primeiras colocações da corrida. Rosberg tinha agora caminho livre para o ataque pra cima de Vettel, ele chegou a diminuir para menos de 1 segundo a diferença o que lhe dava a oportunidade de utilizar o DRS, mas mesmo assim ele não conseguiu superar Vettel e os seus pneus médios logo se degradaram não dando outra oportunidade de ultrapassagem sobre Vettel. Rosberg começou a ser ameaçado seriamente pela Red Bull de Daniel Ricciardo que vinha em terceiro. O australiano estava com pnes macios e numa das tentativas de ultrapassar ele se jogou na primeira curva de maneira precipitada, apesar disso ele ainda conseguiu controlar o seu carro, mas quando retornou para a pista acertou com sua asa dianteira no pneu traseiro do lado esquerdo de Rosberg que teve o pneu furado, um desastre para o piloto alemão que teve que dar uma volta inteira no circuito com o pneu furado. Rosberg e Ricciardo (com danos eu sua asa dianteira) tiveram que entrar nos boxes, com isso o russo Daniil Kvyat da Red Bull assumiu a vice-liderança da corrida. Mesmo com 10 segundos de penalização por ter ultrapassado Lewis Hamilton por fora da pista ele conseguiu sustentar a segunda colocação, a melhor posição de sua carreira na F1. Daniel Ricciardo mesmo vindo dos boxes conseguiu ainda completar o pódio com a 3° colocação. Max Verstappen da Toro Rosso ficou em 4° e pela primeira vez na temporada não tivemos nenhum carro da Mercedes no pódio. Fernando Alonso da McLaren conseguiu o seu melhor resultado da temporada terminando na 5° colocação. Hamilton teve problemas na relargada após a saída do carro de segurança da pista, com muita falta de tração ele foi superado por Ricciardo por fora na curva 1, e acabou batendo na lateral do carro do australiano sendo punido com uma passagem pelo pitlane. Quando ele cumpriu a sua penalidade voltou para a pista em 12°, conseguindo ainda terminar a corrida em 6° logo atrás de Alonso. Hamilton mostrou que apesar de tudo esta com sorte pois o estrago poderia ter sido bem maior se Rosberg não tivesse se envolvido naquela confusão com Ricciardo. Para a Williams novamente um final de semana para ser esquecido. Hamilton mantem a liderança com 202 pontos contra 181 de Nico Rosberg. A próxima etapa acontece no final de Agosto em Spa-Francorchamps na Bélgica. 

FÓRMULA 1, 10° ETAPA - MAGYAR NAGYDÍJ - HUNGRIA
1.(#5) Sebastian Vettel, Ferrari - 69 voltas
2.(#26) Daniil Kvyat, Red Bull-Renault - +15.7
3.(#3) Daniel Ricciardo, Red Bull-Renault - +25.0
4.(#33) Max Verstappen, Toro Rosso-Renault - +44.2
5.(#14) Fernando Alonso, McLaren-Honda - +49.0
6.(#44) Lewis Hamilton, Mercedes - +52.0
7.(#8) Romain Grosjean, Lotus-Mercedes - +58.5
8.(#6) Nico Rosberg, Mercedes - +58.8
9.(#22) Jenson Button, McLaren-Honda - +67.0
10.(#9) Marcus Ericsson, Sauber-Ferrari - +69.1
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
11.(#12) Felipe Nasr, Sauber-Ferrari - +73.4
12.(#19) Felipe Massa, Williams-Mercedes - +74.2
13.(#77) Valtteri Bottas, Williams-Mercedes - +80.2
14.(#13) Pastor Maldonado, Lotus-Mercedes - +85.1
15.(#98) Roberto Merhi, Marussia-Ferrari - +2 voltas
**Não classificados**
16.(#28) Will Stevens, Marussia-Ferrari - abandono
17.(#55) Carlos Sainz, Toro Rosso-Renault - abandono
18.(#7) Kimi Räikkonen, Ferrari - abandono
19.(#11) Sergio Perez, Force India-Mercedes - abandono
20.(#27) Nico Hulkenberg, Force India-Mercedes - abandono


















-----------------------------------------------------------------------------------------------------------Fórmula 1 2015

TUDOR UNITED SPORTSCAR CHAMPIONSHIP


Michael Marsal e Dane Cameron vencem com uma bela estratégia em Lime Rock pela categoria GT Daytona.
por Luis Fernando Soares de Almeida

A etapa do final de semana em Lime Rock na categoria GT Daytona terminou de maneira inesperada para a equipe Turner Motorsports e para os pilotos Michael Marsal e Dane Cameron. A equipe fez apenas uma única parada nos boxes durante as duas horas e quarenta minutos da corrida. Os pilotos tiveram que economizar muito combustível para que a estratégia fosse bem sucedida. No final, Dane Cameron cruzou a linha de chegada no BMW Z4 No.97 3.5 segundos à frente de Jeroen Bleekemolen no Dodge Viper SRT GT3-R No.33 da equipe Viper Exchange.com para conquistar a primeira vitória da temporada. Foi a primeira vitória da carreira de Michael Marsal. Para Cameron foi a segunda vitória da temporada, que conquistou a vitória em Detroit na categoria de protótipos.  Cameron que vence o titulo pela Turner em 2014, foi o substituto ideal para o piloto Markus Palttala, que tinha outro compromisso para esse final de semana. O final de semana não começou nada bem para a equipe Turner, no treino de sexta Michael Marsal bateu fortemente o BMW No.97 contra a barreira de proteção e seu carro só foi reparado na manhã de sábado, poucas horas antes da corrida. O segundo lugar ficou com a dupla Bleekemolen e Ben Keating, o melhor resultado para os pilotos do Dodge Viper nessa temporada. Completando o pódio veio o carro No.007 da equipe TRG-AMR, o Aston Martin Vantage V12 da dupla Christina Nielsen e Kuno Wittmer. Foi o terceiro pódio de Nielsen na temporada, que esta agora na vice liderança do campeonato na categoria GTD. Christina esta 5 pontos atrás da dupla que lidera o campeonato Christopher Haase e Dion von Moltke. A próxima etapa acontece em Road America no dia 09 de Agosto. Confira abaixo o resultado final da corrida de sábado.  



















TUDOR USCC, 8° ETAPA - 2 HORAS DE LIME ROCK - FINAL
1.(#97) (Marsal)/Cameron, BMW Z4 - 162 voltas (7° no geral)
2.(#33) (Keating)/J.Bleekemolen, Dodge Viper SRT -  162 voltas (8° no geral)
3.(#007) (Nielsen)/Wittmer, Aston Martin Vantage V12 - 162 voltas (9° no geral)
4.(#23) (James)/M.Farnbacher, Posche 911 GT America - 161 voltas (10° no geral)
5.(#44) (Potter)/Lally, Porsche 911 GT America - 161 voltas (11° no geral)
6.(#73) (Lindsey)/Pumpelly, Porsche 911 GT America - 161 voltas (12° no geral)
7.(#22) (MacNeil)/L.Keen, Porsche 911 GT America - 160 voltas (13° no geral)
8.(#76) (Mason)/Kleinubing, Audi R8 LMS - 159 voltas (14° no geral)
9.(#63) (Sweedler)/To.Bell, Ferrari 458 Italia - 149 voltas (15° no geral)
10.(#48) Haase/(von Moltke), Audi R8 LMS - 85 voltas (17° no geral-acidente)
------------------------------------------------------------------------------------------------------TUDOR UNITED SPORTSCARS CHAMPIONSHIP 2015 

TUDOR UNITED SPORTSCAR CHAMPIONSHIP

Guasch e Kimber-Smith vencem a terceira da temporada em Lime Rock.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Vencedores das duas corridasmais longas da temporada, Mike Guasch e Tom Kimber-Smith deram a terceira vitória para a equipe PR1/Mathiasen Motorsports nesse sábado na categoria Protótipo Challenge (PC) no curto circuito de Lime Rock Park,o Northeast Grand Prix. Tom Kimber-Smith ultrapassou o brasileiro Bruno Junqueira com 35 minutos faltando para terminar a corrida para vencer com o seu ORECA FLM09 No.52. Foi a quarta vez que a dupla Guasch e Kimber-Smith terminam um corrida no pódio, eles venceram duas das mais importantes corrida do ano, as 24 horas de Daytona e as 12 Horas Sebring na Flórida. Bruno Junqueira e Chris Cummings terminaram em 2° no carro No.11 RSR RacingAutoMaxUSA ORECA FLM09, seguido da dupla Renger van der Zande e Miroo Sohultis no carro No.8 Starworks Motorsports Martini.
Stephen Simpson que largou na pole position dominou a primeira hora da corrida no carro No.85 JDC/Miller Motorsports UndergroundCellar.com ORECA FLMO9. O carro subitamente parou na curva 3 com um problema elétrico, trazendo a primeira bandeira amarela da prova. O carro foi conduzido para a garagem, onde perdeu várias voltas para os reparos. Simpson e o seu co-piloto Mikhail Goikhberg ainda conseguiram terminar na sexta colocação. Conor Daly com isso assumiu a liderança da corrida, mas ele acabou se envolvendo num acidente com um carro da GT Daytona, o Audi R8 LMS de Christopher Haase, ambos os carros foram eliminados da corrida após colidirem com a barreira de proteção. Kimber-Smith liderou até o final da prova cruzando a linha de chegada 8.3 segundos à frente de Bruno Junqueira o segundo colocado. Confira abaixo o resultado da etapa que não contou com a participação dos carros da P1.

TUDOR USCC, 8° ETAPA - 2 HORAS DE LIME ROCK - FINAL
1.(#52) (Guasch)/Kimber-Smith, ORECA FLM09 - 173 voltas (2:40:00.809)
2.(#11) Junqueira/(Cumming), ORECA FLM09 - +8.304
3.(#8) van der Zande/(Schultis), ORECA FLM09 - +1 volta
4.(#54) (Bennett)/Braun, ORECA FLM09 - +1 volta
5.(#16) (Slusher)/Rayhall, ORECA FLM09 - +4 voltas
6.(#85) Goikhberg/(Simpson), ORECA FLM09 - +8 voltas
7.(#38) (French)/Daly, ORECA FLM09 - abandono (16° no geral).
--------------------------------------------------------------------------------------TUDOR UNITED SPORTSCARS CHAMPIONSHIP 2015