domingo, 26 de março de 2017

FORMULA 1


 Sebastian Vettel vence o GP da Australia na abertura da temporada.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Vettel surpreendeu a todos e conquistou a primeira vitória da equipe Ferrari desde 2015 quando Kimi Raikkonen vencera em Cingapura. Lewis Hamilton largando da pole manteve a liderança após uma boa largada, Valteri Bottas pressionou mas Sebastian Vettel manteve a P2. Vettel seguiu de perto a Mercedes de Hamilton que liderava. Na 22° volta Vettel entrou para a troca de pneus e voltou à frente da Mercedes de Lewis Hamilton que estava perseguindo Max Verstappen da Red Bull. O carro de Hamilton desgastou mais rapidamente os pneus ultra macios e entrou para a sua primeira troca na 17° volta. A Ferrari de Vettel se mostrou o carro mais rápido após essa parada, Hamilton não teve carro para lutar com Vettel e ainda teve que se preocupar com o seu companheiro de equipe Valtteri Bottas que vinha logo atrás dele e rodando mais rápido na 3° colocação. Vettel cruzou a linha de chegada mais de 9 segundos à frente de Hamilton seguido de Bottas em terceiro. Kimi Räikkonen com a outra Ferrari chegou em 4° com Max Verstappen em 4°, Mad Max ameaçou um pouco a P4 de Räikkonen no final da prova mas não teve força suficiente para uma ultrapassagem. Felipe Massa da Williams fez uma corrida discreta mas regular, chegou na 6° posição e foi pouco ameaçado pelo 7° colocado Sergio Perez com a sua Force India. Carlos Sainz da Toro Rosso veio em 8° seguido por Daniil Kvyat tambem da Toro Rosso em 9° e fechando a zona de classificação terminou em 10° Esteban Ocon da Force India. Fernando Alonso da McLaren heróicamente conseguiu manter a sua McLaren na zona de pontuação até a 52° volta, mas um problema em sua suspensão permitiu que Ocon e Nico Hulkenberg da Renault ultrapassassem o espanhol que acabou abandonando a corrida. Antonio Giovinazzi da Sauber fez uma excelente estréia na categoria, conseguindo um sólido 12° lugar à frente de Stoffel Vandoorne da McLaren. Romain Grosjean da Haas abandonou com problemas no motor, e na largada Kevin Magnussen da Renault se envolveu num acidente com Marcus Ericsson da Sauber, ambos abandonaram a corrida. Daniel Ricciardo teve um final de semana para esquecer, bateu forte no treino de classificação e acabou largando dos boxes e abandonou a corrida com problemas em seu cãmbio inicialmente e depois em seu motor. Outros dois abandonos ficaram por conta de Jolyon Palmer da Renault com problemas nos freios do seu carro e Lance Stroll da Williams que fez uma largada excepcional pulando da P20 para a P14 mas tambem com problemas nos freios teve que abandonar a corrida. Confira abaixo como terminou a primeira etapa do ano. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula 1 2017

sábado, 25 de março de 2017

FORMULA 1

Lewis Hamilton da Mercedes conquista a primeira pole position do ano.
Luis Fernando Soares de Almeida


Hamilton bateu Vettel por três décimos de segundos logo no inicio do Q3. Valtteri Bottas com outro carro da Mercedes fechou o P3. Daniel Ricciardo da Red Bull bateu na curva No.14 e causou uma interrupção para limpar a pista e retirar o carro. Na última volta Hamilton foi mais rápido ainda e selou a pole position com uma volta de 1:22.188s, a volta mais rápida da história do Circuito de Albert Park. Vettel (1:22.481s) tambem conquistou a P2 na sua última volta, tirando a Mercedes de Bottas da primeira fila. Kimi Räikkonen (1:23.033s) da Ferrari ficou na P4, mais de meio segundo atrás de Hamilton, a Red Bull remanescente de Max Verstappen ficou na P5. Romain Grosjean (1:24.074s) foi um dos grandes destaques colocando o seu carro da equipe Haas na P6. O brasileiro Felipe Massa (1:24.443s) da Williams larga na 4° fila em 7° com Carlos Sainz (1:24.487s) da Toro Rosso ao seu lado. Fechando o top 10 veio Daniil Kvyat (1:24.512s) da Toro Rosso em 9° e Daniel Ricciardo da Red Bull sem tempo em 10°. Confira abaixo o grid de largada da primeira corrida da temporada que será realizada as 0:00 de Brasília.


FORMULA 1 - ROUND 1 - MELBOURNE - AUSTRÁLIA
1.Lewis Hamilton, Mercedes - 1:22.182s
2.Sebastian Vettel, Ferrari - 1:22.456s
3.Valtteri Bottas, Mercedes - 1:22.481s
4.Kimi Räikkonen, Ferrari - 1:23.033s
5.Max Verstappen, Red Bull-Renault - 1:23.485s
6.Romain Grosjean, Haas-Ferrari - 1:24.074
7.Felipe Massa, Williams-Mercedes - 1:24.443s
8.Carlos Sainz, Toro Rosso-Renault - 1:24.487s
9.Daniil Kvyat, Toro Rosso-Renault - 1:24.512s
10.Daniel Ricciardo, Red Bull-Renault - sem tempo
-------------------------------------------------
11.Sergio Perez, Force India-Mercedes - 1:25.081s
12.Nico Hulkenberg, Renault - 1:25.091s
13.Fernando Alonso, McLaren-Honda - 1:25.425s
14.Esteban Ocon, Force India-Mercedes - 1:25.368s
15.Marcus Ericsson, Sauber-Ferrari - 1:26.465s
16.Antonio Giovinazzi, Sauber-Ferrari - 1:26.419s
17.Kevin Magnussen, Haas-Ferrari - 1:26.347s
18.Stoffel Vandoorne, McLaren-Honda - 1:26.858s
19.Jolyon Palmer, Renault - 1:28.244s
20.Lance Stroll, Williams-Mercedes - 1:27.143s
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula 1 2017 

sexta-feira, 24 de março de 2017

FORMULA 1



Lewis Hamilton da Mercedes domina os dois primeiros treinos livres na Austrália.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na primeira sessão de treinos livres para o Grande Prêmio de abertura da temporada 2017 da Fórmula 1, a Mercedes fez a dobradinha. Lewis Hamilton foi o mais rápido com Valtteri Bottas em segundo. No segundo treino Hamilton continuou ditando o ritmo e foi meio segundo mais rápido do que Sebastian Vettel da Ferrari. Com pneus macios Hamilton foi 0.6 segundos mais rápido que o seu tempo no FP1 e quando os pilotos trocaram para o composto ultra macio baixaram o tempo da pole position do ano passado. Vettel conseguiu ficar entre as duas Mercedes sendo 0,009s mais rápido do que Bottas. Kimi Raikkonen colocou a outra Ferrari SF70H no top 5 ficando na P4. Da P5 pra baixo todos os carros ficaram a pelo menos 1 segundo do tempo de Lewis Hamilton. Os carros da Red Bull perderam terreno em relação ao primeiro treino. O piloto local Daniel Ricciardo ficou na P5 e Max Verstappen veio logo atrás na P6. Vertsappen saiu da pista na curva No.12 mas conseguiu manter o seu carro longe das barreiras de proteção. Jolyon Palmer da Renault não teve a mesma sorte e foi o primeiro piloto a sofrer um acidente mais forte na temporada. Ele rodou no meio da última curva antes da reta de chegada e bateu forte na barreira de proteção, seu carro ficou no meio da pista e a bandeira vermelha foi acionada. Quando o treino recomeçou o brasileiro Felipe Massa teve problemas de cãmbio na sua Williams e parou na curva No.10, Massa mostrou-se bem consistente com pneus super macios. Kevin Magnussen teve problemas de super aquecimento com a sua Haas e Marcus Ericsson saiu da pista na parte inicial do treino e ficou preso na brita terminando a sua participação prematuramente. Até agora a Mercedes se mostrou superior as outras equipes, com a Ferrari dois degraus abaixo. O terceiro treino livre acontece na meia noite dessa sexta-feira. Confira abaixo o resultado do FP2. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula 1 2017

domingo, 19 de março de 2017

WEATHERTECH SPORTSCARS



A Corvette conquista a sua segunda vitória seguida em Sebring.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na 65° edição das 12 Horas de Sebring mais uma vez a Corvette saiu vencedora. Como aconteceu no ano passado um dos carros quebrou e o outro saiu vencedor. No ano passado o Corvette C7.R No.3 se acidentou o o No.4 saiu vencedor. Nesse ano o papel foi invertido, o Corvette No.4 terminou na P46, na realidade abandonou a prova com problemas insolúveis de super aquecimento. Isso deixou o Corvette No.3 batalhando sozinho com os três Ford GTs da equipe Chip Ganassi Racing e com um dos novos Porsches 911 RSRs. Apesar dos Ford GTs estarem mais rápidos, o que determinou a vitória, foi a excepcional última parada nos boxes do Corvette que estava sendo conduzido por Antonio Garcia, que compatilhou a pilotagem do carro com Jan Magnussen e o piloto convidado Mike Rockenfeller. Garcia esteve muito rápido na parte final da prova e conquistou a vitória. A margem da vitória foi de 4.43 segundos à frente do segundo colocado, o Ford GT No.66 de Joey Hand, Dirk Mueller e o convidado Sebastien Bourdais, vencedor do Grande Prêmio de St. Petersburg pela Indy. Fechando o pódio veio a Ferrari 488 GTE de Toni Vilander, Giancarlo Fisichella e James Calado, que travou uma batalha ferrenha com os Ford GTs da Chip Ganassi. Na P4 e P5 ficaram os outros dois Ford GTs da Chip Ganassi, o No.67 seguido pelo No.68. Na P6 ficou o BMW M6 GTLM No.25 da equipe RLL BMW. Na categoria GT Daytona, tivemos uma batalha próxima entre a Mercedes AMG GT3 No.33 da equipe Riley Motorsports que acabou vencedora e a Ferrari 488 GT3 No.63 da Scuderia Corse pilotada por Christina Nielsen, Alessandro Balzan e Matteo Cressoni. A vitória da Mercedes foi a primeira em 60 anos, equipe que entrou em 2017 para disputar a categoria e já na segunda prova conquista a vitória. O trio vencedor foi Ben Keating, Jeroen Bleekemolen e Mario Farnbacher. Fechando o pódio da GT Daytona veio outro carro da Mercedes, o No.75 SunEnergy do trio Kenny Habul, Boris Said e Tristan Nunez. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Weathertech Sportscar Championship 2017

WEATHERTECH SPORTCARS

 A equipe Taylor Racing/Konica Minolta vence as 12 Horas de Sebring.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Os irmãos Ricky e Jordan Taylor junto com Alex Lynn venceram as 12 horas de Sebring, a segunda etapa da Weathertech nesse sábado. O protótipo Cadillac DPi V.R No.10 do trio cruzou com confortáveis 13 segundos de vantagem sobre o 2° colocado, o carro No.5 da equipe Action Express Mustang Sampling (Cadillac DPi V.R) de Christian Fittipaldi, João Barbosa e Filipe Albuquerque. Fechando o pódio completo da Cadillac, veio o carro No.31, tambem da Action Express com Dan Cameron, Eric Curran e Mike Conway. Na P4 terminou o carro No.85 (ORECA LM P2) da equipe JDC-Miller pilotado por Chris Miller, Stephen Simpson e Misha Goikhberg, excelente resultado para uma equipe que veio da Challenge. O carro da equipe Mazda No.55 terminou na P8 mas o seu segundo carro , o No.70 trouxe a primeira bandeira amarela da corrida. Joel Miller perdeu o tempo de frenagem e bateu forte contra a barreira de proteção de pneus na curva No.17, ele ainda se recuperou e conseguiu uma 11° colocação. O vencedor do ano passado, o carro No.2 da equipe Tequila Patron ESM Nissan DPi dos pilotos Scott Sharp, Ryan Dalziel e Pipo Derani teve problemas em seu turbo e acabou apenas na P14. O carro No.13 da Rebellion Racing ORECA LM P2 de Sebastien Buemi, Nick Heidfeld e Neel Jani, que conquistou a pole position na sexta-feira teve muitos problemas mecânicos ao longo do dia e terminou na P12.  Na Challenge tivemos uma repetição na vitória, o carro No.38 (James French, Kyle Masson e Patricio O'Ward) da equipe Performance Tech ORECA FLM09 que venceu Daytone, cruzou em primeiro novamente. A vitória foi mais dificil do que em Daytona mas ainda sim com uma confortável vantagem de 2 voltas sobre o 2° colocado, o carro No.8 da equipe Starworks ORECA FLM09 de Garrett Grist, Max Hanratty e Sean Rayhall. A corrida foi rápida e surpreendentement limpa, embora na primeira parte da prova acontecessem vários problemas mecânicos em alguns carros não tivemos grandes problemas na pista. Esse foi o último ano da categoria Challenge que apenas com 4 inscritos encerra a sua participação. Em 2018 teremos apenas três classes, a Protótipo, GT Le Mans e GT Daytona. 

WEATHERTECH SC: 12 HORAS DE SEBRING - FINAL
P1.(#10) J.Taylor/R.Taylor/A.Lynn, Cadillac DPi - 348 voltas
P2.(# 5) C. Fittipaldi/F.Albuquerque/J. Barbosam Cadilac DPi - +13.614s
P3.(#31) M. Conway/D. Cameron/E. Curran, Cadillac DPi - +2 voltas
P4.(#85) M. Goikhberg/C. Miller/S. Simpson, ORECA - +4 voltas
P5.(#38) J. French/K. Masson/P. O'Ward, ORECA FLM09 - +10 voltas (PC)
P6.(# 8) S. Rayhall/G. Grist/M. Hanratty, ORECA FLM09 - +12 voltas (PC)
P7.(#26) G. Yacaman/C. Thompson/M. Drumwright/C. Ductoe, ORECA FLM09 - +20 voltas (PC)
P8.(#55) S. Pigot/J. Bomarito/T. Nunez, Mazda DPi - +29 voltas
P9.(#20) D. Yunt/B. Rice/D. Burkett, ORECA FLM09 - +46 voltas (PC)
P10.(#52) T. Kimber-Smith/J. Gutierrez/M. Gausch, Ligier - +143 voltas
P11.(#70) T. Long/J. Miller/M. Franchitti, Mazda DPi - +168 voltas
P12.(#13) N. Heidfeld/S. Buemi/N. Jani, ORECA - +181 voltas
P13.(#22) B. Senna/B. Hartley/E. Brown/J. van Overbeek, Nissan DPi - +190 voltas
P14.(# 2) P. Derani/S. Sharp/R. Dalziel, Nissan DPi - +301 voltas
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Weathertech Sportscar 2017

NASCAR XFINITY SERIES

Justin Allgaier vence em Phoenix pela Xfinity Series.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Justin Allgaier conquistou a sua 4° vitória na categoria nesse sábado (18/03) no oval de 1 milha de Phoenix. Com apenas 4 voltas restando para terminar a corrida, numa relargada Allgaier pulou para a liderança e cruzou a linha de chegada 0.741 segundos à frente de Ryan Blaney, que largou na P33 por não passar na inspeção dos fiscais da Nascar. Allgaier ainda levou para casa um cheque de 100 mil dólares na primeira prova das 4 da temporada que terão essa premiação extra, o Dash 4 Cash. O pole position William Byron terminou na P4 e o líder da temporada Elliott Sadler veio na P5. Com 10 voltas restando Cole Custer tocou no Chevrolet de Austin Dillon que foi para o muro, Ryan Sieg tambem se envolveu no acidente. Dillon esperou o carro de Custer e partiu pra cima dele, prensando o carro no muro.  Sadler lidera a série com 144 pontos, onze pontos à frente de William Byron que esta em 2° e 23 pontos à frente de Ryan Reed que esta em terceiro. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Nascar Xfinity Series 2017

sábado, 18 de março de 2017

NASCAR CUP SERIES

Joey Logano conquista a pole position para a prova de domingo em Phoenix.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Joey Logano (Ford) conquistou a sua primeira pole position do ano no treino de sexta-feira em Phoenix. Pilotando o carro No.22 Ford da equipe Penske Logano conseguiu uma volta de 137.321 mph na última rodada no oval de 1 milha. Foi a 18° pole de sua carreira e primeiro no Arizona. Ryan Blaney larga ao seu lado na P2, a corrida tem largada marcada para as 16:30 desse domingo (19/03). Confira o grid de largada completo para a 4° etapa da Monster Energy Cup Series. 

PHOENIX - GRID DE LARGADA - ROUND 4
1.(22) JOEY LOGANO, FORD - 137.321 mph
2.(21) Ryan Blaney, Ford - 136.877 mph
3.(88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 136.783 mph
4.(42) Kyle Larson, Chevrolet - 136.654 mph
5.(1) Jamie McMurray, Chevrolet - 136.302 mph
6.(2) Brad Keselowski, Ford - 136.193 mph
7.(24) Chase Elliott, Chevrolet - 136.152 mph
8.(77) Erik Jones, Toyota - 136.137 mph
9.(18) Kyle Busch, Toyota - 135.926 mph
10.(5) Kasey Kahne, Chevrolet - 135.859 mph
11.(41) Kurt Busch, Ford - 135.839 mph
12.(20) Matt Kenseth, Toyota - 135.695 mph
13.(14) Clint Bowyer, Ford - 135.731 mph
14.(48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 135.624 mph
15.(13) Ty Dillon, Chevrolet - 135.603 mph
16.(78) Martin Truex Jr., Toyota - 135.532 mph
17.(3) Austin Dillon, Chevrolet - 135.405 mph
18.(27) Paul Menard, Chevrolet - 135.349 mph
19.(11) Denny Hamlin, Toyota - 135.166 mph
20.(47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 135.019 mph
21.(17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 134.973 mph
22.(31) Ryan Newman, Chevrolet - 134.821 mph
23.(4) Kevin Harvick, Ford - 134.469 mph
24.(6) Trevor Bayne, Ford - 134.394 mph
25.(95) Michael McDowell, Chevrolet - 133.889 mph
26.(10) Danica Patrick, Ford - 133.789 mph
27.(19) Daniel Suarez, Toyota - 133.764 mph
28.(43) Aric Almirola, Ford - 133.457 mph
29.(34) Landon Cassill, Ford - 133.309 mph
30.(32) Matt DiBenedetto, Ford - 133.195 mph
31.(83) Corey Lajoie, Toyota - 133.062 mph
32.(72) Cole Whitt, Ford - 133.033 mph
33.(37) Chris Buescher, Chevrolet - 133.013 mph
34.(38) David Ragan, Ford - 132.935 mph
35.(15) Reed Sorenson, Toyota - 132.052 mph
36.(23) Gray Gaulding, Toyota - 131.488 mph
37.(55) Derrike Cope, Chevrolet - 129.218 mph
38.(33) Jeffrey Earnhardt, Chevrolet - 128.032 mph
39.(51) Timmy Hill, Chevrolet - 126.596 mph
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Monster Energy Nascar Cup Series 2017

segunda-feira, 13 de março de 2017

NASCAR CUP SERIES

 Martin Truex Jr. consegue uma grande vitória em Las Vegas pela Monster Energy Cup.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Martin Truex Jr. ultrapassou Brad Keselowski na penúltima volta e venceu a terceira etapa da Monster Energy Cup Series da Nascar. Keselowski na última relargada parecia que venceria, mas subitamente o carro dele começou a perder potência na penúltima volta e ele acabou sendo ultrapassado por alguns carros. Assim que Truex Jr. se aproximou da bandeira quadriculada para vencer a corrida pela primeira vez na temporada, Joey Logano e Kyle Busch disputavam ferozmente a terceira colocação. Logano tocou na traseira do carro de Kyle Busch que saiu da pista e foi rodando para a area do pitlane. Busch acabou apenas na P22, Logano conseguiu chegar na P4. Kyle Larson cruzou na P2 e Chase Elliott na P3. Busch foi para a area dos boxes da equipe de Logano e acabou se envolvendo numa briga com um dos mecânicos de Logano, ele acabou se ferindo na testa e a Nascar esta analisando as imagens do acidente e da briga para possiveis punições aos dois pilotos. Truex teve um carro dominante, liderando 150 das 267 voltas, Keselowski liderou 89 voltas. Truex só teve motivos para comemor, o novo carro da Toyota se mostrou muito competitivo e dominante, ele venceu os dois primeiros estágios da prova e continou forte nas 99 voltas finais. Essa foi a 8° vitória de Truex na categoria principal da Nascar. Keselowski que conseguiu terminar na P5, não teve a mesma sorte da semana passada quando recebeu de ''presente'' a vitória por causa do erro de Kevin Harvick que excedeu o limite de velocidade no pitlane e foi penalizado. A próxima etapa acontece no próximo domingo, dia 19 em Phoenix.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Nascar Monster Energy Cup Series 2017

domingo, 12 de março de 2017

INDYCAR SERIES

Sebastien Bourdais consegue uma vitória impressionante na abertura da Indy.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Foi uma corrida muito disputada cheia de alternativas e a vitória improvável de um equipe menos como a Dale Coyne Racing foi a surpresa da abertura da temporada da Indy. O tetra campeão Sebastien Bourdais conseguiu uma vitória épica. Ele largou na última colocação e cruzou a linha de chegada a mais de 10 segundos do campeão Simon Pagenaud da equipe Penske. Foi a 36° vitória de Bourdais na Indy, ultrapassando o recorde de Bobby Unser pelo 6° lugar na lista de todos os tempos. 
Scott Dixon da Chip Ganassi terminou na P3 seguido por Ryan Hunter-Reay na P4. Takuma Sato que fez a sua estréia pela Andretti Autosport terminou na P5. Logo após a largada tivemos um acidente envolvendo 4 carros. Graham Rahal espremeu Charlie Kimball contra o muro e os dois carros se chocaram, Kimbal atravessou a pista e colidiu no carro de Carlos Munoz, JR Hildebrand, Helinho Castroneves e Mikhail Aleshin. Na relargada pela volta No.5 James Hinchcliffe (Schmidt Peterson Motorsports) fez uma linda ultrapassagem sobre o então lider Will Power da Penske. Will Power teve a sua corrida comprometida quando fez a sua primeira parada mas passou por cima de uma das mangueiras da máquina de trocar as rodas, foi penalizado com uma passagem pelo pitlane. Pagenaud assumiu a liderança durante a primeira parada para troca de pneus sob bandeira amarela. Seis voltas mais tarde Bourdais fez uma linda ultrapassagem sobre Pagenaud assumindo a liderança da corrida. Bourdais ainda fez mais uma parada e voltou na liderança quando outros carros pararam para suas trocas. Da volta No.84 em diante Bourdais pilotou com maestria não cometeu nenhum erro, se livrou do trânsito dos retardatários e conquistou uma vitória excepcional na abertura da temporada. Helinho Castroneves da Penske fez uma boa corrida de recuperação, ele largou na 16° colocação se envolveu na confusão logo após a largada e acabou a corrida na P6. Tony Kanaan da Chip Ganassi largou na P6 mas não teve um bom desempenho e acabou na P12. A próxima etapa da Indy acontece nas ruas de Long Beach em abril. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~IndyCar Series 2017

INDY LIGHTS

Aaron Telitz e Colton Herta foram os vencedores das duas primeiras corridas do ano na Indy Lights.
por Luis Fernando Soares de Almeida

No sábado, Aaron Telitz se tornou o terceiro piloto da escola da Mazda à vencer uma corrida na Indy Lights. Telitz que foi campeão da Pro Mazda no ano passado largou na pole position e venceu de ponta a ponta, ele liderou as 35 voltas e somente teve um pouco de desafio logo após a largada quando Juan Piedrahita (No.2 Tem Pelfrey) disputou a primeira curva lado a lado com Telitz. O Brasileiro Matheus Leist fez um ótimo treino de classificação largando na P4, mas teve problemas mecânicos em seu carro e foi obrigado a abandonar a corrida na 15° volta. Colton Herta, outro novato cruzou a linha de chegada na P2 e fechando o pódio da primeira corrida veio Neil Alberico  no seu Mazda-Dallara No.22. Na segunda corrida mais um novato saiu vencedor, Colton Herta venceu de maneira dominante de ponta a ponta. Essa segunda corrida foi muito disputada com várias brigas por posições. Santi Urrutia chegou na P2 e fechando o pódio veio Pato O'Ward na P3. O brasileiro Matheus Leist chegou estar na P6 mas o desempenho do seu carro na parte final da corrida foi péssimo e ele acabou perdendo vários posições ficando apenas na P11. Tivemos dois acidentes na prova, no primeiro o contato entre Nico Jamin e Neil Alberico deixou os dois pilotos fora da prova, no segundo uma forte pancada de frente de Garth Richards na 25° volta. Os pilotos nada sofreram. A próxima etapa da Indy Lights acontece no dia 22 de Abril em Birmingham.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Indy Lights 2017

NASCAR XFINITY SERIES

Joey Logano vence em Las Vegas pela XFinity Series.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na volta No.192 Ty Dillon rodou na pista provocando a 9° bandeira amarela das 300 Milhas de Las Vegas que aconteceu nesse sábado (11/03). Na relargada Joey Logano (Ford) escolheu largar na parte de cima da pista e se deu bem. Ele duelou lado a lado com Kyle Larson e prevaleceu na curva 4 assumindo a liderança da prova. Logano cruzou 0.602s à frente de Larson na P1 e P2 respectivamente. No estágio final da corrida a escolha de largar na parte de cima da pista foi crucial para a vitória, mas mais crucial ainda foi a escolha de Logano em não entrar nos boxes na volta 72 sob bandeira amarela. Essa estratégia deu a liderança para Logano e manteve ele sempre na frente do pelotão até o final da corrida. Logano mostrou que o seu carro estava muito equilibrado quando conseguiu suportar a pressão do pole position Kyle Busch mesmo com pneus mais velhos. Kyle Busch liderou as 45 voltas do primeiro estágio, mas acabu na P7 no final da corrida, com o seu carro claramente mostrando uma queda de rendimento na parte final. 
Brad Keselowski (Ford) venceu o estágio 2, mas uma parada nos boxes para fixar uma das rodas na volta No.108 acabou com as chances de vitória, ele ainda terminou na P10. Daniel Suarez trerminou na P3 seguido de Justin Allgaier na P4, Austin Dillon P5 e Darrell Wallace Jr. na P6. Elliott Sadler terminou na P8 e segue na liderança do campeonato com 4 pontos de diferença para o vencedor de Daytona, Ryan Reed. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Nascar Xfinity Series 2017

sábado, 11 de março de 2017

INDYCAR SERIES

 Will Power da Penske conquista mais uma pole position em St Petersburg.
por Luis Fernando Soares de Almeida

O rei de St Petersburg conseguiu novamente, nos primeiros dois dias de treinos Power ficou na sombra, 
não conseguindo chamar muita atenção. Hoje na parte final do treino, no Fast Six e na última volta ele 
conquistou a sua 7° pole das últimas oito corridas em St. Petersburg. Power cravou na última volta um 
tempo de 1:01.0640s (106.118 mph). Scott Dixon da equipe Chip Ganassi dominou os treinos livres e a 
parte inicial do treino de classificação, mas teve que se contentar com a P2 para a corrida de amanhã. A 
melhor volta de Dixon no Fast Six foi de 1:01,2219s (105.844mph). Power conquistou a sua 45° pole 
position da carreira, ficando na 5° colocação de todos os tempos, duas atrás do seu companheiro de 
equipe Helinho Castroneves. Foi tambem a 246° pole da equipe Penske. Confira abaixo o grid de largada 
para a prova de abertura que esta marcada para as 13:30 com transmissão ao vivo pela Band e Band 
Sports.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~INDYCAR SERIES 2017

PRO MAZDA


ANTHONY MARTIN É O PRIMEIRO VENCEDOR DO ANO EM ST. PETERSBURG.
por Luis Fernando Soares de Almeida

O Australiano Anthony Martin da equipe Cape Motorsports venceu a primeira corrida do final de semana da Pro Mazda Cooper Tires em St Petersburg. A Pro Mazda é uma das três séries menores de suporte a IndyCar Series. A corrida foi muito tranquilo, Martin venceu de ponta a ponta, praticamente não tivemos ultrapassagens na corrida. O brasileiro Victor Franzoni da Juncos Racing cruzou a linha de chegada na P2 e completando o pódio da primeira corrida ficou o norte americano TJ Fischer da Pelfrey. O outro brasileiro Carlos Cunha da equipe Pelfrey chegou na P4, um bom começo de temporada para os dois pilotos brasileiros que disputam a categoria. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~PRO MAZDA 2017

USF2000

 ROBERT MEGENNIS VENCE NA ABERTURA DA TEMPORADA EM ST. PETERSBURG.
Por Luis Fernando Soares de Almeida

Na abertura da temporada de monopostos os EUA, o norte americano Robert Megennis da equipe Pelfrey venceu de ponta a ponta na primeira etapa do ano em St. Petersburg na Florida. Megennis manteve a ponta na largada e nas 24 voltas da corrida verdadeiramente não foi ameaçado. O destaque da prova ficou por conta do piloto holândes Rinus VeeKay da equipe Pabst Racing Services que largou na P14 e terminou na P3, ganhando várias posições durante a corrida. Oliver Askew (EUA) da equipe Cape Motorsports cruzou a linha de chegada em segundo. A piloto brasileira Bruna Tomaselli da Arms Up Motorsports largou na P20 e terminou na P18. A segunda corrida esta programada para a manhã de domingo.  Confira na imagem abaixo a classificação final da corrida. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~USF2000 2017

terça-feira, 7 de março de 2017

MONSTER ENERGY CUP SERIES

BRAD KESELOWSKI VENCE EM ATLANTA.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Kevin Harvick dominou praticamente a prova inteira em Atlanta mas um erro no final proporcionou a vitória de Keselowski na segunda etapa da Monster Energy Cup Series da Nascar. Harvick liderou 292 das 325 voltas no oval de 1 milha e meia em Atlanta, mas uma penalização por excesso de velocidade no pitlane na volta No.311 fez com que o piloto fosse para a última colocação. Essa foi a chance que Keselowski precisava para lutar pela vitória.  Kyle Larson relargou na frente mas em poucas voltas Keselowski o alcanção e na volta No. 319 assumiu a liderança e abriu rapidamente uma vantagem segura para a vitória. Larson cruzou em 2° seguido por Matt Kenseth na P3, Kasey Kahne na P4 e Chase Elliott na P5.  Keselowski superou um sério problema no seu Ford No.2 da equipe Penske, após uma bandeira amarela ele entrou para mais uma troca de pneus e reabastecimento no volta No.264, mas um dos mecânicos não conseguiu colocar todas as porcas de seu pneu e ele teve que entrar novamente nos boxes. Kevin Harvick que venceu os dois primeiros estágios da corrida conquistou dois pontos adicionais para os playoffs. Ele tambem manteve a liderança na tabela de classificação com 4 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o seu companheiro de equipe Stewart-Haas Kurt Busch. Confira abaixo o resultado oficial da prova.

NASCAR CUP SERIES - 2° ETAPA - DAYTONA
1.(#2) Brad Keselowski, Ford - 325 voltas
2.(#42) Kyle Larson, Chevrolet - 325 voltas
3.(#20 Matt Kenseth, Toyota - 325 voltas
4.(#5) Kasey Kahne, Chevrolet - 325 voltas
5.(#24) Chase Elliott, Chevrolet - 325 voltas
6.(#22) Joey Logano, Ford - 325 voltas
7.(#41) Kurt Busch, Ford - 325 voltas
8.(#78) Martin Truex Jr., Toyota - 325 voltas
9.(#4) Kevin Harvick, Ford - 325 voltas
10.(#1) Jamie McMurray, Chevrolet - 325 voltas
11.(#14) Clint Bowyer, Ford - 325 voltas
12.(#6) Trevor Bayne, Ford - 325 voltas
13.(#17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 325 voltas
14.(#77) Erik Jones, Toyota - 325 voltas
15.(#13) Ty Dillon, Chevrolet - 325 voltas
16.(#18) Kyle Busch, Toyota - 325 voltas
17.(#10) Danica Patrick, Ford - 325 voltas
18.(#21) Ryan Blaney, Ford - 324 voltas
19.(#48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 324 voltas
20.(#72) Cole Whitt, Chevrolet - 324 voltas
21.(#18) Daniel Suarez, Toyota - 323 voltas
22.(#34) Landon Cassill, Ford - 323 voltas
23.(#38) David Ragan, Ford - 323 voltas
24.(#37) Chris Buescher, Chevrolet - 323 voltas
25.(#27) Paul Menard, Chevrolet - 322 voltas
26.(#47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 322 voltas
27.(#43) Aric Almirola, Ford - 321 voltas
28.(#32) Matt DiBenedetto, Ford - 321 voltas
29.(#95) Michael McDowell, Chevrolet - 320 voltas
30.(#88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 320 voltas
31.(#15) Reed Sorenson, Chevrolet - 320 voltas
32.(#3) Austin Dillon, Chevrolet - 319 voltas
33.(#33) Jeffrey Earnhardt, Chevrolet - 317 voltas
34.(#83) Corey Lajoie, Toyota - 313 voltas
35.(#31) Ryan Newman, Chevrolet - 309 voltas
36.(#55) Derrike Cope, Chevrolet - 298 voltas
37.(#23) Gray Gaulding, Toyota - 253 voltas (Motor)
38.(#11) Denny Hamlin, Toyota - 182 (Cambio)
39.(#51) Cody Ware, Chevrolet - 74 voltas (Steering)
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Monster Energy Nascar Cup Series 2017

domingo, 5 de março de 2017

NASCAR XFINITY SERIES

 KYLE BUSCH VENCE EM ATLANTA PELA XFINITY SERIES.
Por Luis Fernando Soares de Almeida

Foi uma corrida tranquila do ponto de vista de bandeiras amarelas, no primeiro estágio da prova Brad Keselowski (Ford) venceu com facilidade, depois de ultrapassar Kyle Busch não teve mais adversários. No segundo estágio o carro de Kevin Harvick começou a render muito e ele superou Busch e Keselowski e venceu com facilidade também. A parte final da corrida foi mais disputada, o pole position Kyle Busch pulou na frente na relargada pela volta No.148 e superou Brad Keselowski por 0.605 segundos cruzando na primeira colocação. Foi a 87° vitória de Busch na série aumentando ainda mais o seu recorde. Kyle Larson que chegou a liderar no terceiro estágio da corrida acabou perdendo desempenho e cruzou na P3 com Harvick na P4. Elliott Sadler veio na P5, teve o seu melhor resultado entre os pilotos regulares da Xfinity e lidera o campeonato três pontos à frente do novato William Byron. Completaram o Top 10 na sequência Darrell Wallace Jr. (P6), William Byron (P7), Austin Dillon (P8), Daniel Hemric (P9) e Cole Custer (P10). Kyle Busch por ser um piloto regular da Monster Energy Cup Series não marca pontos na Xfinity, mas a sua equipe sim, portanto a Joe Gibbs Racing conseguiu 5 pontos para os playoffs nessa prova. Confira abaixo o resultado completo da corrida. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Nascar Xfinity Series 2017

quinta-feira, 2 de março de 2017

FORMULA 1

 KIMI RAIKKÖNEN LIDERA O ÚLTIMO DIA DE TESTES EM BARCELONA.
por Luis Fernando Soares de Almeida

No último dia de testes na pré-temporada em Barcelona a pista foi molhada artificialmente para testar os pneus com compostos para pista molhada.  Poucas equipes se aventuraram na parte da tarde, apenas Valtteri Bottas da Mercedes completou várias voltas até que a pista ficasse seca o suficiente para utilizar os pneus slicks. Max Verstappen passou um bom tempo na liderança do treino quando no meio do treino da tarde superou o tempo de Raikkonen que tinha conquistado pela manhã. No final do dia Raikkonen foi bem mais rápido com pneus macios e sacramentou a liderança. No final Raikkonen fechou com 1:20.872s, 0.897 segundos mais rápido do que a Red Bull de Mad Max. Lewis Hamilton ficou de fora na parte da manhã, pois segundo a sua equipe, eles estavam trabalhando para superar uma falha elétrica no seu carro. O finlândes Bottas terminou o treino com 68 voltas. Poucos pilotos foram para a pista ao longo do dia, apenas 10 para ser mais preciso. Confira na imagem abaixo os tempos oficiais do treino.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Formula 1

 NO 3° DIA DE TESTES EM BARCELONA, VALTTERI BOTTAS É O MAIS RÁPIDO.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na manhã dessa quarta-feira, Valtteri Bottas da Mercedes fez o melhor tempo do dia com uma volta de 1:19.705s mas o que o carro que mais chamou atenção foi a Ferrari de Sebastian Vettel. Bottas fez o melhor tempo do dia utilizando pneus com composto ultra-macio. Vettel foi o segundo mais rápido mas apenas 0.247s do tempor de Bottas utilizando pneus macios no período da tarde. Vettel passou a maior parte do dia utilizando pneus com composto médio. Entretanto, o dia de Vettel terminou prematuramente quando a sua Ferrari ficou parada na reta de chegada com 9 minutos restando ainda para terminar o treino. Lewis Hamilton (Mercedes) partiu para uma simulação completa de corrida e conseguiu o seu melhor tempo com pneus macios, 1:22.175s. O treino foi interrompido por duas bandeiras vermelhas, a primeira foi causada por Carlos Sainz que rodou com a sua Toro Rosso na curva No.4 e a segunda veio com a batida de Lance Stroll da Williams. O canadense de 18 anos na terça derrapou e saiu do treino e hoje causou novamente prejuizo para a equipe Williams. Vettel apesar da sua parada prematura, completou 139 voltas seguido por Marcus Ericsson da Sauber com 126 voltas. Hamilton completou  95 voltas, dando a Mercedes um total de 170 voltas hoje. Daniel Ricciardo da Red Bull e Jolyon Palmer da Renault terminaram na P3 e P4 respectivamente com os seus tempos obtidos no período da manhã. Nico Hulkenberg da Renault colocou mais um carro da fábrica francesa no Top 5 ficando na P5. Marcus Ericsson (Sauber) e Romain Grosjean (Haas) utilizando pneus super macios terminaram na P6 e P7, seguido de Hamilton, Stroll e Fernando Alonso. Confira abaixo como ficaram os tempos oficiais do terceiro dia de testes em Barcelona. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula 1 2017

NASCAR CUP SERIES

KURT BUSCH VENCE PELA PRIMEIRA VEZ EM DAYTONA.
por Luis Fernando Soares de almeida

Kurt Busch conseguiu a liderança da prova apenas na última volta da 59° edição das 500 Milhas de Daytona e cruzou a linha de chegada em primeiro na prova de abertura da temporada 2017 da Monster Energy Cup Series da Nascar. Desde que Kurt Busch assinou com a equipe Stewart-Haas em 2014 a sua carreira vem reaparecendo. A corrida tambem inaugurou a nova regra de três estágios, Busch surgiu à frente ultrapassando por fora quando vários carros tiveram que desacelerar para economizar combústivel.  Ryan Blaney cruzou em segundo à 2.28 segundos de Busch, nas duas últimas voltas com mais combustível Blaney ultrapassou vários carros vindo de trás de pelotão. AJ Allmendinger cruzou em 3° pois conservou muito combustível nas 20 últimas voltas. O pole position Chase Elliott estava desolado no fim da prova, o piloto ficou sem combustível na útlima volta e terminou apenas na 14° colocação. Kyle Busch venceu o primeiro estágio de 60 voltas e já garantiu os primeiros pontos dos Playoffs, mas na 105° volta ele rodou na curva 3 e causou um acidente que envolveu Erik Jones, Matt Kenseth e Dale Earnhardt Jr. Kevin Harvick liderou 50 de 200 voltas e venceu o estágio No.2 tambem garantindo os primeiros pontos dos playoffs. Confira abaixo o resultado completo da prova.

NASCAR: 1° ETAPA - 500 MILHAS DE DAYTONA - FINAL
1.(#41) Kurt Busch, Ford - 200 voltas
2.(#21) Ryan Baney, Ford - 200 voltas
3.(#47) AJ Allmendinger, Chevrolet - 200 voltas
4.(#43) Aric Almirola, Ford - 200 voltas
5.(#27) Paul Menard, Chevrolet - 200 voltas
6.(#22) Joey Logano, Ford - 200 voltas
7.(# 5) Kasey Kahne, Chevrolet - 200 voltas
8.(#15) Michael Waltrip, Toyota - 200 voltas
9.(#32) Matt DiBenedetto, Ford - 200 voltas
10.(#6) Trevor Bayne, Ford - 200 voltas
11.(#75) Brendan Gaughan, Chevrolet - 200 voltas
12.(#42) Kyle Larson, Chevrolet - 200 voltas
13.(#78) Martin Truex Jr., Toyota - 200 voltas
14.(#24) Chase Elliott, Chevrolet - 200 voltas
15.(#95) Michael McDowell, Chevrolet - 200 voltas
16.(#34) Landon Cassill, Ford - 199 voltas
17.(#11) Denny Hamlin, Toyota - 199 voltas
18.(#72) Cole Whitt, Ford - 199 voltas
19.(# 3) Austin Dillon, Chevrolet - 199 voltas
20.(# 7) Elliott Sadler, Chevrolet - 199 voltas
21.(#31) Ryan Newman, Chevrolet - 198 voltas
22.(# 4) Kevin Harvick, Ford - 197 voltas
23.(#23) Joey Gase, Toyota - 196 voltas
24.(#83) Corey Lajoie, Toyota - 193 voltas
25.(#38) David Ragan, Ford - 188 voltas
26.(#33) Jeffrey Earnhardt, Chevrolet - 145 voltas (acidente)
27.(# 2) Brad Keselowski, Ford - 143 voltas (acidente)
28.(# 1) Jamie McMurray, Chevrolet - 141 voltas (acidente)
29.(#19) Daniel Suarez, Toyota - 141 voltas (acidente)
30.(#13) Ty Dillon, Chevrolet - 140 voltas (acidente)
31.(#17) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 133 voltas (acidente)
32.(#14) Clint Bowyer, Ford - 128 volas (acidente)
33.(#10) Danica Patrick, Ford - 128 voltas (acidente)
34.(#48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 127 voltas (acidente)
35.(#37) Chris Buescher, Chevrolet - 127 voltas (acidente)
36.(#96) D.J. Kennington, Toyota - 127 voltas (acidente)
37.(#00) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 106 voltas (acidente)
38.(#18) Kyle Busch, Toyota - 103 voltas (acidente)
39.(#77) Erik Jones, Toyota - 103 voltas (acidente)
40.(#20) Matt Kenseth, Toyota - 103 voltas (acidente)
~~~~~~~~~~~~~~Monster Energy Nascar Cup Series 2017

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

FORMULA 1

O GRANDE PREMIO DA FRANÇA RETORNA EM 2018.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Depois de anos de especulações, o evento histórico tem retorno confirmado para o calendário de 2018, no verão Francês. O GP da França será disputado no circuito de Le Castellet, conhecido também como Circuito de Paul Ricard, após 10 anos de ausência. O país, que foi anfitrião do primeiro grande prêmio da história do automobilismo em 1906, teve o seu último GP na F1 disputado em 2008 em Magny-Cours região central da França. 
Em Le Castellet tivemos 14 GPs disputados entre 1971 e 1990, sendo que em cinco oportunidades a prova foi disputada em Dijon-Prenois. A pista que fica localizada no sul da França, perto de Marselha e Toulon, ficou famosa pela longa reta Mistral, e as super-rápidas curvas Signes. Para 2018, o desenho da pista será modificado. A resurreição da prova foi idealizada por Christian Estrosi, ex-piloto e atual presidente da Provincia de Cote d'Azur localizada na região dos Alpes. Os organizadores revelaram na última conferência que o retorno do GP será financiado por um consórcio de investidores que garantiram 15 milhões de dólares anuais para a realização da etapa. O governo estima que a corrida vai movimentar 69 milhões de dólares por ano na região. A duração do contrato com a FIA não foi revelado, mas acredita-se que o negócio foi fechado por 5 temporadas e a corrida deverá acontecer no final de Julho de 2018. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~@Fórmula 1 2017

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

FÓRMULA E

SEBASTIÉN BUEMI REINA ABSOLUTO NA FÓRMULA E.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Após 3 meses do inicio da temporada parece que Sebastién Buemi da equipe e-Dams não encontrou adversário ainda na categoria. Nesse final de semana pela terceira etapa disputada em Buenos Aires, Buemi conseguiu a sua terceira vitória consecutiva na temporada. É a primeira vez que isso acontece na categoria. O brasileiro Lucas Di Grassi da equipe ABT Schaeffler Audi Sport largou na pole position em Buenos Aires. Na terceira volta Di Grassi foi superado por Jean-Eric Vergne da equipe TECHEETAH que assumiu a liderança da prova. Buemi veio logo na sequencia e superou Di Grassi assumindo a vice-liderança da prova. Na volta No.6 Buemi assumiu a ponta da corrida ultrapassando Vergne e dali não saiu mais até o final da prova. O primeiro carro de Di Grassi não tinha um bom desempenho e ele rapidamente perdeu posições para Oliver Turvey e Nico Prost. Durante a parada obrigatória para troca de carros Di Grassi voltou à frente de Turvey. O segundo carro do brasileiro se mostrou mais eficiente e ele superou Nicolas Prost conquistando a terceira colocação novamente. O pódio ficou com Buemi em primeiro, Vergne em segundo e Di Grassi em terceiro. Buemi declarou que vai priorizar as provas de longa duração da FIA WEC, quando as provas coincidirem. Talvez essa seja a chance para outros pilotos encostarem nele na tabela de classificação. O piloto local Jose Maria Lopez largou na última colocação, ele bateu o carro no primeiro setor de classificação quando era o mais rápido da pista, ele ainda acabou na 10° colocação. A 4° etapa acontece no próximo dia 01 de Abril na cidade do México. Confira abaixo o resultado oficial da corrida. 

Fórmula E - ePRIX BUENOS AIRES - 4° ETAPA
---------------------------------------------
1.Sebastien Buemi, Renault e.dams
2.Jean-Eric Vergne, TECHEETAH
3.Lucas Di Grassi, ABT Schaeffler Audi Sport
----------------------------------------------
4.Nico Prost, Renault e.dams
5.Nelson Piquet Jr., NEXTEV NIO
6.Loic Duval, Faraday Future Dragon Racing
7.Daniel Abt, ABT Schaeffler Audi sport
8.Jerome d'Ambrosio, Faraday Future Dragon Racing
9.Oliver Turvey, NEXTEV NIO
10.Jose Maria Lopez, DS Virgin Racing
11.Antonio Felix da Costa, Andretti Formula E
12.Stephane Sarrazin, Venturi Formula E Team
13.Mitch Evans, Panasonic Jaguar Racing
14.Robin Frijns, Adretti Formula E
15.Nick Heidfeld, Mahindra Racing
16.Ma Quing Hua, TECHEETAH
17.Adam Carroll, Panasonic Jaguar Racing
18.Felix Rosenqvist, Mahindra Racing
19.Mario Engel, Venturi Formula E Team
20.Sam Bird, DS Virgin Racing
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Fórmula E 2017

MONSTER ENERGY NASCAR CUP SERIES

 JOEY LOGANO VENCE O 'THE CLASH' EM DAYTONA.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na corrida de exibição que deveria acontecer no sábado mas foi adiada devido as chuvas, no domingo Joey Logano acabou vencendo a prova que não vale pontos para a temporada. Os 17 carros mais rápidos do treino de classificação participaram dessa corrida. Quando Brad Keselowski e Denny Hamlin bateram na curva 2 na última volta, Joey Logano aproveitou e venceu a corrida. Logano recebeu a bandeira quadriculada 1.1 segundos à frente do segundo colocado, Kyle Busch que cruzou praticamente junto com Alex Bowman. Danica Patrick se livrou da confusão na curva 2 e conseguiu um excelente 4° lugar. Kevin Harvick que pela primeira vez dirigiu um carro da Ford cruzou na P5. O mexicano Daniel Suarez que fez a sua primeira corrida na principal categoria da Nascar chegou em 8°. Foi a primeira vitória da Ford nessa corrida desde a vitória de Dale Jarrett em 2004. As 500 Milhas de Daytona que abre oficialmente a temporada 2017 da Monster Energy Cup acontece no próximo domingo de Carnaval.

DAYTONA SPEEDWAY - THE CLASH - 75 VOLTAS
----------------------------------------------------------------------
1.(#22) JOEY LOGANO, FORD            75 VOLTAS
2.(#18) KYLE BUSCH, TOYOTA           75 VOLTAS
3.(#88) ALEX BOWMAN, CHEVROLET       75 VOLTAS
4.(#10) DANICA PATRICK, FORD         75 VOLTAS
5.(# 4) KEVIN HARVICK, FORD          75 VOLTAS
6.(# 2) BRAD KESELOWSKI, FORD        75 VOLTAS
7.(#24) CHASE ELLIOTT, CHEVROLET     75 VOLTAS
8.(#19) DANIEL SUAREZ, TOYOTA        75 VOLTAS
9.(#37) CHRIS BUESCHER, CHEVROLET    75 VOLTAS
10.(#1) JAMIE MCMURRAY, CHEVROLET    75 VOLTAS
11.(#20) MATT KENSETH, TOYOTA        75 VOLTAS
12.(# 3) AUSTIN DILLON, CHEVROLET    75 VOLTAS
13.(#11) DENNY HAMLIN, TOYOTA        74 VOLTAS
14.(#42) KYLE LARSON, CHEVROLET      61 VOLTAS
15.(#78) MARTIN TRUEX JR., TOYOTA    60 VOLTAS
16.(#48) JIMMIE JOHNSON, CHEVROLET   48 VOLTAS
17.(#41) KURT BUSCH, FORD            15 VOLTAS
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~@Monster Energy Nascar Cup Series 2017

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

FORMULA 1


AS INOVAÇÕES NOS PNEUS DA FÓRMULA 1
por Luis Fernando Soares de Almeida

Em 1950 os primeiros três fornecedores de pneus para a categoria era Pirelli, Dunlpo e Englebert. Os pneus eram finos com a superficie da borracha em forma de roscas cruzadas. Ao longo dos anos os pneus se tornaram menores mas mais largos. Os pneus no incio da categoria tinham o mesmo tamanho e largura, os traseiros foram gradativamente se tornando mais curtos e largos.
Depois de 21 anos, em 1971 a Firestone e a Goodyear eram as duas únicas fabricantes lutando na categoria. No Grade Prêmio da Africa do Sul a Goodyear teve o primeiro pneu estourado. Seis semanas mais tarde em Barcelona, a Firestone lançou o primeiro pneu slick (liso) da história da categoria. 
Em 1977 os pneus radiais foram introduzidos na F1. Os pneus radiais já eram utilizados nos carros de rua e entraram na F1 em 1977 pela Michelin. Os radiais ofereciam um melhor contato da borracha e precisão nas curvas, mas demoravam para chegar numa temperatura ideal quando chegavam no limite ideal de adesão já estavam desgastados. Em 1974 durante um Grande Prêmio no Canadá, o frio era intenso, a McLaren criou um sistema de aquecimento de pneus na sua garagem para armazenar os pneus, trouxeram cobertores e edredons dos hotéis para embalar os pneus até a hora do alinhamento no grid. Os cobertores de aquecimento foram introduzidos oficialmente em 1986 durante o GP da Espanha. 
Em 1997 a Bridgestone se juntou a Goodyear e preocupados com a velocidade excessiva dos carros, a FIA introduziu os pneus com listras, os chamados ''grooved tyres". Esses pneus limitavam o contato da borracha com o asfalto e diminuiam o nível de aderência dos carros. Os pilotos odiaram a novidade, mas a mesma foi mantida por pelo menos 1 decada na categoria. Em 2007 outra grande mudança, os compostos múltiplos passaram a ser obrigatórios. Durante uma corrida as equipes eram obrigadas a usar pelo menos dois compostos diferentes, macios e duros. Na era da Bridgestone isso não teve uma grande influência nas corridas pois os pneus eram extremamente duráveis, quando a Pirelli assumiu a exclusividade no fornecimento dos pneus a partir de 2011 a estratégia de troca de pneus se tornou crucial no andamento das corridas. 
A partir de 2008 a guerra de fabricantes de pneus chegou ao seu final na F1. A FIA decidiu que apenas um fabricante de pneus equiparia todas as equipes. A Bridgestone reinou de 2008 ate 2010 e a partir de 2011 até hoje a Pirelli tem sido a única fornecedora. A mudança para esse ano sera interessante, pois os pneus serão bem maiores do que os do ano passado, tanto na frente como na traseira do carro como é possível verificar nas imagens acima. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~@Fórmula 1 2017