segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

PORSCHE GT3 CUP BRASIL
Miguel Paludo vence a prova final e Alex Barros garante o vice.
Luiz Alberto Pandini, assessoria de imprensa
RM, 13 de Dez. de 2010


Um final de temporada de arrepiar. A prova 16 do Porsche GT3 Cup 997, realizada neste domingo em Interlagos, teve tudo o que os espectadores que compareceram às arquibancadas do autódromo paulistano esperavam: disputas acirradas, saídas de pista e acidentes. Depois de 16 voltas, a vitória ficou com Miguel Paludo, enquanto o ex-motociclista Alex Barros conquistou o vice-campeonato. Ricardo Baptista, que também poderia terminar o ano em segundo lugar, abandonou devido a avarias em seu carro, causadas por um acidente.
Largando na pole position, Constantino Júnior não teve dificuldades para manter a liderança após a largada. Marcel Visconde assumiu o segundo lugar e Paludo saiu de nono no grid para terceiro no fechamento da primeira volta. Paludo ultrapassou Marcel na terceira volta e na seguinte já aparecia na liderança, após ultrapassar Constantino. Este manteve o segundo lugar até abandonar com uma pane no câmbio.
O abandono de Constantino deixou Rosset e Barros disputando o segundo lugar. O duelo, empolgante, foi acompanhando de perto por Marcel, quarto colocado. Mesmo correndo com o ombro esquerdo contundido (consequência de uma queda em um evento de motociclismo ocorrido na semana anterior) e sentindo muitas dores, Barros atacou fortemente Rosset até a última volta. Na bandeirada, a diferença entre o campeão e o vice da temporada de 2010 foi de apenas 93 milésimos de segundo. O pódio teve uma festa da família Paludo, já que Daniel, irmão de Miguel, terminou a corrida em quinto lugar após uma boa disputa com Roberto Posses, sexto colocado. Foi a primeira vez que uma prova do Porsche GT3 Cup terminou com a presença de dois irmãos no pódio.
Resultado final da prova 16 do Porsche GT3 Cup 997:
----------------------------------------------------------------------
1) 77-Miguel Paludo, 16 voltas em 27:26.002
2) 1-Ricardo Rosset, a 12.000
3) 4-Alex Barros, a 12.093
4) 55-Marcel Visconde, a 12.684
5) 89-Daniel Paludo, a 24.163
6) 52-Roberto Posses, a 26.027
7) 63-Sérgio Ribas, a 32.932
8) 13-Fábio Casagrande, a 37.881
9) 3-Eduardo de Souza Ramos, a 39.846
10) 10-Adalberto Baptista, a 40.153
11) 70-Marcelo Franco, a 1:01.448
12) 11-Omilton Visconde Júnior, a 1:1:02.899
13) 44-Santos Zanella, a 1:13.584
14) 99-Tom Valle, a 1 volta
15) 16-Esio Vichiese, a 2 voltas
16) 81-Bernardo Parnes, a 4 voltas
17) 92-Ricardo Vianna, a 6 voltas (câmbio)
18) 00-Constantino Júnior, a 7 voltas (câmbio)
19) 997-Marcos Barros, a 8 voltas (vazamento de água)
20) 27-Ricardo Baptista, a 13 voltas (acidente)
21) 46-Lucas Molo, a 15 voltas (acidente)
22) 7-Clemente Lunardi, a 15 voltas (abandono voluntário)
23) 26-André Lara, a 15 voltas (acidente)
24) 18-Danilo Fernandez, a 16 voltas (acidente)
25) 36-Charles Reed, a 10 voltas (acidente)
26) 34-Maurizio Billi, a 11 voltas (bomba de água)
Volta mais rápida: Miguel Paludo, 1:41.450, média de 152,907 km/h

---------------------------//Porsche GT3 Cup

domingo, 12 de dezembro de 2010

PORSCHE GT3 CUP 997
Chuva interrompe a prova 15 e Rosset vence marcando metade dos pontos.
Luis Alberto Pandini, assessoria de imprensa
RM, 12 de Dez. 2010


A chuva acabou sendo uma protagonista inesperada na prova 15 do Porsche GT3 Cup 997, realizada na tarde deste sábado em Interlagos. O campeão antecipado Ricardo Rosset foi declarado vencedor depois que Constantino Júnior, primeiro na bandeirada, recebeu uma punição de 30 segundos por assumir a liderança fazendo uma ultrapassagem sob bandeira de aviso de pista escorregadia.
A disputa entre Constantino e Rosset começou na largada, com o campeão de 2010 saindo na frente. A largada mais surpreendente foi a de Miguel Paludo: saindo em 26º, ele completou a primeira volta em décimo. Enquanto Rosset e Constantino brigavam pelo primeiro lugar, Ricardo Baptista, Alex Barros e Roberto Posses disputavam a terceira posição. Enquanto isso, vários acidentes aconteciam: Marcelo Franco e Charles Reed foram os primeiros eliminados da prova, ao colidirem na saída do S do Senna logo na primeira volta. Mais adiante, Tom Valle e Maurizio Billi colidiram de leve e rodaram, com Billi sendo atingido por Ésio Vichiese ao ficar parado no meio do Bico de Pato.
Na sexta volta, aconteceu a manobra que gerou a punição a Constantino. Ele colocou por dentro para ultrapassar Rosset no Bico de Pato e os dois carros colidiram. Rosset chegou a sair da pista, mas controlou o carro e seguiu em frente. Duas voltas depois, Paludo assumiu o terceiro lugar ao ultrapassar Alex. O andamento da prova fazia prever que Constantino, Rosset e Paludo protagonizariam uma disputa emocionante pela vitória, mas após 11 voltas uma chuva forte e repentina encharcou o asfalto de Interlagos. Por razões de segurança, a direção de prova interrompeu a corrida com bandeira vermelha. Como o tempo total de prova (18:51.410) não chegou a 75% do total de 25 minutos mais uma volta previsto pelo regulamento, a pontuação desta prova foi atribuída pela metade.
A prova 16 será realizada neste domingo a partir das 13:50, com o grid de largada sendo formado pelo resultado da prova 15 com inversão dos dez primeiros colocados. Com isso, Constantino sairá na pole position, dividindo a primeira fila com Eduardo de Souza Ramos.
Resultado final da prova 15 do Porsche GT3 Cup 997:
===========================================
1) 1-Ricardo Rosset, 11 voltas em 18:51.410, média de 150,817 km/h
2) 77-Miguel Paludo, a 2.885
3) 4-Alex Barros, a 5.144
4) 27-Ricardo Baptista, a 6.807
5) 52-Roberto Posses, a 9.852
6) 13-Fábio Casagrande, a 11.905
7) 55-Marcel Visconde, a 13.599
8) 89-Daniel Paludo, a 19.590
9) 3-Eduardo de Souza Ramos, a 26.324
10) 00-Constantino Júnior, a 28.250
11) 997-Marcos Barros, a 33.687
12) 10-Adalberto Baptista, a 36.207
13) 11-Omilton Visconde Júnior, a 43.157
14) 92-Ricardo Vianna, a 43.848
15) 26-André Lara, a 58.593
16) 44-Santos Zanella, a 59.839
17) 81-Bernardo Parnes, a 1:07.048
18) 63-Sérgio Ribas, a 1 volta
19) 99-Tom Valle, a 4 voltas (acidente)
20) 46-Lucas Molo, a 8 voltas (colisão)
21) 18-Danilo Fernandez, a 8 voltas (abandono)
22) 16-Esio Vichiese, a 10 voltas (colisão)
23) 7-Clemente Lunardi, 10 voltas (abandono voluntário)
24) 36-Charles Reed, a 10 voltas (colisão)
25) 70-Marcelo Franco, a 11 voltas (colisão)
26) 34-Maurizio Billi, a 11 voltas (colisão)
27) 9-Guilherme Figueirôa, não largou

--------------------------------//Porsche GT3 Cup

sábado, 4 de dezembro de 2010

PORSCHE GT3 CUP BRASIL
Público poderá acompanhar as etapas finais das categorias 997 e Light por R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia entrada).
Luiz Alberto Pandini, assessoria de imprensa
RM, 05 de Dez. de 2010


O autódromo de Interlagos será o palco de encerramento da temporada 2010 do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil nos dias 11 e 12 de dezembro. As provas 15 e 16 da categoria 997 e a prova 8 da Light acontecem com os títulos definidos em favor de Ricardo Rosset e André Posses, mas a disposição de todos os pilotos em encerrar a temporada com um bom desempenho e a disputa por um clássico Porsche 356 criam a expectativa de corridas emocionantes para os espectadores que comparecerem às arquibancadas.
As atividades de pista começarão na sexta-feira, com a realização de treinos livres para as duas categorias. No sábado, acontecem os treinos classificatórios e a prova 15 da categoria 997. O resultado desta corrida define o grid de largada (com inversão dos dez primeiros colocados) da prova 16, que será disputada no domingo, após a realização da prova 8 da Light.
No domingo, será realizado ainda o sorteio de um Porsche 356 entre os dez pilotos da categoria 997 mais bem classificados entre aqueles que participaram de todas as últimas seis provas do campeonato.
O público poderá acompanhar o encerramento do Porsche GT3 Cup nas arquibancadas. O valor dos ingressos será de R$ 10, com R$ 5 a meia entrada e estacionamento no local (portão 8). Por lei, é vedada a entrada de crianças com menos de 5 anos.

A programação do final de semana é a seguinte:

SEXTA-FEIRA - 10 de dezembro
11:50 - 12:35 - Treino livre 1 Light
12:45 - 13:30 - Treino livre 2 997
13:40 - 14:25 - Treino livre 2 Light
14:35 - 15:20 - Treino livre 2 997
15:30 - 16:15 - Treino livre oficial 1 Light
16:25 - 17:25 - Treino livre oficial 1 997

SÁBADO - 11 de dezembro
10:10 - 11:10 - Treino livre oficial 2 997
11:20 - 12:05 - Treino livre oficial 2 Light
13:55 - 14:30 - Treino classificatório do Porsche GT3 Cup 997
14:40 - 15:15 Treino classificatório do do Porsche GT3 Cup 996
16:30 - Largada prova 15 do Porsche GT3 Cup 997

DOMINGO- 12 de dezembro
11:45 Largada prova 8 do Porsche GT3 Cup Light
13:45 Largada prova 16 do Porsche GT3 Cup 997
15:4516:00 Sorteio do Porsche 356 para categoria 997

-----------------------------//Porsche GT3 Cup Brasil

domingo, 28 de novembro de 2010

ITAIPAVA GT BRASIL
Wagner Ebrahim vence pela segunda vez em três corridas no GT Brasil.
do site oficial, por Carlos Tupy
RM, 27 de Nov. de 2010, foto de Fernanda Freixosa


O piloto Wagner Ebrahim conquistou a vitória na etapa deste sábado do Itaipava GT Brasil. Em seu Dodge Viper Competition Coupé, o piloto completou as 29 voltas da prova com uma vantagem de pouco mais de oito segundos para a dupla Rafael Derani e Cláudio Ricci, em uma Ferrari F430. Na terceira posição, chegaram Andreas Mattheis e Xandy Negrão, com um Ford GT.
Largando em primeiro, Antonio Pizzonia acabou caindo para a quarta posição ainda na primeira volta. Desta forma, Wagner Ebrahim e Cláudio Ricci começaram a duelar pela ponta, seguidos por Xandy Negrão. Com uma grande recuperação, Pizzonia partiu para cima e conseguiu recuperar a ponta após uma série de ultrapassagens.
Depois da janela para paradas de box obrigatórias, Wagner Ebrahim, Rafael Derani e Xandy Negrão conseguiram passar por Walter Derani, assumindo as posições que manteriam até o final. Contando com duas vitórias em três corridas após o seu retorno à categoria, Wagner Ebrahim parabenizou a equipe pelo trabalho no Dodge Viper.
"Nós melhoramos muito o carro para hoje. Estamos muito fortes desde Curitiba. Aqui em Interlagos estamos tomando apenas dois décimos no miolo do circuito para Ferrari e Lamborghini, o que mostra o trabalho da equipe", disse Wagner Ebrahim. "A corrida hoje foi muito difícil, já que o Antonio Pizzonia vinha muito mais rápido, então deixei ele passar para evitar uma quebra".
"Fui tocando com calma e assumi a liderança após as paradas de box", acresentou.O segundo colocado, Cláudio Ricci, explica a estratégia usada durante a corrida de hoje em parceria com Rafael Derani. "Nós sabíamos que seríamos rápidos na corrida desde o início, então fomos poupando os pneus para o final da corrida e deu certo".
"No começo da prova o carro estava um pouco estranho então eu fui me defendendo como podia, mas com o passar das voltas ele foi melhorando e o Rafael pôde assumir o carro em boas condições. Ele está de parabéns, foi perfeito", comentou Claudio Ricci. Não fosse uma punição sofrida durante a corrida, Rafael Derani talvez tivesse chances até de brigar pela vitória.
Eles foram punidos por não cumprirem os dois minutos obrigatórios da parada de box. Saíram segundos antes do necessário. A punição não impediu que ele fizesse um grande final de corrida, inclusive com uma ótima disputa com os terceiros colocados, Xandy Negrão e Andreas Mattheis, de Ford GT. "Começamos bem, mas com o desgaste excessivo dos pneus ficamos para trás", disse Xandy.
Ele destacou o fato da dupla ter sido a melhor com o modelo Ford GT. Depois da corrida, Andreas Mattheis aproveitou o resultado para anunciar que está deixando o Itaipava GT Brasil, depois de dois títulos em 2007 e 2008. "É um fim de semana difícil por estar deixando a categoria, mas ao mesmo tempo feliz pelo resultado que conquistamos", declarou Andreas Mattheis.
A programação do fim de semana continua neste domingo (28) com a segunda corrida do fim de semana, a última do ano. A largada será às 13h00 com transmissão ao vivo pela RedeTV!. A Itaipava GTBR3 já tem seus campeões definidos, Valdeno Brito e Matheus Stumpf, mas segue com a disputa aberta pelo vice, entre Marcelo Hahn e Allam Khodair e Chico Longo e Daniel Serra.

O RESULTADO FINAL EM INTERLAGOS
1º) 20 - Wagner Ebrahim (VI, PR), 29 voltas
2º) 3 - R.Derani/C.Ricci (FE , SP/RS), a 8.456
3º) 9 - A.Mattheis/X.Negrão (FO , RJ/SP), a 12.254
4º) 7 - V.Brito/M.Stumpf (FO , PB/RS), a 15.383
5º) 70 - W.Derani/A.Pizzonia (FE , SP/AM), a 20.382
6º) 77 - C.Serra/J.Adibe (LA , SP/SP), a 25.032
7º) 16 - M.Hahn/A.Khodair (LA , SP/SP), a 29.462
8º) 5 - J.Moro/P.Bonifacio (FO , RS/SP), a 39.156
9º) 105 - Vanue Faria/Cleber Faria (LA , SP), a 1:16.115
10º) 12 - P.Derani/J.Pimenta (PO , SP/SP), a 1:27.139
11º) 33 - B.Garfinkel/R.Mauricio (LA , SP/SP), a 1 volta
12º) 8 - F.Poeta/S.Lucio (LA , RS/SP), a 1 volta

--------------------------//Itaipava GT Brasil
DTM
Final de semana desastroso para Bruno Spengler e vitória e título de Paul Di Resta.
Luis Fernando Soares de Almeida
RM, 27 de Novembro de 2010


O franco-canadense Bruno Spengler entrou no final de semana em Shanghai liderando o campeonato, terminou o final de semana na 3° posição e viu o título escapar de suas mãos. Tudo começou no sábado quando Spengler bateu o seu Mercedes e ficou com a última posição do Grid, na 17° posição. Paul Di Resta por sua vez colocou a sua Mercedes na primeira posição do grid com um tempo de 58.937 (segundos mesmo). Bruno Spengler acabou apenas na 13° posição, longe da zona de pontuação. Di Resta terminou em 2° e conquistou o título da temporada na DTM. O inglês Di Resta esta em alta e deve dirigir um carro da Force India na Fórmula 1 no ano que vem. O inglês Gary Paffet foi o vencedor da corrida e roubou o vice-campeonato de Spengler. Foi a 3° vitória de Paffett na temporada igualando ao número de vitórias do campeão Di Resta, a diferença foi que Paffett quando não venceu terminou em piores posições do que Di Resta na temporada. Foi um ano glamoroso para a Mercedes que massacrou a rival Audi com 9 vitórias contra apenas 2 da vitórias da Audi. No ano que vem poderemos ter mais uma fabricante no campeonato, a BMW que vai melhorar ainda mais o campeonato de carros de turismo mais importante do circuito mundial. O título de equipes ficou com a Salzgitter AMG Mercedes Bank AMG com 133 pontos.
---==============================---
DTM '10 - SHANGHAI - ÚLTIMA ETAPA - FINAL
---==============================---
1°) Gary Paffett (ING), Mercedes - 49 voltas (51:57.657)
2°) Paul Di Resta (ING), Mercedes - 49 voltas (52:01.408)
3°) Timo Scheider (ALE), Audi - 49 voltas (52:01.869)
4°) Martin Tomczyk (ALE), Audi - 49 voltas (52:02.998)
5°) Miguel Molina (ESP), Auid - 49 voltas (52:13.963)
6°) Jamie Green (ING), Mercedes - 49 voltas (52:15.809)
7°) Markus Winkelhock (ALE), Audi - 49 voltas (52:17.126)
8°) David Coulthard (ING), Mercedes - 49 voltas (52:19.492)
9°) Mattias Ekström (SUE), Audi - 49 voltas (52:21.211)
10°) Ralf Schumacher (ALE), Mercedes - 49 voltas (52:21.839)
11°) Susie Stoddart (ING), Mercedes - 49 voltas (52:32.743)
12°) Mike Rockenfeller (ALE), Audi - 49 voltas (52.32.976)
13°) Bruno Spengler (CAN), Mercedes - 49 voltas (52:33.777)
14°) Katherine Legge (ING), Audi - 49 voltas (52:37.367)
15°) CongFu Cheng (CHI), Mercedes - 49 voltas (52:45.043)
16°) Maro Engel (ALE), Mercedes - 48 voltas (51:51.701)
17°) Oliver Jarvis (ING), Audi - 47 voltas (52:11.299)


-------------------------------------//DTM video

domingo, 21 de novembro de 2010

V8 SUPERCARS
James Courtney da Jim Beam Racing vence em Sandown e aumenta a vantagem.
Luis Fernando Soares de Almeida
RM, 21 de Novembro de 2010


Na segunda prova do final de semana James Courtney se recuperou e acabou vencendo a 2° corrida da penúltima etapa da V8 Australiana. Mark Winterbottom (Ford Performance Racing) chegou na 2° colocação com Jamie Whincup (Team Vodafone) completou o pódio. A corrida n° 24 do ano foi repleta de acidentes, bandeiras amarelas e uma bandeira vermelha que paralisou a prova por vários minutos. Courtney que vinha de duas corridas desfavoráveis creditou a sua equipe pela vitória desse domingo. A corrida que estava programada para 65 voltas, teve que ser reduzida após o acidente na volta 34 que causou uma bandeira vermelha e a interrupção da corrida. Russell Ingall liderava no inicio da corrida com uma grande estratégia de começar com pneus macios desde o inicio, quando um grande acidente entre Michael Caruso (Fujitsu Racing) e Will Davison (Toll Holden Racing Team) paralisou a corrida, acabando com a vantagem que Ingall havia conquistado na pista.
Após a longa paralização Mark Winterbottom rapidamente encontrou um jeito de liderar ultrapassando Ingall, mas rapidamente o líder do campeonato James Courtney chegou nele e ultrapassou conquistando a liderança da prova. Na última volta próximo da linha de chegada, Jamie Whincup conseguiu ultrapassar Lee Holdsworth (Fujitsu Racing) e terminou na 3° colocação. Resta apenas uma etapa que acontece na semana que vem em Sydney, a Sydney Telstra 500. Courtney lidera com 53 pontos de vantagem sobre o segundo colocado Jamie Whincup com Mark Winterbottom já fora da disputa 203 pontos atrás.
---==========================================---
NORTON 360 SANDOWN CHALLENGE - 2° CORRIDA - FINAL
---==========================================---
1.(18) James Courtney (Jim Beam Racing) - 60 voltas
2.(5) Mark Winterbottom (Orrcon Steel/Dunlop Super Dealer) - 60 voltas
3.(1) Jamie Whincup (TeamVodafone) - 60 voltas
4.(33) Lee Holdsworth (Fujitsu Racing) - 60 voltas
5.(17) Steven Johnson (Jim Beam Racing) - 60 voltas
6.(47) Tim Slade (Wilson Security Racing) - 60 voltas
7.(55) Paul Dumbrell (The Bottle-O Racing) - 60 voltas
8.(15) Rick Kelly (Jack Daniel's Racing) - 60 voltas
9.(19) Jonathon Webb (Dick Johnson Rac.) - 60 voltas
10.(51) Greg Murphy (Castrol Edge Rac.) - 60 voltas
11.(888) Craig Lowndes (TeamVodafone) - 60 voltas
12.(24) Fabian Coulthard (Bundaberg Red Rac.) - 60 voltas
13.(39) Russell Ingall (Supercheap Auto Rac.) - 60 voltas
14.(3) Tony D'Alberto (Centaur Rac.) - 60 voltas
15.(6) Steve Richards (Orrcon Steel/Dunlop Super Dealer) - 60 voltas
16.(10) Andrew Thompson (Bundaberg Red Rac.) - 60 voltas
17.(2) Garth Tander (Toll Holden Rac.) - 60 voltas
18.(12) Dean Fiore (Triple F Racing) - 60 voltas
19.(7) Todd Kelly (Jack Daniel's Racing) - 60 voltas
20.(11) Jason Bargwanna (Rock Racing) - 60 voltas
21.(4) Alex Davison (IRWIN Racing) - 60 voltas
22.(21) Karl Reindler (Fair Dinkum Sheds Rac.) - 59 voltas
23.(16) Tony Ricciardello (Stratco Racing) - 58 voltas
24.(14) Jason Bright (Trading Post Racing) - 51 voltas
---Não Terminaram a prova---
(9) Shane van Gisbergen (SP Tools Racing) - 58 voltas
(8) Andrew Jones (Team BOC/Trading Post Rac.) - 37 voltas
(22) Will Davison (Toll Holden Racing) - 31 voltas
(34) Michael Caruso (Fujitsu Racing) - 31 voltas
(30) Warren Luff (Gulf Western Oil Racing) - 19 voltas

-----------------------------------//V8 Supercars
NASCAR NATIONWIDE
Kyle Busch consegue a 13° vitória na última prova da Nationwide.
Luis Fernando Soares de Almeida
RM, 21 de Novembro de 2010, fotos Nigel Kinraid and Brian Czobat


Na última etapa da Nationwide, Kyle Busch conseguiu a sua 43° vitória na série e agora está à apenas 5 vitórias do líder de todos os tempos, Mark Martin. Nas últimas 23 voltas da corrida Busch foi perseguido por Kevin Harvick que não conseguiu ultrapassar e terminou na 2° colocação. O já consagrado campeão da temporada na etapa anterior, Brad Keselowski terminou em 3° com Ricky Stenhouse Jr. em 4° e Trevor Bayne em 5°. Muito se discute se a Nationwide não deveria ter um 'Chase' como a Spint Cup tem e isso sera decidido no começo do ano que vem, bem como a participação dos pilotos da Sprint Cup.
---==============================---
NASCAR NWS: Ford 300 - 35° ETAPA - Final
---==============================---
1.(18) Kyle Busch, Toyota - 200 voltas
2.(33) Kevin Harvick, Chevrolet - 200 voltas
3.(22) Brad Keselowski, Dodge - 200 voltas
4.(6) Ricky Stenhouse Jr., Ford - 200 voltas (novato)
5.(17) Trevor Bayne, Ford - 200 voltas
6.(60) Carl Edwards, Ford - 200 voltas
7.(20) Joey Logano, Toyota - 200 voltas
8.(62) Brendan Gaughan, Toyota - 200 voltas
9.(98) Paul Menard, Ford - 200 voltas
10.(10) Jason Leffler, Toyota - 200 voltas
11.(12) Justin Allgaier, Dodge - 200 voltas
12.(99) Martin Truex Jr., Toyota - 200 voltas
13.(42) Parker Kligerman, Dodge - 200 voltas
14.(32) Reed Sorenson, Toyota - 200 voltas
15.(66) Steve Wallace, Toyota - 200 voltas
16.(11) David Reutimann, Toyota - 200 voltas
17.(184) Cole Whitt, Toyota - 200 voltas
18.(09) Brian Scott, Toyota - 200 voltas (novato)
19.(7) Danica Patrick, Chevrolet - 200 voltas
20.(23) Robert Richardson Jr., Chevrolet - 200 voltas
21.(26) Sam Hornish Jr., Dodge - 200 voltas
22.(05) David Starr, Chevrolet - 200 voltas
23.(34) Tony Raines, Chevrolet - 200 voltas
24.(15) Michael Annett, Toyota - 200 voltas
25.(49) David Green, Chevrolet - 200 voltas
26.(21) Morgan Shepherd, Chevrolet - 200 voltas
27.(35) Jason Keller, Chevrolet - 200 voltas
28.(28) Kenny Wallace, Chevrolet - 200 voltas
29.(16) Colin Braun, Ford - 200 voltas (novato)
30.(01) Mike Wallace, Chevrolet - 194 voltas
31.(40) Mike Bliss, Chevrolet - 193 voltas
32.(88) Aric Almirola, Chevrolet - 173 voltas (acidente)
33.(27) Chase Mattioli, Ford - 170 voltas (acidente)
34.(92) Brian Keselowski, Dodge - 151 voltas (acidente)
35.(87) Joe Nemechek, Chevrolet - 91 voltas (acidente)
36.(70) Shelby Howard, Chevrolet - 69 voltas (suspensão)
37.(24) Eric McClure, Ford - 41 voltas (acidente)
38.(38) Kasey Kahne, Toyota - 29 voltas (acidente)
39.(104) Jeremy Clements, Chevrolet - 22 voltas (acidente)
40.(91) David Gilliland, Chevrolet - 19 voltas (vibração)
41.(156) Kevin Lepage, Toyota - 6 voltas (câmbio)
42.(96) Dennis Setzer, Dodge - 3 voltas (freios)
43.(136) Jeff Green, Chevrolet - 2 voltas (vibração)

------------------------------------
CLASSIFICAÇÃO FINAL - PILOTOS
------------------------------------
1° Brad Keselowski - 5.639 pontos
2° Carl Edwards - 5.194 pontos
3° Kyle Busch - 4.934 pontos
4° Justin Allgaier - 4.679 pontos
5° Paul Menard - 4.467 pontos
6° Kevin Harvick - 4.389 pontos
7° Trevor Bayne - 4.041 pontos
8° Joey Logano - 4.038 pontos
9° Jason Leffler - 3.941 pontos
10° Steve Wallace - 3.940 pontos

-------------------------------//Nascar Nationwide

sábado, 20 de novembro de 2010

V8 SUPERCARS
Paul Dumbrell vence a primeira corrida de sua carreira na V8.
Luis Fernando Soares de Almeida
RM, 20 de Novembro de 2010


Paul Dumbrell teve que esperar 11 anos para conseguir a sua primeira vitória da carreira na V8 Australian. Em Sandown ele conseguiu a vitória na primeira corrida do final de semana, pena penúltima etapa da V8. Dumbrell que na semana passada chegou a dizer que estaria se aposentando antes mesmo do término da temporada, não poderia começar melhor o seu final de semana. Jamie Whincup terminou na segunda colocação e diminuiu a diferença para o líder James Courtney, que terminou em 4° para apenas 32 pontos.

1 55 The Bottle-O Racing Team Paul Dumbrell Falcon FG 4 01:11:8193 - 39:19:6126 32 150
2 1 TeamVodafone Jamie Whincup Commodore VE 2 01:11:4348 - 39:19:8276 32 138
3 5 FPR - Orrcon Steel and Dunlop Super Dealer FPR Falcon Mark Winterbottom Falcon FG 13 01:11:9516 - 39:20:3137 32 129
4 18 Jim Beam Racing James Courtney Falcon FG 10 01:12:1419 - 39:20:6134 32 120
5 39 Supercheap Auto Racing Russell Ingall Commodore VE 16 01:11:8844 - 39:21:2175 32 111
6 33 Fujitsu Racing/GRM Lee Holdsworth Commodore VE 2 01:12:1773 - 39:29:0661 32 102
7 15 Jack Daniel's Racing Rick Kelly Commodore VE 3 01:12:3193 - 39:30:7866 32 96
8 888 TeamVodafone Craig Lowndes Commodore VE 3 01:12:2179 - 39:31:1217 32 90
9 9 SP Tools Racing Shane van Gisbergen Falcon FG 10 01:12:2284 - 39:31:9166 32 84
10 22 Toll Holden Racing Team Will Davison Commodore VE 5 01:12:2748 - 39:35:5022 32 78
11 7 Jack Daniel's Racing Todd Kelly Commodore VE 5 01:12:5219 - 39:40:5140 32 72
12 6 FPR - Orrcon Steel and Dunlop Super Dealer FPR Falcon Steve Richards Falcon FG 10 01:12:4304 - 39:41:0574 32 69
13 17 Jim Beam Racing Steven Johnson Falcon FG 3 01:12:3483 - 39:41:5296 32 66
14 14 Trading Post Racing Jason Bright Commodore VE 13 01:12:6686 - 39:42:3347 32 63
15 4 IRWIN Racing Alex Davison Falcon FG 17 01:12:6726 - 39:43:0166 32 60
16 34 Fujitsu Racing/GRM Michael Caruso Commodore VE 10 01:12:4982 - 39:43:2493 32 57
17 11 Rock Racing Jason Bargwanna Commodore VE 5 01:12:6448 - 39:45:5826 32 54
18 47 Wilson Security Racing Tim Slade Falcon FG 3 01:12:7248 - 39:47:4070 32 51
19 12 Triple F Racing Dean Fiore Falcon FG 3 01:12:8556 - 39:47:9851 32 48
20 19 Dick Johnson Racing Jonathon Webb Falcon FG 6 01:12:6998 - 39:48:2834 32 45
21 8 Team BOC and Trading Post Racing Andrew Jones Commodore VE 13 01:12:9569 - 39:57:7392 32 42
22 10 Bundaberg Red Racing Andrew Thompson Commodore VE 3 01:13:0845 - 39:59:0190 32 39
23 51 Castrol Edge Racing Greg Murphy Commodore VE 3 01:12:7582 - 40:02:5277 32 36
24 21 Fair Dinkum Sheds Racing Karl Reindler Commodore VE 17 01:12:8791 - 40:02:6903 32 33
25 3 Centaur Racing Tony D'Alberto Commodore VE 3 01:13:3468 - 40:23:1776 32 30
26 16 Stratco Racing Tony Ricciardello Commodore VE 3 01:13:4924 - 40:24:9791 32 27
27 30 Gulf Western Oil Racing Warren Luff Commodore VE 14 01:13:3772 - 40:26:8553 32 24
28 24 Bundaberg Red Racing Fabian Coulthard Commodore VE 22 01:12:3763 - 39:22:9382 24 21
DNF 2 Toll Holden Racing Team Garth Tander Commodore VE - - - - -1 0
-----------------------------------//V8 Supercars
NASCAR TRUCK SERIES
Kyle Busch vence em Homestead e fica com o título de donos de equipes, já Todd Bodine conquista o seu bi-campeonato da Truck Series.
Luis Fernando Soares de Almeida
RM, 20 de Novembro de 2010, fotos © Nigel Kinrade, USA Autostock


Com apenas 4 voltas para terminar a corrida e com bandeira amarela, na relargada Kyle Busch abriu uma boa vantagem sobre Ron Hornaday e venceu a última corrida do ano da Camping World Truck Series. Kyle Busch conseguiu a 8° vitória do ano em 16 corridas que participou na Truck, foi a 24° vitória em sua carreira e no primeiro ano como dono de sua própria equipe já conquistou o título. Johnny Sauter chegou na 3° posição seguido por Todd Bodine em 4° e Aric Almirola em 5°. Com a 4° colocação Todd Bodine conquistou o seu segundo título de pilotos na Camping World Truck Series.
Bodine terminou a temporada com 4 vitórias, duas poles, 17 corridas terminadas entre os 5 primeiros e 20 corridas entre os 10 primeiros colocados. O brasileiro Miguel Paludo igualou a sua melhor marca na Truck terminando pela segunda vez na 9° posição, foi apenas a 4° corrida de Paludo na Truck Series da Nascar.
---===============================---
NASCAR CWTS: Homestead, Miami - Ford 200
---===============================---
1.(#18) Kyle Busch, Toyota - 134 voltas
2.(#33) Ron Hornaday, Chevrolet - 134 voltas
3.(#13) Johnny Sauter, Chevrolet - 134 voltas
4.(#30) Todd Bodine, Toyota - 134 voltas
5.(#51) Aric Almirola, Toyota - 134 voltas
6.(#88) Matt Crafton, Chevrolet - 134 voltas
7.(#7) Justin Lofton, Toyota - 134 voltas (novato)
8.(#5) Mike Skinner, Toyota - 134 voltas
9.(#11) Miguel Paludo, Toyota - 134 voltas
10.(#125) Tayler Malsam, Toyota - 134 voltas
11.(#181) David Starr, Toyota - 134 voltas
12.(#46) Craig Goess, Toyota - 134 voltas
13.(#2) Elliott Sadler, Chevrolet - 134 voltas
14.(#119) David Mayhew, Chevrolet - 134 voltas
15.(#216) Travis Kvapil, Chevrolet - 134 voltas
16.(#39) Ryan Sieg, Chevrolet - 134 voltas
17.(#17) Timothy Peters, Toyota - 134 voltas
18.(#9) Max Papis, Toyota - 134 voltas
19.(#31) James Buescher, Chevrolet - 134 voltas
20.(#120) Johanna Long, Toyota - 134 voltas
21.(#4) Ricky Carmichael, Chevrolet - 134 voltas
22.(#48) Hermie Sadler, Chevrolet - 134 voltas
23.(#23) Jason White, Ford - 134 voltas
24.(#10) Jennifer Jo Cobb, Ford - 134 voltas (novata)
25.(#90) Brad Sweet, Chevrolet - 132 voltas
26.(#47) Jeffrey Earnhardt, Chevrolet - 132 voltas
27.(#07) John King, Ford - 132 voltas
28.(#60) Cole Whitt, Chevrolet - 132 voltas
29.(#177) Tom Hessert Jr., Toyota - 132 voltas
30.(#85) Brent Raymer, Ford - 132 voltas
31.(#3) Austin Dillon, Chevrolet - 130 voltas (novato)
32.(#57) Norm Benning, Chevrolet - 129 voltas
33.(#6) Derek White, Chevrolet - 128 voltas
34.(#172) John Jackson, Chevrolet - 108 voltas (acidente)
35.(#12) Mario Gosselin, Chevrolet - 45 voltas (motor)
36.(#93) Shane Sieg, Chevrolet - 8 voltas (probl. elétricos)

-------------------------------//Nascar Truck Series
FÓRMULA 1
Primeiros testes com os novos pneus da Pirelli em Abu Dhabi deixam os pilotos satisfeitos.
Luis Fernando Soares de Almeida
RM, 20 de Novembro de 2010


A Ferrari dominou os dois primeiros dias de testes com os novos pneus exclusivos da Pirelli para a temporada 2011 da Fórmula 1. No primeiro dia o brasileiro Felipe Massa foi o mais rápido com um tempo de 1:40.170s. Felipe deu 94 voltas no circuito. Há 19 anos que a Pirelli não participava da principal categoria do automobilismo mundial. O campeão Sebastian Vettel da RBR cravou o segundo tempo com 1:40.500s, 4 décimos de segundos mais lento do que Massa. Gary Paffett, que disputa a DTM testou o carro da McLaren no lugar de Hamilton e Button, e ficou com o terceiro melhor tempo, 1:40.874s (94 voltas).
---================================---
F-1 - TESTES COM OS PNEUS DA PIRELLI - 1° DIA
---================================---
1.Felipe Massa, Ferrari - 1:40.170s (94 voltas)
2.Sebastian Vettel, RBR - 1:40.500s (77 voltas)
3.Gary Paffett, McLaren - 1:40.874s (94 voltas)
4.Kamui Kobayashi, Sauber - 1:40.950s (83 voltas)
5.Robert Kubica, Renault - 1:41.032s (39 voltas)
6.Rubens Barrichello, Williams - 1:41.425s (91 voltas)
7.Paul Di Resta, Force India - 1:41.615s (20 voltas)
8.Nico Rosberg, Mercedes GP - 1:41.778s (81 voltas)
9.Jaime Alguersuari, STR - 1:42.019s (71 voltas)
10.Adrian Sutil, Force India - 1:42.859s (20 voltas)
11.Timo Glock, Virgin - 1:44.124s (78 voltas)
12.Heikke Kovalainen, Lotus - 1:44.686s (88 voltas)
13.Pastor Maldonado, HRT - 1:45.728s (83 voltas)


No segundo dia a Ferrari continuou mandando nos treinos, dessa vez com Fernando Alonso na frente com 1:40.529s. Vettel ficou novamente na segunda colocação com 1:40.825s. O brasileiro Rubens Barrichello da Williams fez o 3° melhor tempo com 1:41.294s. O venezuelano aspirante à um posto na Williams, correu mais uma vez com o horroroso carro da Hispania e ficou novamente em último com 1:45.516s, ele melhorou o seu tempo do primeiro dia. Michael Schumacher da Mercedes fez o seu primeiro teste e ficou com o 7° melhor tempo do treino com 1:42.161s, o alemão rodou 30 voltas no circuito de Abu Dhabi.
---================================---
F-1 - TESTES COM OS PNEUS DA PIRELLI - 2° DIA
---================================---
1.Fernando Alonso, Ferrari - 1:40.529s (47 voltas)
2.Sebastian Vettel, RBR - 1:40.825s (28 voltas)
3.Rubens Barrichello, Williams - 1:41.294s (52 voltas)
4.Paul Di Resta, Force India - 1:41.869s (35 voltas)
5.Oliver Turvey, McLaren - 1:42.046s (29 voltas)
6.Kamui Kobayashi, Sauber - 1:42.110s (43 voltas)
7.Michael Schumacher, Mercedes GP - 1:42.161s (30 voltas)
8.Robert Kubica, Renault - 1:42.178s (47 voltas)
9.Sebastien Buemi, STR - 1:42.399s (46 voltas)
10.Jarno Trulli, Lotus - 1:44.839s (44 voltas)
11.Timo Glock, Virgin - 1:45.405s (37 voltas)
12.Pastor Maldonado, HRT - 1:45.516s (27 voltas)

-----------------------------//Formula 1

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

500 KMS DE INTERLAGOS
Porsche 911 GT3 RSR de Marcel/Max/Nonô liderou a maior parte da prova e terminou apenas 0.8 segundo atrás dos vencedores.
Luiz Alberto Pandini
RM, 15 de Novembro de 2010


Foi quase uma repetição da história de 2009. O Porsche 911 GT3 RSR de Marcel Visconde/Max Wilson/Nonô Figueiredo liderou 80 das 117 voltas e terminou em segundo lugar nos 500 Quilômetros de Interlagos, depois de uma batalha épica − e decidida nas últimas voltas por frações de segundo − com a Ferrari F430 GT2 pilotada por Chico Longo/Daniel Serra. Um resultado que deixou satisfeitos os pilotos e o chefe da equipe Dener Motorsport/Stuttgart Sportcar, Dener Pires: "Tudo funcionou 100% e a equipe está de parabéns. Quanto ao resultado, faz parte do jogo. Fizemos o melhor e faltou muito pouco para chegar a mais uma vitória nesta corrida", afirmou o chefe da equipe vencedora em 1997, 2002 e 2008.
Como já se tornou tradição nos 500 Quilômetros, as disputas entre os pilotos na pista foram tão empolgantes quanto a batalha estratégica entre as equipes nos boxes. Nas primeiras voltas, a emoção ficou por conta da luta pela liderança entre o Audi R8 de Alexandre Negrão/Xandinho Negrão/Andreas Mattheis e o Porsche 911 GT3 RSR, que nessa altura era pilotado por Max Wilson. Na oitava volta, o Lamborghini Gallardo de João Adibe/Chico Serra se juntou a essa briga. Na volta 11, os três carros entraram juntos no S do Senna e Chico bateu no Porsche, que saiu da pista e caiu para o quarto lugar. Andando muito forte, Max recuperou-se e assumiu a liderança da prova na volta 20.
Daí em diante, entrou em ação o planejamento estratégico de cada equipe. O Lamborghini de Adibe/Serra havia abandonado e o Audi R8 perdeu tempo em paradas para trocas de pneus, além de ter levado um time penalty de 1 minuto por irregularidades no abastecimento. O maior adversário do Porsche passou a ser a Ferrari F430 de Longo/Serra, que havia largado na pole position e caíra para oitavo na primeira volta, após uma colisão com a Ferrari 360 de Lucas Molo/Cláudio Capparelli. Longo/Serra andavam tão forte quanto o Porsche e descontaram parte da diferença. Como em 2009, os 500 Quilômetros se encaminhavam para uma definição nas voltas finais entre o Porsche e a Ferrari.
Dener Pires, chefe da equipe Stuttgart Sportcar/Dener Motorsport, optou por deixar Max ao volante durante o máximo de tempo permitido pelo regulamento (três horas para cada piloto). Na volta 45, Max entrou nos boxes para abastecer e colocar pneus novos, voltando à pista ainda ainda na liderança. A Ferrari fez seu último abastecimento na volta 103, e quatro voltas depois seria a vez de o Porsche fazer sua última parada. Marcel Visconde abriu mão de seu turno de pilotagem e Nonô Figueiredo assumiu o volante do Porsche. Voltou à pista em primeiro, mas Daniel Serra tinha a essa altura um carro mais rápido e ultrapassou Nonô a oito voltas da bandeirada. Nonô não desistiu e recebeu a bandeirada a apenas 0.8 segundo do carro vencedor.
Dener Pires: "Tudo funcionou 100%. A equipe trabalhou muito bem, estão todos de parabéns. Faltou apenas uma fração de segundo para chegar à vitória. Lamento apenas que um carro que sequer estava previsto para terminar a corrida tenha batido no Max e feito ele perder 10 segundos na pista. De qualquer maneira, a equipe da Ferrari está de parabéns pelo resultado."
Max Wilson: "Uma corrida de 500 quilômetros terminar com apenas 0.8 segundo de diferença entre vencedor e segundo colocado só pode ter sido boa. A equipe, mais uma vez, fez um trabalho excelente. A Ferrari tinha um carro muito rápido e isso valoriza ainda mais os nossos méritos pelo segundo lugar. A disputa com o Audi e o Lamborghini nas primeiras voltas foi muito boa. Pena que o Chico tenha sido tão infeliz ao fazer uma manobra estúpida no começo de uma corrida longa. Os dez segundos que perdi naquela saída de pista fizeram falta no final."
Nonô Figueiredo: "O Max fez um ótimo trabalho e eu entrei no final da prova. Tivemos uma disputa muito limpa com a Ferrari e acho que tanto nós quanto eles estão de parabéns. Os 8 décimos de diferença mostram o potencial do Porsche."
Marcel Visconde: "Não tive dúvidas em abrir mão do meu turno de pilotagem para ajudar a equipe. O Max e o Nonô são pilotos profissionais, muito rápidos, e para mim era importante pensar na marca Porsche. Foi válido porque a corrida foi muito equilibrada. Um segundo lugar em uma prova tão difícil e disputada é um resultado que merece ser valorizado."

Resultado final dos 500 Quilômetros de Interlagos
1) 1-Francisco Longo/Daniel Serra, Ferrari F430 GT2 (categoria I), 117 voltas em 3h15:31.941, média de 154,702 km/h
2) 911-Marcel Visconde/Max Wilson/Nonô Figueiredo, Porsche 911 GT3 RSR (I), a 0.816
3) 9-Alexandre Negrão/Xandinho Negrão/Andreas Mattheis, Audi R8 (I), a 1 volta
4) 13-Marcello Sant’Anna/Pedro Queirolo, Chrysler Viper (I), a 8 voltas
5) 700-Walter Derani/Cláudio Ricci, Ferrari F430 (I), a 9 voltas
6) 21-Valter Rossete/Fábio Greco, Maserati Light, Maserati Light (I), a 10 voltas
7) 70-Henry Visconde/Carlos Andrade/Ricardo Landi, BMW M3 (vencedor da categoria III), a 14 voltas
8) 0-Eduardo Furlanetto/Lucas Marotta, Spyder-VW (vencedor da categoria II), a 14 voltas
9) 18-Fellipe Benites/Renan Guerra/Alan Synthes, Spyder-VW (II), a 17 voltas
10) 22-Istvan Minach/Anderson Faria, Ferrari 360 (I), a 18 voltas
Vencedor na categoria IV: José I. Cazuni/Algacir Serman, VW Gol, a 20 voltas (12º)
Volta mais rápida: 1-Francisco Longo/Daniel Serra, 1:35.529, média de 162,384 km/h

-----------------------------//500 Kms de Interlagos
NASCAR SPRINT CUP
Carl Edwards vence em Phoenix e a decisão fica para a última etapa em Miami.
Luis Fernando Soares de Almeida
RM, 15 de Novembro de 2010


Carl Edwards fez a pole position e venceu ontem em Phoenix, apesar da liderança de 190 voltas de Denny Hamlin que agora lidera a classificação com apenas 15 pontos à frente do tetra-campeão Jimmie Johnson. Carl Edwards cruzou a linha de chegada 4.7 segundos à frente do segundo colocado, Ryan Newman e quebrou um jejum de 70 corridas na Sprint Cup sem vitórias, a última vitória de Edwards na Sprint aconteceu em Novembro de 2008 em Homestead. Joey Logano e Greg Biffle terminaram na 3° e 4° colocações, seguidos por Jimmie Johnson, Kevin Harvick, Matt Kenseth, Mark Martin, Kurt Busch e Jamie McMurray completando os 10 primeiros colocados. Resta apenas uma corrida que ira decidir o título de 2010 na semana que vem em Homestead, Miami.
---=======================================---
NASCAR SC: KOBALT TOOLS 500 - 35° ETAPA
---=======================================---
1.(99) Carl Edwards, Ford - 312 voltas
2.(39) Ryan Newman, Chevrolet - 312 voltas
3.(20) Joey Logano, Toyota - 312 voltas
4.(16) Greg Biffle, Ford - 312 voltas
5.(48) Jimmie Johnson, Chevrolet - 312 voltas
6.(29) Kevin Harvick, Chevrolet - 312 voltas
7.(17) Matt Kenseth, Ford - 312 voltas
8.(5) Mark Martin, Chevrolet - 312 voltas
9.(2) Kurt Busch, Dodge - 312 voltas
10.(1) Jamie McMurray, Chevrolet - 312 voltas
11.(24) Jeff Gordon, Chevrolet - 312 voltas
12.(11) Denny Hamlin, Toyota - 312 voltas
13.(18) Kyle Busch, Toyota - 312 voltas
14.(88) Dale Earnhardt Jr., Chevrolet - 312 voltas
15.(56) Martin Truex Jr., Toyota - 312 voltas
16.(42) Juan Montoya, Chevrolet - 312 voltas
17.(14) Tony Stewart, Chevrolet - 312 voltas
18.(43) A.J. Allmendinger, Ford - 312 voltas
19.(31) Jeff Burton, Chevrolet - 312 voltas
20.(09) Bobby Labonte, Chevrolet - 311 voltas
21.(33) Clint Bowyer, Chevrolet - 311 voltas
22.(47) Marcos Ambrose, Toyota - 311 voltas
23.(78) Regan Smith, Chevrolet - 311 voltas
24.(13) Casey Mears, Toyota - 311 voltas
25.(6) David Ragan, Ford - 310 voltas
26.(00) David Reutimann, Toyota - 310 voltas
27.(9) Aric Almirola, Ford - 310 voltas
28.(19) Elliott Sadler, Ford - 310 voltas
29.(98) Paul Menard, Ford - 310 voltas
30.(83) Kasey Kahne, Toyota - 310 voltas
31.(26) J.J. Yeley, Ford - 309 voltas
32.(77) Sam Hornish Jr., Dodge - 309 voltas
33.(7) Robby Gordon, Toyota - 308 voltas
34.(38) Travis Kvapil, Ford - 308 voltas
35.(82) Scott Speed, Toyota - 307 voltas
36.(34) Tony Raines, Ford - 306 voltas
37.(36) Dave Blaney, Chevrolet - 306 voltas
38.(37) David Gilliland, Ford - 274 voltas (freios)
39.(55) Mike Bliss, Toyota - 193 voltas (super aquecimento)
40.(164) Landon Cassill, Toyota - 191 voltas (marcha a ré)
41.(81) Terry Labonte, Dodge - 190 voltas (problemas elétricos)
42.(12) Brad Keselowski, Dodge - 58 voltas (acidente)
43.(71) Brendan Gaughan, Chevrolet - 1 volta (acidente)

----------------------------//Nascar Sprint Cup
FÓRMULA 1
Sebastian Vettel se consagra como o mais jovem campeão da história da F-1 em Abu Dhabi.
Luis Fernando Soares de Almeida
RM, 15 de Novembro de 2010


O alemão Sebastian Vettel era o menos cotado nas casas de apostas para conquistar o título da Fórmula Um. Ele estava em 3° na colocação geral e para o Ferrarista Fernando Alonso bastava um 5° lugar para conquistar o seu 3° título na categoria. Para Mark Webber (2° na classificação geral) a vitória e mais um fracasso da Ferrari bastava. Vettel conquistou a pole, na largada manteve a frente vencendo a batalha da primeira curva contra o arrojado piloto da McLaren-Mercedes, Lewis Hamilton e dirigiu o seu super carro da RBR como nunca, vencendo de ponta a ponta na melhor corrida de sua carreira. O jovem alemão de apenas 23 anos e 4 meses se tornou o mais jovem piloto da história da Fórmula 1 a conquistar o título, uma carreira que promete muitas alegrias para a torcida da Alemanha.
A Ferrari preparou um carro muito bom de curva mas que simplesmente não tinha velocidade nas retas para ultrapassar ninguém, e o começo da corrida selaria o destino do cavalinho rampante na corrida. Logo na segunda curva, o alemão Michael Schumacher da Mercedes GP, perdeu a traseira de seu carro e rodou ficando com o carro parado na contra-mão, o italiano Vitantonio Liuzzi da Force India-Mercedes acabou se chocando perigosamente com o carro de Schummy, os dois pilotos sairam ilesos do acidente. O carro de segurança entrou na pista, fazendo com que várias equipes optassem por uma mudança de estratégia, e os pilotos logo entraram no pitlane para a troca de pneus obrigatória. Nico Rosberg (Mercedes GP), Vitaly Petrov (Renault) e Jaime Alguersuari (STR) foram os primeiros a entrarem nos boxes para a troca de pneus. O carro de segurança saiu na 6° volta e nada mudou na relargada. Fernando Alonso perdeu a sua posição na largada para o inglês Jenson Button da McLaren-Mercedes e estava na 4° posição. Na frente Sebastian Vettel abria rapidamente dos outros pilotos numa pista chata que permite poucas ultrapassagens vimos apenas algumas la no pelotão intermediário. Numa dessas tentativas o ousado japonês Kamui Kobayashi da Sauber tentou uma ultrapassagem impossível sobre o brasileiro Rubens Barrichello que fez o 'X' e retomou a sua posição. Na volta #11 Webber é o primeiro a parar para a troca de pneus, ele troca para o composto duro, e volta na 16° posição, uma parada muito cedo indicando uma possível mudança de estratégia para o Australiano. Felipe Massa entra nos boxes na volta #14, ele coloca tambem pneus duros e volta na 16° posição atrás de Mark Webber. Fernando Alonso que estava na 4° posição entra nos boxes para a troca de pneus na volta #15, e volta na 12° posição à frente de Mark Webber. O problema para Alonso e Webber e que vários pilotos já tinham feito as suas paradas para troca de pneus na primeira volta da corrida e tinham um bom rendimento aliado à um traçado onde é impossível realizar ultrapassagens, eles apesar de terem carros superiores ficaram presos no bloco intermediário. Na 21° primeira volta começa o calvário do espanhol Fernando Alonso que ficou atrás do russo Vitaly Petrov da Renault que já tinha parado na primeira volta.
Lewis Hamilton da McLaren faz a sua parada na volta #24, coloca os pneus duros e volta na 5° posição para a pista. O líder da corrida Vettel entra nos boxes para a sua parada na volta #25 e volta `a frente de Kobayashi, Vettel virtualmente é o 2° colocado com Jenson Button que ainda não tinha feito a sua parada na liderança. Fernando Alonso desesperado atrás da Renault de Petrov por duas vezes sai da pista em tenativas frustradas de ultrapassar o russo que fez uma corrida perfeita, não cometendo erros à frente de Alonso. Apenas na volta #40 Button para para a troca de pneus e Sebastian Vettel retoma a liderança com menos de 15 voltas para terminar a corrida. Robert Kubica faz a sua parada para troca de pneus apenas na volta #47, a estratégia da certo e ele volta na frente de Petrov e Alonso. Vettel vence com Hamilton em segundo seguido de perto por Jenson Button em 3°. Vettel aos prantos agradece a sua equipe pelo rádio e se torna o mais jovem piloto da história a conquistar o título de campeão. Um ano de ouro para a Red Bull que no Brasil ja tinha selado o título de campeão de construtores.

---==============================---
2010 F-1 Etihad Airways Abu Dhabi GP - 19° Etapa
---==============================---
1°(#5) Sebastian Vettel, RBR-Renault - 55 voltas
2°(#2) Lewis Hamilton, McLaren-Merceds - 55 voltas (-10.1s)
3°(#1) Jenson Button, McLaren-Merceds - 55 voltas (-11.0s)
4°(#4) Nico Rosberg, Mercedes GP - 55 voltas (-30.7s)
5°(#11) Robert Kubica, Renault - 55 voltas (-39.0s)
6°(#12) Vitaly Petrov, Renault - 55 voltas (-43.5s)
7°(#8) Fernando Alonso, Ferrari - 55 voltas (-43.7s)
8°(#6) Mark Webber, RBR-Renault - 55 voltas (-44.2s)
9°(#17) Jaime Alguersuari, STR-Ferrari - 55 voltas (-50.2s)
10°(#7) Felipe Massa, Ferrari - 55 voltas (-50.8s)
11°(#22) Nick Heidfeld, BMW-Sauber - 55 voltas (-51.5s)
12°(#9) Rubens Barrichello, Williams-Cosworth - 55 voltas (-57.6s)
13°(#14) Adrian Sutil, Force India-Merceds - 55 voltas (-58.3s)
14°(#23) Kamui Kobayashi, BMW-Sauber - 55 voltas (-59.5s)
15°(#16) Sebastien Buemi, STR-Ferrari - 55 voltas (-63.1s)
16°(#10) Nico Hulkenberg, Williams-Cosworth - 55 voltas (-64.7s)
17°(#19) Heikke Kovalainen, Lotus-Cosworth - 54 voltas (-1 volta)
18°(#25) Lucas Di Grassi, Virgin-Cosworth - 53 voltas (-2 voltas)
19°(#21) Bruno Senna, HRT-Cowsorth - 53 voltas (-2 voltas)
20°(#20) Christian Klien, HRT-Cosworth - 53 voltas (-2 voltas)
21°(#18) Jarno Trulli, Lotus-Cosworth - 51 voltas (-4 voltas)
--Não terminaram a prova--
(#24) Timo Glock, Virgin-Cosworth - 43 voltas (-12 voltas)
(#3) Michael Schumacher, Mercedes-GP - 0 voltas (acidente)
(#15) Vitantonio Liuzzi, Force India-Mercedes - 0 voltas (acidente)

------------------------------//Formula 1