sábado, 29 de abril de 2017

FORMULA 1

 Sebastian Vettel conquista a pole na Russia.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Desde 2008 não se via uma primeira fila do grid de largada de uma prova da Fórmula 1 com os dois carros da equipe Ferrari. Sebastian Vettel conquistou a pole position no treino de hoje cedo para o Grande Prêmio da Russia e ao lado dele larga o seu companheiro de equipe Kimi Raikkonen. A primeira parte do treino, o Q1 pertenceu a Mercedes com Valtteri Bottas sendo o mais rápido com um tempo de 1:34.041s e logo atrás dele Lewis Hamilton com 1:34.409s. As duas Ferraris vieram logo atrás, com Vettel (1:34.493s) e Räikkonen (1:34.953s). Os dois carros da Ferrari estavam com pneus supermacios e os outros com composto ultramacios. Jolyon Palmer da Renault acabou com as suas chances de passar para o Q2 na curva 4 qdo. ele saiu da pista e bateu de frente na barreira de proteção. Ele ainda larga na 8° fila na P16, à frente de Stoffell Vandoorne da McLaren e as duas Saubers de Pascal Wehrlein e Marcus Ericsson. No Q2 Bottas continuou voando com a sua Mercedes, ele cravou 1:33.264s, até então o melhor tempo do final de semana, Hamilton brigando com o seu carro foi o segundo mais rápido mas quase meio segundo atrás de Bottas. Os dois carros da Mercedes ficaram na garagem enquanto que Räikkonen conseguiu superar Vettel e Hamilton e foi o segundo mais rápido do Q2. As coisas começaram a dar errado para Hamilton no Q3, ele teve que lutar com Nico Hulkenberg na pista e não teve chance de superar as duas Ferraris. Räikkonen fez o tempo mais rápido do final de semana 1:33.253s com Bottas em segundo com 1:33.289s, Vettel em terceiro com 1:33.426s e o desapontado Hamilton com 1:34.464s. Na segunda volta rápida Räikkonen perdeu a chance da sua primeira pole desde 2008, Vettel não desperdiçou a chance e cravou um tempo de 1:33.194s conquistando mais uma pole position na carreira. Confira abaixo como ficou o grid de largada para o GP da Rússia.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula 1 2017

terça-feira, 25 de abril de 2017

INDYCAR SERIES


Josef Newgarden consegue a sua primeira vitória pela equipe Penske.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Não demorou muito tempo para que a nova aquisição da equipe Penske se sentisse confortável na equipe. Somente na sua terceira corrida pela equipe, Josef Newgarden conquistou a sua primeira vitória no Grande Prêmio do Alabama nesse domingo. Foi a 4° vitória de sua carreira e a 2° no Circuito de Barber Motorsports Park, onde ele conquistou a sua primeira vitoria na Indy em 2015 quando pilotava pela equipe CFH Racing. Foi também a 188° vitória da equipe Penske na categoria. Na 77° volta o australiano Will Power tambem da equipe Penske liderava mas foi obrigado a entrar no pitlane para uma parada não programada, um dos pneus traseiros de seu carro perdeu pressão. Com isso Newgarden herdou a liderança da prova e suportou bem a pressão do piloto da Chip Ganassi Racing, Scott Dixon que por várias tentativas dividiu as curvas com o jovem e talentoso Newgarden. No final Newgarden cruzou 1.04 segundos à frente de Dixon. Simon Pagenaud (Penske) fechou o pódio chegando na P3, seguido pelo brasileiro Helinho Castroneves (P4) e Alexander Rossi (Andretti Herta Autosport/Curb Honda) na P5. Após liderar 60 das 90 voltas programadas, Will Power com a sua parada inesperada nos boxes, terminou a corrida na P14. Power mais uma vez largou na pole position, a sua segunda pole em três provas na temporada até agora. Power teve que ser convencido pela sua equipe através do rádio para realizar essa parada não esperada, quando ele sentiu mesmo que Newgarden iria ultrapassá-lo ele entrou para a troca de pneus.  Para Newgarden vencer já na sua terceira prova pela equipe Penske pode ser considerada uma surpresa. Simon Pagenaud por exemplo, demorou 19 corridas para conquistar a sua primeira vitória pela equipe. A próxima etapa da Indy acontece no último final de semana de Abril , a primeira prova em circuitos ovais da temporada no deserto de Phoenix. Confira na imagem abaixo como terminou a terceira etapa da Indy.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~IndyCar Series 2017

domingo, 23 de abril de 2017

BRASILEIRO DE MARCAS


Vicente Orige e Renan Guerra são os vencedores no Brasileiro de Marcas.
por Luis Fernando Soares de Almeida, fotos de Duda Bairros 

Finalmente o Campeonato Brasileiro de Marcas teve inicio nesse final de semana no Circuito do Velopark em Nova Santa Rita. Na primeira corrida Vicente Orige venceu de ponta a ponta com o seu Chevrolet Cruze, ele aguentou a forte pressão de Nonô Figueiredo. Thiago Marques completou o pódio da corrida de sábado. A segunda corrida disputada nesse domingo, Felipe Tozzo (Corolla) largou na pole e segurou a primeira colocação para algumas voltas, os carros da Chevrolet com um desempenho superior pressionaram bastante e Tozzo nao resistiu a Vicente Orige que ultrapassou o Toyota Corolla assumindo a liderança da prova. A disputa ficou acirrada entre os três Chevrolets Cruze de Orige, Nonô Figueiredo e Renan Guerra. Orige derrapou numa manca de óleo e foi ultrapassado por Nonô. Nonô Figueiredo cometeu um erro numa curva e foi superado por Renan Guerra. A corrida teve alguns acidentes e disputas acirradas. Renan Guerra cruzou em primeiro 0.739 segundos à frente de Nonô Figueiredo. Felipe Tozzo completou o pódio na P3.

BRASILEIRO DE MARCAS: 1° ETAPA, VELOPARK CORRIDA 1
1.(#43) Vicente Orige, Chevrolet Cruze - 21 voltas
2.(#11) Nonô Figueiredo, Chevrolet Cruze - +0.603s
3.(#1) Thiago Marques, Toyota Corolla - +13.882s
4.(#36) Pedro Boesel, Chevrolet Cruze - +24.612s
5.(#85) Enzo Bortoleto, Ford Focus - +26.577s
6.(27) Renan Guerra, Chevrolet Cruze - +27.661s
7.(#28) Carlos Souza, Chevrolet Cruze - +29.252s
8.(#57) Felipe Tozzo, Toyota Corolla - +41.173s
9.(#12) Marcio Bassol, Chevrolet Cruze - +41.406
10.(#6) Roberto Hofig, Ford Focus - +2 voltas
11.(#33) Patrick Choate, Toyota Corolla - +3 voltas
12.(#66) Enrico Bucci, Ford Focus - +5 voltas
13.(#74) O.Santos/L.Santos, Toyota Corolla - +23 voltas

BRASILEIRO DE MARCAS: 1° ETAPA, VELOPARK CORRIDA 2
1.(#27) Renan Guerra, Chevrolet Cruze - 21 voltas
2.(#11) Nonô Figueiredo, Chevrolet Cruze - 0.739s
3.(#57) Felipe Tozzo, Toyota Corolla - +1.731s
4.(#85) Enzo Bortoleto, Ford Focus - +2.723s
5.(#6) Roberto Hofig, Ford Focus - +11.892s
6.(#74) O.Santos/L.Santos, Toyota Corolla - +1 volta
7.(#12) Marcio Basso, Chevrolet Cruze - +2 voltas
8.(#43) Vicente Orige, Chevrolet Cruze - +3 voltas
9.(#1) Thiago Marques, Toyota Corolla - +5 voltas
**Não classificados
10.(#33) Patrick Choate, Toyota Corolla
11.(#36) Pedro Boesel, Chevrolet Cruze
12.(#28) Carlos Souza, Chevrolet Cruze
13.(#66) Enrico Bucci, Ford Focus
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Brasileiro de Marcas 2017 

V8 SUPERCARS

Na 6° corrida do ano deu Chaz Mostert em Phillip Island.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Fechando a terceira etapa da temporada da V8 Supercars Austrália, Chaz Mostert da equipe Pro Drive venceu a sexta corrida do ano em Phillip Island. Os principais pilotos e carros tiveram problemas na corrida o que facilitou demais a vida de Mostert. Os três carros da equipe Triple Eight abandonaram a prova. A dupla da equipe Shell V-Power Scott McLaughlin e Fabian Coulthard terminaram na P14 e P17 respectivamente depois de uma estratégia complicada e penalizações no pitlane que arrasaram a corrida da equipe. Isso permitiu que Mostert conquistasse a sua primeira vitória desde Agosto de 2015, à frente do companheiro de equipe Mark Winterbottom e David Reynolds da Erebus Holden. Coulthard ainda continua na liderança do campeonato, só que agora apenas sete pontos à frente de Shane van Gisbergen. James Moffat, Lee Holdsworth, Cameron Waters, Garth Tander, Dale Wood, Rick Kelly e Michael Caruso completaram o Top 10. Pela segunda vez no final de semana tivemos confusão na curva No.2, dessa vez graças a três carros que chegaram na curva lado a lado, Nick Percat, Will Davison e Jason Bright. O contato entre os três carros fez com que Bright rodasse e Davison parasse na caixa de brita, obrigando a entrada do carro de segurança. Confira abaixo como terminou a corrida.

V8 SUPERCARS: CORRIDA 6 WD-40 PHILLIP ISLAND
1.Chaz Mostert, Ford Falcon FG/X - 57 voltas
2.Mark Winterbottom, Ford Falcon FG/X - 57 voltas
3.David Reynolds, Holden Commodore VF - 57 voltas
4.James Moffat, Holden Commodore VF - 57 voltas
5.Lee Holdsworth, Holden Commodore VF - 57 voltas
6.Cameron Waters, Ford Falcon FG/X - 57 voltas
7.Garth Tander, Holden Commodore VF - 57 voltas
8.Dale Wood, Holden Commodore VF - 57 voltas
9.Rick Kelly, Nissan Altima - 57 voltas
10.Michael Caruso, Nissan Altima - 57 voltas
11.Todd Kelly, Nissan Altima - 57 voltas
12.Scott Pye, Holden Commodore VF - 57 voltas
13.Simona De Silvestro, Nissan Altima - 57 voltas
14.Scott McLaughlin, Ford Falcon FG/X - 57 voltas
15.Tim Blanchard, Holden Commodore VF - 57 voltas
16.Shane van Gisbergen, Holden Commodore VF - 57 voltas
17.Fabian Coulthard, Ford Falcon FG/X - 57 voltas
18.Jamie Whincup, Holden Commodore VF - 57 voltas
19.Tim Slade, Holden Commodore VF - 57 voltas
20.James Courtney, Holden Commodore VF - 57 voltas
21.Nick Percat, Holden Commodore VF - 57 voltas
22.Alex Rullo, Holden Commodore VF - 57 voltas
23.Craig Lowndes, Holden Commodore VF - 56 voltas
24.Taz Douglas, Holden Commodore VF - 55 voltas
25.Jason Bright, Ford Falcon FG/X - 50 voltas
26.Will Davison, Holden Commodore VF - abandono
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~V8 Supercars 2017

sábado, 22 de abril de 2017

INDYCAR SERIES

 Will Power conquista a pole no Alabama. 
por Luis Fernando Soares de Almeida

O piloto australiano Will Power da equipe Penske na última volta do Fast Six marcou 1:06.9614 segundos para conquistar a sua quarta pole position no circuito de 2.3 milhas no Alabama. As três primeiras posições do grid ficaram com a equipe Penske. Power conquistou a sua 48° pole da carreira, e aparece na quinta colocação na tabela de recordes de todos os tempos da Indy. Power superou os companheiros de equipe Helinho Castroneves (1:07.1429) e o atual campeão Simon Pagenaud (1:07.3817). A equipe Penske soma agora 248 pole positions e a terceira seguida nessa temporada. O líder do campeonato Sebastien Bourdais (Dale Coyne Racing) vai largar na P12 após ser eliminado no segund round do treino de classificação. Os 21 carros retornam para a pista nesse domingo para o Warm-Up de 30 minutos antes da largada da corrida no período da tarde. Confira o grid de largada para a terceira etapa da temporada.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~IndycarSeries 2017

INDY LIGHTS


Nico Jamin conquista a sua primeira vitória na Indy Lights.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Nico Jamin da equipe Andretti Autosport venceu a sua primeira corrida da carreira na Indy Lights no Circuito de Barber Motorsports no Alabama pela segunda etapa da temporada. O brasileiro Matheus Leist da equipe Carlin fez uma boa corrida e terminou na P4. Confira na imagem abaixo o resultado oficial da prova.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~IndyLights 2017

INDYCAR SERIES

 O australiano Will Power da Penske foi o mais rápido no último treino livre.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Com uma volta de 1:06.9953 Will Power da equipe Penske foi o mais rápido no último treino livre antes do treino de classificação que definirá o grid de largada para a prova desse domingo. Confira abaixo os tempos. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~IndyCar Series 2017

GLOBAL MAZDA MX-5 CUP

 Patrick Gallagher vence a primeira corrida em Barber Motorsports Park.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Uma das inúmeras categorias de suporte para a temporada da Indy teve a sua primeira corrida do final de semana disputada agora pouco. A Global Mazda MX-5 Cup, é uma categoria muito disputada e interessante. O vencedor foi Patrick Gallagher no Mazda Miata No.29. Confira abaixo o resultado oficial da primeira corrida. A segunda corrida acontece ainda hoje após a qualificação da prova principal da IndyCar Series.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Global MX-5 Cup

V8 SUPERCARS

Fabian Coulthard vence a primeira prova da V8 Supercars em Phillip Island.
por Luis Fernando Soares de Almeida

A corrida foi cheia de acidentes, no final Fabian Coulthard assumiu a liderança do campeoanto com a vitória na primeira corrida do final de semana em Phillip Island. Quem recebeu a bandeira quadriculada foi Craig Lowndes, mas ele foi penalizado em 15 segundos e perdeu a vitória para Coulthard. Lowndes com a penalização acabou caindo para a P12. Coulthard venceu seguido por Jamie Whincup, Garth Tander, Shane van Gisbergen e Michael Caruso. A suiça Simona de Silvestro chegou na P6 mas acabou sendo penalizada e terminou na P13. A corrida foi dominada por falhas nos pneus, diversos pilotos tiveram seus pneus estourados durante a prova, incluindo o vencedor Fabian Coulthard. Logo após a largada aconteceu o primeiro acidente, Cameron Waters mandou David Reynolds para fora da pista no primeira curva. Na curva No.2 os problemas continuaram, Rick Kelly, James Courtney, Nick Percat, Lee Holdsworth, Todd Kelly e Lowndes sairam da pista nesse incidente. Coulthard venceu a batalha na primeira curva mas um furo em seu pneu dianteiro do lado direito na volta No.19 obrigando o piloto a entrar no pitlane. Mais de 10 pneus estouraram até a 10° volta, obrigando a entrada do carro de segurança na volta No.23 para limpeza da pista. Confira abaixo como terminou a primeira prova de Phillip Island.

V8 SUPERCARS: RACE 5 - WD-40 PHILLIP ISLAND 500
1.Fabian Coulthard, Ford Falcon FG/X - 51 voltas
2.Jamie Whincup, Holden Commodore VF - 51 voltas
3.Garth Tander, Holden Commodore VF - 51 voltas
4.Shane van Gisbergen, Holden Commodore VF - 51 voltas
5.Michael Caruso, Nissan Altima - 51 voltas
6.Todd Kelly, Nissan Altima - 51 voltas
7.Jason Bright, Ford Falcon FG/X - 51 voltas
8.Mark Winterbottom, Ford Falcon FG/X - 51 voltas
9.Will Davison, Holden Commodore VF - 51 voltas
10.Scott McLaughlin, Ford Falcon FG/X - 51 voltas
11.Chaz Mostert, Ford Falcon FG/X - 51 voltas
12.Craig Lowndes, Holden Commodore VF - 51 voltas
13.Simona de Silvestro, Nissan Altima - 51 voltas
14.James Moffat, Holden Commodore VF - 50 voltas
15.Tim Blanchard, Holden Commodore VF - 50 voltas
16.Rick Kelly, Nissan Altima - 50 voltas
17.Scott Pye, Holden Commodore VF - 50 voltas
18.Tim Slade, Holden Commodore VF - 50 voltas
19.Cameron Waters, Ford Falcon FG/X - 50 voltas
20.Taz Douglas, Holden Commodore VF - 49 voltas
21.James Courtney, Holden Commodore VF - 48 voltas
22.Lee Holdsworth, Holden Commodore VF - 43 voltas
**Não terminaram a prova**
-Alex Rullo, Holden Commodore VF - 41 voltas
-Nick Percat, Holden Commodore VF - 35 voltas
-David Reynolds, Holden Commodore VF - 10 voltas
-Dale Wood, Holden Commodore VF - 7 voltas
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~V8 Supercars 2017

sexta-feira, 21 de abril de 2017

INDYCAR SERIES


Simon Pagenaud e Marco Andretti foram os mais rápidos na sexta no Alabama.
por Luis Fernando Soares de Almeida

No primeiro dia de treinos livres para o Grande Prêmio do Alabama Simon Pagenaud da Penske foi o mais rápido no primeiro treino. No segundo treino livre Marco Andretti da Andretti Autosport cravou o melhor tempo, confira na imagem abaixo como terminou o FP2.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~IndyCar Series 2017

terça-feira, 18 de abril de 2017

GP2 SERIES

  Artem Martelov vence a primeira corrida do ano em Sakhir.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Com uma estratégia diferente dos demais pilotos, o russo Artem Martelov conquistou a sua primeira vitória na GP2. No final da corrida ele tinha os pneus mais eficientes e conseguiu ultrapassar Norman Nato e Charles Leclerc para selar a sua primeira vitória na categoria. Com o primeiro set de pneus Martelov correu uma perna bem mais longa do que seus rivais, a estratégia deu certo porque os rivais com pneus mais desgastados no final não conseguiram resistir ao rápido carro de Martelov com pneus mais novos. Na largada o pole position Chalres Leclerc manteve a liderança, mas quem brilhou foi Martelov que pulou da P7 para a P3 na primeira curva, uma manobra brilhante do jovem piloto. Na terceira volta Norman Nato assumiu a ponta ultrapassando Leclerc por dentro na curva No.1.   Na quinta volta Leclerc reassumiu a ponta na mesma curva ultrapassando Nato.  Quando todos os pilotos entraram para as suas trocas de pneus, Markelov permaneceu na pista por mais duas voltas correndo o risco de perder muito tempo na sua parada. Markelov voltou para a pista na P3 ficando atrás de Leclerc 8.5 segundos, mas com pneus mais novos Markelov foi diminuindo a diferença volta após volta até ultrapassar e assumir a liderança até o final da corrida. No domingo Charles Leclerc foi o vencedor seguido de L Ghiotto na P2 e O Rowland na P3. O único brasileiro que disputa a temporada nesse ano Sergio Sette Câmara da MP Motorsport terminou na P13 na primeira corrida e na P18 no domingo.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~GP2 Series 2017

segunda-feira, 17 de abril de 2017

FORMULA V8 3.5


Pietro Fittipaldi consegue duas vitórias na abertura da Formula V8 em Silverstone.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Pietro Fittipaldi, neto de Emerson Fittipaldi entrou para a história da Fórmula V8 3.5 na abertura da temporada nesse final de semana em Silverstone. Foram duas vitórias em Silverstone. A categoria correu nesse final de semana como suporte da FIA WEC, as 6 Horas de Silverstone. Pietro conquistou a pole position para as duas corridas, no sábado ele largou e venceu de ponta a ponta, um verdadeiro passeio. Na segunda corrida quando as luzes vermelhas se apagaram Pietro da equipe Lotus traçou o seu caminho para mais uma vitória. René Binder tambem da equipe Lotus foi ultrapassado por vários pilotos apesar de ter largado ao lado de Fittipaldi na primeira fila. Na primeira curva Roy Nissany da RP Motorsports segurou o ataque da dupla de pilotos da equipe SMP, com Orudzhev mantendo a sua posição à frente de Matevos Isaakyan. No final da primeira volta Pietro liderava seguido por Nissany, Orudzhev, Isaakysan, Binder, Nelson Mason, Yu Kanamuru, Alfonso Celis Jr., Diego Menchaca, Tereschenko e Giuseppe Cipriani. Pietro não teve adversários e começa a temporada de maneira promissora, confira abaixo o resultado das duas corridas da primeira etapa em Silverstone.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula V8 3.5 2017

FIA WEC




Toyota, Ford e Ferrari saem na frente em Silverstone.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Kazui Nakajima, Sebsatien Buemi e Anthony Davidson conseguiram uma vitória brilhante na categoria P1 na abertura da temporada em Silverstone nesse final de semana. Com apenas 12 minutos restando para terminar das seis horas de corrida, Buemi ultrapassou Brendon Hartley e comandou a Toyota até a bandeira quadriculada no lendário circuito britânico. Foi a 11° vitória da Toyota na categoria e talvez uma das mais dificeis, tivemos chuva, duas bandeiras amarelas em todo o circuito e um carro de segurança que ficou por um bom tempo graças ao acidente de Jose Maria Lopez que bateu o seu Toyota TS050 Hibrido na curva Crispe. Durante as primeiras duas horas o Toyota TS050 No.7 liderou, mas a chuva deixou a pista molhada, com isso o argentino Lopez saiu da pista e bateu na barreira de proteção de pneus, incrivelmente o carro conseguiu retornar a corrida e terminou na P4 na categoria de Protótipos LMP1.  A Porsche comprou a briga com a Toyota e conquistou a P2 e P3, o trio Timo Bernhard, Brendon Hartley e Earl Bamber chegaram na segunda posição no Porsche 919 No.2 e esteve muito próximo da vitória entrando nos 15 minutos finais de prova. Nick Tandy, Neel Jani e Andre Lotterer completaram o pódio com o Porsche No.1. Na categoria LMP2 um novo nome conquistou a vitória, a equipe de Jackie Chan DC Racing com o trio de pilotos, Oliver Jarvis, Thomas Laurent e Ho-Pin Tung, iniciando uma nova era na categoria LMP2 com carros mais poderosos. Pela primeira vez na história uma equipe Chinesa conseguiu uma vitória na WEC. A vitória foi grandiosa, mais de 20 segundos do segundo colocado da equipe Valliante Rebellion do trio de pilotos Bruno Senna, Nicolas Prost e Julien Canal. Na categoria GTE Pro a equipe Chip Gannassi saiu vitoriosa com o seu Ford GT No.67 do trio Andy Priaulx, Harry Tincknell e o brasileiro Pipo Derani. A vitória não veio sem drama, a equipe teve que se recuperar de uma porta do carro perdida e um pneu desinflado. Harry Tincknell foi o iloto que ultrapassou a Ferrari No.51 assumindo a liderança da prova. Tincknell recebeu a quadriculada 15 segundos à frente de James Calado e Alessandro Pier-Guidi da Ferrari. O Porsche 911 RSR No.81 do trio Frederic Makowiecki e Richard Lietz completou o pódio na P3. A primeira etapa foi um sucesso absoluto com a presença de 50.200 espectadores ao longo do final de semana.

FIA WEC:1° ETAPA - 6 HORAS DE SILVERSTONE - FINAL
1.(#8) Buemi/Davidson/Nakajima, Toyota TS050 Hybrid - 197 voltas (LMP1)
2.(#2) Bernhard/Bamber/Hartley, Porsche 919 Hybrid - 197 voltas (LMP1)
3.(#1) Jani/Lotterer/Tandy, Porche 919 Hybrid - 197 voltas (LMP1)
4.(#38) Tung/Jarvis/Laurent, Oreca 07 Gibson - 184 voltas (LMP2)
5.(#31) Canal/Prost/Senna, Oreca 07 Gibson - 184 voltas (LMP2)
6.(#28) Perrodo/Vaxiviere/Collard, Oreca 07 Gibson - 194 voltas (LMP2)
7.(#36) Lapierre/Menezes/Rao, Alpine A470 Gibson - 183 voltas (LMP2)
8.(#26) Rusinov/Thiriet/Lynn, Oreca 07 Gibson - 183 voltas (LMP2)
9.(#24) Graves/Hirsch/Vergne, Oreca 07 Gibson - 183 voltas (LMP2)
10.(#25) Gonzalez/Trummer/Petrov, Oreca 07 Gibson - 182 voltas (LMP2)
11.(#37) Cheng/Brundle/Gommendy, Oreca 07 Gibson - 182 voltas (LMP2)
12.(#13) Reche/Heinemeier/Piquet, Oreca 07 Gibson - 172 voltas (LMP2)
13.(#67) Priaulx/Tincknell/Derani, Ford GT - 171 voltas (LMGT PRO)
14.(#51) Calado/Pier-Guidi, Ferrari 488 GTE - 171 voltas (LMGTE PRO)
15.(#81) Lietz/Makowiecki, Porsche 911 RSR - 171 voltas (LMGTE PRO)
16.(#66) Mücke/Pla/Johnson, Ford GT - 171 voltas (LMGTE PRO)
17.(#71) Rigon/Bird, Ferrari 488 GTE - 170 voltas (LMGTE PRO)
18.(#95) Thiim/Sorensen/Stanaway, Aston Martin Vantage - 170 voltas (LMGTE PRO)
19.(#97) Turner/Adam/Serra, Aston Martin Vantage - 168 voltas (LMGTE PRO)
20.(#61) Mok/Sawa/Griffin, Ferrari 488 GTE - 166 voltas (LMGTE AM)
21.(#96) Dalla Lana/Lamy/Lauda, Aston Martin V8 Vantage - 166 voltas (LMGTE AM)
22.(#77) Ried/Cairoli/Dienst, Porsche 911 RSR (991) - 166 voltas (LMGTE AM)
23.(#7) Conway/Kobayashi/Lopez, Toyota TS050 Hybrid - 159 voltas (LMP1)
24.(#86) Wainwright/Barker/Foster, Porsche 911 RSR (991) - 143 voltas (LMGTE AM)
25.(#54) Flohrt/Castellacci/Molina, Ferrari 488 GTE - 165 voltas (LMGTE AM)
26.(#4) Webb/Kraihamer/Rossiter, ENSO CLM P1/01 - 155 voltas (LMP1)
27.(#92) Christensen/Estre, Porsche 911 RSR - 95 voltas (LMGT PRO)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~FIA WEC 2017 

domingo, 16 de abril de 2017

FORMULA 1

 Sebastian Vettel consegue a segunda vitória da temporada no Bahrain.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Vettel sofreu uma forte pressão de Hamilton na parte final da corrida mas não teve uma clara oportunidade para ultrapassar o Ferrarista que conquistou a sua segunda vitória no campeonato e passou a liderar sozinho a classificação de pilotos. Valtteri Bottas que largou na P1, a primeira pole de sua carreira conquistada no sábado, manteve a liderança após a largada, Vettel largou melhor do que Hamilton e superou o campeão assumindo a P2. Vettel pressionou Bottas no estágio inicial da corrida, mas não ameaçou de verdade. Vettel foi o primeiro dos líderes a entrar para a troca de pneus na 10° volta, ele voltou para a pista com um novo jogo de pneus super-macios, claramente indicando uma estratégia de duas paradas. Mas Verstappen da Red Bull seguiu a estratégia de Vettel e entrou na volta seguinte, mas teve problemas de freios em seu carro após sair dos boxes, na volta No.4 ele encostou o seu carro na proteção de pneus finalizando a sua corrida. O carro de segurança entrou na pista quando Lance Stroll da Williams e Carlos Sainz da Toro Rosso se encontraram na pista. Sainz saia do pitlane e entrou na lateral da Williams de Stroll, ambos sairam da prova. Isso desencadeou mais uma série de paradas que permitiu que Vettel assumisse a liderança da corrida. A Mercedes deu a ordem para os seus dois pilotos entraram ao mesmo tempo, isso fez com que Hamilton perdesse a P3 para a Red Bull de Daniel Ricciardo. Hamilton foi penalizado com 5 segundos por diminiuir muito a velocidade na entrada do pitlane. Na volta No.17 aconteceu a relargada com Vettel na liderança e Bottas logo atrás dele, Hamilton foi pra cima de Ricciardo e retomou a P3 do piloto australiano. Felipe Massa da Williams na curva No.4 ultrapassou Ricciardo assumindo a P4. Bottas que estava com pneus super-macios, fez a sua segunda parada 13 voltas mais tarde colocando pneus macios, voltou na P7. Rapidamente Bottas superou Sergio Perez da Force India e Massa da Williams assumindo a P5.  Após mais uma série de paradas Vettel abriu para mais de seis segundos a diferença para o então segundo colocado Valtteri Bottas, Hamilton que estava grudado em Bottas acabou ultrapassando na curva No.1 na 27° volta. Nessa altura Vettel já liderava por 6.3 segundos, mas Hamilton vinha diminuindo a diferença volta após volta. No final da volta No.33 Vettel entrou para a última troca de pneus, ele voltou com pneus macios na P3, 17 segundos atrás de Hamilton e três atras de Kimi Raikkonen. Três voltas mais tarde Vettel ultrapassou um complacente Raikkonen. Vettel estava a 9.5 segundos de Hamilton quando o britãnico entrou para a sua segunda troca de pneus com apenas 16 voltas para terminar a corrida. Hamilton voltou na P3 com pneus macios e mais de 10 segundos atrás de Bottas que estava na P2. Hamilton com pneus novos precisou apenas de cinco voltas para alcançar e ultrapassar o seu companheiro de equipe. A equipe Mercedes ordenou que Bottas cedesse a sua posição para Hamilton o que deixou o piloto finlândes bem chateado no final da corrida. Vettel só controlou a sua vantagem e cruzou a linha de chegada mais de seis segundos à frente de Hamilton. Kimi Räikkonen da Ferrari cruzou na P4 seguido de Daniel Ricciardo (Red Bull) na P5, Felipe Massa (Williams) na P6, Sergio Perez (Force India) na P7, Romain Grosjean (Team Haas) na P8, Nico Hulkenberg (Renault) na P9 e fechando a zona de pontuação veio Esteban Occon (Force India) na P10. A próxima etapa acontece daqui duas semana na Rússia Confira abaixo o resultado completo da terceira etapa da temporada.


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula 1 2017

quarta-feira, 12 de abril de 2017

INDYCAR SERIES



Fernando Alonso vai disputar as 500 Milhas de Indianapolis.
por Luis Fernando Soares de Almeida

A IndyCar Series conseguiu um reforço de peso para a 101° edição das 500 Milhas de Indianapolis nesse ano, ninguem menos do que o bi-campeão de F1 Fernando Alonso. A noticia caiu como uma bomba no mundo do automobilismo, já que Alonso vai ficar de fora do GP de Mônaco que acontece no mesmo dia. O anúncio foi feito nessa terça (12/04) pela McLaren, numa parceria com a equipe de Michael Andretti, a Andretti Autosport. Alonso vai correr pela equipe que já venceu quatro vezes as 500 Milhas incluindo a do ano passado com o novato Alexander Rossi. No ano passado a etapa vendeu todos os ingressos pela primeira vez na história e quebrou todos os recordes de audiência nos Estados Unidos. Alonso tem 32 vitórias e 97 pódios em 275 corridas na F1. Alonso se junta a Graham Hill, Jack Brabham, Jim Clark, Emerson Fittipaldi, Mario Andretti e Nelson Piquet todos ex-campeões da F1 que disputaram uma etapa das 500 milhas. A McLaren tem história nas 500 Milhas, o fundado da equipe Bruce McLaren tentou correr em 1970 mas falhou na classificação. No ano seguinte, após a morte de McLaren, Mark Donahue classificou um carro em parceria com a equipe Penske. Apesar de larga na P2, completou apenas 66 voltas e terminou na P25. Em 1072, Donahue venceu as 500 milhas, a primeira das três vitórias em Indianapolis. Johnny Rutherford venceu as outras duas, em 1974 e 1976. Após 38 anos a cor clássica Laranja Papaia estará no carro da McLaren/Andretti. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~IndyCar Series 2017

segunda-feira, 10 de abril de 2017

INDYCAR SERIES


 James Hinchcliffe consegue uma grande vitória em Long Beach.
por Luis Fernando Soares de Almeida

A corrida desse domingo pela segunda etapa da temporada em Long Beach foi muito disputada e movimentada. No final o canadense James Hinchcliffe conseguiu uma vitória excelente. Na primeira semana da temporada em St. Petersburg os argumentos eram de que HInchcliffe tinha o carro a ser batido. Foi a quinta vitória de Hinchcliffe na carrreira. O piloto canadense resistiu a pressão exercida pelo vencedor de St Petersburg, Sebastién Bourdais (Dale Coyne Racing) e cruzou a linha de chegada com uma margem de vantagem de 1.4 segundos, foi a primeira vitória de Hinchcliffe desde Abril de 2015 quando ele venceu em Motorsports Park. Foi a primeira vitória da modesta equipe Schmidt Peterson Motorsports em Long Beach. O novo piloto da equipe Penske, Josef Newgarden chegou na P3, seguido por Scott Dixon (Chip Ganassi Racing) na P4 e Simon Pagenaud (Team Penske) que fez uma ótima corrida de recuperação, largou na P21 e conseguiu chegar na P5. Com a vitória Hinchcliffe pulou da nona para a segunda colocação na tabela de classificação, 19 pontos atras de Sebastién Bourdais, uma começo improvável de temporada com duas equipes modestas liderando. A próxima etapa acontece no circuito de Barber Motorsports Park no Alabama em 23 de Abril. Helinho Castroneves (Team Penske) que largou na pole position não teve uma boa largada e acabou chegando na P9. Tony Kanaan (Chip Ganassi Racing) largou na P11 e terminou na P15, não foi um bom dia para os brasileiros. 
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~IndyCar Series 2017

domingo, 9 de abril de 2017

FORMULA 1

 Lewis Hamilton reina absoluto em Xangai.
por Luis Fernando Soares de Almeida

A 54° vitória de Lewis Hamilton foi conquistada com a pole position no sábado e a liderança de ponta a ponta no Grande Prêmio da China. A corrida começou com a pista ligeiramente molhada mas sem chuva, o que indicava que o piso estaria seco rapidamente. Todos os pilotos largaram com pneus intermediarios, com a excessão de Carlos Sainz da Toro Rosso que arriscou e largou com pneus super macios. Ainda na primeira volta Sainz rodou saiu da pista e no retorno chegou a tocar a lateral do seu carro nas barreiras de proteção. Apesar desse pequeno acidente com Sainz, a pista foi secando rapidamente e era evidente que os pneus para pista seca seriam a melhor opção. Na quarta volta vários pilotos entraram para a troca de pneus quando o carro de segurança virtual foi acionado, graças ao toque da Force India de Sergio Perez na Williams de Lance Stroll que saiu da pista e não conseguiu retornar. Curiosamente o líder Lews Hamilton, o seu companheiro de equipe Valtteri Bottas, Daniel Ricciardo da Red Bull, Kimi Räikkonen da Ferrari e Verstappen da Red Bull seguiram na pista com pneus intermediários. Mas quando Antonio Giovinazzi já com pneus supermacios bateu forte na reta de chegada e o carro de segurança entrou na pista, todos entraram para troca de pneus. Todos que entraram nessa hora mantiveram a sua posição, Vettel caiu para a P6. Max Verstappen deu um show no inicio da prova, em apenas uma única volta ele já tinha ultrapassado nove carros e mostrou que seria o maior desafio para Hamilton. Ele rapidamente chegou à P2 com pneus supermacios (vermelhos), o seu companheiro de equipe Daniel Ricciardo em terceiro tambem com pneus supermacios contra os s macios (amarelos) da maioria dos pilotos. O carro de Verstappen começou a perder desempenho já que os pneus supermacios se degradam mais rapidamente. Na 20° volta Vettel ultrapassou Kimi Räikkonen e duas voltas mais tarde uma bela ultrapassagem sobre Ricciardo assumindo a P3. Na 28° volta Verstappen sob forte pressão de Vettel travou as rodas na curva 14 e foi ultrapassdo por Vettel. Da metade da prova em diante Hamilton e Vettel consolidaram as suas posições volta após volta. Apenas Verstappen sofria uma forte pressão do seu companheiro de equipe Ricciardo na briga pela P3. Hamilton cruzou em primeiro com Vettel em segundo e Verstappen fechando o pódio em terceiro. Vettel e Hamilton estão empatados na primeira colocação com 43 pontos, a Mercedes lidera o campeonato de construtores por apenas um ponto de diferença para a Ferrari. Verstappen foi eleito pelos torcedores, o Piloto do dia, uma performance sensacional. O destaque negativo da corrida ficou por conta da equipe Williams, primeiro Lance Stroll foi tocado e saiu ainda na primeira volta e Felipe Massa com problemas em seu carro terminou apenas na P14. Confira abaixo o resultado completo da prova.
 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula 1 2017

WEATHERTECH SPORTSCAR GTLM

Oliver Gavin e Tommy Milner da Corvette vencem em Long Beach.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Foi uma super corrida repleta de ultrapassagens, acidentes e batalhas na pista. Na última volta o lendário hairpin do circuito de Long Beach protagonizou um dos finais mais cruéis dos últimos anos. No ano passado esse mesmo hairpin tirou Tommy Milner da vitória, ele rodou e Nick Tandy acabou vencendo com o seu Porsche. Ontem um acidente envolvendo vários carros bloqueou a pista. Antonio Garcia no Corvette No.3 liderava à frente de Milner e Richard Westbrook no Ford GT No.67 da equipe Chip Ganassi Racing. Garcia tentou manobrar o seu Corvette por fora mas ali não tinha espaço, com isso a parte de dentro da pista foi liberada e Milner assumiu a liderança cruzando em primeiro. Westbrook seguiu Milner e cruzou em segundo, completando o pódio veio o Porsche 911 RSR No.912 de Kevin Estre e Laurens Vanthoor. Garcia ainda perdeu a P4 para o BMW M6 de Bill Auberlein e Alexander Sims antes de se livrar do bloqueio e cruzar a linha de chegada na P5, um desastre para quem tinha a vitória nas mãos a apenas uma curva da bandeira quadriculada. Foi a quarta corrida consecutiva na Weathertech onde na categoria GT Le Mans três fabricantes diferentes dividem o pódio mostrando o equilibrio da categoria. Milner e Gavin, os atuais campeões da classe conquistaram a sua primeira vitória na temporada, e foi a segunda vitória da equipe Corvette Racing que venceu no mês passado as 12 Horas de Sebring. A Corvette Racing soma agora 104 vitórias na categoria. Tommy Milner venceu a sua 15° corrida juntando WeatherTech, ALMS e GRAND-AM e Oliver Gavin conquistou a sua 47° vitória da carreira. Vanthoor liderou os primeiros 42 minutos da corrida no Porsche 911 RSR No.912 antes de passar o cockpit para o seu companheiro Kevin Estre. Com menos de 15 minutos restando para terminar a corrida o carro No.24 de Martin Tomczyk (BMW M6) diminuiu a velocidade drásticamente aparentemente com problemas mecânicos, cedendo a liderança para o Corvette de Antonio Garcia. Um acidente na volta de abertura da etapa arruinou a corrida de dois fortes concorrentes, o Ford GT NO.66 de Joey Hand e Dirk Muller  e a Ferrari 488 GTE No.62 de Toni Vilander e Giancarlo Fisichella. Confira abaixo como terminou a corrida na classe GT Le Mans.

WEATHERTECH: 3° ETAPA - LONG BEACH - CLASSE GT LEMANS
1.(#4) Oliver Gavin/Tommy Milner, Corvette C7.R - 63 voltas (6° na geral)
2.(#67) Richard Westbrook/Ryan Briscoe, Ford GT - 63 voltas (7° na geral)
3.(#912) Kevin Estre/Laurens Vanthoor, Porsche 911 RSR - 63 voltas (8° na geral)
4.(#25) Bill Auberlein/Alexander Sims, BMW M6 - 63 voltas (9° na geral)
5.(#3) Jan Magnussen/Antonio Garcia, Corvette C7.R - 63 voltas (10° na geral)
6.(#911) Patrick Pilet/Dirk Werner, Porsche 911 RSR - 62 voltas (13° na geral)
7.(#24) John Edwards/Martin Tomczyk, BMW M6 - 62 voltas (15° na geral)
8.(#66) Dirk Mueller/Joey Hand, Ford GT - 61 voltas (27° na geral)
9.(#62) Toni Vilander/Giancarlo Fisichella, Ferrari 488 GTE - 0 voltas (34° na geral)
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Weathertech Sportscar 2017

WEATHERTECH SPORTSCAR GTD

A Mercedes-AMG conquista a segunda vitória na Weathertech Sportscar.
por Luis Fernando Soares de Almeida

O carro No.50 da Mercedes-AMG da dupla de pilotos, Cooper MacNeil e Gunnar Jeannette teve uma estratégia perfeita na terceira etapa do Weathertech em Long Beach e conquistou a sua primeira vitória na classe Daytona GT. Após se qualificar apenas na P13 na sexta feira a equipe escolheu iniciar a corrida com um jogo de pneus novos, fazendo com que o carro No.50 largasse na última posição do grid. Quando aconteceu a segunda das cinco bandeiras amarelas da corrida, MacNeil trouxe o carro para os boxes e passou o comando do carro para o seu companheiro, Jeannette. Na marca de 47 minutos de corrida quandos os outros carros pararam, Jeannette chegou na liderança. Ele seguiu forte na liderança até o final da prova cruzando a linha de chegada 7.4 segundos à frente de Jeroen Bleekemolen no Mercedes-AMG No.33. Os dois pilotos são veteranos, MacNeil já havia vencido cinco provas na antiga American LeMans Series (ALMS), assim como Jeannette já tinha seis vitórias na ALMS e GRAND-AM. Foi a segunda vitória consecutiva da equipe Mercedes que vencera em Sebring no mêspassado. Bleekemolen e Ben Keating com a P2 extenderam a sua liderança no campeonato na classe GTD para 21 pontos, 98 contra 77 sobre a Ferrari 488 GT3 No.63 da equipe Scuderia Corsa dos pilotos Christina Nielsen e Alessandro Balzan, os atuais campeões da série e que terminaram na P3 ontem. A próxima etapa acontece no mês de Maio (dia 6) em Austin no Texas.

WEATHERTECH: 3° ETAPA - LONG BEACH - CLASSE GT DAYTONA
1.(#50) Cooper MacNeil/Gunnar Jeannette - Mercedes-AMG GT3 - 62 voltas (11° na geral)
2.(#33) Jeroen Bleekemolen/Ben Keating - Mercedes-AMG GT3 - 62 voltas (12° na geral)
3.(#63) Christina Nielsen/Alessandro Balzan - Ferrari 488 GT3 - 62 voltas (14° na geral)
4.(#73) Jorg Bergmeister/Patrick Lindsey - Porsche 911 GT3 R - 62 voltas (16° na geral)
5.(#991) Wolf Henzier/Jan Heylen - Porsche 911 GT3 R - 62 voltas (17° na geral)
6.(#14) Scott Pruett/Sage Karan - Lexus RCF GT3 - 62 voltas (18° na geral)
7.(#93) Andy Lally/Katherine Legge - Acura NSX GT3 - 62 voltas (19° na geral)
8.(#16) Corey Lewis/Geert Jeroen Muller - Lamborghini Huracan GT3 - 62 voltas (20° na geral)
9.(#96) Bret Curtis/Jens Klingmann - BMW M6 GT3 - 61 voltas (22° na geral)
10.(#86) Jeff Segal/Oswaldo Negri Jr. - Acura NSX GT3 - 61 voltas (23° na geral)
11.(#15) Robert Alon/Jack Hawksworth - Lexus RCF GT3 - 61 voltas (24° na geral)
12.(#28) Michael Christensen/Daniel Morad - Porsche 911 GT3 R - 61 voltas (25° na geral)
13.(#57) Andrew Davis/Lawson Aschenback - Audi R8 LMS GT3 - 61 voltas (26° na geral)
14.(#54) Jonathan Bennett/Colin Braun - Porsche 911 GT3 R - 61 voltas (28° na geral)
15.(#75) Boris Said/Tristan Vautier - Mercedes-AMG GT3 - 60 voltas (30° na geral)
16.(#48) Bryan Seller/Madison Snow - Lamborghini Huracan GT3 - 53 voltas (31° na geral)
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Weathertech Sportscar 2017

NASCAR XFINITY SERIES



Erik Jones vence no Texas pela Xfinity Series da Nascar.
por Luis Fernando Soares de Almeida

Na parte final da corrida Erik Jones abriu dois segundos de vantagem sobre Ryan Blaney, e essa diferença era o que o piloto do Toyota No.20 da equipe Joe Gibbs Racing precisava para uma vitória convincente nesse sábado nas 300 Milhas do Texas. Foi a segunda vitória de Jones no Texas e a primeira dessa temporada totalizando sete vitórias em sua carreira. Jones liderou 112 das 200 voltas e chegou a abrir três segundos de vantagem controlando totalmente o ritmo da corrida. Kevin Harvick cruzou na P3, 21 segundos atrás de Jones, apenas nove pilotos terminaram a corrida na volta do líder. Austin Dillon ficou na P4 seguido de Cole Custer na P5 e Darrell Wallace Jr. que cruzou na P6 pela quinta vez consecutiva. Com o estágio final da prova iniciado na 98° volta, Blaney conseguiu ultrapassar Jones pela liderança na 131° volta. Jones entrou para a troca de pneus e reabastecimento na 147° volta, e Blaney entrou na volta seguinte. Jones conseguiu assumir a liderança nesse ponto da corrida e de lá não saiu mais. Elliott Sadler apesar de ter terminado a corrida na P10 ainda lidera a série com apenas seis pontos de vantagem sobre William Byron, confira abaixo o resultado final da corrida no Texas.

NASCAR XFINITY: 6° ETAPA - 300 MILHAS DO TEXAS
1.(#20) Erik Jones, Toyota - 200 voltas
2.(#22) Ryan Blaney, Ford - 200 voltas
3.(#41) Kevin Harvick, Ford - 200 voltas
4.(#2) Austin Dillon, Chevrolet - 200 voltas
5.(#00) Cole Custer, Ford - 200 voltas
6.(#6) Darrell Wallace Jr., Ford - 200 voltas
7.(#9) William Byron, Chevrolet - 200 voltas
8.(#3) Ty Dilon, Chevrolet - 200 voltas
9.(#19) Matt Tifft, Toyota - 200 voltas
10.(#1) Elliott Sadler, Chevrolet - 200 voltas
11.(#16) Ryan Reed, Ford - 199 voltas
12.(#18) Daniel Suarez, Toyota - 199 voltas
13.(#7) Justin Allgaier, Chevrolet - 199 voltas
14.(#23) Spencer Gallagher, Chevrolet - 199 voltas
15.(#33) Brandon Jones, Chevrolet - 199 voltas
16.(#11) Blake Koch, Chevrolet - 198 voltas
17.(#28) Dakoda Armstrong, Toyota - 198 voltas
18.(#39) Ryan Sieg, Chevrolet - 198 voltas
19.(#62) Brendan Gaughan, Chevrolet - 198 voltas
20.(#5) Michael Annett, Chevrolet - 197 voltas
21.(#51) Jeremy Clements, Chevrolet - 197 voltas
22.(#14) JJ Yeley, Toyota - 197 voltas
23.(#4) Ross Chastain, Chevrolet - 197 voltas
24.(#99) David Starr, Chevrolet - 196 voltas
25.(#07) Ray Black Jr., Chevrolet - 195 voltas
26.(#52) Joey Gase, Chevrolet - 195 voltas
27.(#78) BJ McLeod, Chevrolet - 194 voltas
28.(#90) Alex Labbe, Chevrolet - 194 voltas
29.(#24) Jeb Burton, Toyota - 192 voltas
30.(#0) Garrett Smithley, Chevrolet - 188 voltas
31.(#40) Timmy Hill, Chevrolet - 179 voltas
32.(#21) Daniel Hemric, Chevrolet - 172 voltas
33.(#42) Tyler Reddick, Chevrolet - 148 voltas
34.(#12) Joey Logano, Ford - 145 voltas **Motor
35.(#01) Harrison Rhodes, Chevrolet - 137 voltas **Clutch
36.(#8) Jeff Green, Chevrolet - 114 voltas **Suspensão
37.(#48) Brennan Poole, Chevrolet - 66 voltas **Acidente
38.(#98) Casey Mears, Ford - 50 voltas **Câmbio
39.(#13) Carl Long, Toyota - 24 voltas **Steering
40.(#93) Jordan Anderson, Chevrolet - 17 voltas **Elétrica
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Nascar Xfinity Series 2017

sábado, 8 de abril de 2017

V8 SUPERCARS

 A primeira corrida do final de semana pela V8 Supercars foi interrompida por um grande acidente.
por Luis Fernando Soares de Almeida

A terceira corrida da temporada teve apenas 1 volta na Tasmania. Shane van Gisbergen liderava quando um grande acidente envolvendo 12 carros aconteceu causando uma bandeira vermelha. A direção de prova resolveu cancelar a corrida que não valerá pontos para a temporada. A vitória de Van Gisbergen será mantida mas sem pontuação. O piloto Will Davison foi o unico hospitalizado e com dores nas costas não irá participar da corrida de domingo, o piloto vai passar a noite no Hospital em observação. O Holden de Davison sofreu um impacto violento com o Nissan de Rick Kelly. Confira algumas imagens do acidente.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~V8 Supercars 2017

FORMULA 1



Lewis Hamilton conquista a segunda pole position do ano em Xangai.
por Luis Fernando Soares de Almeida

A Ferrari de Sebastian Vettel foi mais rápida nas duas primeiras fases do treino de classificação. Mas no final Lewis Hamilton com a sua Mercedes superou a Ferrari de Vettel e conquistou a sua 6° pole position consecutiva na Fórmula 1. Foi uma briga próxima entre Vettel e Hamilton, no Q1 Vettel foi o mais rápido com uma volta de 1:33.078s contra 1:33.333s de Hamilton. Kimi Räikkonen foi o terceiro mais rápido com 1:33.341s e Bottas o quarto com 1:33.684s. A diferença foi que os dois ferraristas utilizaram pneus macios amarelos contra os supermacios vermelhos dos pilotos da Mercedes. Romain Grosjean da equipe Haas foi o azarado do Q1, ele estava na sua segunda volta rápida quando rodou e saiu da pista na curva No.16 e teve um pneu traseiro furado. Grosjean marcou o seu melhor tempo em 1:35.223s e foi ainda penalizado pois não diminuiu a velocidade após um acidente com o italiano Antonio Giovinazzi. Stoffel Vandoorne da McLaren com uma volta de 1:35.023s tambem foi um dos eliminados na primeira parte do treino. O único acidente do treino aconteceu com Antonio Giovinazzi da Sauber, o piloto rodou na curva 16 e bateu forte na barreira de proteção danificando muito o seu carro.  A grande surpresa do Q1 foi a eliminação de Max Verstappen da Red Bull que teve problemas com o software do motor que não permitia ao carro a sua potência máxima, ele conseguiu apenas a P19 com um tempo de 1:35.433s. Jolyon Palmer da Renault e Esteban Occo da Force India completaram o time dos eliminados do Q1. Vettel continuou ditando o ritmo do treino e foi o mais rápido com 1:32.392s com Hamilton na sua cola com 1:32.406s e Bottas que superou Räikkonen na P3 e P4 respectivamente. Os eliminados no Q2 foram Carlos Sainz da Toro Rosso com 1:34.150s, Kevin Magnussen da Haas com 1:34.164s, Fernando Alonso da McLaren com 1:34.372s e Marcus Ericsson da Sauber com 1:35.046s. No último minuto do Q2 Hulkenberg e Perez para a Renault e Force India garantiram a sua passagem para o Q3. Nas primeiras voltas do Q3 Hamilton mostrou a sua qualidade e cravou 1:31.902s com Vettel logo atrás com 1:32.086s, seguido de Bottas com 1:32.265s e Räikkonen com 1:32.616s. Räikkonen reclamou de perda de grip na traseira do seu carro e perguntou para a sua equipe porque tinham modificado o setup do carro. Hamilton selou a pole position com uma volta espetacular de 1:31.678s contra 1:31.864s de Sebastian Vettel. Valtteri Bottas larga na segunda fila na P3 e ao lado dele Räikkonen na P4. Confira abaixo o grid de largada para o Grande Prêmio da China que acontece as 4 da manhã desse domingo. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~Formula 1 2017